POR QUE O RODRIGÃO É A BOLA DA VEZ?

Apesar de não me envolver mais com os reality shows da TV brasileira, não torcer enfurecido pelos participantes que mais me identificava (a ultima vez que o fiz foi com a Siri, e me arrependo com vergonha disso), hoje me despertou a vontade de defender um dos integrantes. Não tomo partido dele, apenas analiso os gritos do publico sobre Rodrigão ser gay.

Ontem respondi sobre isso no blog Gabuh. Na verdade reproduzo um pouco do que lá disse.

No inicio do programa as atitudes suspeitas de Rodrigão até me deixaram desconfiado da sua sexualidade e clamei em coro com o publico que ele era gay. Ri das charges que fizeram sobre ele e das insinuações que a equipe de edição insistia em mostrar.

Li sobre isso numa coluna do uol e concordei com quem escrevia. Por que insistir para que o menino saia do armário? Por que colocar em pauta a sexualidade de um participante e “arregaçar” sua vida pelo simples prazer de fazê-lo? Não sou preconceituoso, isso deixei claro todas as vezes que precisei falar sobre esse assunto.

Mas pensando friamente. Rodrigão é um cara que desponta na mídia. Um menino bonito, vazio, talvez pela idade, narcisista, muitas vezes agressivo com as mulheres, mas nada disso conota que seja homossexual. E se for? Qual o problema dele resolver manter-se calado, sem se expor. Família, amigos, e tantos outros “porens” estão envolvidos nessa questão, e não é pelo fato do Deus todo poderoso do programa Senhor Boninho desejar que a vida de um participante irá desmoronar para agrada-lo.

O BBB é efêmero e todos sabem. É uma vida de 3 meses como o próprio Pedro Bial anuncia a todo instante. Pensar que o cara pode se prejudicar por uma vida inteira pessoal e profissionalmente é de se pensar. O publico quer que ele se mostre. Pra que? Para em seguida rechaça-lo? É só tomarmos como exemplo dezenas de galãs e cantores nacionais que se escondem, para manter a pecha de “machões” e assim continuar vendendo sua imagem

Um país onde um casal gay termina a historia romântica numa novela se cumprimentando com abraços e toques de mão como “manos” corintianos é tão hipócrita que não se pode querer que na realidade alguém tenha que sair do armário para agradar o publico. Que seja o publico simpatizante, o heterossexual e o gay, que precisa parar de achar e querer que todos sejam gays. Não é assim que irão disseminar a causa contra a homofobia.

Deixem Rodrigão ser aquilo que quiser !!! Quem sabe daqui uns anos, mais amadurecido como Ricky Martin ( se sua fama durar até lá) ele não tenha uma cabeça mais tranquila para enfrentar o mundo.

Fala-se demais dos outros a sem prestar atenção que por trás daquele menino bonito da TV tem uma mãe, um pai, uma família inteira que sofre com os comentários do publico. Independente da época, da cultura somos os mesmos romanos no coliseu torcendo para que o leões devorassem os cristãos aos poucos. O sadismo continua vivo em todos nós. Parece tão importante discutir a respeito da sexualidade de um cara, que em pouco tempo ninguém mais vai se lembrar, enquanto temos sérios problemas de segurança, dentro e fora das cadeias.

Sinceramente não me importa se Paulinha era gorda e manipuladora, se Diana é lesbica assumida ou não, e muito menos se todos ( digo todos ) os homens que entraram no programa esse ano eram gays. Acho que a Globo ao invés de apostar na diversidade em BBBs, deveria honrar mais os textos de seus autores de teledramaturgias. Ver uma Maria Adelaide Amaral ter que rebolar para fazer de um casal de gays algo crível, deveria ser muito mais importante do que em que time apita Rodrigão.

E tenho dito...

Abração....e boa terça feira

8 comentários:

Cris disse...

Eita...veio que veio com tudo hoje.....kkkkkkkkkkkkkk

Neste exato momento Daniel medita no jardim após ter tomado café e fumado seu cigarrinho....rs

Todos os anos, por causa de trabalho, o per perwiu abre aqui em casa. Alguns BBBs eunem me dei ao trabalho de acompanhar, mas este eu gostei da galera; não de todos, óbvio, mas chamou minha atenção alguns participantes e já estou sofrendo abstinência de BBB11....kkkkkkkkkkkkkkk

Nunca achei o Rodrigão gay e sim, tímido, reservado, na dele...como vc mesmo disse. Pelo per perwiu
vi lancesque até poderiam rotulá-lo como gay, mas não me importa a opção sexual dele.

