MATARAM ODETE...DE NOVO!!!

Sabe-se que um folhetim é sucesso quando 22 anos depois de sua exibição o publico ainda confere um ibope altíssimo num canal pago as 00:45 da madrugada.

Ontem meu ídolo máximo da TV brasileira foi assassinado no capitulo 192 da reprise de Vale Tudo, exibida pelo canal Viva. Odete Roitman não é apenas uma vilã de novela, assim como o próprio texto de Gilberto Braga não passa ileso como apenas mais uma novela da Rede Globo.

Vale Tudo é carregada de citações que permeiam a sociedade pós-regime militar, que engatinhava num processo democrático assolado por uma inflação de 83% ao mês. Isso é impossível de se imaginar nos dias de hoje.

Quem acompanhou a reprise, mas não viveu os anos 80 pode entender como nosso Brasil mudou e como somos um povo mais orgulhoso. O enfoque de corrupção é tão atual que as falcatruas de Marco Aurélio ( Reginaldo Farias) poderia muito bem ser empregada a um executivo qualquer de uma multinacional de hoje. Mas o que mudou não foi à maneira de roubar, mas sim a forma como o povo encara isso. Somos mais vigilantes, mesmo sabendo que muito acaba em pizza. O “jeitinho” brasileiro deu lugar ao trabalho, a conquista pelo suor. E não me digam que estou sendo utópico. Aos mais velhos como eu, parem e pensem: a lei de Gerson acabou.

Odete Roitman é o melhor personagem da carreira de Beatriz Segall, sem duvida alguma. Uma aristocrata corrupta, que não media esforços para manter seu bem estar intacto. Pra isso jogou a morte de um dos filhos nas costas da sua própria filha, e assim destruiu a vida de varias pessoas, apenas por não aceitar que “ela” pudesse pagar por um crime cometido.

Vale Tudo mostra que no embate “bem x mal” os mocinhos sempre ganham. Ao se deparar com o personagem épico ( mocinha sofrida, honesta e carismática) vivida por Regina Duarte, Odete desmoronou tendo seu telhado de vidro acertado por pedras pesadas.

Todo folhetim é demagogo, por que isso atrai o publico. Mostrar a realidade sem espantar o telespectador é uma missão árdua. A novela tem sua liberdade poética, e saber usar os limites, é tarefa quase impossível.

A Rede Globo gravou cinco finais diferentes para a morte de Odete. Seria surpreendente que após tantos anos, mudassem o final e nos brindassem com um novo assassino. Mas obras fechadas não podem ser alteradas. Gilberto Braga, com sua influencia poderia sim permitir uma transformação radical no fim de Vale Tudo. Deixe a Leila descansar um pouco, e ponham outro assassino em seu lugar.

Dificilmente Vale Tudo terá outra reprise. Que seus personagens se eternizem na memoria do publico de hoje, e que todos tenham consciência do que foi a década de 80. Um período cinza da história nacional, mas que abriu caminho para que o céu se tornasse azul, e hoje pudéssemos desfrutar de bons momentos. A década de 80 foi sem duvida a mais criativa da história da TV brasileira.

Vou ver que horas é o enterro de Odete Roitman. Esse velório não perco por nada...rs rs rs



parodia otima da abertura da novela
Abração e ótima quinta feira a todos.

VAI JOGAR BINGO MINHA SENHORA!!!

É incrível como subcelebridades esquecidas no passado ressurgem como múmias perigosas para encher o saco de determinados grupos da sociedade.

A senhora Myriam Rios nunca foi uma grande atriz, digo, com talento daqueles que nos deixa boquiabertos em frente à tela. Viveu alguns anos com o Rei Roberto Carlos e acredito, se elegeu deputada por conta disso.

Daí vem lá da tumba onde se encontrava para criticar e fazer polemica na semana em que o povo gay transbordava felicidade na sua manifestação anual e também na celebração do primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. Certo ou errado é um avanço na sociedade que não se pode negar.

Sou católico de formação, nasci e cresci sob ditames da magna igreja. Fiz primeira comunhão, frequentei missas todos os domingos em grande parte da minha adolescência. Minha família toda é de formação católica, ao ponto de na casa dos meus avós padres se fartarem em refeições como era de costume antigamente.

Minha avó por parte de mãe morou conosco por até sua morte. Enviuvou cedo e passou a cuidar e ser cuidada pela minha mãe. Essa avó por décadas ajudou a construir uma comunidade na rua em que morava. Desde a pedra fundamental da igreja até as centenas de festas que angariavam dinheiro para as obras que nunca terminavam. Aos poucos o bairro foi se tornando um lugar elitizado e o padre que antes jantava em casa passou a se importar mais com outras famílias que lhe beneficiavam com dízimos mais gordos.

Após anos servindo a igreja e ajudando esse padre, que batizou a mim, meus irmão, minhas sobrinhas, realizou o casamento da minha irmã, minha avó adoeceu gravemente e como era de sua vontade, pedimos a esse padre que lhe desse a extrema-unção. Ele se negou a nos acompanhar ao hospital alegando estar ocupado demais e foi extremamente grosseiro, dizendo de por que invocarmos com ele, já que havia tantos padres na cidade. Não preciso falar mais nada.

A Igreja na qual fui criado se deteriorou aos meus olhos e nada me faz mais enxerga-la de outra forma. Não acredito mais em padres. Continuarei católico, por que assim me criei, mas não venham pessoas como Myriam Rios ou Padre Marcelo Rossi pregar amor ao próximo, que não me convencem. Não sei o que essa senhora quer fazendo declarações homofobicas na imprensa. Talvez entrar no bonde do seu companheiro de parlamento o deputado Bolsonaro e assim também permanecer na mídia?

Seja o que for, é lamentável que essas pessoas estejam “representando” o povo dentro de um espaço dito democrático. Elegemos esse povo e arquemos com as consequências.

Não vou me estender sobre assuntos relacionados a igreja católica, evangélica por que me alteraria demais, e causaria muita polemica. Mas meus dogmas a respeito dessas “igrejas” são muito severos. Deixa pra lá.


ESSE CARA RESUMIU TUDO...RS RS RS...OTIMO

Abraço a todos e boa quarta feira

POR QUE?

