EDUCAÇÃO, ELEGANCIA OU FRESCURA?

Evolução da espécie humana: HOMENS.

Até outro dia ouvíamos que homem não chora, não usa cor de rosa, é o provedor da casa, usa as roupas até rasgarem por puro descaso, e com o tempo ficam gordos, peludos, carecas e broxas. Era assim que nos víamos quando adolescentes aos passarmos da 3° idade.

Hoje tudo mudou. Chega-se a 3° idade muito bem de saúde, com um corpo bem trabalhado e os estereótipos de gordo e peludo hoje são apreciados por determinados grupos, valorizando-os física e esteticamente assim como outros tipos que antes eram marginalizados.

Há 20 anos atrás não passava pela cabeça de um homem colocar próteses nas nadegas, ou peitorais para parecerem fortes. Tudo bem que acho isso ridículo, mas hoje boa parte dos jovens cogitam a possibilidade. Há cirurgias de prótese de queixo, aquelas que no final deixa um furinho a lá Umberto Martins no sujeito, melhorando (ou não) a estética do rosto.

Quando se imaginaria homens depilando sobrancelhas, axilas? Apenas atletas o faziam, e mesmo assim eram alvos de chacota. Hoje o guri de 15 anos, já cresce odiando seus pelos e clamando a mãe que o leve a uma clinica de estética para tratamentos contra espinhas e depilações extras. Evolução? Não sei.

Chegaremos ao dia que homens e mulheres se parecerão de tal forma que vistos de costas será impossível distingui-los. Mulheres se masculinizando e homens se afeminando. Nesse ponto gostaria de ser bem claro dizendo que o “afeminado” não é sexualmente, e sim fisicamente. Garotões como o Rodrigão do BBB11 geram comentários pela sua obsessão com a vaidade. Olhares treinados no espelho, testa sendo franzida (teatralmente), caras e bocas no intuito de parecer sensual!!! E o pior, tomaram das mulheres ( modelos da década de 80) o posto de bonecos infláveis. Bonitos por fora e vazios por dentro.

Dia desses estive numa churrascaria para o almoço. Não curto muito, por que não como carne vermelha suficiente para justificar o preço pago, mas tudo bem, fui. Não como sem ter as mãos lavadas, então fui ao banheiro, que imaginei ser um lixo, por que convenhamos, numa churrascaria o que menos se pode encontrar são homens higiênicos. Minha surpresa foi tamanha que fiquei parado olhando o banheiro por um tempo antes de me servir dele. O ambiente era impecável. Torneiras ótimas, com papel ( e não aquela maquininha de vento medonha) para enxugar as mãos. No vaso sanitário aquele aparelho que cobre de plástico o assento quando apertado o botão ( protetor de acento numa churrascaria?) e pasmem, ao lado de cada mictório um porta papel para o sujeito “enxugar” seu bingulim após o xixi ( para quem não curte falar xixi, urinada, mijada, pipi, torcida de pano ou seja lá como queiram). Sem falar no fio dental e enxaguante bucal. Isso é evolução do espécie masculina.

Sou a favor desses costumes de higiene. Não acho que por ser homem deva escarrar no chão e dar aquela puxada no saco, dentro de estabelecimentos ou na frente de pessoas estranhas ( alias não se deve fazer isso em lugar algum). Uma coçadinha básica é suficiente....rs.

A higiene é fundamental, por que ela traz consigo a educação. Quem tem bons hábitos naturalmente também tem respeito e cuidados no modo de falar, de tratar os outros. Preso as mães que criam filhos homens com noção de que o mundo não é só deles. Existem pessoas que merecem respeito. Está um pouco longe de todos serem assim. Ainda há aquela mãe machista que julga que seu filho é “macho” e por isso pode se comportar como um ogro em locais públicos ou com pessoas do convívio.

Outro dia escutei de um garoto de 20 anos num jantar de família, quando ofereci salada a ele: não como isso, é coisa de viado!!! Bem, se um tipo de refeição saudável é algo que classifique a sexualidade de alguém, devo entender que os equívocos que cometerá na vida, o levarão a grandes conquistas...rs rs rs.

Mas no frigir dos ovos essa evolução do homem no século XXI tem sim lados positivos que nos ajudam a conviver harmoniosamente sem ter que corrigir constantemente as atitudes dos que nos rodeiam.

Abração e boa terça a todos

5 comentários:

Cris disse...

O bom de vir aqui é que sempre me sinto leve, mesmo quando o tema possa inspirar o contrário!

Meu Querido, cresci ouviundo dos meus avós e de minha mãe o seguinte: seu corpo abriga sua alma. Cuide do seu corpo enquanto vc estiver viva. Ele serve de proteção para que vc aprenda a desenvolver e fortalecer seu espírito.

Meu corpo vai desabar uma hora ou outra. É finito. Minha alma não pode enrrugar ou sentir dores de cansaço. Há de se ter equilíbrio!......rs

Acho hiper valida a vaidade em doses equilibradas, sadias, justificáveis. Como vc mesmo descreveu. Além disso, ultrapassando o limite do "eu me amo, mas sou normal" (rsrsrsrsr) vira bizarrice e escravidão de uma juventude que não tem jeito, acaba e acaba e acaba e não há plástica no mundo que segure!

Não curte muito carne vermelha??????? Que amorrrrrrr ! Está pronto para ser vegetariano....rsrsrsrsrsrs

Eu falo muito aqui....

beijos !

Heron disse...

Só a foto de Tom Ford diz tudo. Abraço!

Sandes disse...

Olá amigo, qto tempo né? Tava difícil pra mim acessar a net, falta de tempo, sabe? Tô numa correria só e a tendencia é piorar, mas sempre que der virei te visitar e rir com seus posts que além de interessantes e inteligentes são cômicos, rsrs Concordo contigo. Temos pontos de vista muito parecidos. Abração

S.A.M disse...

Partilho da mesma opnião, essa evolução é sim bacana pelos pontos que você apresentou, basta analisarmos a ida ao médico, um comportamento que tem sido mais frequente recentemente e que a mulher já fazia a muito tempo, é uma evolução.

Abração!

Gabuh disse...

Uma coisa eu não suporto em toda essa evolução: a advento da camisa gola "v" masculina. Podre!