FOGUINHO AGORA É RICO

Cena:

A repórter faz perguntas idiotas ao cara que sentado atrás de sua mesa responde com uma leve arqueada de sobrancelha. Enquanto isso orienta um fotografo a pegar o melhor ângulo do entrevistado. Entra outro cara e visivelmente enciumado com a situação e quebra o clima. A moça/repórter pede que o fotógrafo acompanhe o intruso até os objetos criados pelo garanhão de olhar sexy e consegue finalmente ficar a sós com ele. Rola um clima, porta fechada e beijos ardentes. Cena seguinte, sexo.

Essa sequencia foi ao ar na novela “Insensato Coração”, onde o personagem de Lazaro Ramos é o “pegador Zé Maier” da vez.

Tenho ouvido varias criticas a respeito da novela, o povo ainda não se identificou com a trama, e o próprio Gilberto Braga confessou que a reprise de Vale Tudo no canal Viva tem ofuscado seu texto. É muito difícil competir com Odete Roitman. Enfim, o que mais ouço é a seguinte frase:

“Aquele pretinho ta se achando, não combina com o personagem”.

Eu ia soltar um palavrão aqui a respeito desse argumento, por que não existe forma mais preconceituosa de se referir a alguém, mas respeito às moças delicadas que leem meu blog...rs. Farei a minha critica em cima de “Andre Gurgel” o personagem de Lazaro.

Acredito que o que mais incomoda o publico é o fato dele ser negro, inteligente, bem sucedido e garanhão. Tudo o que até pouco tempo pertencia a homens como Antonio Fagundes, nas novelas da Globo. Colocar um negro em destaque, não sendo bandido, nem caricatura de ser humano, choca o publico. O povo é racista, e isso nem velado fica.

Engraçado é que o personagem gay de Miggiorin agrada e causa menos impacto, mesmo lambendo os lábios ao ver um homem sem camisa e fazer constantes comentários de cunho sexual, do que o bem sucedido negro.

Tiraram-nos da cozinha, da lavanderia, da jardinagem, do carro que eram motoristas e os colocaram pra dentro da casa grande, estudados, bonitos, bem vestidos e com sucesso. Incomodou.

Camila Pitanga se orgulha de ser negra. Tanto ela, quanto Lazaro, Taís Araújo e outros que vem se destacando dentro da teledramaturgia. O bandido dessa vez, o ladrão inescrupuloso é um garotão de classe media alta que não tem um mínimo de caráter e moral. Gabriel Braga Nunes é a figura perfeita pra representar essa face da sociedade. Grande ator.

Mas e aí, por que Lazaro tem incomodado, por que as pessoas comentam em tom pejorativo que o pretinho ta se achando? Se há algo que não faço é usar o termo “preto”. Mesmo que as pessoas de raça negra não gostem, ou que pareça ofensivo, chamo-os de “negros”. É a raça, e não a cor.

A figura emblemática de Lazaro Ramos está ligada a comédia. E talvez Gilberto Braga tenha dado a ele uma missão que ainda não surtiu efeito. A de galã. A impressão que da ao ver Lazaro sério em cena, é que a qualquer momento irá soltar uma perola e cair na gargalhada. Até por que não acho que aconteça com qualquer homem nesse mundo levar uma mulher pra cama só por que piscou pra ela num restaurante. Aí não é culpa de Lazaro, é uma forçação de barra do autor.

Mas algo hei de dizer, independente do que o povo fala, minha opinião sobre o personagem, é que o ator está apelando para caras e bocas tentando se mostrar sexy. Isso soa forçado. Camila Pitanga é natural em cena, enquanto lazaro parece procurar um ângulo melhor pra mostrar que é gostosão. Pode ser que Denis Carvalho o queira assim, mas ta ficando caricato. Até por que “Andre Gurgel” além de pegador é histérico. Estrela. E se acha a melhor bolacha do pacote. Lazaro tem o grande desafio de se fazer crer.

Abração e boa quinta feira a todos.

13 comentários:

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Hey, Rafa!