Gostaria de saber por que em todo filme de E.T perigoso e malvado eles soltam aquelas gosmas pela boca. Pô são seres evoluídos que vem em grandes naves espaciais? Evoluíram na inteligência, mas continuam, babando? Por que, por quê?

Em todo filme com Nerds, um deles sempre se da bem no final...obvio. Mas por que todo garoto Nerd tem um amigo gordo? Não existem gordos no time dos caras bem sucedidos na escola? É assim, bullying descarado? E por que os gordinhos amigos dos Nerds são sempre tarados?

Lucifer era a personificação da beleza (antes de ser expulso do paraíso). Por que todo demônio de filme tem que ser tão feio? Então a pessoa feia pode ser comparada ao diabo? Pode, pode?

Por que nas novelas as pessoas nunca mandam SMS para outras? Elas precisam falar ao telefone só para que o bandido as ouça e corra atrás delas impedindo que sejam desmascarados?

Por que os mocinhos saudáveis dos filmes de ação, musculosos e de boa saúde, quando estão na pior aparecem fumando? Cigarro é sinônimo de fracasso no cinema?

Quando se tem uma decepção amorosa, uma briga feia com um namorado ou marido as mulheres de novela os expulsam de casa e escorregam atrás da porta? Escorregar atrás da porta é sinônimo de desespero?

Por que os acessos à internet nas novelas são tão rápidos. Abriu o computador já está lá conectado. A banda larga deles é melhor que a nossa?

Por que toda mulher que fica rica em novelas e filmes aparecem de cabelo liso. Ter cabelo carapinha é sinal de pobreza?

As mulheres fruta tem caroço?

Todo cantor de pagode quando fica rico se enche de correntes de ouro. Ser parecido com ciganos é sinal de status?

Alguém me tira essas duvidas?

Abraço e ótima terça feira a todos

QUE TIPO DE FILHO VOCÊ PREFERE?

Não existe hoje uma família brasileira que não tenha em seu meio algum jovem com problemas relacionados ao álcool, droga, jogo ou qualquer outro mal que destrua um lar.

Camufla-se a ideia de que é apenas coisa da “juventude”. Não é. O alcoolismo está sim presente na vida da molecada mais forte do que os pais imaginam. Já falei sobre esse tema por aqui e não me repetirei. Toquei no assunto por outros motivos.

Assistia a um programa de TV acompanhado de um pessoal esses dias quando um menino de mais ou menos 14 anos apareceu dizendo ser fã da Britney Spears ao ponto de postar vários vídeos no You Tube com coreografias da cantora. Estava junto da mãe, que o olhava orgulhosa.

Não houve criticas da parte de ninguém. Alguns olhares constrangidos e no fim a conclusão unanime: Prefiro um filho gay a um filho com problemas com álcool.

Ontem vendo imagens da parada gay de SP, que acredito desnecessária em grande parte, percebi que as pessoas encaram a homossexualidade masculina com mais tolerância do que a feminina. Há certo preconceito em relação às lesbicas. Percebo isso pelas pessoas com quem convivo. Há uma forma mais amena quando se trata de um gay jovem, parece que as mães veem o garoto afeminado com um olhar melancólico, mas quando se viram para as meninas o olhar é de reprovação como se dissessem: você faz isso por que quer, sem vergonha!!! Assim que tenho enxergado a situação.

Jamais deveríamos comparar jovens com problemas de drogas (seja ela qual for) a outros de tendências homossexuais. Fazer isso é o mesmo que afirmar ser o gay um doente. Aí está o ponto crucial a se combater. Homofobia não está só naquele idiota evangélico que grita aos quatro ventos que todos irão para o inferno. Está dentro das casas. Uma mãe suporta a ideia do filho da vizinha ser gay, mas quando descobre o seu filho, o drama se torna insuportável.

Quando digo que manifestações como a de ontem em São Paulo não ajudam muito, é por que sei o quanto a sociedade é hipócrita. Riem das pantomimas que alguns gays fazem na avenida. Divertem-se com as performances de algumas drag queens, mas sempre imaginando que o seu rebento dorme viril, másculo no quarto ao lado. O filho hetero que lhes dará netos um dia.

Os programas de TV, sejam eles direcionados a qual publico, não escondem mais os gays. Parece que virou moda. Há um núcleo de gays na novela das 9, lesbicas se beijando no canal do Baú da Felicidade, gente tirando Agnaldo Timóteo do armário em publico. Isso é uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo que as pessoas que comandam a TV aberta querem que o povo se acostume com a ideia de que há diversidade entre nós, eles não mostram a verdade na sua essência. Há algo camuflado, escondido, e sempre a ideia de ser errado. Não existe veracidade em nada que mostram.

É um passo para democratização dos costumes, das preferencias? Sei lá. Vejo tudo como um grande circo. Colocam os gays, os anões, as mulheres barbadas no centro do picadeiro, como gente estranha para caçoarmos nas tardes de domingo. Enquanto isso o Gugu dá pernas mecânicas para um garoto que nasceu com má formação e todos acham que os problemas estão resolvidos.

Volto então ao começo do texto e a opinião das pessoas. Prefiro um filho gay, do que um alcoólatra ou que tenha nascido com problemas mecânicos. Eu na verdade prefiro “filhos” venham eles da forma que for. Sou da opinião que tudo nessa vida tem um proposito. Só não admitiria um filho alcoólatra, por que aí seria a certeza de que falhei na sua orientação.

Boa semana a todos.

DICIONARIO EUFEMISTICO

Não corra o risco de ofender alguém inadvertidamente. Com este pequeno dicionário eufemístico você estará sempre respeitando o próximo.




Analfabeto - Indivíduo carente de A a Z.

Baixinho - Cidadão subdimensionado.

Bicha - Uma mulher querendo sair e vários homens querendo entrar.

Brocha - Indivíduo com reduzido fluxo sanguíneo.

Brega - Pessoa com tremendo bom gosto mas que disfarça muito bem.

Burro - Portador de inteligência incubada.

Careca - Homem destituído de proteção encefálica.

Chato - Indivíduo cuja presença provoca ausência.

Corno - Homem de uma mulher de muitos homens.

Contrabandista - Comerciante que aceita encomendas para viagem.

