MINHA TV BRASILEIRA 5° PARTE - HUMOR

Para terminar a semana falemos de “Humoristicos”. Nada melhor do que rir, e isso tem ficado muito difícil nos últimos tempos em nossa Televisão brasileira.

Os programas, num nível baixíssimo, tem nos causado certa repudia. Programas como “ A Praça é nossa”, caquética, sem graça, presa num formato decrépito, causa-nos vergonha alheia, quando vemos Carlos Alberto de Nóbrega forçando uma gargalhada para na seqüência de uma piada sem sentido e mal contadas. Aí que mora o perigo. Tentar manter vivos programas e formulas já batidas, apenas para manter um profissional na ativa. Silvio Santos mexe tanto no SBT, será que a divida com Manuel de Nóbrega é tão alta que terá que manter o filho eternamente empregado?


A Rede Globo não fica atrás, com seu “Zorra Total”, fraco, desperdiçando excelentes humoristas. Maurício Sherman, repete há séculos ( por que ele deve ter 200 anos) as mesma formula dos bordões em fim de quadro, o balé que não sei a quem agrada, e inúmeros, digo inúmeros quadros gritados. Não se conta piada, ou faz humor no Zorra, se grita.


Saudade da inocência dos Trapalhões ( Didi atualmente está no rol dos que temos que ter pena), da inovação do TV Pirata, da astucia do Viva o Gordo. Eram programas que nos faziam rir, pelo simples fato de serem bem feitos, bem pensados, sem preocupação com cenários mirabolantes.


Posso dizer que muito pouco do que se vê hoje é engraçado. A grande Família, está entrando numa fase desgastada. Marieta Severo e Marco Nanini se esforçam para serem os mesmos de 10 anos atrás, mas tá difícil. Acredito ser hora de repensarem o horário, e inovar com algo mais moderno.


As ultimas tentativas de humor da Globo não deram certo, salvo “ os Caras de Pau” que fazem piadinhas infantis que as vezes de tão bobas nos fazem rir. Mas nada comparado aos “Nomais” que foi o grande apogeu de Fernanda Young na TV. Rui e Vani são o que há de melhor na memória dos seriados globais. ‘Separação” tenta ir na mesma linha, mas é um tanto aflitivo ver o casal protagonista brigando o tempo todo, que não consigo chegar ao fim de um episódio.


Nessas acabo por saltar da nossa programação nacional para os enlatados americanos que mesmo sendo algo batido, consegue inovar no humor. Infelizmente temos que admitir, mesmo num pais recheado de humoristas, nossa TV está a pé de bons programas.


Para finalizar, escolhi dois momentos hilários.


Bom fim de semana.




Abração.

14 comentários:

Thiago Amorim disse...

Concordo contigo!
O humor da Tv brasileira está em baixa mesmo.
Fico triste de não ter acompanhado a "Tv Pirata" (não tinha idade suficiente ainda) e saudades dos tempos que o Didi ainda fazia rir.

Grande abraço!

KARINA PINTA E BORDA disse...

Só discordo de você um pouco, no que tange à Grande Família, porque acho que eles voltaram a me fazer rir. Depois que o Rogério Cardoso morreu, a coisa foi piorando, assim como o caráter do Agostinho, que de malandro tinha passado a mau-caráter. Mas de uns tempos para cá, ele voltou só a ter aquela marra de malandro, o que me permitiu assistir, com graça, os episódios novamente. Você esqueceu de comentar (mas eu tenho minhas dúvias se merece comentários) uma das piores coisas que eu já vi: o programa "O formigueiro", com o tal do Marco Luque. Cara, é muito, mas muito ruim. Bjs, Karina.

Tathiana disse...

A "novidade" é que não abre pra mim (saco de net nessa empresa!). Mas não consigo achar graça no zorra. Realmente a TV aberta tá a pé no q diz respeito a humor. E a muitas outras causas.
Bjs.

Lobo Cinzento disse...

Nossa, eu me acabava com os Normais! Era muito maluco! Gosto muito desse humor assim, maluco, corrido de situações esdrúxulas XD.

E Rafa, aquele endereço é porque vamos fazer um encontro de blogueiros no Rio, e estamos combinando um local na nossa Lapa XD.

Abração!

Marcio Nicolau disse...

