ELES EXISTEM !!!

Era tão chata que na sua festa de aniversario trancaram-na dentro da despensa.

Era tão pusilânime que não urinava em banheiro publico por que seu jato de xixi era fraco. Sentia inveja do barulho forte da urinada alheia.

Tinha tanta baixa autoestima que chamava o elevador sozinha no ultimo andar pra ter certeza que ele ia até lá só pra busca-la.

Era tão feia, que o dia que um cara lhe deu uma cantada, quebrou-o no caratê.

Era tão má que se rasgou toda quando viu o genro pisar no seu tapete.

Era tão racista que no dia da sua formatura agradeceu os inúmeros negros de “alma branca” que estudaram com ela.

Era tão tarado que prendeu o bingulim na linha do trem tentando fazer sexo com o trilho.

Era tão azarado que o dia que ganhou na loteria lembrou que não havia jogado.

Era tão gorda que vivia sentada no sofá da sala, e dela saiam pequenas larvas brancas.

Era tão lumbriguenta que quando engravidou comia pedaços de barranco vermelho, tamanha a fome.

Era tão desligado que num sermão agradeceu o pessoal de curralinho e pau grande que estavam na igreja.

Era tão detestada que ao tentar se matar tomou uma caixa de calmante, dormiu 3 dias e ninguém percebeu.

Era tão burra, que tentou se matar tomando duas caixas de Voltarem.

Era tão burrinho que comprou pomada de assadura da mônica e escovou os dentes achando que era pasta.

Tava tão estragada que o dia que foi visitar a mãe no hospital acharam que a velha era sua filha.

Era tão esnobe que recebia os convidados para jantar na sua casa vestido com túnica de faraó.

Era tão econômica que cozinhava arroz para vinte dias e adorava quando o sentia crocante.

Era tão mentiroso que comentou com afinco o enterro de um cara que nem tinha morrido.

Era tão maconhado que um dia teimou com todo mundo que uma sereia havia cantado pra ele.

Era tão caipira que tinha certeza que quando criança foi num baile de saci.

Era tão burro que ao nomear seu exame de fezes colocou – MERDA.

Era tão porco que enxugava folha de alface na calça e apagava cigarro na palma da mão.

Era tão neurótica que batia nos filhos com cabo de vassoura, um dia cresceram e quebraram ela na marreta.

Era tão imbecil que cumprimentou a viúva com : E aí tudo bem, pronta pra outra?

Se achava tão lindo que se mordia todo tamanha gostosura.

Era tão gulosa que um dia acharam caixas guardadas no guarda-roupas cheio de pão com mortadela.

Era tão estranho que roía as unhas das mãos, dos pés. Quando acabavam as suas fazia o mesmo com a irmã.

Era tão miserável que comprava papel higiênico com folhas duplas e dividia ele inteiro.

Confesso que conheci cada uma das pessoas descritas acima. Esse mundo só tem maluco!!!


Abração e boa terça-feira.

15 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

"Tinha tanta baixa autoestima que chamava o elevador sozinha no ultimo andar pra ter certeza que ele ia até lá só pra busca-la."

ahahaha adorei essa.
sim, tb os reconheci lendo as frases...

bom dia

Paulo Braccini disse...

#rialto ...

Edu disse...

WHAT??? Conheceu um exemplar de cada um desses? Gente, sua vida é muito divertida, rsrs...

P.S.: Eu rôo as unhas da mão e (se o Bichinho não estiver olhando) as dos pés (mas estou parando!). Mas não as da irmã!!

Cris disse...

Viu? Tá vendo ? Por isso que prefiro a cia dos bichos.....rs

Rafa, reveja por onde vc anda....rs

Só tem maluco e, nós somos um deles!

beijos..........

Salum H. disse...

CARACA!!!! Jura? Meu que loucura, também vejo e passo por umas coisas que fico pensando: " e me acham louco". Vou raptar o teu texto e postar no Blog com um comentário. Magnífico.

Mylla Galvão disse...

Vc vive num Mundo mto estranho e mto normal heim?
Sua vida deve ser um turbilhão!
Ri mto viu?

Adorei a do bingulim preso no trilho!

Abraços

Cardô Jairo disse...

Rafa,

Já conheci um cara azarado que por tres vezes antes de entrar no ônibus ele pisava na bosta e era expulso antes de chegar no trabalho.

No dia que ele conseguiu chegar em paz, na hora da reunião cagou nas calças por causa de uma vitamina de mamão com farinha láctea...hahahahah..pense no azar e na podridão ? Ainda recebeu o apelido de cu do fantástico ..porque antes de cagar ele deu um peido, bem na hora deu queda de energia( puro azar)...todos acharam que foi o peido dele que fez faltar a energia..kkkkkkkk..

Abração Rafaaa.

o Humberto disse...

Hahaha, que medo!
Eu também já conheci doido de tudo quanto é jeito, meu amigo. Mas quem é normal no fim das contas?
:P

Antonio de Castro disse...

medo desses seus conhecidos!

Lobo disse...

"Era tão burrinho que comprou pomada de assadura da mônica e escovou os dentes achando que era pasta."

Esse sou eu. Mas substitua pomada de assadura por creme de barbear hahaha

Atitude: substantivo feminino disse...

Aí Rafa..
Olha bem como são as coisas...
Eu estava lá, inocentemente, procurando imagens legais no google imagens.
E aí digitei:
Bobo Alegre
Adivinha quem apareceu?
Página 17 - a prova do crime.

Tô rindo até agora.

Ter um amigo Bobo Alegre, não tem preço.

Bjinhos!!!

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Rafa,

eu conheço algumas pessoas assim.

Se tiver que lembrar de levar algum documento importante, essa pessoa se esquece..rs

Se compra alguma coisa que há tempos queria, vem com defeito (quase tudo que compra é assim!!)

Esquece blusa de frio, por exemplo, e faz com que voltemos ao ponto de origem para pegar a blusa...Quase todas as vezes que sai de casa se esquece de levar algo importante e...vooolta pra pegar!Se amaldiçoando, claro...rs

Peidam no elevador achando que não vai feder..hahahahahaha

Pessoas que espragueja o tempo todo porque o ônibus demora passar e quando vai entrar no ônibus ainda pisa na bosta e vai matando todo de fedor.

Ai...tenho medo de ficar perto de pessoas assim...kkkkkk..

Abração, Rafa.

Autor disse...

Medo do seu círculo, rs

Tathiana disse...

Gente doida... Acho que isso responde minhas dúvidas! rs.
Bjs.

O Divã Dellas disse...

"Era tão miserável que comprava papel higiênico com folhas duplas e dividia ele inteiro."
Pense numa terapia!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Beijos,

Cinthya
http://odivaadellas.blogspot.com