Covarde - Aquele que não teme a fuga.

Egoísta - Aquele que até pensaria nos outros... se os outros existissem.

Estelionatário - Aquele que nunca paga pra ver.

Estuprador - Praticante de sexo não-autorizado.

Feio - Elemento possuidor de beleza impenetrável.

Gago - Pessoa dotada de eco interior.

Gordo - Indivíduo hipercircunferenciado.

Grosso - Aquele que usa os intestinos para falar.

Impaciente - Aquele que só pensa no próximo.

Incompetente - Profissional que só erra quando tenta fazer.

Invejoso - Sujeito que não tem tudo o que ama, mas ama tudo o que os outros têm.

Ladrão - Aquele que pega emprestado para sempre.

Mau-caráter - Aquele que para subir, desce.

Mentiroso - Pessoa que não acredita na verdade.

Narigudo - Sujeito ávido por oxigênio.

Pobre - Indivíduo abandonado pelo dinheiro.

Perverso - Aquele que curte o mau pela raiz.

Pessimista - Aquele que tem sempre um problema para cada tipo de solução.

Pretensioso - Aquele que tem ideias sempre geniais, mas nunca originais.

Puxa-saco - Pessoa perseguida pela sorte de trabalhar sempre com pessoas maravilhosas.

Sadomasoquista - Aquele que pede para bater antes de entrar.

Terrorista - Pessoa que explode fácil.

Trombadão - Elemento cuja presença causa enorme impacto.

Trombadinha - Mocinho bandido.

Vagabundo - Elemento que só faz trabalho forçado.


Abração a todos e otimo feriadão....

TODO MUNDO TEM DIREITO A UMA SEGUNDA CHANCE?

Pergunto: As pessoas mudam, ou apenas se adaptam a novas situações?

Sei que quando alguém passa por um trauma, problemas sérios na vida, alguma coisa amadurece ou modifica. Mas será que realmente ela muda seus conceitos e sua forma de ser?

Li o livro de Ana Beatriz Nogueira “ Mentes Perigosas” e ali identifiquei muitas pessoas do meu convívio que mantinham atitudes parecidas com as descritas pela autora. Psicopatas não são só aqueles que matam de forma cruel suas vitimas. Existem psicopatas que matam a pessoa lentamente, psicologicamente, minam suas forças e sua vida.

Se uma pessoa assim passa por um trauma, será que ela se modifica ou se adapta a nova realidade? Não sei. Talvez um psiquiatra ou um psicólogo explique e de solução para esse meu questionamento com mais propriedade. Mas eu, como alguém inserido na sociedade e que convive com pessoas de todas as classes, intelectos e humores gosto de acreditar que as pessoas mudam sim.

Mesmo esse tipo chamado de psicopata ou sociopata ( palavras fortes para designar caráter de alguém), quando se adaptam a uma nova realidade e mudam sua abordagem, podem vir a fazer o bem para os indivíduos a sua volta. Dar uma segunda chance a alguém faz parte da nossa índole cristã.

Os presídios deveriam funcionar como reabilitadores de caráter, mas a gente bem sabe que eles são é um antro de perversidade. Você entra meio bandido e sai de lá um facínora. Mesma coisa é a politica. Por mais honesto que um sujeito seja, a politica corrompe, carcome as estranhas e deixa a pessoa a mercê de tudo o que é bandidagem. Não gosto de generalizar, mas em relação à vida publica, eu não tenho muita fé. Pra mim é tudo corrupto.

Mas nem sempre as pessoas que nos causam mal são psicopatas. Existem aquelas infelizes por natureza que desprezam o mundo. Esses pseudoamigos também nos corroem sem que a gente perceba. Algumas atitudes despretensiosas são carregadas de más intenções quando analisada a fundo. Tenho mais medo de gente assim do que os inimigos declarados. Falsos bonzinhos são terrivelmente perigosos.

Quero acreditar que o ser humano evolua com os problemas a que é exposto. Senão pra que viver, se você não aprende nada?

Boa terça feira a todos.

PAREM SUSANA VIEIRA

Uma imagem publica é difícil de construir num pais sem memoria como o Brasil. Bons escritores, autores, figuras lendárias da politica, teatro, musica são deixados de lado pelo que a moda do momento nos apresenta. Não se fala de grandes compositores da musica nacional, mas se baba ovo sobre um Luan Santana, que não me incomoda nem um pouco, mas ocupa o lugar de gente com mais talento.

Susana Vieira construiu sua carreira com grandes sucessos da Televisão. Teve seu apogeu, sua gloria em novelas marcantes como Anjo mal, a Sucessora, Por Amor, e outras, onde sempre fez bem o seu trabalho. Uma pessoa a ser idolatrada.

Bem...seria, se não fosse a exposição desnecessária nos últimos anos. Eu me esforço muito para lembrar seus bons trabalhos e não pegar ojeriza dela no momento. Uma parcela de culpa é do Sr. Agnaldo Silva que escreve textos ridículos e a expõe de uma forma vergonhosa, e oque é pior, com o aval da Rede Globo.

Lara com Z é constrangedor, vergonhoso, chato, sem graça. Lamentavelmente prende outros bons atores, que precisam ficar em volta de uma decadente Susana Vieira. Ela parece estar num palco de teatro, local que ela desconhece, por que pouco ou nada se viu dela em cena aberta.

O fato da atriz se envolver em escândalos na sua vida privada, de preferir homens mais jovens não a diminui como atriz, mas o fato dela se achar uma garotinha de 20 anos e desfilar suas pernas sexagenárias como se fosse uma cocota é ridículo. É triste.

Pensar que alguns anos atrás Susana podia ser vista em grandes personagens na TV e hoje se submeter a bazofia escrita por Agnaldo Silva é lamentável. Ser falado na mídia é bom, não deixa que o povo esqueça, mas ser constantemente mencionado como vergonha alheia não trás beneficio algum a uma celebridade. Ainda mais alguém que no passado recente foi ovacionada por suas interpretações memoráveis.

Alguém deveria brecar Susana Vieira. Pedir que ela se ausente da mídia, dê um tempo e escolha personagens mais discretos. É muito complicado ter que concordar com os sites de avacalhação de atores e confirmar que Susana passou dos limites aceitáveis de bom senso que toda figura publica tem a obrigação de manter.

