É BONITO SER FEIO?

Ontem passando pelo blog da Libanesa (http://ahlibanesa.wordpress.com/) , escutei a musica de Rogério Skylab (o qual nunca tinha ouvido falar)intitulada “você é feia”.

Claro que na hora ri muito, por que gosto de coisas escrachadas que me levam a gargalhada. Meu lado retardado e moleque adora essas coisas. Fiquei cantarolando a letra no carro indo pra casa.

Mas depois de um tempo me veio à cabeça um pensamento daqueles que comovem. Sou assim, muitas vezes fico melancólico de ver uma velhinha no semáforo pedindo dinheiro e não poder fazer nada.

Como deve ser difícil para uma mulher, principalmente, não seguir os padrões de beleza impostos pela sociedade. Tudo bem que isso é uma questão mais cultural do que qualquer outra coisa. A beleza é subjetiva, o que agrada aos olhos de um desagradam outros.

Tudo politicamente correto, bonitinho de se falar, mas pensando naquela garota adolescente, feia, é que entendemos o drama. Sim, existem pessoas feias, inerente a nossa vontade. Uma combinação genética de pai e mãe que resultou numa pessoa feia, da maternidade a vida adulta. Homens muitas vezes passam ilesos por isso, mesmo sem beleza física, tornam-se grandes conquistadores e se dão bem na vida por que utilizam da lábia, do charme que se tem mesmo que o rosto não ajude.

Parece um tanto fútil falar sobre esse assunto, mas se analisarmos de forma criteriosa o problema veremos que a nossa sociedade consumista de hoje impõe a beleza física acima da capacidade intelectual de uma pessoa. São centenas de academias, de tratamentos estéticos esfregados no nariz das mulheres dia após dia. É atriz que repuxa aqui, é modelo que se entope de botox ali. E com isso cria-se um comercio de beleza artificial que subjuga aquela pobre menina da classe baixa da nossa população que claramente se vê fora dos padrões estéticos aceitáveis.

Não obstante, o pobre do feio acaba sendo vitima do bullying, da chacota, da discriminação. Eu mesmo no passado escutei das garotas da minha idade que convidariam a amiga feia para saírem juntas para assim se sobressaltarem aos rapazes quando estivessem em rodinhas.

Sempre digo que ao estudar arquitetura, somos condicionados a conhecer o “belo”, a entender as proporções áureas, simetrias, que geram a beleza. Ao estudar desenho artístico fui obrigado a compreender o porquê de um rosto atrair mais atenção que outro, dentro de um histórico de pessoas publicas e o fascínio que impõe a meros mortais. Isso quase sempre estava ligado à beleza estética, as perfeições de rostos e corpos.

Infelizmente somos cruéis, rimos da desgraça alheia, por que delas alimentamos nossa autoestima. É “legal” numa rodinha de amigos caçoar da feiura de alguém. Não estou me privando disso, por que também já o fiz. E garanto que em algumas vezes me arrependi muito ao conhecer mais tarde a vitima do comentário.


Mas há aquela pessoa desprovida da beleza que é tão antipática e se julga tão linda e acima da média, que irrita e merece ser comentada. Como diz minha amiga Dama de Cinza: “o pior feio, é aquele que se acha bonito”. Nem preciso dizer que essa frase se aplica aquelas pessoas sem noção que entopem os orkuts da vida com fotos sensuais medonhas, com roupas ínfimas e total falta de vergonha na cara.

Pedir para que julguemos menos a beleza alheia é até hipocrisia da minha parte. O que posso fazer é apenas tentar não ridicularizar uma pobre pessoa apenas por que a beleza não lhe foi cedida ao nascer. A premissa de que não existem pessoas feias, e sim pobres é uma mentira. Há muita gente endinheirada com possibilidades absurdas de tratamentos estéticos que são horrorosas. Talvez até por exteriorizarem a feiura que está ali dentro guardada. Isso posso afirmar, por ter causa, que existem sim pessoas muito feias, que nada mais são do que o estereotipo do que carregam dentro de si.