Tenho visto algumas cenas da novela e tenho achado o personagem bem artificial. O personagem, não a interpretação.
Adoro Lázaro Ramos. Acho-o muito charmoso, bonito e super talentoso. Com tantos filmes e personagens já interpretados (eu AMAVA Sexo Frágil), ele já provou que é bom no que faz.

O pessoal tá incomodado? Não assista.
Simples assim. :)

Beijo!

Paulo Braccini disse...

Lázaro Ramos é uma das preciosidades da teledramaturgia dos dias de hoje ... muito bom ...

;-)

Arsênico disse...

Comecei a ver "Insensato Coração" desde o primeiro capítulo pra quem sabe criar um vínculo mais rápido já que dificilmente tenho o que fazer a noite a não ser ficar em casa vendo novela!

Até hoje isso não aconteceu!

Eu adoro Lázaro Ramos... Camila Pitanga... Thaís Araújo... Adriana Lessa... etc... Graças a Deus não sou racista... mas o "André Gurgel" também não me desce!

Não existe um problema o fato dele ser negro... pelo menos não pra mim...

Mas como você já disse... ele vem da comédia... e além disso o personagem é arrogante... prepotente... como poderemos gostar de um cara assim?

Vamos ver no que essa novela vai dar... infelizmente acho que Gilberto Braga "perdeu a mão".

***

aBraço!

;-D

SAL disse...

Rafa!!

Gosto da trama de Insensato Coração como um todo. E acredito que o fato de Lazaro Ramos ser o galã da vez, é um espelho (fosco talvez) de uma realidade: "não existe ninguem feio, existe pobre!"

Bjo

Van disse...

O Lázaro ainda não se encontrou na pele do André...ele precisa se entregar e querer ser o galã...Vou dizer que todos os predicados ele tem, mas precisa realmente "encarnar" e se sentir à vontade no papel, acho que ainda não está rolando...ou talvez, acho que quando ele resolver soltar a marra toda , melhore.

O preconceito é ainda muito arraigado na mente das pessoas e negro bem sucedido na novela soa "fake" , assim como foi Thais Araujo como a Helena de Manoel Carlos. O povo prefere o clichê, mesmo sem olhar ao redor e ver que o mundo evolui e os tempos da escravidão já deixaram de existir...mas infelizmente, alguns ainda pensam pequeno como suas próprias vidas.

Porque ninguém fala mal da Glória Pires interpretando uma simples acompanhante de idosos ? Ela que sempre se deu a trabalhar em papéis maiores, está fazendo um bem apagadinho, um desafio para alguém do seu gabarito.

Grande Beijo, Rafa !

Ro Fers disse...

òtimo post, afinal é uma pena que existem pessoas invejosas, imorais, quadradas, preconceituosas ao ponto de se incomodar com o sucesso alheio, até porque cor não diz nada, não tem influencia, e sim o caráter, a dignidade que poucos têm nos dias de hoje...
Forte abraço!

Karina disse...

Rafael,
Acho que o problema não é o Lázaro Ramos ser negro, mas é ele não ter um sex appeal latente. Não precisa ser bonito, mas tem que ter charme. Acredito que se tivessem colocado o ator (cujo nome nem sei) que faz um personagem homossexual na Ti Ti Ti ou o Rocco Pitanga teria dado muito mais certo. Pensando em negros interessantes, até o Alexandre Pires (e eu não gosto da música dele) daria mais certo...rs
Um beijo, Karina.

Atitude: substantivo feminino. disse...

Eu acho ele um excelente ator, divino, mas sinto ele meio forçado para galã. Também tenho a sensação de que a qualquer momento sairá uma piada..e vou te contar que chego a achar graça só de olhar para a cara dele..enfim..a Ingrid Guimarães me causa isso tbm.

Mas existem dezenas de outros galãs feios que nem a porra e que ninguém acha estranho..Zé Mayer com aquela cara de sharpey é um deles, Tony Ramos..uh - nem se fala..afinal gosto é gosto.