Lara com Z mexe com os brios do telespectador. Não é possível que haja publico que goste daquilo. Eu não conheço sinceramente alguém que assista. Tentei por 2 vezes permanecer com a TV ligada, esperando algo que me fizesse crer que era implicância minha, mas não, é ruim mesmo. E tenho autonomia para falar, por que estou ligado a TV, como telespectador que conhece teledramaturgia a mais de 3 décadas, que acompanhou a evolução da novela no pais. Eu assisti tudo o que passou na Globo, SBT, Manchete, Record. Posso não ter acompanhado 100%, mas sei do que se tratou de quem fez um bom trabalho. E digo, essa vergonha que se mantem no ar nas quintas feiras é de muito mau gosto.

Beatriz Segall me entristece. Compara-la a Odete Roitman ( atualmente em Vale Tudo no canal Viva) e o que Agnaldo escreve é lamentável.

Parem Susana Vieira. Excentricidade tem limite. A impressão que se tem é que as pessoas na TV a deixam falar tudo o que pensa sempre com aquele sorrisinho que diz: coitada, velha ridícula.

Eu gosto de Susana, só não quero me sentir desconfortável quando ela aparece.

Abraço e boa segunda feira a todos.

PESSOAS "VITRINES"

Alguns anos atrás li algo sobre “homens vitrine”, um tipo que sai de casa nos fins de semana todo paramentado, sejam gays ou heteros com o intuito de massagear seus egos já inflados, que na verdade camuflam um “loser” de carteirinha. Um tipo que é desejado, mas esta sempre sozinho.

Homens assim são como aquela bolsa Louis Vuitton que a menina compra no camelô. Linda, invejável, mas falsificada. O modelo original seria muito caro pra suas parcas posses. Mas mesmo assim ela aceita passar a noite com um cara assim, que tira a camisa no meio da balada e expõe seu abdômen trincado, seu peitoral bem construído em horas de academia, tempo esse que ele deixou de ler, de se informar, de saber que o mundo não é apenas uma esteira, alteres e espelhos onde ele se exibe para si mesmo se achando o Maximo.

Esse cara leva a garota pra casa e em cinco minutos resolve o sexo que para ele foi fenomenal. Afinal de contas o que importa não é a satisfação de uma parceira, e sim o fato dele ter se “dado” a ela naquela noite. Passado o frison, ele vai embora e na semana seguinte começa tudo de novo com outra pretendente qualquer que acha que desfilar com um cara esteticamente perfeito é o apogeu da sua vida.

Inverta a situação e terá o mesmo fim. Mulheres “gostosas”, malhadas, deusas do desejo de 5 em cada 5 homens. Aquela mulher de capa de revista que todo cara queria pegar. O sonho de consumo do macho. Essa mulher não quer o cara comum, aquele que usa óculos e tem uma leve barriguinha. Ela também quer o saradão, por que afinal ela malha tanto, se cuida e passa fome pra que? Para desfilar com qualquer um? Não, ela quer o carrão, o cara de topete bem armado, o tipo acima descrito. Sabe o lider do time de futebol americano, o quarterback e a chefe de torcida? Lindos, populares, e vazios.

O gay quer o tipo musculoso, bem vestido, com um bom corte de cabelo, aquela “vitrine” pop, Cult que sabe de todas as paradas e está antenado no que o ultimo grito da moda está vendendo. Esse tipo é o mesmo la de cima também. O cara que não olha para um outro rapaz comum por que acha que ele é muita maionese pra um sanduichinho tão micho. Procura os de identidade igual, o tipo que sobe nos queijos das boates e dança sem camisa. Uma picanha desejada e que ninguém prova, por que no fim da noite vai pra casa sem ninguém, afinal de contas, quem está a sua altura?

Assim se constrói o mercado da “azaração” de hoje. Homens e mulheres tão bonitos e artificiais que acabam vivendo dentro de um circulo fútil, onde os “normais” são considerados fora dos padrões e vistos como ralé.

Mas garanto que se você pegar a “mariazinha” ali do almoxarifado e perguntar aonde ela vai aos fins de semana, terá a resposta que talvez essas beldades não entendam. Ela vai ao forro, ao pagode, a boate mais barata e la encontra os caras comuns, aqueles que o físico não está trabalhado na academia, porque o cara trampa demais e não tem tempo, e nem quer gastar dinheiro com isso. Prefere investir num futuro, no estudo ou na sua casa própria. Esse cara leva a guria pra casa e faz dela a mulher mais feliz e satisfeita do mundo, por que não precisa provar nada pra ninguém. Não precisa a cada posição, conferir no espelho se o seu tríceps está fotografando bem. Esse tipo comum é feliz, e propaga a felicidade pro outros. E garanto, na manhã seguinte manda uma mensagem, mesmo que não role namoro depois disso.

Quando os flashs se voltam demais para um tipo, tenha certeza que ele é uma bexiga de gás flutuante. Quando murcha não sobra nada. Ser bonito é uma dádiva da natureza, um presente da genética que Deus lhe deu, mas usá-la como arma de sedução pode ser um tiro pela culatra, por que esses indivíduos que se acham tão bons, tão a ultima bolacha do pacote se esquecem que essa ultima bolacha é sempre aquela a qual ninguém quis, ou a que está avariada, amassada, e por isso desprezada.

É preciso tomar cuidado para não ser uma nata de leite superficial. Cansei de ver pessoas assim, em todos os meios. Casados, solteiros, heteros, gays. Tanto homens, quanto mulheres.

Borá olhar para o meninos ou meninas comuns. Garanto que têm muito mais a oferecer. Alem do humor a certeza de um carinho e atenção que um “Adônis” ou uma “Vênus” jamais lhe darão.

Boa semana a todos.

BOBAGENS DA SEXTA FEIRA

Sexta feira é sempre o melhor dia da semana. E como todo mundo ta correndo com o trampo pra ir embora mais cedo, facilito a vida. Hoje só tem textos e vídeos. Um post tipo revista “Caras”, não precisa nem saber ler pra apreciar...rs.
BANHO NÃO MAMÃE, BANHO NÃÃÃÃÃOOOO








BENHÊ BATI NUMA ARVORE, ME AJUDA!!!!

