UM POUCO ERUDITO

Impossível não me sentir saudosista em época de copa do mundo. Há quase duas décadas no mundial de 1994, o mundo foi surpreendido por uma inigualável apresentação de “os três tenores”. Plácido Domingos, Jose Carreras e Luciano Pavarotti.

Quando criança, bem pequeno mesmo, quando brincava no tapete da sala, aos olhos da minha avó, não prestava muito atenção nas musicas que tocava, mas a memória auditiva estava registrando trechos de clássicos, árias de operas. Pra uma criança pouco importava, mas na vida adulta soube o quão importante foi essa memória cultural que minha avó gentilmente me passou.

Hoje, com Lady Gaga, escandalizando o mundo com o seu pop moderníssimo, os grandes interpretes, os compositores clássicos perderam espaço quase que por completo. Jovens de 20 e poucos anos nunca ouviram falar de Puccini, Leoncavallo e tantos outros que na geração dos meus pais eram obrigatório na educação.Não os culpo, só sabemos de determinadas coisas quando somos apresentados a elas.

Luciano Pavarotti modernizou o clássico trazendo para o popular trechos de óperas famosas, em duetos com artistas contemporâneos. Talvez ele seja o que mais tenha contribuído para a popularização da musica clássica. Por isso em época de copa não consigo deixar de pensar e lamentar sua morte.

Há dois vídeos que seguem abaixo. O primeiro é famosa ária para tenor da ópera Pagliacci de Ruggiero Leoncavallo. No final do primeiro ato o Pagliacci “Canio” descobre a infidelidade de sua esposa e tem que se preparar para o espetáculo. Vesti a Giubba ( põe o traje) é a musica interpretada por Pavarotti. Fica claro por que foi o melhor tenor da história.



O segundo vídeo é apresentação de Pavarotti na França 1998, cantando a musica "Nessun dorma" ("Ninguém durma"). É uma ária do último ato da opera Turandot de Giacomo Puccini.



Muitos não gostam desse estilo de musica, muitos passarão reto pelos vídeos. Os que sentirem curiosidade, escutem de olhos fechados, e depois se interessar, assistam apresentação
.

Abraço e boa quinta-feira

18 comentários:

Três Egos disse...

Sabe que quando eu era pequeno eu escutava músicas clássicas. Lembro até que pegava todos os cds clássicos da minha mãe e ficava escutando. Na verdade, nem sei se gostava, não sei se achava bonito, apenas escutava. Vai ver que, como naquela época não existia Lady Gaga eu tinha que ficar escutando estas músicas mesmo! rsrsrsrs... Brincadeira...

Mas confesso que hoje em dia é difícil eu escutar músicas clássicas. Uma pena talvez...

Abraço!

Dama de Cinzas disse...

Talvez eu vá dizer uma bobagem, mas não seria porque esse estilo de música não se atualizou? Pavarotti por exemplo cantou músicas que registramos como conhecidas, do jeito dele, ele mesclou, acho que isso foi uma atualização.

As gerações querem coisas novas e se algo não se atualiza vai ficando esquecido, caduco, ultrapassado. Às vezes é algo que já não funcionava bem, como a Igreja Católica, que era rígida já há séculos atrás, hoje em dia seus conceitos não cabem mais na sociedade. Outras coisas que encantaram uma época ficaram pra trás por falta de atualização...

Bem, talvez seja isso...

Beijocas

Atitude: substantivo feminino. disse...

Querido Rafa...não é saudosismo. É lamentação mesmo...os 3 tenores foram substituídos pela Shakira e sua apresentação exorcista possuída.
As propagandas de humor foram todas substituídas por apelos grosseiros contra a seleção Argentina. Aqui no Rio o concurso de ruas pintadas foi um fracasso e só na Rede Globo pareceu que foi legal. A cultura de pintar ruas já morreu e nego quer ficar fingindo que ela ainda perdura.
O Alzirão (perto da minha casa) tem até abadá para ver o jogo. A ru a é pública, tá - só para te lembrar.
E por aí vai..
Eu me lamento pelo que o evento é hoje e pelo que ele já foi um dia.
Bjs
(acho que vou escrever sobre isso lá no blog também)

Karina disse...

Rafael,
Fui uma criança doutrinada musicalmente pelo meu pai,que além de outras coisas me colocava para dormir ouvindo Rádio MEC. Nem por isso desenvolvi o gosto de parar para ouvir música clássica, sendo algo que escuto naturalmente quando chego a algum local, mas sem prestar muita atenção. Todavia, recentemente estive na reinauguração do Municipal para assisir O Trovador, e foi impossível para mim não me emocionar com a ópera. Ou seja, quem adquire alguma sensibilidade para a música é muito mais feliz! Luciano Pavarotti realmente foi esplêndido, mas o que me arrepia mesmo é ouvir o Jose Carreras cantando Aranjuez Con Tu Amor. Um beijo, Karina.

Karina disse...

Acho que errei o nome da música. É Aranjuez Mon Amour, da forma que conheço. Bjs.

Andrea Pagano disse...

Oi Rafa,
Gosto muito do Pavarotti, tinha até aquele CD com os todos os tenores juntos... Gostava muito, meu pai ouvia no ultimo volume...rsrsr

Então, porque não aparece mais por lá?