To torcendo para o Daniel e para a Maria. As duas pessoas na casa de coração puro, sincero e que não estão ali como sacanas do pedaço.

Deixando o BBB11 de lado e entrando no lance que vc falou sobre os casais gays em novelas acho que essa liberdade virá aos poucos. Assim como o beijo hetero na TV foi uma conquista; bem como exposições mais provocantes.

Tenho diversos amigos gays e costumo dizer para eles que acho a Parada Gay de Sampa uma forçação de barra. Valeria pelo lance de reinvindicação de direitos legais, etc.
Não há igualdade entre homens, mulheres e gays. Disse isso em algum blog por ai. Somos diferentes. Como querem igualdade se não existe???????????????????????
Quanto aos direitos civis acho mais que válido.

Também me posiciono contra beijos e agarros que são dados em público. Aliás, até mesmo entre homem e mulher. Intimidade já vem na palavra.

Neste carnaval do Rio, vi uma cena que me deu asco e ela aconteceu entre heterossexuais. O que me dá asco é vc , eu ou qq pessoa invadir a minha intimidade com a sua.
Diferente dessa intimidade ser arte e vir numa tela de cinema, numa peça de teatro, etc. A pessoal, cabe em quatro paredes ou pra quem curte nos swings da vida!

Os homossexuais, em parte, acham que sair beijando na boca na Parada Gay vai fazer com que nossa Constituiçlão mude algo. Não é por ai. O que mudará é o diálogo sensato, respeitando o espaço de cada um e o direito de todos de serem felizes e decidirem sua opção sexual com serenidade, maturidade e respeito. O que cabe em qq opção.

Não sou nem um pouco preconceituosa, mas vivo meio que em cima do ditado: minha liberdade termina onde a sua começa.

E to esperando o dia de entrar aqui e escrever uma linha..........kkkkkkkkkkkkk

Vou cuidar da vida, pq to atrasada.
Beijão!


E bora torcer pro Daniel levar essa grana....hahaha

Cris disse...

Só duas !





Tpo te esperando aqui em casa.......kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Lindinhoooooooooooooooo ! Não consigo. Não aqui! Sua inteligência e humor contagiam.
beijocas

Paulo Braccini disse...

Não curto BBB, este então passei a léguas dele, nem mesmo comentários eu acompanhei, mas claro, vi o Rodrigão ... seja ele o q for ... eu faço fácil ... rs

Gabuh disse...

Falei mais sobre isso no "O post anterior sobre Rodrigão":

http://blogayconversafora.blogspot.com/2011/03/o-post-anterior-sobre-rodrigao.html


Um cheiro, homem!

Lobo disse...

Rafa,

Aqui tem um texto do Tony Goes, na folha, que trata desse assunto por um outro ângulo.

Acho que vale dar uma olhada

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/883158-tony-goes-os-misoginos.shtml

Abração!

..::voy::.. disse...

a mim nao interessa se ele é ou não gay. pq assim como eu nao quero sair do armario agora por N motivos, ele tb tem esse direito e devemos respeitar.
mas julgo eu que se ele foi para um programa do alcance nacional que é o BBB, sabendo que a vida dos participantes é devassada nesse período de tempo que eles estão lá confinados, ele tinha uma mínima idéia de que esses comentários poderiam surgir, caso ele realmente seja gay. ele é uma peça num tabuleiro manipulado por boninho e cia limitada. e é óbvio que eles iam explorar isso pra conquistar a audiência!
cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é...

abraços do voy

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Isso mesmo, Rafa!
Deixem o menino quieto na dele! :)

Marcos Campos disse...

Oi Rafa !!
Sou a favor de cada um fazer o que quer da vida...sair do armario ou não é problema dele e só dele, mas só de entrar num programa desse já era sabido que isso poderia acontecer, então se ele entrou...e o povão gosta !!
Abraço !!