 

CAMPEÃ MUNDIAL DE PUXA-SACO


Bom fim de semana a todos...e aqueles que forem pra quermesse, usem o novo metodo ultimate plus piolho resolution....cai de cabeça na fogueira mano!!!

ABRAÇOSSSS

ESCOLHER DEMAIS UM AMOR NÃO LEVA A NADA

Recebi a visita de um leitor no blog e ao agradecer sua visita encontrei um texto publicado no dia dos namorados. Gostei do que li, e reproduzo, dando os créditos ao Bruh´s word pela publicação( http://bruhsworld.blogspot.com/)

O texto de é Roberto Shinyashik ( Amar pode dar Certo) e vai de encontro como mensagem a muita gente, homens e mulheres.

[...Enquanto o parceiro ideal não chega, eu vou bebendo muito, fumando e deixando a vida correr. Mas, quando ele aparecer, vou ter uma vida calma no campo.

Bem... afinal, só tenho 20 anos...

Enquanto ele não chega, resolvo trabalhar muito, ler tudo o que puder, aproveitar as gulodices da vida. Quando ele chegar, eu quero estar em boa situação financeira, para curtir a vida com ele. Afinal, só tenho mesmo 30 anos...

Ele ainda não chegou. É verdade que agora já não tenho um corpinho jovem nem aquela disposição toda, faço exercícios, mas eles são um pouco mais lentos. Compreendo que o meu par ideal demora, mas sei que ele virá. Afinal, ainda tenho 40 anos.

Quanta cultura e sabedoria acumulei durante todos esses anos... Agora, já não me serve qualquer um. Não gosto de qualquer conversa e já não tolero determinadas atitudes. Tenho 50 anos e ainda espero encontrá-lo, mas agora que estou madura sei exatamente o que quero...

A realidade me acordou hoje, somente aos 60 anos...

Meu coração bate com uma certa tristeza!

Neste momento, penso em quantos amores interessantes cruzaram o meu caminho... Por onde seguiram? Estão sozinhos como eu? Por que descartei tantas chances não ideais? Por que tanta intolerância?

Quando José me pediu para vestir azul, percebi que era o branco que me atraía.

Quando Antônio me pediu para usar o branco, encontrei a beleza no verde.

Hoje a maturidade me revela: não era nem o azul nem o branco...

A cor realmente não importava. Eu era apenas um botão, pronto para desabrochar, e ninguém percebeu isso. Nem mesmo eu, que estava preocupada em esconder-me com o azul ou com o branco...]

As pessoas param no tempo esperando aquela pessoa incrível aparecer para faze-la feliz. Um dia descobre que a felicidade era responsabilidade dela mesma. Deixou de amar, e tornou-se murcha, sem graça, irônica e solitária.

Abram o coração e não escolham alguém como produtos numa prateleira. Se amarmos uma pessoa de verdade na vida, saberemos que no final valeu a pena.

Abração e boa quinta feira a todos.

HOJE TO INDGNADO!!!

Vou fugir da habitual característica do blog de falar sobre assuntos de ordem humana, sentimentos e atitudes do povo pra falar algo ligado a minha profissão de urbanista.

Tenho estado cada vez mais indignado com o que o mercado imobiliário do país anda fazendo. Parece que descobriram a galinha dos ovos de ouro, mas ao invés de alimentar bem a galinha para que produza bons ovos, estão dando hormônio que em pouco tempo vai explodir a pobre coitada.

As empresas de construção estão entregando lixos, camuflados e maquiados para um povo que não entende o que está comprando. As facilidades de financiamento totalmente fora da realidade atraem os compradores que pela ânsia da casa própria não prestam atenção na roubada.

Aqui em Campinas surgem dezenas de projetos. Não sei se acompanharam na imprensa, mas boa parte dos empreendimentos foi aprovada sob propinas dadas a uma quadrilha que agia na prefeitura, incluindo como chefe a esposa do prefeito.

Mas independente dessa putaria generalizada que se aplicou por aqui, a construção civil em si tem deixado a desejar. Esse boom imobiliário será um preço muito caro a pagar dentro de 10 anos no máximo. Vejo encartes de condomínios de prédios ou casas dizendo serem para classe media alta, e na verdade um engodo. Os que estão prontos, confesso, parecem os modelos Singapura implantados por Maluf na década de 90. Uma ótima ideia desperdiçada pela falta de compromisso do governo Estadual.

Aí que está o perigo. Fala-se em condomínios, em moradias para uma classe media, media alta, e rica. E o pobre vai pra onde? Os valores de financiamento não estão disponíveis pra quem ganha até 3 salários? Esse povo, grande maioria da população não terá direito a uma moradia digna? Teremos mais favelas?

Vi há pouco tempo pessoas reclamando de uma construtora que faz muita coisa pela região. Pagaram por dois anos prestações para construção do imóvel, até o termino de tal. Atraso de 2 anos, e assim que iniciaram as negociações de financiamento com a caixa econômica federal o imóvel triplicou de valor não se enquadrando na porcaria do minha casa minha vida ( maior enganação do governo PT). O que aconteceu? Esse povo todo perdeu 4 anos da vida, dinheiro suado que a construtora não devolveu, e ficaram sem o imóvel. Meu Deus será que só eu enxergo a sacanagem? Cadê Procon ou sei lá o que numa hora dessas?

Enfim, o Brasil está em ascensão no mercado imobiliário, e junto disso criou-se um monte de empresas corruptas que estão tomando dinheiro do povo, e nada será dado em troca. O povo tem memoria curta e por isso incide no mesmo erro. Se lembrassem do logro chamado “Encol” teriam mais cuidado ao depositarem sonhos e economias de uma vida nas mãos de empresários corruptos.

Habitação, saúde e ensino é tão importante quanto, dormir, se alimentar e respirar.

Boa quarta feira a todos.

CADÊ O LIVRO BOM?

Sinto falta de uma leitura empolgante. Não se faz mais livros bons ou será que eu fiquei chato?

Ano passado li “ desculpe se te chamo de amor”. Ótimo livro, típica comedia romântica de sessão da tarde. Leve e despretensiosa. Beleza!!! Veio a continuação. Nas 15 primeiras paginas a constatação de que não era assim “tão” legal como o primeiro livro. Ficou pra ser lido nas ferias.

