O CISNE FRAGIL

Certos filmes prefiro assistir sozinho. Talvez pra rir, sofrer ou sentir a aflição do personagem. Parece que assim eu consigo prestar mais atenção. Tirando o cinema, todas as vezes que me sento com alguém pra ver um bom filme, ele é interrompido centenas de vezes. Hora alguém quer ir ao banheiro, hora quer comer algo, outra por que o cachorro latiu, o pernilongo devorou a perna e assim vai, em interrupções que transformam o filme num seriado de vários capítulos.

Ontem tive o prazer de assistir o “Cisne Negro”. Certos filmes não podem ser interrompidos por isso o vi sozinho. Existe uma crescente de sensações e impactos no filme que dão uma angustia, uma aceleração no coração, que se cessados por um pernilongo faminto, por exemplo, tiram toda a expectativa da trama. O Filme é um drama, não um suspense ou terror, e mesmo assim cria uma aura de desconforto, aquela impressão de medo, quase pânico.
Natalie Portman será uma das mais injustiçada se não levar a estatueta do Oscar, desde Fernanda Montenegro. Perfeita, enigmática, louca. Tudo isso se mistura a uma belíssima produção de arte.

Algumas cenas do ballet são dignas de aplauso. O diretor as conduziu muito bem. Mas o filme sobre ballet na verdade é apenas um subterfugio para que Portman brilhe. Talvez o auge da carreira da atriz tenha sido o Cisne Negro, até agora.

A caracterização da atriz, quase anoréxica de tão magra, com os ossos faciais saltados, como se vê em bailarinas profissionais pelo mundo, ajudam a deixar o personagem crível. O que mais espanta é uma rápida aparição de outra atriz, envelhecida, e esquecida do publico: Winona Rider. Apenas nos créditos finais é que nos certificamos de sua presença.

Não li a respeito do enredo. Sabia por cima do que se tratava. Bastava apenas saber que era Natalie Portman, a quem admiro pela beleza e talento. Por isso a angustia causada pelas sequencias paranoicas do filme foram sentidas ao extremo. Uma história para quem se dispõe a assisti-la sem grandes pretensões, um filme perturbador.

Quem é a mocinha, quem é a vilã? Isso se descobre vendo o desenrolar dos fatos.

Na sequencia em que o Cisne Negro aparece, após um belíssimo preludio do Cisne Branco ( não vale a pena contar o enredo do ballet para não tirar a graça do espectador que ainda não o viu) há um efeito especial sobre a frenética dança de Natalie Portman, que nos remete ao aplauso. A quem ainda for vê-lo, sugiro prestar atenção.

Gosto de filmes bons, e a época do Oscar em minha opinião é o melhor momento do ano. Já vi outros indicados, e nas vésperas da premiação darei impressões mais exata. No momento apenas recomendo que vejam o Cisne Negro. Vale a pena ver uma atriz em ascensão.

Abraço a todos e boa quarta feira.

15 comentários:

Sandes disse...

Nossa! Deu vontade de assitir ao filme. Vou fazê-lo! Valeu a dica meu amigo cinéfilo, rsrs

Paulo Braccini disse...

está na minha lista para assistir junto com o Discurso do Rei ...

eu odeio ir ao cinema acompanhado ... sou dos q mergulham fundo no filme e odeio qualquer coisa q interfira nesta viagem ... tb qdo termina, levo algum tempo para retornar à realidade, por isto gosto de sair sozinho do cinema, fazer uma pequena caminhada para adentrar lentamente na realidade novamente ...

atualmente tenho até me abdicado do prazer e dos recursos das salas de cinema, justamente por isto ... não existe mais a menor educação comportamental nelas ... tornaram-se espaços para piquenique ... tenho preferido ver tudo na telinha em casa ... absolutamente só ...

#síndromedevelhice ... rs

bjux

;-)

Paulo Braccini disse...

O coment:

acho q vc seria a única pessoa no mundo [não! tem o Melo tb] com quem eu assistiria um filme atualmente ...

perfeito ... adoro tb rever sequências não bem entendidas, remoer idéias, sorver, anotar ... etc etc etc ...

bjux querido Rafael

;-)

Gabuh disse...