Fiz ou falei algo que não gostou?

Sou complexada com isso...

Bjs

Cris disse...

Rafael, por outros motivos, acompanhei todos os shows dos tenores no Brasil e em todos os estados; mesmo os solos.

A turnê de Pavarotti já estava fechada para sua vinda ao Brasil cantando com o Roberto Carlos quando chegou um email que trazia a notícia de que por motivo de saúde a turnê estava cancelada.

Caramba...milhões de dólares envolvia a turnê desse cara e...cancelar. Logo e de forma certeira pensamos o pior.Foi um baque. Ninguém tem a técnica perfeita de voz desse cara. Ninguém. Pavarotti é único. A voz dele não precisa de ajuste; como dizem, é um disco sem equalizações....rs


Posso te ganrantir uma coisa muito linda e feliz que pude testemunhar: muitos jovens , muitos, estiveram em todos esses shows e saíram de lá embreagados pelo que viram e ouviram. Mesmo pq a postura no palco de um artista desse gabarito se difere em tudo do que eles estão acostumados.
Acho que no fundo, a maioria dos jovens até curtiriam. O problema é que não oferecem e muitas vezes é caro um espetáculo desse porte.

Seu post me fez lembrar a história de PLÁCIDO DOMINGO E JOSÉ CARRERAS que é maravilhosa.

Olha eu falndo muito de novo...rsrsrsrs

beijos

Lobo Cinzento disse...

Eu conheci Pavarotte e Nessum Dorma através do Manowar, acredita? XD

Não conheço os clássicos pelo nome, mas aprecio uma música clássica. Papis bombardeia aqui, quando não está se jogando no reggae/forró ahauahauahau.

Abração Rafael!

cantinho she disse...

Adorei o post! Pois eu tinha uma grande admiração por ele, sensacional!
Grande perda...
Bjo, bjo!
She

Andrea Pagano disse...

Rafa,

Obrigada pelo carinho nas palavras. Durante muitos anos não a compreendia, isso porque não relatei todos os fatos, mas hoje sei que se sente muito triste por eu não deixar que se aproxime das meninas...

Deixei um pouco com a Pietra, mas ela pisou na bola e o Carlos, disse que não teria uma segunda chance... Isso já faz uns 2 anos.

Ela tenta contato através de terceiros, ela mesmo não tem coragem de me ligar, pois eu pedi de novo, nesta época que não nos procurasse nunca mais...

Mas entendo hoje que ela não buscou a Deus para ajuda-la a melhorar, sei que não poderia ter sido assim... E aceito suas limitações...

Não some tá!

Sei que tens muito seguidores e ter que dar o retorno e ler com atenção e carinho o que todos tem a dizer não é tarefa fácil, mesmo porque tempos nossa vida fora da net, não é?

Hoje mesmo temos duas consultas e já já eu tô saindo...

Bjs no coração!

Isadora disse...

Rafael, impossível não sermos infuenciados. Acho que Pavarotti, assim como Carreras e Placido Domingos democratizaram o estilo e o tornaram acessíveis a todos e não apenas aos eruditos.
Um grande beijo

Serginho Tavares disse...

querido, os jovens de hoje acham que Beethoven é o nome de um cachorro quanto mais conhecer estes talentos!

Luna Sanchez disse...

Enquanto assistia aos vídeos, não pude, assim como a Jou, deixar de pensar na apresentação da Shakira e naquela coisa que parece um ensaio de Dança do Ventre...

É a involução da espécie, Rafa, ou estarei doida? oO

Beijo.

ℓυηα

Marcos disse...

Eu adorava os tres tenores, essa apresentação é tão grandiosa quanto a do Fred Mercure e Monserrate nas olimpiadas.

Agora vc querer convecer que vc era criança em 94... helou... vc já tinha barba naquela época....

abçs

Endim Mawess disse...

eu odiava um velho aqui da rua de casa até ele saber que eu virava noites estudando pras provas então ele cantava nessun dorma quando passava na rua, era um grave digo de pavarotti, precisei de dez anos pra descobrir a música e gostar dela.

Endim Mawess disse...

E a musica de todo vestibulando é só ler a tradução...

Alex disse...

Rafael,
gostei da sua visita e da sua seleção.
Acho que as pessoas deveriam ter oportunidade de ouvir mais música clássica, sem preconceitos.
A música, seja ela qual for, que nos emociona, nos faz espíritos melhores, pessoas mais humanas.
Esses dias viajei ouvindo, por três dias, várias faixas dessa ópera de Vivaldi, La Fida Ninfa. As gravações que encontrei no Youtube não são lá as melhores, mas são muito boas e valem pra divulgar. Eu adoro essa obra, embora não entenda rigorosamente nada de óperas. Sempre que posso, ouço rádios pela Internet. Minhas preferias são a cpr.org, radioclassica.it, Amadeus de BA, Classic FM (Londres). E, claro, a Cultura de SP, e nossa sempre querida MEC FM.

Bom domingo! Até breve.

David ®... disse...

uma dica: no "O Espelho tem duas faces" a Barbra Streisand brinca com a história de que pessoas apaixonadas ouvem PAvarotti qdo encontram o amor. "Nessun dorma" é inclusive citada e utilizada numa sequencia bem interessante.
Fica a dica..r.s
abs