Comecei a ler “ a cabana”, best seller premiado e vendido a baciada no mundo inteiro. Não consigo passar do meio do livro. Se arrasta uma história em círculos e até agora não consegui abstrair nada de bom. Dizem que é um ensinamento, mas e daí, será que eu sou tão cético que não aprendo mais nada?

Peguei emprestado da sobrinha o ultimo livro da saga crepúsculo, “Amanhecer”, que eu mesmo dei de presente pra ela. Não passei do primeiro capitulo e deixei de lado. Quem sabe próximo de estrear a conclusão da saga eu me anime. Por enquanto é o único livro da serie que leio, não me senti a vontade e nem animado em ver os outros.

O ultimo livro que devorei que me fez ter uma sensação de “pô, quero mais”, foi o 7° livro de Harry Potter. Talvez por ter lido toda a coleção, o grand finale me deixou melancólico. Li duas vezes.

De lá pra cá me obriguei a ler outros tantos livros, e nenhum deles me valeu aquela recomendação esfuziante. Fiz uma resenha sobre o livro de Fernanda Young “ O pau”, e sinceramente, hoje percebo que o livro não valeu os R$ 30,00 pagos.

Cadê aquele livro que te chama atenção pela capa, que te faz não dormir querendo ler, ler e ler?

Recebi a indicação de “precisamos falar sobre kevin”. Mas quem disse que acho nas lojas. Pelo menos aqui em Campinas ta tudo esgotado. Encomenda só pra 20 dias, internet, R$ 9,00 de frete ( me recuso a pagar) e livro pra mim é assim, entro na loja, pego, cheiro o papel novinho e levo pra casa. Assim que funciona. Não tenho paciência de esperar chegar. Apesar de ser paciencioso, quando se trata de alguns assuntos, fico ansioso demais.

Então enquanto os bons não veem, me divirto com os ruins...rs rs rs..

Se tiverem sugestão, me mandem, to precisando.

Abração e boa terça a todos.

FAVOR NÃO JUDIAR DO SANTO!!!!

Santo Atônho meu amigo, dá cá o guri que eu tomo conta hoje. Foge por que tem uma muierada doida atrás do cê.

São muito engraçadas as crendices do povo brasileiro. Achar que um pobre coitado de um santo pode resolver as pendengas amorosas de alguém é hilário. O pior são as receitinhas infalíveis que na verdade não passam de torturas absurdas.

- Colocar o pobre santo de cabeça pra baixo até que um noivo apareça! Meu, se a mina for baranga, daquelas que nem Dr. Ray concerta, o pobre santo morre de AVC. Por que anos de cabeça pra baixo, descendo o sangue pro crânio, vai matar o coitadinho. Santo morcego batman!!!

- Tirar o bebê do colo e só devolver quando arrumar um marido. Ahhh....isso é coisa de Nazareth Tedesco. Roubar o guri dele é sacanagem. Já que roubou a criança, então crie, por que se esperar um cara pra fazer um filho de verdade, vai morrer seca.

- Colocar o coitado dentro de um copo d´agua. Piorou. Crime...tentativa de duplo homicídio. Afogam o bom homem e com ele o bebê. Mulheres sádicas, assassinas.

Mas confesso que por muitos anos, minha mãe nos obrigava a ir a igreja de Santo Antonio aqui em Campinas buscar pães bentos e o bendito bolo. Tudo bem que eu adoro bolo desses feitos pelas tiazinhas de igreja. Aquele bolo surrado, com glace vagabundo. Adoro isso. E posso falar? Comi bolo de Santo Antonio de montão. Nunca achei a medalhinha dentro, então deve ser por isso que não casei...rs rs rs...

Mas o que me deixa feliz nessa época nem é a neura em relação ao tio careca com o guri no colo, vulgo Santo Antonio e sim as quermesses que se faz por aí. Putz, não tem preço que pague os cachorro quentes, os bolos de milho que servem nessas festas. Sempre fui arroz de comemoração. Tudo o que é data, eu quero festejar. Adoro natal, pascoa, dia das mães, pais, avós, papagaios, periquitos, do corcunda de Notre Dame...tudo eu comemoro. E se tiver festa, melhor ainda.

Se der tempo passo na igreja hoje e como bolo. Não pra arrumar casamento, apenas pelo bolo mesmo...e quem sabe deixar a mãe sossegada, enquanto há bolo, há esperança...kkkkkkkkkkkkkkkk

Boa semana a todos....abraços.

CD - ROMANTICAS PARA O DIA DOS NAMORADOS

Ano passado publiquei uma coletânea para o dia dos namorados com musicas românticas, maioria flashbacks. Hoje ao incluir o cd no 4Shared verifiquei que 298 downloads foram feitos em 1 ano. Isso pra mim é um sucesso...rs.

Baixe por aqui:     ROMANTICAS.html
Dia dos namorados no domingão e para embalar o amor de tanta gente fiz uma compilação jovem, atual. Assim como o amor tem que ser reiventado a cada dia, as musicas e os artistas novos tem que ocupar os lugares de tantos astros do passado.

A coletânea, a meu ver, reúne a moçadinha nova, com folego e talento suficiente, pra ficar muito tempo por aí. Só fiz uma ressalva com a musica de n° 16 - HEY, THAT´S NO WAY TO SAY GOODBYE de Roberta Flack por que a letra já diz tudo, Mas ei! Isto não é jeito de dizer adeus...e representa tantos amores que não chegaram ao dia 12 de junho.

Espero que gostem. Aos que como eu adoram musicas do passado, deem uma chance a molecada de mostrar o talento.

BAIXE POR AQUI:
ROMANTICAS_2011.html

EDUARDO E MONICA

Já no fim da tarde fiz um post para dividir com vocês que leem o Bau do jamal um comercial da Vivo, comemorando os 25 anos de “Eduardo e Monica” musica lendária do legião Urbana.

Dou os credito ao Leandro do sem tédio que escreveu o seguinte texto:

[...Todo mundo já cantarolou Eduardo e Mônica (pelo menos, todo mundo que sabe o que é boa música e conhece Legião Urbana). Junto com Faroeste Caboclo, a canção é, sem dúvidas, um dos maiores clássicos da banda.

