SÓ - SOLIDÃO

Nosso mundo globalizado, de comunicação farta e direta, está padecendo de um mal: Solidão.

Tudo é tão impessoal e amedrontador que as pessoas tem se trancado nos seus mundos, e de vez em quando como um “cuco”, colocam a cabeça pra fora, vêem o que se passa e se trancam novamente nos seus mundinhos seguros.

A violência absurda nos faz tão reféns da solidão que em breve relações amorosas realmente serão virtuais. Não há mais os banquinhos nas portas de casa nos fins de tarde, crianças correndo livres pela rua, tombando de suas bicicletinhas enquanto ensaiam manobras. Há medo em cada olhar, há perigo em cada esquina.

Se alienar das noticias do mundo nos isola da sociedade. Participar tudo o que acontece em nossa volta, nos transforma em paranóicos. O simples ato de ir a uma padaria trás o pânico de que um carro desgovernado irá esmagar alguém num punto de ônibus, um marginal irá esfaquear para roubar os R$ 10,00 do pão, ou um terremoto fará um prédio despencar sobre nossas cabeças. Que é isso? Deve ser o Apocalipse...rs rs rs. Alias, o povo adora dizer que ele está próximo.

Gosto de uma musica de Tom Zé chamada “Só” que numa das estrofes diz:

...Na vida quem perde o telhado

Em troca recebe as estrelas

Prá rimar até se afogar

E de soluço em soluço esperar

O sol que sobe na cama e acende o lençol

Só lhe chamando, solicitando...

A solidão é tão intriseca, tá em todo mundo. Mesmo que um dia você se sinta acolhido e rodeado de amigos, sentirá só. Engraçado essa subjetividade do sentimento. Mas trabalhar a solidão é uma tarefa facil, desde que se proponha a não ser uma vitima de tudo. Geralmente quem tem aquele probleminha de auto-estima, inevitavelmente reclamará de solidão.

Moro só, já há um bom tempo e confesso, nunca me senti solitário em casa. Nunca olhei pela janela e me perguntei onde estavam todos que me deixaram sozinho ali. Pelo contrario, talvez por uma questão de personalidade eu precise do meu espaço vazio, só pra mim. É uma necessidade que sentia quando morava com os pais, ter um monento, um canto só meu, que niguém iria macular.

Pelo contrario, já me senti terrivelmente só em meio a dezenas de pessoas, cercado de conhecidos, amigos. Engraçado isso e também imensamente dificl de controlar. Na escola, quando estava no ginasio olhava aquele povo todo e perguntava, o que eu faço aqui com essa gente tão diferente? Mas logo passava e acabava virando massa, homogênea no meio do pátio.

Quando se está tranquilo consigo a melhor companhia é você mesmo, a solidão passa porta afora. Alias, solidão é como vampiro, ela só entra em sua casa se abrir a porta e convidar pra entrar. Se manter tudo fechado, garanto que ela não força a maçaneta, isso é certeza.

Não sei como será no futuro, quando estiver com idade avançada. Dizem que idosos sofrem de solidão e choram o passado, mesmo que a casa esteja cheia. Acredito que isso nem seja um sentimento de solidão e sim uma melancolia dos anos que se foram, de uma vida que deixou saudade ou talvez o arrependimento por não te-la aproveitado quando teve chance.

As vezes olho adolescentes e me comovo com seus bloqueios, com carapaças criadas para que ninguem penetre. Se eles soubessem quanto é facil se abrir, sofreriam menos. Talvez seja inevitavel esse aprendizado. Só perceber neles a constate dessa solidão Se isso perpetuar até a vida adulta, é sinal que precisam mais que ajuda, precisam romper seus lacres.


O mundo cresce e a gente encolhe. Estamos sozinhos mas vigiados. No elevador, nas ruas, as vezes até na sala de casa, sem saber que do outro lado da rua, algum louco te observa com um binóculo.

Para nós que temos livre acesso a internet é facil detectar sites em que as pessoas se expõe em cameras ao vivo pra uma infinidde de pessoas que não se sabe onde estão, e quais as intenções. Isso me choca. Esse despudor exacerbado. Muitas pessoas tem vergonha de estar nú ao lado de um namorado(a) mas se exibe de forma impudica em cameras de video para o mundo. Solidão? Quem sabe.

Enfim, um ombro amigo é sempre bem vindo aos que se fecham na suas mesmices. O meu é largo e confortavel...por isso dou graças.

Abração e boa semana a todos.

9 comentários:

KARINA PINTA E BORDA disse...

Seu testemunho de como você se sente em casa só é, atualmente, um alento para mim, pois vou ter que aprender a viver desta forma, o que está sendo muito difícil. E, de fato, sei também como é me sentir só no meio de um monte de gente. É pior do que se estivesse sozinha... Um beijo, Karina.

Três Egos disse...

As pessoas tendem a confundir o solteiro com a solidão. Estar solteiro não significa estar se sentindo sozinho, podemos ser até felizes sozinhos ou, pelo menos, temos os nosso próprio canto com nossos amigos que não deixam a solidão bater na porta.

Não tenho ideia se o mundo sempre foi assim, mas hoje em dia, o que noto é que muitos adolescentes vivem de aparência, de quererem se mostrar, mas sem a necessidade de mostrar seus verdadeiros sentimentos.

Mas é certo também que com tantas más intenções por aí não podemos confiar em qualquer um... Um próprio mecanismo de defesa... rs

Abraço!

Arsênico disse...

Ui... me deu um certo medo de envelhecer... confesso que no último ano tenho me fechado em minha copa... abandonado amigos... sempre tenho a desculpa de que se for pra eu encontrá-los pra reclamar da vida... prefiro ficar em casa!!!

Acho que talvez nem seja solidão... e sim necessidade de ter também um canto só meu! Cansei de ser policiado 24 horas por dia!

***

;D

KARINA PINTA E BORDA disse...

Rafael,
Obrigada pela mensagem. Vou me lembrar de suas palavras para me animar e prometo não fazer mais comentários tristinhos. É só que de vez em quando a minha bola fica murchinha. Depois eu lembro que essa parada de autopiedade é horrorosa, para mim e para os outros. Mas é só uma fase. Um beijo, Karina.

Patrícia Lozano disse...

As pessoas se sentem solitárias quando acham que a felicidade que tanto buscam está em outra pessoa, mas quando percebemos que a felicidade só nós podemos nos prover aí a solidão vai embora, passamos a enxergar que nos somos autosuficientes e que uma outra pessoa só complementa.

Edilson disse...

Maravilhoso o post. Realmente as pessoas fogem do sentimento "solidão" como se fosse uma besta-fera, mas na verdade a solidão é uma incontingência da vida e todos já a vivenciamos pois faz parte da condição do Homem. Belíssímo post, lúcido, vivo e vibrante. Sempre é um grande prazer vir aqui. Abraços e ótima semana.

Mylla Galvão disse...

Rafa,

Escrevi sobre a solidão lá no Ideias e acho que vc talvez goste do post!
Vá lá e veja...
Para mim a solidão é apenas uma companheira de vida...
Eu gosto dela, e ela vive em mim!!!

Bela semana para vc!!!

bjo

Albuq disse...

Sentir-se só é algo que em mim acontece sempre, mesmo quando estou cercada de pessoas.

Marcos disse...

Logo, solidão é um estado de espírito.

Essa a a incoerencia, estar só rodeado por pessoas... assim acontece muito na cultura americana. Eles não se envolvem.

Você pode morar sozinho mas estar envolvido na vida de muitas pessoas...

Eu ainda ontem falei isso, daqui ha 80 anos ninguém vai saber que eu existi.

Abçs