TOMAR UM PORRE

"Eu não estava bêbado!!!!" 

Cara como não? você entrou no armário berrando 'DANE-SE, TÔ INDO PRA NÁRNIA'”...isso é estar bêbado!!!

Continuando a semana de “terapia” no blog...rs, vou falar sobre a questão “nunca ter tomado um porre”.

Não é nenhum tipo de preconceito, muito menos uma questão religiosa, e sim um problema vindo la da infância.
Nos meus sete anos de idade, houve um surto de Hepatite daquela fraquinha que não sei a nomenclatura, no bairro onde morava. Muitas pessoas foram contaminadas, e eu obviamente também. Passei um mês sob cuidados médicos até descobrirem a causa de vômitos constantes. Nada parava no estomago até mesmo uma bala era regurgitada. Semanas desse suplicio para uma criança da minha idade na época era um calvário terrível, por que não podia brincar na rua, não podia ir a escola. Passava dias e dias deitado no sofá, sendo carregado pro quarto a noite.

Diziam que qualquer movimento brusco desmanchava o fígado matando instantaneamente a pessoa. Verdade? Não sei. Apenas tivemos relatos de um pedreiro que também estava com Hepatite e morreu ao picaretar uma calçada.

Desde então existe certo trauma em passar mal do estomago ou fígado. Por isso a inerente possibilidade de tomar um porre e ter náuseas e vômitos, já transforma a situação num pânico descontrolado. Por isso não tenho o habito da bebida, algumas vezes claro, uma caipirinha, um vinho branco, cai bem. Vodca e vinho tinto vai direto pro fígado, e ele me avisa: ohhh mermão, segura a onda aí!!!

Até um tempo atrás as pessoas olhavam torto para quem não bebia, fazendo-nos sentir um alienado no mundo, um nerd, um incapaz de socializar. Eu nunca me importei com isso, e hoje o amigo que não bebe é valorizado, por que com a lei seca, é sempre ele que leva o povo pra casa...rs.

Mas a bebida em si não me agrada o paladar. Cerveja, por mais que digam, que clamem ser uma delicia, para mim é sempre o gosto de uma agua que lavou arroz. Whisky, Conhaque, e outras de teor alcoólico mais forte, é intolerável ao meu gosto. Então, pra que insistir? Não vou ser mais ou menos legal não bebendo. Não descrimino quem o faça, apenas não me importune, por que a paciência com bêbados é mínima, e muito menos vomite em mim.

E por ultimo uma passagem que ocorreu há séculos. O primeiro namorado da minha irmã certo dia tomou um pileque horrível, daqueles que da coma alcoólico. Não o levamos para o hospital. Pelo contrario, ficou em casa, meio que delirando. Sentado de um lado minha irmã, do outro eu. A cada resmungo era a vez de um de nós descer a mão na cara dele. Ficamos assim por algum tempo revezando, uma bofetada de um lado, outra de outro...rs. No dia seguinte ele reclamou de dor de estomago, cabeça e bochechas...rs rs rs.
 bêbado não tem amigos...fato!!!!

Abração a todos, e ótimo fim de semana.

6 comentários:

Lua Nova disse...

Também não bebo e isso nunca foi problema. Eu toco violão e adoro cantar e sempre fui uma boêmia sóbria. E olha que passava a noite inteira cantando, todo mundo em volta bebendo e eu... na minha. Agora, bêbado é fhoda! Vc tem absoluta razão.
Beijokas, Rafa, e um fds legal pra vc.

RaFa . disse...

Olha... eu não posso falar nada pq eu bebo, passo mal e vomito sempre no jardim da avó da minha amiga.
O fato de beber ou não ,vai de cada um. Eu gosto e bebo. heheh
Ah, eu não dou trabalho nao.

Paulo Braccini - Bratz disse...

já tomei porres homéricos fato ... hoje quase não bebo ... aprendi a ser civilizado ... rs ...

Luna Sanchez disse...

Eu sabia do banho gelado e do café forte, nunca tinha ouvido falar em bofetadas pra curar porre, Rafa...rs

Já tomei alguns porres na vida, poucos. A bebida que mais "me pega" é vinho.

Um beijo.

Eder Fabricio disse...

Hahahha Dor de cabeça, estomago e bochecha foi ótimo. rs
Não beber não faz você pior ou melhor, é só sua escolha. As pessoas precisam entender isso.
Mas olha eu diria para você que sensações alcoólica são no mínimo interessantes.rs
Abraço.

Três Egos disse...

hehehehee... Fazia muito tempo que não dava risadas lendo um blog!... heheh... Juro que parei de ler logo no começo lendo o negócio de Nárnia... rsrsrs.
Bom, vc deve saber pelo meu blog que eu bebo por vezes. Diminui bastante, mas ainda bebo quando preciso de um escape principalmente. Hoje em dia é bom porque eu aprendi a não ter ressaca. Sim, sim, faço um coquetel milagroso... hehehehehe...
E o que tem gosto de água de arroz é sakê... ow troço ruim... rsrs

Abraço! Saudade de passar por aki!