Abraço e um dia “lindo” a todos nós....

16 comentários:

Cris disse...

Oi Rafael, bem vindo de volta !
Sua falta foi sentida como se um elefante tivesse saído de cena....rsrsrsrs

Li o post abaixo e o outro. Liga não, apesar da chuva, férias são sempre férias. Renova o oxigênio.

Esse papo de beleza sempre cai na hipocresia; pelo menos pra mim.
Sou extremista nisso.
A beleza atrai e fim. Isso é fato. Atrai em numa casa, roupa, jóia, sapato, carro, paisagem e pessoas( exceto animais...todo animal é lindo...rsrsrsrs).
Tudo bem que referências de beleza divergem e que cada um tem seu gosto, mas é inegável que embora para muitos não seja o "padrão" de beleza, a Angelina Jolie é uma mulher de arrebentar: MA RA VI LHO SA !
Da mesma forma, negar a beleza de Madre Tereza de Calcutá é ter uma cegueira profunda. Aquela mulher foi e continuará sendo sempre dona de um rosot que vale à pena sempre rever, porque a beleza é contagiante.

Essas são as belezas que acredito.
Não acho que a simpatia, alegria, inteligência, humor, etc faça alguém bonito. Isso é papo furado pra mim.
Os traços do rosto estão ali e fim. Cada um é o que é.
"Cada um sabe a alegria e a tristeza de ser..."

A única coisa capaz de mudar um rosto e alterar de forma quase mágica de divina é uma alma plenamente cheia de LUZ. Caso de Madre Tereza.

Isso não quer dizer que eu concorde com o Vinicius: As feias que me perdoem, mas a beleza é fundamental.
O poeta foi meio idiota em dizer isso, pq a beleza não é fundamental e nunca será em um ser humano.
O que não muda é a cara, fazer o quê? Ainda que exista milhares de Pitanguy. Uma hora, o homem se torna impotente diante da genética e

Cris disse...

Foi o comentário antes do tempo....rs


Falo muito aqui....rs

Beijos e bom retorno ao trampo!

O que importa é que a vida é bela. SEMPRE!

Karina disse...

Rafael,
Acho que a questão não passa apenas pela "feiura" das pessoas, mas principalmente pela aparência, no que diz respeito ao físico (até porque existe mais gente maltratada do que feia, na minha opinião). Os homens, de fato,não me parecem "sofrer" tanto assim com essa questão, até porque podem conquistar as pessoas através de outros atributos. Em compensação, as mulheres, se não tiverem boa autoestima ou se não encontrarem alguém que lhes diga o contrário, podem cair na esparrela de que só merecem ser amadas ou desejadas se estiverem dentro dos padrões. Em suma, haja terapia! ha ha ha Mas você fez muito bem em lembrar daquelas pessoas que se tornam feias ou evidenciam sua feiura por transparecer o que existe por dentro.
Um lindo dia para você também.
Um beijo, Karina.

Edu disse...

Eu gosto de urso! Gordinhos, peludos, feinhos até. Pronto, falei (novidaaaade...).

Eu acho que caráter e humor são capazes de deixar alguém mais belo, interessante. Acho sim. A questão aí é 1) o feio ter coragem pra se mostrar como é (e portanto interessante - todo mundo o é) e 2) o "bonito" ter boa vontade de se permitir descobrir o que vai dentro do feio.

ValCruz disse...

Meu irmão, tem lugar pra todos!!! A beleza está refletida em teus olhos, depende do seu ponto de vista.


Abraços, fique com Deus!

Marcia disse...

Rafinhaaa,
tá de voltaaa!!! 5 Vivas! Feliz Ano Novo! Concordo em parte com você, nem sempre o padrão de beleza vigente é o que agrada a todos, a exemplo a modelo Twiggy que para mim era o um cabide, eu acho que quem ama o feio bonito lhe parece...
De outro lado, tenho algo a acrescentar: GENTE FEIA TEM OBRIGAÇÃO DE SER SIMPÁTICA! E mais: BELEZA SEM BONDADE, FICA PELA METADE, ou seja, não se pode ser feio e mala, e menos ainda bonito e mala, ou pior sem caráter...
E a vida continua!
Uma beijoca grande para vc!

