QUEM MEXEU NO MEU BOLO?

Em vários episódios de Friend´s Joe deixa claro que odeia que mexam na sua comida.

Bem, sou Joe nesse caso. Não suporto quando estou comendo e alguém mete o garfo ( colher que seja ) no meu prato, a não ser que eu ofereça por achar aquilo tão bom que queira compartilhar com outras pessoas.

Uma ex tinha a mania de sempre pedir algo diferente pra ela, e quando servidos experimentar do meu. EU NÃO DIVIDO COMIDA, CACILDA!!! Rs rs rs.

O ímpeto era espetar a mão dela com o garfo para deixar de ter essa mania. Em dias de gripe suína é muito perigoso as pessoas ficarem comendo do seu prato. Alem do que é nojento. Eu nunca cutuquei o prato de ninguém. Não vejo necessidade. Caso tenha ficado com vontade, antes da pessoa comer, eu digo: posso experimentar uma ponta. Afinal sou lumbriguento.

Tem um amigo que mora fora que diz que quando está numa mesa e servem porções, ele logo calcula a quantidade de pessoas e o tanto servido, e divide mentalmente para cada um, caso sobre algo, será dele, que calculado sabe o tanto que pode comer.

Porções também são passiveis de discórdias, por que alguns educadamente espetam o que vão comer e levam a boca, enquanto outros fuçam em tudo para escolher o pedaço mais simpático. Sabe aquela dona que aperta todas as laranjas da banca e leva só meia dúzia, então, essa é a que cutuca todas as batatas fritas antes de pegar uma delas. Isso quando não se serve com a mão.

Molecada de escola tem a mania de querer um “léi” do que o outro come. Minha sobrinha diz que na escola tem que levar o lanche clássico que todos os outros também comem, por que se algo sair do cardápio, a molecada pula em cima e devora como piranhas insaciáveis. A cena final é a pobre criança caída toda desgrenhada com a embalagem do doce vazia na mão.

A criançada na minha época chegava ao cumulo de pedir metade de uma bolacha, uma chupada do pirulito (não sejam maliciosos com isso, trate-se de pirulito – o doce...rs rs rs), um gole da sua coca-coca, uma lambida no sorvete. Meu, isso é o fim da goiabada, pedir para experimentar essas coisas era ridículo. O pior que minha mãe sempre dizia: se pedirem divida, por que a criança pode ficar com vontade.

Nessa eu já dei sorvete inteiro, balas, chocolate que acabei de abrir, por que do lado tinha uma criança com cara de “gato de botas” lambendo o beiço..rs.

Há pouco tempo na quermesse da paróquia onde meus pais residem perto, eu lá faminto com um churrasquinho de lingüiça, e a amiguinha da minha sobrinha atrás andando e olhando para minha cara faminta (criança lumbriguenta maldita). Acabei por entregar o espeto pra ela inteiro. O pior que secou tanto o que estava na minha mão, que o único pedaço que comi me fez mal, deixando enjoado o restante da noite. Menina vuduzenta!!!

Nunca morei em republica, mas se precisasse seria um caos. Certeza que ia me estressar absurdo com o povo. Sei de muitas histórias de geladeiras assaltadas, iogurtes que sumiam misteriosamente, presunto fatiado, que não existia.

Não sou sovina, nem egoísta, só acho que existe um limite para a folga de algumas pessoas. Eu divido na boa, se achar que o outro merece.

É isso...não cutuca o bolo, por que pode virar presunto...rs

abração e bom dia.

11 comentários:

Folhas de Andreza disse...

...caracas...não é que sou assim tbm...não sou nojenta...mas para...dar uma lambida no sorvete do outro...vai la saber onde se passou aquela língua...é vdd a mãe sempre diz pra "dividir"...eu sempre mando um de reserva pra filha...e falo...não pega nada do outro...olha,vê o que é e depois agente compra...
e lumbriga é fogooo...já fui lumbriguenta...bjks doce no ♥.

Edu disse...

Assino embaixo!!!!! :-)

André Mans disse...

eu como escondido
kkkkkkkkkkkkk

Arsênico disse...

Também odeio atitudes dessas... certa vez morou um primo meu aqui em casa... que toda vez ele queria um pedaço do meu bolo... um pouco da comida... um góle do refri... peloamordedeosnéah?... Por pura preguiça de levantar o rabo e ir até À cozinha pegar pra ele... não demorou muito pra eu chutar ele porta a fora!!!

aBraço!

x/

Karina disse...

Ainda bem que não estou sozinha neste mundo... ha ha ha Um beijo, Karina.

Lobo Cinzento disse...

Jamais coma perto de mim então.

Sou perito em roubar comida alheia na república... e vivo colocando a mão pra roubar batatinha do prato dos outros XD

Cantinho She - Sheila Mendonça disse...

hahahahahaha muito bom, adorei a forma que vc colocou, mas essa última foto tá shooooooooooooooow, demais... hehehe beijo, beijooo!
She

Marcos disse...

Eu também não gosto que comam do meu prato, e quando vou a um restaurante e pedem algo diferente eu não experimento do prato de ninguem por mais gostoso que possa parecer.

Eu não sou lumbriguento.

Eu adoro deixar sempre o melhor pedaço para o final... e se alguem pede.... a resposta é direta.... NÃO...RS...RS..

Abçs

Antonio de Castro disse...

meus amigos já sabem q eu sou como o Joey.

"Joey doesn't share food"

e me lembrei da época q pediam metadinha... coisa mais nojenta era dar metade do fandangos.

e gente q divide Trident?!

Rodrigo Rocha disse...

Tão engraçado (nojento, chato, irritante, sei lá...) quanto, é querer comer no mesmo prato... não só experimentar, mas dividir tudo q está nele até o fim... eu não gosto de fazer isso, nem de pedir para provar, nem de ficar metendo a mão/ a boca no que estão comendo. Mas sou bem paciente com as únicas 3 pessoas que permito q façam (minha mãe, irmã ou meu amor).

D+ o texto! E as imagens do post são fantásticas!

Salete Cattae disse...

Ótimo texto e concordo contigo...muito chato e nojento isso!!!Fico impressionada como tem gente sem educação e sem noção nenhuma das coisas!


Bjs