Lançada há 25 anos, Eduardo e Mônica foi homenageada por uma campanha publicitária de uma empresa de telefonia celular. Um filme, produzido pela O2 Filmes, do diretor Fernando Meirelles, recriou, de maneira atual, a história do casal mais famoso da música brasileira.

Como a homenagem foi sendo revelada aos poucos, a produção chegou a ser anunciada por alguns veículos de comunicação, como um longa metragem inspirado na canção, a exemplo de Faroeste Caboclo, atualmente em produção. A O2, entretanto, disse nunca ter divulgado a campanha como um filme.

Dirigido por Nando Olival, confira abaixo a versão anos 2000 em um filme com a duração da canção, para uma história que todos conhecemos...]

Com vocês, Eduardo e Monica. Vale muito, muito a pena assistir. Confesso que me emocionei vendo isso!


abração

FIGURAS DA QUARTA FEIRA

Na semana do dia dos namorados estão aí mensagens pra quem está sozinho. 

Pro amigo que levou chifre e vai ficar sozinho....


 Pra você que levou chifre e vai ficar sozinho!!!

Pra você que só faz questão de qualidade!!!
Pra quem vai apelar !!!
Pra quem não liga para diversidade...
amor sem preconceitos!!!

boa quarta feira a todos...abraços.

ADORÁVEL PSICOSE

Tento me reciclar constantemente para não envelhecer caquético, chato e desatualizado do que se passa a minha volta.

Ultimamente tenho visto muita coisa nova, ouvido bandas e cantores novos para entender o que se passa entre o gosto jovem. Não falo de Lady Gaga, Rihanna e outras febres que demoram a baixar. Falo de cantores bons, sangue novo, gente com voz e atitude. E para isso agradeço ao Andre Mans http://andremans.blogspot.com/ por que sendo ele um musico, tem aquele desprendimento de saber o que se faz de bom por aí. Os Cds que compila e disponibiliza para os leitores tem feito com que consiga conhecer essa nova geração de beldades. Agradeço ao André, sem puxa saquismo, a atualização musical.

Outro dia me deparei sem querer com um programa no Multishow que considero “o melhor do humor” na atualidade. Natalia Klein foi redatora do Zorra total na Globo e através de um blog chamado “Adorável Psicose” alçou voo num programa solo. Chega a sua 2° temporada, sendo exibido as quintas feiras 22:00 hs. Não digo que vale a pena assistir, digo que vale a pena pra c. assistir a guria. A cada episódio o programa fica melhor. O 1° é bom, o 2° é show, o 3° é excepcional e por aí vai...

As situações são atuais, num prisma bem feminino. A primeira temporada está disponível no You tube, a qual fiz download para ver em casa, sossegado no DVD. A imagem perfeita, som perfeito. E muita risada.

Natalia Klein mantem o blog ainda aberto, o fruto da sua ascensão http://adoravelpsicose.blogspot.com/, e nas sextas feiras pode ser vista em “Macho Man” como a recepcionista gótica Nikita, dando um show e deixando os protagonistas da série no chulé. Seu jeitinho pin up na serie  Adoravel Psicose é encantador.

Aos 26 anos Natalia é inteligente, bonita, divertida e muito capaz. Uma geração nova de humoristas que sabem misturar internet, cotidiano e loucuras da vida moderna. Não se importam que seus programas se pulverizem na globosfera, assim como Marcelo Adnet, Bruno Mazeo e outras perolas do humor jovem.

Adorável Psicose vale cada minuto do tempo de exibição. Me questiono como uma emissora do nível da Rede Globo matem um programa de vergonha alheia como “Lara com Z” em exibição e deixa de lado uma serie tão boa quanto a criada por Natalia Klein. Posso até parecer preconceituoso, mas a única justificativa que encontro, é que talvez o povo que assista a programas como o da Susana Insuportável Vieira, talvez não compreenda o humor de Natalia Klein.

Deixo o link do primeiro episódio no You tube. Os outros estão na sequencia, dentro do site. Quem quiser conferir, indico sem medo de errar. E pra quem quiser assistir com mais tranquilidade, baixe através do VDownloader e confira as paranoias psicóticas da atriz quando quiser.

Adorável Psicose Ep.01 parte 01 "O Mó Astral"

Adorável Psicose Ep.01 parte 02 "O Mó Astral" Abração e boa terça feira a todos.

UM PIQUINIQUE FELIZ !!!

História da vida, como ela não deveria ser...rs

Uma tia avó era proprietária de uma pensão que hospedava os seres mais estranhos que habitaram a cidade. Como disse minha mãe, era um circo de horrores. Um senhor manco que gritava a noite em pesadelos horríveis, uma mocinha muda chamada Inês que cantava nananananananananana na na na, sem parar por horas, dias intermináveis. A própria tia avó que tinha uma deficiência estranha que um dia conto, entre tantos outros personagens que povoaram a infância do meu tio e minha mãe.

Um belo dia ocorreu à tia fazer um piquenique em Jaguariúna, num pesqueiro de propriedade dela, e levar toda essa gente para passear. Foi um terror, por que além desse povo estranho, a família em peso compareceu. Eram tantos que fecharam um vagão do trem só pra eles. Organizram a turma, cozinharam horrores, arrumaram a criançada e partiram pra estação. Confusão geral resultando em vagão cheio e pessoas sem conseguir lugar confortável dentro do trem. Como ninguém queria perder o grande piquenique, se ajeitaram com puderam. Algumas crianças, a muda e um senhor afeminado de nome “Aleto”, que pedia a qualquer homem bonito que encontrasse que o “jogasse na vida”, além da celebre frase de cumprimento “ora viva” sentaram-se fora do vagão entre dois carros, ou seja, no engate.

Como tudo que é bagunça vira diversão, la foram eles com a muda segurando uma penca de bananas enorme, uma das cestas de comidas, enquanto os menores foram amarrados num gradil para não caírem, e Aleto, de terno branco, cantarolava com os pequenos algumas musiquinhas alegres.

Dada a partida no trem, felicidade geral do povo...mentira. Dentro do vagão duas irmãs de minha avó se engalfinhavam a tapas, cuspes e pontapés por que discordavam da politica de Getulio Vargas. Sobrou tapa pra todo mundo.

