OI OI OI....


Há muito tempo não existiam mobilizações por uma novela. Avenida Brasil, vem aos poucos marcando a teledramaturgia nacional com inúmeros  argumentos que fazem com que as rodas de conversa em todos os cantos falem dela. Pode ser bem ou mal, mas hoje se fala muito na novela.

O centésimo capítulo chega como se ontem mesmo tivéssemos visto Rita correr atrás de Max ao ser abandonada no lixão. Como em todo folhetim, uma barriga foi criada para encher linguiça. No ultimo mês a novela não saiu do mesmo ponto, mas como João Emanuel Carneiro é ótimo, essa barriga é lisa, pequena, e sarada, por isso a partir de hoje começa uma nova etapa na trama.

Minha admiração a quem tem a capacidade de fazer com que milhões de pessoas discutam o seu tema. Como disse, podem existir pessoas no país que ache que falar de Avenida Brasil é perda de tempo, mas me perdoe essas pessoas, vivemos num país “democrático”, ao mesmo tempo que idolatra um seriado mexicano da década de 70, pode muito bem se curvar perante uma boa produção nacional.

Os que comungam da opinião de Bruno Mazzeo que acha que o twitter e outras redes sociais são apenas coisa de gente burra, pega sua malinha e vai pra Croácia, lá o povo quem sabe é mais culto.

Em homenagem a Carminha e Nina, hoje to congelado.

Abração e ótima quinta feira a todos.

2 comentários:

Lua Nova disse...

O fato de não gostar de novelas não me impede de reconhecer a importância da teledramaturgia brasileira e o bom trabalho desenvolvido pelo autor, diretor e atores de Avenida Brasil.
Provavelmente sou aquela "uma" entre "dez" que não gosta de novelas... rsrsrrs... mas gosto dos seus posts e estava com saudades de passar por aqui.
Beijokas.

Albuq disse...

Eu gosto de novela e essa como dizia minha avó "está pegando fogo" kkkkk

Bjs e ótimo fim de semana!