MARIA BETHÂNIA

Regina Casé se reinventa de tempos em tempos, mas hoje já não tem o mesmo folego que há 10 anos atrás.

O Brasil legal foi um grande programa da década de 90 que mostrava o povo brasileiro na sua mais humilde essência. Divertidíssimo! Hoje em reprise as sextas feiras no Canal Viva.

Mas “Esquenta” vem a cada domingo me surpreendendo com ótimas atrações. Me incomoda um pouco a edição mal feita, com cortes bruscos. Faria mais sentido se ele fosse ao vivo, e assim disfrutarmos um pouco do improviso e da irreverencia da apresentadora que continua com a TV Pirata no sangue.

Regina por vezes lembra Leci Brandão nos comentários e narrativas do carnaval carioca onde falava com tanta intimidade de pessoas que o publico não fazia a menor ideia de quem eram, que virou piada nacional. Em Esquenta, Regina traz pessoas desconhecidas e as trata como amigos de infância, o que deixa o programa mais intimista, mas é preciso tomar cuidado para não transformar aquilo tudo na pizzada do Faustão, com piadinhas internas que o publico não acompanha.

Deixando isso tudo de lado, os convidados tem sido de primeira linha. Tudo voltado ao samba. Bem, somos um povo com gingado nos pés, então manda ver no pagode que logo alguém sai arriscando uns passinhos.

No programa desse ultimo domingo a produção escalou Maria Bethânia, sempre tão exclusa da mídia, para uma breve participação, que culminou em quase um programa inteiro, e me fez parar o que estava fazendo para apreciar. Conclui ao vê-la, despojada, à vontade no meio de gente tão talentosa, que adoro essa mulher.

Não sou o tipo de pessoa que coleciona ídolos, pelo contrario, gosto de muitos artistas, mas idolatra-los é uma distancia muito grande a ser percorrida. Com Bethânia, posso dizer que beiro essa idolatria. Escuta-la me faz um bem que ainda não havia me dado conta.

Não falo do talento, por que seria chover no molhado. Uma grande dama da musica brasileira, com algo tão discrepante do restantes das artistas que tem-se a impressão de que Bethânia não é desse mundo. Uma presença tão forte em cena, uma teatralidade nas mãos enquanto fala, uma biblioteca musical ambulante, com memoria invejável.

Não se olha a beleza física da artista, nem o fato de manter-se descalça enquanto está em cena, algo muito pitoresco, mas a beleza que transcende a pessoa. Uma alma regida pelos orixás do bem, pelos espíritos de luz, pelos santos e anjos que transitam entre nós. Bethânia é aquele tipo de pessoa que se tem vontade de sentar ao lado e segurar a mão, apenas pra sentir o calor que emana dela.

Preso sua discrição pessoal, o fato de não se envolver em quizilas com a imprensa, em fazer escândalos ou pronunciamentos públicos que gerem catarse nos fãs. Sua simplicidade é algo herdado da matriarca sabia dona Canô, um doce de pessoa, iluminada e carismática.

Não me importo em ver Bethânia pipocando em programas de TV. Prefiro essa forma seletiva de escolher a hora e o local certo para suas aparições. Talvez seja por isso que me encanto também por Marisa Monte. Não são artistas excêntricos, apenas se reservam o direito de não virarem pipoca de cinema, que nos enjoa pelo excesso.

Boa segunda feira e ótima semana a todos.

10 comentários:

Karina disse...

A Bethânia compensa a verborragia do irmão...rs É engraçado como tudo o que ela fez ou faz sempre parece elegante... No mais, ratifico suas palavras...rs Bjs, Karina.

Atitude: substantivo feminino. disse...

O erro deste programa é (fato) a edição.
Será que ninguém vê isso.
Globo, contrata a gente.
Levar a Bethania foi um acerto sem tamanho e acredito que que com o passar do carnaval globeleza (amém) a tendência seja essa mesma: Misturar.
Chega de criança sambando de biquini como se estivesse em cima da laje, né, nêm!

Cris disse...

Bom dia, Rafa !

E hoje, vou discordar totalmente de vc !............rsrsrsrsrsrs

Os orixás do bem da MB andam fazendo carreira política e se alojando do lado pouco "pitoresco".

Essa "exposição" repentina que anda em passos não tão de tartaruga acontecendo, tem uma razão de ser; aliás, não há ponto sem nó nesse meio artístico.

Não discordo do talento da MB e respeito todos os que acham admirável seu carisma. Eu, apenas acho que ela possui uma voz belíssima.

Ao que me parece, Bethânia precisa justificar a grana alta ( um milhão e trezentos mil reais) de fundos fiscais para manter um blog com poesias....não é lindo?

Outro dia, li não sei onde: meu blog tá aceitando incentivos fiscais para se manter aberto.....rsrsrsrs

Rafa, a cultura deste país é quase inexistente para a grande massa. A educação é uma vergonha absoluta e agora, me vêem esses "novos Velhos Baianos" escancarar em nossas caras absurdos como esse. É, porque o Gilberto Gil, foi outro que já recebeu mais de quatro milhões em incentivos fiscais para montagem de seus shows.Depois de ministro, descobriu o caminho das Índias para a família?
Antes, Bethânia nem dava as caras em qq lugar. Apareceu no fantástico antes do natal. Lembra? Uma coisa...