Lá fora com o movimento do trem aumentando fagulhas das rodas do trem começaram a pipocar sobre a muda e todos que sentaram no engate. Gritos da pobre coitada (imagino uma muda gritando, pobrezinha), enquanto Aleto perdia a classe e xingava com palavrões a tia avó que o havia colocado naquela situação. Seu terno branco ficara todo queimado com as fagulhas que voavam por cima deles. As crianças choravam, gritavam de dor e ninguém ouvia. A muda jogou as bananas e a cesta de comida nos trilhos do trem, tentando se proteger das faíscas.

Passado o trauma, e todos calmos no destino, o piquenique correu solto. Cachoeira, lago cristalino e pessoas felizes nadando. Sem que percebessem uma tempestade de raios, trovões e granizos caiu sobre eles dando pedradas na cabeça das velhas que tentavam se esconder sob arvores. Pânico por que a cachoeira dobrou de volume, quase afogando as meninas que nadavam. Aleto e a muda foram encontrados muito mais tarde, perdidos no meio do mato. Correram de desespero e se perderam no matagal.

Abrigaram-se na casa de uns colonos que secou a roupa da maioria do povo em fogão a lenha, sujando mais do que secando. Café, bolo e mais briga, por que acusaram a tia avó de não saber organizar um passeio. Ela em contra partida ofendia a todos com insultos e palavrões.

Passada a chuva, espremeram-se no vagão de volta para casa. Dessa vez ninguém foi do lado externo. A muda entoou um cântico desafinado, enquanto as crianças dormiam no colo das mães, que cansadas queriam matar a pobre Inês que não sabia o volume nem a afinação de sua musica.

Chegaram tarde da noite em Campinas, e novamente quebra pau na estação. Mulheres se estapearam por que duas crianças haviam se engalfinharam no vagão. Ânimos exaltados após um dia terrível de piquenique.

Isso é pouco perto de histórias escabrosas que já ouvi desse povo...

Nasci dessa gente...rs rs rs....por isso que as vezes eu me pergunto: Será que sou normal?

Abração e ótima semana a todos.

MENINAS X MENINOS

Nas vésperas do dia dos namorados falemos sobre relações humanas e a mudança na cabeça das meninas de hoje.

"SE ESSA RUA, SE ESSA RUA FOSSE MINHA..."

Antigamente as meninas suspiravam a espera de um príncipe encantado, cantarolando musiquinhas onde o tema era o amor sincero de um rapaz que lhe entregaria a vida, o coração e o final emocionante de: viveram felizes para sempre.

Acabou. Hoje elas não querem um príncipe encantado num cavalo branco. Querem um cara sarado, cheio da grana num camaro branco. Se duvidar ficam apenas com o camaro e dispensam o bobo.

Muito se fez pela independência feminina, e o que temos hoje são homens chorões que não veem mais nas suas parceiras o exemplo da “mãe” submissa que o criou sobre rédeas curtas de um pai machista. Se isso é bom o não, não sei. Daqui uns 10 anos podemos avaliar.

Sair de casa para ter um futuro promissor é o desejo de 9 entre 10 meninas de 15 a 20 anos hoje. Algumas acreditam que encontrar um jogador de futebol que lhe faça um filho ( poupança) é o sinônimo de ser bem sucedida. Outras querem galgar carreira profissional, e no meio do caminho esquecem da vida, da sua própria história. Aí vemos mulheres hoje próxima dos 40 anos frustradas por não terem parado um tempo e construído uma família, com filhos, cachorrinhos e viagens para o litoral nas férias das crianças.

Infelizmente a sociedade ainda carrega esse estereotipo da família de comercial de margarina. Ainda não nos livramos desse contexto de que toda mulher deve ser mãe. Talvez daqui umas três gerações, quando pais e avós de hoje não estiverem mais entre nós, as meninas não tenham mais os exemplos de família no qual crescemos. Essas garotinhas de hoje terão seus 30 e poucos anos e as mudanças serão mais nítidas.

Tenho visto uma alteração drástica no comportamento das adolescentes dessa geração de 2011. Elas estão com seus namoradinhos imberbes enquanto lhes é conveniente. Enjoou, viram-se pro lado e beijam a amiga que estiver disponível. Essa pratica comum entre elas fatalmente irá aparecer daqui uns 20 anos. Mulheres felizes com outras mulheres. Homens solitários, que no passado eram os heteros, machões que cuspiam no chão e coçavam o saco enquanto viam seu futebol regado a cerveja que alguma escrava mantinha no copo dele, sempre cheio.

É fato que a raça masculina terá que se adaptar ao novo conceito de mulher. A que joga na cara deles que homem não é mais necessário. A evolução das espécies terá como pano de fundo ele o ser macho, o provedor da família.

Mulheres sustentam casa, tem ótimos empregos ( mesmo ganhando menos ) fazem inseminação artificial de sêmen desconhecido. Viajam, pregam prego nas paredes e abrem vidros de palmito. O homem, chora, faz a sobrancelha e depila o peito, tentando mostrar que também se cuidam para elas, o que no passado recente era exclusividade de moçoilas bem comportadas, criadas para o matrimonio.

A princesinha está interessada nos bens do príncipe encantado, não mais em sua cabeleira loira e a virilidade que lhe proporcionaria belos filhos. Os homens não escolhem mais as mulheres de ancas largas, boas parideiras para eternizar sua genética numa prole sem fim. Querem mulheres esculpidas em consultórios médicos. Se for uma ex celebridade melhor ainda. Os flashs atraem mais os homens do que as mulheres hoje em dia. Elas querem grana, eles querem glamour.

Por isso acho que essa inversão de papeis culminará numa sociedade onde homens reparam nos seus iguais e mulheres também. Eles desejam tanto ter o corpo malhado do amigo, que por fim desejam o próprio amigo. Elas querem tanto a cintura delineada, o peito siliconado, que acabam experimentando as amigas pra ver o que atrai tanto os machões.

No dia dos namorados tem muita mulher ganhando pneu de presente e homens o mais novo e revolucionário creme depilador...

O mundo evolui Deputado Bolsonaro.

Abração e ótimo fim de semana a todos.