Paulo Braccini disse...

a minha percepção passa muito pela percepção do Edu ... claro q tenho perfeito senso estético e sei admirar o belo, mas nunca, nunca mesmo coloquei esta percepção como um referencial na vida, seja para me aproximar das pessoas, seja como padrão para algum tipo de relacionamento ... pelo contrário ... sempre me encanto pelo charme, pelo humor, pela inteligência, pela simpatia, etc ... aspectos estes quase nunca associados ou acompanhantes indissociáveis do esteticamente belo ...

bjão ao coleguinha do jardim de infância

;-)

Olavo disse...

Assunto dificil..polemico..
Mas concordo quanto a frase..Cada um é belo depende dos olhos que veem..
Abraços

Albuq disse...

Oi Rafa, acho que tem muito a ver com a relação que temos com nós mesmos, como a gente se ver. O que dói é quando algo que te incomoda é apontado pelo outro, porque conheço muita gente que não corresponde aos padrões de beleza, mas, são totalmente bem resolvidas.
Adorei o texto!

Arsênico disse...

Não vou dizer que nunca simulei um risinho no canto da boca ao ver uma pessoa desprovida de beleza física...

Na maioria das vezes fiz inconscientemente... e mais tarde fiquei punindo-me pela atitude!

Eu... Gay... e com todos os meus defeitos... não tenho o menor direito em julgar a aparência alheia!

Tento me policiar! Sempre!

***

aBraço!

;-D

HSLO disse...

Não sei julgar alguém pela aparência, pois acredito que maior do que isso é o caráter, o afeto que as pessoas tem...e muitos outras qualidades que são maiores do que a beleza física.


abraços
de luz e paz

Amapola disse...

Boa noite.

O Rogério Skilab é engraçado demais! No programa do Jô eu já assisti mais de uma entrevista com ele. É de dar gargalhadas mesmo.

Certas feiuras estão no olhar de quem as vê.

A pessoa realmente feia só irá sofrer com isso, se não tiver nada bonito dentro de si.

Um grande abraço.
Quero segui-lo, mas aqui o espaço dos links não está visível.

o Humberto disse...

Só te digo que conheço gente MUITO feia que é dada como gostosa e cantada por Deus e o mundo.

Claro que existe o feio que é feio pra todo mundo, mas de modo geral acho que aquela história de que todo pé tem seu sapato é verdade. ACho que há uma questão de gosto mesmo.

Eu, por exemplo, não consigo deixar de achar Adriane Galisteu uma feia com força, mas independente isso ela é apontada como linda pra tudo quanto é lado, não é mesmo?

Abs!

Lobo disse...

Não é cruel só para as mulheres não. Tem muito homem que entra em parafuso por causa dessas coisas, e acaba recorrendo a métodos ilícitos e perigosos pra alcançar esse patamar...

Agora essa música é praticamente um mantra pessoal ahauahauahau

Abração Rafa!

Tathiana disse...

Sem hipocrisia, nunca considerei beleza um atributo realmente importante. E tenho provas disso! rs. Vai ver é pq sou feia tb. rs. Talvez seja por isso que sempre achei que é totalmente idiota julgar um livro pela capa. E eu vi o clip de Rick Martin ali em cima e achei bem legal justamente por mostrar que os padrões de beleza ñ significam nada. Somos semelhantes, temos pensamentos, sentimentos (bons e ruins). Nunca me apaixonei por alguém por ser bonito. Aliás, nunca me apaixonei por alguém que eu não conhecia - é como eu disse antes: a capa pra mim não interessa.
Beijos.

Le Voyeur disse...

eu q o diga...

bjs do voy