CONVERSA DE MOLEQUE

Não queria criar mais um post escatológico, mas preciso dividir o meu questionamento com as pessoas: Por que a molecada gosta tanto de falar de cocô, de fazer cocô?


Subia eu o elevador do escritório com dois moleques (não deviam passar dos 18 anos) quando um deles diz:

- Falei pra mina: guenta aí que vou lá cortar o rabo do macaco!

Os dois caem na gargalhada enquanto eu olhando o monitor do elevador vendo a cotação do dólar me perguntava, o que seria isso? Ainda bem que deu tempo deles esclarecerem, por que o amigo entre a gargalhada disse:

- Porra vei, cê mandou na lata que tava indo cagar?

Plin....meu andar.

Sempre ouvi histórias sobre pessoas tendo problemas para o ato de evacuar. Mas geralmente a molecada é mais desbocada quando se trata disso. Eu como tive uma educação onde nem cocô se falava perto do pai, aprendi desde cedo a ser muito discreto. Alias, não sou do tipo de pessoa que quando ouve a campainha do trem sai correndo para o primeiro banheiro que encontra. Posso passar um dia inteiro e só ir ao banheiro de casa a noite.

Mas a curiosidade me fez procurar se o termo que o moleque usou é comum, por que nunca tinha ouvido. Pasme, achei outros 100 “tipos” de frases que indicam idas ao banheiro.

Separei as mais, como posso dizer, engraçadas? Não sei, rs rs rs...só achei que eram as mais estranhas. Imagino alguém chegando pro outro e dizendo: guenta aí...

- Vou lá colocar a máquina de churros para funcionar;

- Vou mandar o elevador pro térreo;

- Vou lá murchar as flores do azulejo;

- Vou dar um tchau para um amigo meu que vem do interior e está indo para o rio;

- Sinto que é momento de dar uma tapa na centopéia;

- Vou inscrever o Robinho na natação;

- Assinar a carta de alforria;

- Afogar a Preta Gil;

- Escorregar o milkybar;

- Vou ali Libertar o Mandela;

- Trocar uma idéia com a Dona Celite;

- Vou mostrar pra privada quem é que manda aqui;

- Tirar o charuto do beiço;

- Vou ali fazer um depósito no Bank of Boston;

- Vou exercitar o esfíncter;

- Vou expulsar o Argentino que existe dentro de mim!

- Vou afogar o Maguila e quem sabe alguns sobrinhos dele;

- Vou fazer o parto da sucuri;

- Vou tirar o Mussum que vive dentro de mim;

- Vou romper com o tratado de Kyoto;

- Vou soltar um Bahuan;

- Está na hora de destampar a panela de barro;

- Vou lá fazer uma revisão no escapamento;

- Vou ali tirar o plástico da mortadela;

- Vou mandar um BBB pro paredão;

- Tá na hora de arrancar a cabeça do Playmobil;

- Chegou a hora de limpar o filtro do ar condicionado;

- Vou levar o Pele no Wet’n Wild;

- Chapiscar a louça;

- Só um momento que o negão já está beijando a cueca;

- Ensaiar o grupo de pagode;

- Passar um fax pra Sabesp;

- Vou na casa do Pedrinho;

- Fazer uma arte barroca;

- Vou fritar o acarajé;

- Vou negociar com o urubu, que já está bicando;

- Vou colocar o Obama na casa branca!

- Vou no show da Alcione.

Achei esses termos em alguns sites. Não sabia que existiam tantas formas de se manifestar, alem das que já conhecemos no dia a dia. Haviam xingamentos sobre racismo. Pode até ser, se não fosse o teor de brincadeira.

É isso aí. Hoje derrubei a extremidade do membro inferior do suporte central de uma das unidades de acampamento ou seja chutei o pau da barraca..rs.

Abração e bom fim de semana a todos.

Ps.: amanhã dia 18 de setembro a TV brasileira comemora 60 anos de exibição. Durante a próxima semana dedicarei cada dia para falar de algo relacionado ao nosso maior veiculo de comunicação.

18 comentários:

KARINA PINTA E BORDA disse...

Faltou: "Vamos abaixar o acúmulo com Activia!" ha ha ha Acho que a Danone se tocou que era uma coisa cafona e mudou a estratégia; o negócio agora é "estar no ritmo". Sobre este assunto, me lembrei agora do South Park, que tinha uma das coisas mais nojentas que eu já vi: o Mr. Hanky, com gorro de Papai Noel! Argh! Bjs, Karina.

