CAMPEÕES DE BILHETERIA

Aproveitando a máxima de que o Itaucard paga meia entrada no cinema, aproveitei e assisti essa semana os campeões de bilheteria do mês: Enrolados e O Turista.

“Enrolados” é a melhor história de princesa que a Disney já contou. É evidente que com o passar do tempo eles aprimoraram as técnicas de computação gráfica e não deixaram pra trás o enredo, combinando diversão, emoção e lagrimas no final.


Tendo em vista que Rapunzel é uma história trágica ( na versão original Rapunzel é mandada pro deserto pela bruxa, e o príncipe fica cego, e no final se encontram nas portas de uma cidade onde ela o cura com suas lagrimas), a Disney conseguiu através de uma personagem feminina cativante, moleca, uma proeza: divertir o publico e não nos fazer perceber toda a cantoria, típico de desenho Disney.

O príncipe é charmoso, com olhares sexys o tempo todo. Rapunzel foi criada ao estilo mangá, com olhos grandes e expressivos. Parece uma criança, mesmo tendo 18 anos. Não combinam, mas a química que se forma entre eles é tão forte que a diferença de estatura, idade ou seja lá o que for que fica incomoda, acaba e o tempo todo se terce para que haja um beijo.

Na minha opinião, talvez o que tenha estragado um pouco o desenho, fora a dublagem de Luciano Huck. Ele não tem voz de príncipe e a impressão que dá, é que a qualquer momento irá anunciar uma atração do Caldeirão. Os estúdios Disney no Brasil pecaram na escolha, mas a história é tão boa, que depois de um tempo perde-se a má impressão, e o sorriso brota nos lábios indubitavelmente.

“O Turista” é um deleite a parte. É impossível, inacreditável e surreal que Angelina Jolie consiga estar mais bonita que em Salt. Pois está.


Johnny Deep fisicamente lembra personagens já encarados por ele no cinema, talvez tenha sido uma sacada, uma brincadeira do diretor deixa-lo parecido com Don Juan de Marco. Se assim o fez, se deu bem. Deep é aquela exceção que vale o ingresso. Ir ao cinema para assistir um filme do ator é diversão na certa. Nos últimos anos, tem acertado em cheio nas escolhas de roteiro.

Angelina é mãe, esposa, diretora, atriz, e linda. Uma presença forte na tela. Como disse o repórter do Fantástico ontem, é difícil não ter um sorriso bobo no rosto ao chegar perto dela. Se na cadeira do cinema, já temos essa sensação imagino poder olhar em seus olhos pessoalmente.

O filme não é dos mais agitados da carreira de ambos, é lento, mas com um ritmo vertiginoso, que envolve e faz crer que vale a pena, mesmo sendo um tanto obvio. Como disse, muitas vezes o diretor e roteirista preferem a obviedade quando tem no elenco atores do calibre de Jolie e Deep.

Confessaram que adoraram trabalhar juntos. Passavam parte dos momentos livres falando de filhos. Ela com 6 e ele com 2 crianças. Mas ninguém tem como babá em casa Brad Pitt. Apenas Angelina, que me perdoe Jennifer Aniston, merece o marido que tem, por que sobe manter o casamento.

Estrelas de cinema, celebridades internacionais são difíceis de comensurar. Quando se chega ao status de Deep e Jolie, não tem como ser criativo nos elogios. Basta apenas sentar na poltrona do cinema e desfrutar dos closes belíssimos que se faz do rosto de Angelina. Um suspiro coletivo, e no final, em ambos os filmes o publico aplaudiu. Coisa que a muito não via no cinema.

Abração e boa semana a todos.

8 comentários:

Lobo disse...

AAHHH já tá no cinema?! Preciso muito ver Tangled!

Lyne Arruda disse...

Olá...amei as dicas e to loka pra assistir O Turista... e me diz uma coisa, cm faço pro Itaú pagar minha meia entrada???

obrigada!

Atitude: substantivo feminino. disse...

Oi Rafa!!! Há tempos não pasava por aqui. Aliás, nem lá no meu pois aproveitei o feriado longe do computador (no Rio foi feriado).
Legal ler suas críticas! Ainda não assisti nenhum deles.
Luciano Hulk faz a dublagem..óóhh
Ele não tem adenóide? Cara..assim...ele tem um pouco de problema de dicção e tipo..pega mal fazer dublagem..mas enfim..dinheiro é foda, nome é foda. Tanto dublador maravilhoso e chama o tucano. Ok. Vamos relevar. (apesar de quê ele não ia gostar de ver um ex BBB apresentando o Lata Velha, ia?)

Angelina é mesmo linda e o Deep me leva ao cinema só pelo fato de ser ele. É filme dele, eu vou. Igual o Selton Melo. O que faz eu tô vendo.

O legal é que esses filmes (pipoca) viraram uma forma dela ter dinheiro para ajudar tanta gente na Africa, né. Porra..a mulher é engajada pra cacete.

Bjs e ótimo dia!!!

Paulo Braccini disse...

este ano ainda não fui ao cinema ... HELP!!

bjux

;-)

Cris disse...

Sou mais teatro do que cinema e os filmes que quero assistir vejo tudo em casa....rs

Confesso: a Angelina Jolie é pra qualquer um pegar ( se pudesse e ela quisesse...rsrsrsrsr). É linda demais e nem precisa ser boa atriz!!!!

beijo e bom feriado pra mim, pq amanhã é niver dessa mega linda deslumbrante metrópole: SAMPA! E eu sou paulistana com um P orgulho...rsrsrrs

beijão

Antonio de Castro disse...

eu ainda não vi Enrolados, mas imagino que seja realmente bom. a idéia do Huck tb nao me agrada uito, mas dizer que esse é o melhor filme de princesas da Disney... sei lá. tenho até medo de ouvir isso. a gente tá falando dos criadores de Branca de Neve, Cinderela e A Bela Adormecida.

Acabei de chegar do cinema e vi justamente O Turista. Não gostei muito do filme, definitivamente. Achei a Angelina linda, muito linda. Achei as jóias e os vestidos e as locações e os cenários... lindos! O Jhonny Depp foi um erro. Não achei legal ele parecendo ele mesmo, nem o lápis de olho que ele usou o filme inteiro. Achei ele feio, velho e chato.

Karina disse...

Acho q vc tem uma pequena obsessão pela Angelina Jolie...rss Tô começando a suspeitar da sua crítica... ha ha ha
Um beijo, Karina.

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Aaahhh nããããoooo!

Príncipe com voz de Luciano Huck não dá! Não MESMO! rsrs
De qualquer maneira, já ouvi falar muito bem de Enrolados. E do filme da Jolie tb. Quero ver os dois.

Beijo, Rafa!