Sim, há um desgaste na programação humorística. "A praça é nossa" e "A grande família", pelo menos, são clássicos. O "Zorra Total", m compensação, de fato, se utiliza precariamente de diversos talentos. Sinto saudade do Chico Anysio, principalmente. E quanto ao "Separação", o programa tem uma fórmula que me interessa mais.

Mas destaco, hoje, o CQC, uma atração inteligente e realmente divertida. Sou um tanto subersivo, em alguns aspectos e acho que até o "Pânico", apesar dos excessos tem seu lugar.

Um abraço e SORRIA.

Arsênico disse...

Este talvez seja o tema sobre TV que eu desgoste tanto... é triste ver os humorísticos fracos e estereotipados que enchem as grades das emissoras... [aliás... esse foi meu tema de monografia]... é um assunto a ser repensado... mas infelizmente parece que os grandes diretores não aceitam novas ideias e continuam na mesmice... mesmo arriscando suas audiências...

A grande família... na minha opinião... já deveria ter encerrado suas atividades... caiu na mesmice... e como você disse... os atores já não têm o mesmo vigor de antes... quando isso acontece... é hora de parar... mas acho que o que proíbe atitude como essa... é o medo de não encontrar outro produto que traga a mesma audiência do seriado... mesmo sendo baixa!

É... bons tempos de humor que não voltam mais!!!

***

aBraço!


;-)

Marcos disse...

Eu não vejo graça em programas como CQC e Pânico... as vezes rola algumas coisas quase que engraçadas... adoro o Casseta e Planeta... e os enlatados americanos...

Concordo que manter uma formula antiga como a praça é nossa... é ridículo...

Tem algo novo por vir... quando??? não sei... mas breve... porque tem uma lacuna nesse segmento...

Abçs

Marcia disse...

Meu amigo blogueiro delicinha! Delícia de textos...andei ausente...sorry, mas amei seu coment no meu post começo da semana, precisamos conversar...heheheh Concordo em TUDO com seu texto sobre humor na TV, Viva o Gordo, TV Pirata e os Normais sensacional, acrescento o Casseta e Planeta que começou bem, mas cansou, e hoje me rendo ao jornalistico-humorístico inteligente do CQC, Marcelo Tas, é o cara! Beijoquitas para vc! Smack!

Antonio de Castro disse...

e falam aí de um tal CQC.

eu tô vendo Quinta Categoria na MTV. Contra-vontade.

Saulo Taveira disse...

O talento está perdendo pra estética e o dinheiro. Isso não é certo. Lamento muito. Mas adorei ver Ruy e Vani, O Gordo...

Obrigado. Abração, Jamal

Três Egos disse...

Olá rafael!

Ah... Adorava Os Normais! Quem não gostava não é mesmo? Devo confessar que não sei muito o que se passa direito na tv brasileira, uma vez ou outra eu vejo alguma coisa quando alguém está assistindo, mas é difícil. Prefiro ficar com meus queridos seriados... rsrs

Abraço!
Daniel... rsrs

Le Voyeur disse...

acho q na lista do q esta no ar hj, mas q deveria ter saido ha 10 anos posso colcar casseta e planeta!
ainda tem o 'humor do bem' do legendarios - nunca consegui ver um programa inteiro. o humor apelativo do panico na tv. e o mea-boca do cqc!
hj na tv brasileira num tem um programa sequer q me faça rir...
pensando bem, tem o horario eleitoral...

abraços
voy

F. disse...

Olá

Não deu para comentar essa semana ( não faz falta para vc), mas acho bom reconhecer um grande talento!
Como vc conhece bem de televisão!
Alguns dos programas que citou, lembro em alguns estalos, não tinha idade para curtir, e agora que me recordo, passa Zorra Total! Total sim! DEPRESSÃO de sábado a noite!
Parabéns por todos os posts, amei as listas das músicas! E agora já tarde´p baixar, mas amanhã farei isso!
Boa semana Rafa Wikipédia Televisão!
Beijos Flávia
Beijos
F

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Verdadeeeeeeee!

Os Normais foi o melhor programa que já vi! Eu gostava demais!
Sexo Frágil também foi um programa que gostei muito. Não perdi um episódio de nenhum desses 2 programas.

Hoje em dia, não há nada q preste mesmo na tv. E quanto à Praça é Nossa.... pelamor... nem falo nada.

Beijão, Rafa!