D. Martins disse...

hahahaha

Eu sempre digo que vou fazer uma pintura na louça..rsrsrs Ou realmente afogar a alcione..rs Mas eu tenho vários termos chulos..rsrs

Ah Rafa, é uma forma de se manisfestar! E não eu não consigo passar o dia todo longe da Pri(vada), eu tenho que ir ver ela, pq eu começo a ficar tenso..rsrs

Abração!
E viva a TV Brasileira! ;)

Mundo do Gê disse...

Valiosas informações...
kkkk...
Não utilizo nenhuma delas, apenas saio na minha sem nada dizer, não gosto de expor essas necessidades tão intimas...Tbm tive uma educação, em que esse tipo de coisa não era falada aos quatro ventos...E tbm prefiro esperar pra fazer essas coisas em casa, acho que meu trono é mais confortável...
Mas seu post ficou bem divertido, dei muitos risos com as interesantes formas pra tal coisa, essa de fazer cocô...rsrsss

Bom final de semana!
Abraço!

Edu disse...

Afe, eu também não conhecia nenhuma dessas!! Mas adorei "vou na casa do pedrinho". Awwn... ti fofo!

Renato Orlandi disse...

HAUShushuahsuahsuahuashua...

Geeente, morri de rir aqui!!! OMG, só isso mesmo p elevar meu humor rsrs... eu conhecia algumas formas, mas não imaginava que existiam tantas!!!

[]s!

Saulo Taveira disse...

Nossa, nádegas a declarar.

Boa sexta, que venha a próxima semana com TV!

Abraços.

Marcos Campos disse...

Oi Rafa!
Como vc, só tenho intimidade com a dona lá de casa mesmo, e quase sempre sou fiel a ela, pra desgosto dela, acho...(Putz)
Engraçadas as maneiras de falar no assunto que vc colocou ai em cima, apesar de eu achar algumas delas de muito mal gosto, mas como vc disse, o tom é de brincadeira...
Bom finde!

Luna Sanchez disse...

Rafa, a maioria dos homens, independentemente da idade, gosta de falar sobre o assunto.

Freud diz que é o apreço por "oferecer algo ao mundo".

Tsc-tsc-tsc

Beijo, bom fds!

ℓυηα

Lobo Cinzento disse...

A molecada gosta é?

Graça que eu ainda não presenciei nada do gênero. Que a informação fique pra eles. Não faço questão de saber não ahauahau

Abração Rafa!

Lucimara Souza disse...

Ai, Jesus!
rssrsrsrsrsrsrs
bjs

Marcos disse...

Olha realmente eu nem imaginava a quantidade de nomes para essa função fisiológica... mas deu muitas risadas... engraçado como as pessoas gostam de falar das suas experiências escatológicas.

Eu devo confessar que tenho algumas histórias muito boas sobre o assunto até retratei um caso no trem da morte....

Abçs e bom fds.

A Existência Segundo Rosi F. disse...

hahahahaha....morri de rir.Coisas humanas....as crianças geralmente falam muito,mas é porque nós adultos as proibimos de falar no assunto em público, é sempre "feio", "não se fala dessas "coisas"...entendeu...vai ver que alguns crescem e ficam traumatizados. Porque, vamos combinar, a quem interessa que vamos "cagar"? dizem que o twitter é o rei das declarações "defecacionais"...as pessoas publicam lá literalmente...

Le Voyeur disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
oremos!!!

abraços
voy

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Bom dia, Rafael!

Aff... que merda de post! kkkkkkk
Estou aqui até agora pensando no porquê de "tapa na centopeia"... rsrsrs.

Eu conheço uma que não está na lista:
- Mandar um fax pra Boston.

rs

Beijo grande e ótimo fim de semana pra vc!

E hoje tem mais romance no blog... ahahaha.

Alberto Júnior disse...

Ah não, Alcione não vale.

Três Egos disse...

uhauhahuahuahua...

Nossa, eu também nunca fui de falar dos argentinos assim não. rsrs

E quando alguém demora mais que o tempo no banheiro eu sempre falo o clássico "número 2"... rsrs

Abraço!

Guy Franco disse...

Cocô já foi gostoso um dia, né? Uma diversão a menos, hoje em dia. Conheço gente que ainda acha bonitinho. "Gente cagando é tão bonitinho" - ela diz.

Fernanda disse...

rafa amei seu post escatologico...rs... preciso vir mais vezes ;-) super beijo, saudadeeee
fer pimenta