Eu acho que as pessoas se sentem incomodadas sim com o fato de um ator negro magricela ser o pegador da vez. Na verdade, se fosse um escravo com a barriga dividida e os músculos salientes e suados talvez não gerasse tanto blá blá blá e as pessoas achariam mais normal. Não sei se chega a ser preconceito mas percebo que várias pessoas estão incomodadas com isso.

Mas e aí, vamos aos comentários que já me perdi..
O Ronaldinho Gaúcho é feio igual ao capeta do avesso, e no entanto tem mulher a rodo correndo atrás dele...todas no cio, idênticas a personagem da Debora Seco. Então é bobeira dizer que "isso é coisa de novela" - porque não é.
É desse jeito.

Eu acho que está ótimo do jeito que está. Achei a trama super bem desenhada. Quero mais é que ele pise na cabeça de geral e depois faça um filho numa vaca qualquer.
Bem realista.

Kisses, Rafa!

Saulo Taveira disse...

Boa postagem. Me pareceu lúcida. Sim, o brasileiro é racista e isso incomoda, pelo menos nessa novela, mais que a personagem gay.

O Lázaro ainda está tentando encontrar a personagem, o mesmo passou com a Thaís em "Viver a Vida" - por toda a novela, vale ressaltar. Tomara ele ter mais sorte que ela.

Ainda assim, esse folhetim está menos pior que o anterior.

Abraços.

Dama de Cinzas disse...

Oi querido! Não sou politicamente correta e não pretendo ser agora porque a bola da vez é um negro.

Tá todo mundo com medo de dizer que Lázaro Ramos é feio porque ele é negro. Que palhaçada isso!

Lázaro Ramos, pode ser talentoso, mas é feio, muito feio, e sem nenhuma sensualidade!! O ator totalmente errado para esse papel, e não é porque ele é negro, é porque ele é feio.

Camila Pitanga e Thaís Araujo são negras lindas e sensuais. Nessa novela Camila está ótima. Em Viver a Vida Thais estava ótima. A questão da raça passa batido nelas, porque elas são sensuais e bonitas. Lázaro Ramos parece um lagarto. Ô homem feio do inferno!

Como já disse em um post que fiz sobre o mesmo assunto, eu não tenho problema com cor, até me sinto bastante atraída por negros e mulatos. Mas olha, tem que ter um borogodó, um encanto, do mesmo jeito com brancos, japonêses ou o que fosse.

Está mais do que na hora de mudar o foco e pararem de empurrar Lázaro Ramos como homem lindo, ele não é!

Beijocas

Autor disse...

O Lázaro está PÉSSIMO no papel. Não convence NUNCA como homem irresistível porque ele NÃO É BONITO. #Fato
Aquele personagem não é pra ele, simples assim. O erro está na escalação e não no fato dele ser preto (sim, PRETO, a pele tem cor e a cor é preta, meu caro... Acho essa coisa de falar NEGRO é a raça tão politicamente correto e tão... chato.).

Mr. TV disse...

oi Rafael...
bons textos véio! acho q o Humberto conseguiu uma proeza, juntar seus amigos de blog. Oba!!! Abraços figura!

Sobre o Lázaro ramos, concordo com tudo e acho sim q ele está muito caras e bocas na novela. Mas a novela ainda tá no comecinho, ele tem tempo pra melhorar... Fica cm Deus.

Gabuh disse...

foda é que o pessoal sempre reclama que atores negros fazem só papel de pobre, bandido, empregada... nunca de rico. só que quando resolvem inovar, colocando um negro como um cara bem sucedido, escolhem o ator errado (ou o papel errado pra lázaro ramos). tipo, não é questão de racismo, de cor. lázaro podia ser rosa, verde ou amarelo, ia continuar NÃO SENDO um galã. em uma coisa pelo menos ela tá mandando bem, que é sustentar o ar esnobe do personagem. pois nisso ela já me incomodou. achei bem nojentinho esse tal arquiteto andré gurgel. não daria pra ele de jeito nenhum. ALOKA!