OLHA A SEGUNDONA AÍ GEEENTE!!!!

Eu entendo por que o mundo está recheado de subcelebridades, a mídia é que as cria, e da razão para que continuem aparecendo.

Pra mim o carnaval tem se tornado a cada ano mais insuportável. Quando moleque até curtia ir algumas noites no salão, mas hoje quero distancia da batucada repetitiva de um baile de carnaval. Pior do que isso é ser obrigado a assistir os desfiles pela TV. Graças a Santa Querupita da TV a Cabo, hoje podemos, caso não haja programa melhor na rua, passar ilesos ao carnaval dentro de casa, vendo bons filmes, e não sendo apresentados aos personagens bizarros na narrativa de Leci Brandão.

Falo isso por que todos os dias ao abrir o portal “ O Globo” no qual leio informações e vejo as novidades do mundo do entretenimento, fotos das artistas ensaiando nas quadras das escolas de samba. Pô, é sempre a mesma coisa. O que há de tão importante se fulana é madrinha de bateria de tal escola ou não. O que agrega a vida da nação saber disso. Os desfiles são milionários e muitos deles (tenho quase certeza) bancados pela contravenção. O que há de glamoroso nisso? Alguém explica?

As pseudo-celebridades que surgem dos bailes funks, as BBBs que ficam peladas por um punhado de moedas adoram aparecer e se dizerem importantes por estarem representando uma escola de samba, como se isso fosse o “Nobel” do entretenimento. Como dizia minha avó: dá uma trouxa de roupa pra essa mulherada lavar que a gente vê se dá conta.

A mídia ta cada vez mais pobre, buscando escândalos ou narrando o dia-a-dia dessas pessoas que pagam para serem assunto. Já não basta o Twitter onde esse povo fala as maiores asneiras e saem ilesos, ainda temos que agüentar os portais de noticias carregados de bobagens vinda desse mar de idiotices.

Chego as 8:30 da manhã, abro a internet para ver o que há de noticias, por que no fim de semana me dou ao luxo de não saber de nada que se passa no mundo e me deparo com essas futilidades. Infelizmente a Globo pode ter o padrão altíssimo na sua programação televisiva, mas no que diz respeito à internet, a fatia da empresa de Roberto Marinho vem sendo mal administrada. O R7 ta saindo na frente e sendo mais informativa do que o concorrente. Havia abandonado o “uol”, mas retornei por que não há outro site com informações mais interessantes do que eles.

Logo teremos cursos profissionalizantes para madrinha de bateria, destaque de carro alegórico, puxador de Samba e outros itens tão “importantes” para os desfiles de escola de samba. Claro que não poderá faltar mestrado em porta-bandeira, doutorado em comissão de frente, e o Nobel citado acima para a melhor agachada na avenida. Dá-lhe bunda.

Deixo claro que não sou contra o carnaval, apesar de passar a imagem pro mundo que somos um povo que só pensa em festa e vivemos pelados nas ruas, vejo sim importância em tudo isso. Só o que me estressa é o ano todo essa encheção de lingüiça das “musas” sendo cotadas para isso e aquilo nas agremiações do samba. Viviane Araújo é um exemplo. Por que não vai fazer uma faculdade ao invés de passar o tempo todo tentando ser noticia com suas coxas celulitadas e seu corpo “Mariah Carey” sem photoshop. Um dia ainda irão receber algum tipo de pensão do governo, tipo bolsa rainha de bateria, criada por um governo petista.

O tanto que se gasta com mídia pra esse povo deveria ser revertido ao lar dos artistas, que certamente contribuíram muito mais para nossa cultura do que as galinhas de angola de penacho na cabeça.

Estamos chegando em novembro e logo teremos os comerciais de natal. Ainda bem que existe essa fase antes dos sambistas invadirem nossa TV com seus temas pra 2011.

LÁ vou eu. LÁ – VOU –EU.

Abração a todos, e boa semana.

11 comentários:

KARINA PINTA E BORDA disse...

Vc hoje está revoltado! ha ha ha Mas eu concordo com você quanto à inutilidade de muitas "informações" que circulam na Net. Em relação ao carnaval, eu até gosto, mas mesmo quando quero abstrair, não consigo passar ilesa a ele, porque os blocos passam (e eles são cada vez mais numerosos), o cheiro de urina é insuportável, e o foguetório que fazem é um barulho só. Um beijo, Karina.

Estampado disse...

Amigo, tô com você e não abro.
Também já estou cansando desse tipo de materia.
Aqui na bahia são os pagodes infernais.
Abraços

Tathiana disse...

Tb acho um saco. E uma pena que o mundo pense que somos só carnaval e futebol. Pensar que as "musas" e jogadores têm mais valor no nosso país do que um médico ou um professor: total inversão de valores.
Salve a TV a cabo pra esse período de falta completa de opções na TV aberta.
Bjs.

Albuq disse...

Oi Rafael, eu gosto de carnaval e vale muito a pena conhecer tipo o carnaval de Olinda-PE, carnaval de frevo, de fantasias, de marchinhas e tal... mas, esse da TV é um verdadeiro inferno, me enlouquece isso direto quando começa kkkk

bjs

Autor disse...

Rafa, não seja tão mal humorado.
Tá, tudo bem, pode ser. Mas só porque hoje é segunda feira.
Saudade de nossas conversas.
;-)

Edilson Cravo disse...

Adorei o bolsa familia para rainha de bateria....kkkkkkkkkkkkkk.
Você não é mal humorado, é realista. Fico passado com tanta polêmica sobre a fulana que roubou o posto de rainha de bateria da sicrana. OOOO falta do que fazer!!! My God. Linda semana. Abraços.

Palavras Vagabundas disse...

Jamal, sou do Rio e sabe o que é triste, as escolas de Samba têm um trabalho social de primeira linha.
Vou listar alguns que a midia nunca dá:
Atletas da Vila Olímpica da Mangueira.
O Cuidado da Portela com sua velha guarda,eles almoçam todos os dias na quadra e desenvolvem várias atividades.
A escola profissionalizante da Beija-Flor, eles dão curso de escultura e adereço, entre outros.
O trabalho que a Imperatriz Leopoldinense desenvolve no entorno da quadra. E por aí vai.
Infelizmente o que é notícia é bunda.
abs
Jussara

Antonio de Castro disse...

é uma épcoa ótima pra arranjar emprego temporário no shopping ou pra criar escândalo e virar madrinha de alguma bateria.

é o mercado de trabalho crescendo e empregando os menos favorecidos.


Deixa. A Globo só tem que noticiar.

Saulo Taveira disse...

Cara, também não sou dado a carnaval. Gosto de ver as piranhas horrendas passarem, rir da cara do povo, achar graça em meia dúzia de brincadeiras, mas as "musas" tomaram conta e as crianças com sprays tbm. - O que nem me irrita... pouco.

Ótima semana.

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Bom dia, Rafael!

Vc e suas tiradas que só vêm de vc!
Curso profissionalizante pra madrinha de bateria... rsrsrs. Só vc mesmo.
Lembra daquelas perguntas que vc respondeu? Fui indicada ontem pra responder também. Tá lá no blog.

Beijocas e ótima semana pra vc!

Aline Diedrich disse...

Nada contra o carnaval... Mas puxando um gancho do seu texto, já reparou como caracterizamos celebridades (ou subcelebridades como vc disse ali) como artistas?

www.identidadenoroeste.com