num sei se cê leu o post sobre a minha viagem até aracaju - sergipe pra ver o show de pitty, mas nessa rápida passagem pela cidade, aproveitei pra matar a saudade do cinema, visto que aqui na ilha onde eu moro não tem. e lá em aracaju eu não pude deixar de matar essa saudade assistindo "cisne negro", né??! pra cê ter uma ideia, o último filme que vi nas telenos foi "didi e o fantasma simão". então imagina aí, EU, depois de DEZ ANOS, acostumado atualmente a ver filme (baixado) só pela telinha do computador, pisando numa sala de cinema, gente!? eu não cabia em mim nesse momento! além de ter assistido um filme INSANO (no melhor sentido da palavra, por favor), que me deixou emocionado, tenso, excitado, me deu sustos e me fez rir até, qual com certeza quero ver mais uma vez, AINDA tinha toda aquela sedução que só o cinema lhe proporciona. tem o cheirinho da pipoca na entrada, o apagar suave das luzes, o barulho do projetor, o áudio POTENTE que reproduz qualquer alfinete caindo no chão... e aquela tela gigante, claro, que por muitas vezes me fez acreditar que eu acompanhava os conflitos da personagem ali, bem ao seu lado. pra ser mais preciso atrás das câmeras. eu me senti totalmente imerso em cada cenário novo. foi lindo demais. e digo mais, essa experiência que já estava empoeirada na minha memória por um bom tempo, foi a parte mais legal de toda a viagem. até mais do que o show da pitty. SÉRIO! não que tenha sido ruim o show da banda, MUITO PELO CONTRÁRIO, foi ÓTEMO, porém, DE TUDO, o que mais curti foram as diversas sensações vividas diante daquele ambiente mágico que é o cinema.

o Humberto disse...

Mais uma vez, falou por mim. Acho que foi a melhor descrição do filme que eu li.

Eu também assisti sozinho, às 3h da madruga, num momento em que também eu andava muito frágil. Imagina só o tanto que mexeu comigo.

Fora que eu provavelmente sou o maior fã da Natalie que vc possa conhecer.

Só discordei um pouco da parte que vc fala da Winona, tadinha, acho que ela tá mais acabadinha por causa da personagem mesmo. É outra que eu adoro, acho um absurdo que tenha sumido, mas é uma atriz espetacular.

Abraços, querido, dia 27 tô garrado pra ver esse Oscar da Natalie. Se não sair, pau vai quebrar, hehehe.

Tathiana disse...

Hum, acho que está passando no cinema da minha cidade...
Estava em dúvida em assistir ou não. A dúvida acabou! rs.
Bjs.

disse...

Preciso assistir. Parece ser mto bom! E adoro drama.

Bjos

Dama de Cinzas disse...

Eu vi esse filme no sábado, com grande expectativa, já que várias pessoas tinham me recomendado muito bem.

Sinceramente não sei dizer se gostei do filme. Achei a interpretação da Natalie magnífica, perfeita, ela realmente merece o Oscar, principalmente naquela hora da transformação no Cisne Negro.

Mas o desenrolar do filme me angustiou um pouco. Não sabia se ela tava delirando, sonhando, ou se as coisas estavam acontecendo, até um ponto do filme. Depois que eu vi que ela estava delirando não sabia mais para onde ia o filme. O final foi perfeito, gostei muito.

Enfim, não é um filme que tenha me marcado.

Beijocas

Josy Poulain disse...

Ótimo texto, deu mais vontade ainda de assistir. ;D

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Rafa,

Valeu a dica, fiquei curioso.

Ainda não assisti esse filme.

Um abração, Félix.

Rs rs rs

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Eu não tinha muita vontade de ver esse filme, apesar de já ler e ouvir muitos elogios sobre ele. Vc me convenceu. Qualquer hora eu vou ver. Prometo. Mas não no cinema. No aconchego do meu lar.

Beijo, querido!

E desculpa pela bagunça no mural... rsrs

Antonio de Castro disse...

esse filme é realmente bem legal. mas a natalie portman fez closer tb e ela já foi injustiçada lá.

acho q dessa vez o oscar dela sai sim.

oremos.

Atitude: substantivo feminino. disse...

Eu já tinha lido a sua crítica. Aí vim comentar pois assisti o filme nesse final de semana.
Do caralho.
Trinquei tanto os dentes que fiquei com dor de cabeça.
Tive uma crise de choro na cena em que ela liga para a mãe do banheiro..(eu choro em momentos estranhos e não no final como todo mundo)

Ela merece o oscar.
Deu o sangue pelo papel.
: )

railer disse...

concordo contigo, é um filme e tanto e ela merece o oscar. fiz uma crítica no meu blog também. leia depois e me diga o que achou.
abraços!

Marcelo disse...

Parabens você foi único que comentou a presença da Winona Rider no filme comigo foi a mesma coisa so nós créditos que eu fiquei perguntado onde ela estava no filme ? e a Natalie ganhou praticamente todos os prêmios inclusive Oscar