PRESIDENTE OU PRESIDENTA?

Bom reforçar nossa bela e confusa lingua portuguesa. Recebi, como muita gente, um texto explicando o erro de interpretação(dever ser  isso) de chamar a presidente eleita Dilma de "presidenta". Segue a explicação da professora Miriam Rita Moro Mine - Universidade Federal do Paraná.

Existe a palavra: PRESIDENTA?

Que tal colocarmos um "BASTA" no assunto?

No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante... Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.

Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.

Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", mindependentemente do sexo que tenha. Se diz capela ardente, e não capela "ardenta"; se diz estudante, e não "estudanta"; se diz adolescente, e não "adolescenta"; se diz paciente, e não "pacienta".

Um bom exemplo do erro grosseiro seria:

"A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta"



Tá aí. Espero que não apenas a Presidente saiba como mencionar seu cargo, como também saiba administrar bem o país.
 
Boa quinta feira a todos.

12 comentários:

Karina disse...

Taí um daqueles casos de muito barulho por nada (mesmo!). O pior é ter que concordar com o Sarney, após a Marta Suplicy dar um chiliquinho no Congresso por causa dessa palhaçada.
Um beijo, Karina.

Cris disse...

Professor Tiburcio, não entendi.........kkkkkkkkkkkkkk

Muito legal, Rafa!
Acho que vou copiar esse recadinho e mandar pra Brasília.....rs

Presidente ou Presidenta não vai mudar o curso da história que ela fará. Só espero que seja um pouco menos ruim do que a bandalheira que vivemos nos últimos oito anos.

Tá virando política e é aula de gramática.....rs

Torcendo aqui para que aconteça o melhor com os neurônios e caráter da nossa Presidente.

Beijos, Professor Tibúrcio !

Paulo Braccini disse...

Querido isto são coisas típicas de uma república tupiniquim ... ainda mais agora com sua aura sindicalista ... o nível é muito baixo ... portanto é um engano pensar q eles entenderão isto ...

ps: e não me chamem de preconceituoso ... apenas uma constatação ...

;-)

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Rafys, Rafys...

Bem, falamos reservadamente a respeito do seu post.

Enfim.... (suspiro fundo)

Gostei do seu post! Eu, como professora de português, fico pra morrer quando vejo ou ouço palavras erradas... rs.
Muito obrigada por esse post que se tornou uma ferramenta de utilidade pública! rs

Beijo! Beijo!

Dama de Cinzas disse...

Dizer presidenta é a mesma coisa que dizer elefanta, como feminino de elefante. Não saí, não consigo articular. Vou continuar chamando de presidente... rs

Beijocas

o Humberto disse...

Por nada não, mas a explicação tá errada. As duas formas são corretas (falou o bacharel em Letras,rs).

Esse argumento da professora é até bem fraco.
Segue uma outra explicação:

http://g1.globo.com/platb/portugues/2010/11/01/a-presidente-ou-presidenta/

No fim, também acho que é muito barulho por nada. A única dúvida que me fica é que, se as duas formas são possíveis e a presidenta manifestou publicamente a opção de ser chamada assim, por que a maioria dos veículos insistiu em presidente? Quem está sendo mais inflexível nessa história? E por quê, né?

Caju disse...

pelo menos por aqui todos os que a chamam por presidenta são puxa-sacos petistas.

Bruna Bandeira da Luz disse...

Falou tudo! Me agride os ouvidos essa história de "presidenta". Mas acho que foi mais uma jogada de marketing, sei lá, "firmar o apelo da gestão feminina" foi um dos pontos altos da campanha.

Dave disse...

Hahahahaha, eu ia postar esse texto essa semana, mas fui deixando outros tomarem a frente. Gosto bastante e sempre dou muita risada. Essa é a presidente burra que o povo burro escolheu. Agora quem sempre foi contra essa eleição e essa jumenta (aí termina com ta) é quem paga o pato, ou seja... Sempre a mesma história.

Valeu pela visita. Volte mais vezes.

Abraço!

Lobo disse...

Oh noes! Mas presidenta tem um ar enfático tão... well esquece. português correto, lá vamos nós XD.

Abração Rafa!

o Humberto disse...

Não sou petista não, só pra constar. Mas anyways.
Abs!

Luck® disse...

Uau! Sem saber da regra (apenas refletindo... Óóóóóóóó!!!!) postei no Sampa a mesma conclusão. Intéquimfim!