Fica aqui a pergunta: que show cultural é esse? Olha, que de shows eu manjo todos. Não sei que show foi esse. Provavelmente algum show, em lugar reservado, em horário desconhecido, para duas ou três pessoas....rsrsrsrs

Fica outra pergunta: Uma artista consagrada como a MB precisa dessa vergonha, a esta altura do campeonato? Quem sabe, ela poderia dirigir esse incentivo à crianças carentes para que se apaixonassem pela música e teria sua participação gratuita. Os orixás não ficariam mais felzes????????? Não entendo de orixás, mas....se é do bem....

Os próprios fãs de MB estão contra ela e lançaram no youtube um vídeo falando sobre isso.

E eu falo muiiiiiiiiito mesmo....rsrsrsrs

Quero incentivo fiscal agora para meu blog. Pronto......kkkkk

Querido, ótima semana pra vc !
beijos

Heron disse...

Bethânia é diva. Na verdade, ela meio que é irreal sabe, quando abre aquela boca pra cantar, declamar ou para falar, chego a arrepiar.

É uma daquelas presenças imperceptíveis, que me anima e me emociona. Eu gosto muito do que ela faz e não me importa se é elitista ou seletiva.

E que legal o programa de ontem. Assisti pelo youtube e achei bacaninha, ela se enturmando e fazendo arte para a massa.

BLOG DO PROFEX disse...

Acho que o programa pode melhorar sim, tem seus altos e baixos.
Agora quanto a atração desse domingo, vixe! O mito Bethânia vem se desfazendo. Boa cantora, boa produção de shows(claro, sempre caros e bem patrocinados). Mas a máscara um dia cai: quando ela irá explicar esses patrocínios e a história do blog patrocinado pela Lei Rouanet de 1 milhão e trezentos mil, sendo que 600 mil só dela -isso pra fazer um blog?
Pois tenho de falar de um portal de poesia que linko no meu blog. Não recebe um tostão de incentivo a não ser os abnegados blogueiros que tentam divulgá-lo. Podem vê-lo aqui:
http://www.revista.agulha.nom.br/poesia.html
ou linkado do meu blog.
No mais, santa paciência com esses mitos, com esses velhos baianos, caindo de mortos. Ou vivinhos da Silva, nadando em grana! Sem desmerecer o talento artístico deles, mas tomando cuidado com este outro talento de farejar dinheiro e se locupletarem. Tá na hora de mudar isso!

Gabuh disse...

Quando vi o título desse blog, pensei eu ser "mais um pra falar sobre o blog de 1 milhão"... Nem ia ler, mas quando botei o olho no primeiro parágrafo, me-ni-no, não consegui para de ler. Que texto gostoso, Rafael. Tão gostoso que deu pra gente sentir um pouco desse carinho todo que tu tem pela cantora. Mas vou te dizer, viu!?? Apesar de não querer ler mais nada sobre isso, senti falta de ler sua opinião no final desse post sobre o babado do blog patrocinado da Bethania. Fiquei curioso! Ah, e quanto ao programa da Cazé, eu nunca parei pra ver todo, só vi algumas coisinhas quando tava passando na sala pra ir pra cozinha, rs. Mas concordo com você quanto a ele poder ser ao vivo e acrescento mais, acho que ficaria bacana se ele fosse feito ao ar livre, num grande quintal, por exemplo. Ia ser show!


Um cheiro, homem!

Paulo Braccini disse...

Passando para dizer q voltei e agradecer o carinho de todos durante a minha ausência em viajem ... volto com calma para ver as postagens ... bjux

;-)

Dama de Cinzas disse...

Sou fã de Bethânia desde meus 14 anos, então ela fez parte de quase toda minha vida. Suas músicas embalaram épocas muito boas da minha vida e épocas bem ruins.

Perdi a conta dos shows que assiti de Bethânia, ela tem uma luz, um carisma que transcende o físico, supera a falta de beleza física.

Tudo que você disse nesse post assino embaixo e vou procurar o programa da Globo.com para assistir.

Hoje conversando com uma amiga no trabalho, percebi que nunca chorei a morte de nenhum artista, mas acho que vou chorar (se elas forem antes de mim) a de Bethânia e Glória Pires, artistas que me aqueceram com seus trabalhos e presença.

Beijocas

Palavras Vagabundas disse...

Rafael, engraçado que o Esquenta foi me pegando aos poucos... gostei muito do de domingo, ver a Bethânia dançando foi o máximo e concordo, pena a edição ser péssima!
abs
Jussara

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Realmente, a voz dela e de Marisa Monte, acendem alguma luz adormecida aqui dentro e a calma se espalha.
Também gosto das duas.
Queria ver vc segurando a mão dela... rs.