SHOPPINGS

Existem certos lugares, digo no comércio, que sinto certo mal estar em estar dentro, e outros pra mim são puro prazer.

Shoppings são bons quando se tem paciência de andar, de ver gente feia, crianças chorando, pessoas que não sabem andar no fluxo dos corredores, que te batem com a sacola, te empurram no canteiro principal, viram de repente e trombam com você, crianças que correm dos pais e te dão cabeçada no meio das pernas...é isso...tem que ir sabendo que assim que funciona.

Há um shopping em Campinas, que quando construído ganhou a classificação de maior da América Latina, e assim permaneceu por um tempo. Hoje devem existir outros maiores. Falo que não tem 10 anos de inauguração ainda, portanto estatística recente.

Bem, o shopping é de uma poluição visual, sonora e olfativa absurda. São centenas de lojas, com luminosos carregados dividindo o espaço com corredores abarrotados de vegetação e pisos coloridos em formatos geométricos. Garanto como arquiteto, que a proposta é tenebrosa.

Mas possui boas lojas, uma praça de alimentação insuportável de barulhenta com bons restaurantes, estacionamento descoberto, mas amplo. Infelizmente a porta do inferno. Não sou preconceituoso, sabem disso, mas o numero de pessoas feias, mal educadas que circulam no local muitas vezes nos faz pensar antes de ir a esse Shopping e trocar por outros com menos vuco-vuco.

A proposta do post era falar de lugares que me sinto mal. Bem, vou citar um apenas, as lojas Renner ( essa do shopping Iguatemi – Campinas). Não sei o que há, mas nesse fim de semana consegui diagnosticar isso em mim. Tenho acesso de bocejo quando estou na loja, uma certa moleza no corpo, sono, irritação, falta de paciência extrema. Se estiver só acompanhando alguém tudo isso triplica. E por acaso descobri isso por que minha irmã sente a mesma coisa.

Pode ser a iluminação, a disposição das gôndolas e araras, ou aquela irritante voz que fica o tempo todo: Turma azul, turma azul, PSR 3, força aí, TGZ 4, vamos lá, a meta é TREQ22....Putz. não to afim dessa voz hiper feliz enquanto to la dentro. Coisa mais chata. Querem motivar funcionário paguem salários melhores.

Mas há outra loja que pra mim é o Oasis, um tipo de local que me faz perder a noção de tempo: A Livraria Cultura, do mesmo shopping Iguatemi. Que lugar fabuloso, com aquele monte de livros novinhos, a disposição para serem folheados. Poltronas confortáveis para sentarmos, musica suave, pessoas educadas, funcionários gentis, um café Viena com salgadinhos muito bons. Pra mim, é o melhor local para espairecer a cabeça. Se estou irritado, um iPod, alguns livros ou revistas, são suficientes para me ajudar a superar a crise momentânea.

Não me importo em ir a lojas, shoppings, supermercados. Alias, sou ótima companhia para esse tipo de passeio. Não reclamo, vou na boa, dou palpite. Apenas haja da seguinte forma: Quer comprar algo, vá e compre. Não me obrigue a andar quilômetros e sair de lá, após 6 horas de caminhada de mãos vazias. Não admito esse tipo de atitude, compre um par de meias, mas compre.

É isso, querem ir ao shopping? Me chamem...mas com objetividade...rs

Abração, boa semana a todos.


21 comentários:

Cris disse...

Caramba...senti um mau homor no ar.....rs
Um certo "me deixa quieto" !
Hmmmmmm, perdi uns posts seus e acho que entrei num dia meio "torto"......rs

Que tal um shopping com mão, contra-mão, estacionamento para crianças perdidas, sinalização pra
gente feia, bonita e mais ou menos?.......rs

Eiiiiiiiiiiiiii!
Boa semana.
beijo

VaneZa disse...

Poxa! Bem que eu queria ser o tipo de pessoa que quando vai ao shopping sai de lá sem nada. Peço a Deus todos os dias que eu atinja esse grau de elevação espiritual. Porque... na boa... eu sempre compro muito. E eu também sinto a mesma coisa nas lojas Renner, mas no meu caso é por causa dos funcionários mal educados. E livraria... ahhhhhh... tem coisa melhor. Ainda mais se tiver café com leite + chantily.

AbraçoZzz

Karina disse...

Esse desabafo deixa claro que você realmente é homem, pois prima pela praticidade, mesmo tendo boa dose de paciência...rs Sou suspeita para falar, porque gosto de bater perna em shoppings, mas alguns me incomodam por ser excessivamente grandes, como o Barra Shopping, o Norte Shopping e esse de Campinas que você falou. Quando conheci este último foi num feriado (porque lá me levaram) e levei cerca de 30 minutos na fila da casquinha do McDonalds, o que é um absurdo, de tão cheio que estava o tal shopping. Já a Livraria Cultura é realmente adorável. Quando vou a Porto Alegre sempre aproveito parar curtir o ambiente. Mas sabe um lugar que me dá agonia? Lojas Americanas, porque na época de Natal você não aguenta a Simone; no carnaval, o disco das escolas de samba, e quando tem lançamento do Alexandre Pires, esse não pára de tocar! Um beijo, Karina.

Fernando disse...

Vem cá, sempre que eu vou a Campinas eu NUNCA consigo entender se aquele animal (pavoroso) símbolo do D.Pedro é um pombo, um ganso ou uma galinha.

E dizem que aquilo gira, néam? :D

Cris disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Jarbas disse...

odeio shoppings.

Andrea Pagano disse...

Ah Rafa,
Detesto o Dom Pedro!
Gente esquisita demais, aglomerada, te atropelando, sem sentindo, direção, nada...
Trabalhei lá por um ano, na Artefacto, entrava por trás da loja e por lá saia. Comia na praça de alimentação rapidamente e voltava para a loja.
Só vou à algum shopping com objetivos claros, se não não vou mesmo!
O publico daquele local me oprime e não sou uma compulsiva por compras...Então vou à outros shoppings...
Agora se for por livros, cinema e sentir bom aroma e sensações... Ah nada como o Galeria...
Bjs

Andrea Pagano disse...

Ah esqueci de te falar uma coisa, esse negócio de incentivo XPTO acontece muito na CeA..
kkkkkkkkkkk
Muito engraçado isso....

Dama de Cinzas disse...

Eu moro bem perto de enooorme shopping. Mas dificilmente vou lá, acho que se aparecer por lá umas cinco vezes no ano é muito... rs... Pra vc ver o tamanho que gosto desses lugares, principalmente nos finais de semana... Affe... Ir a shopping pra mim só rola no meio da semana... Eu prefiro comércio de rua, muito melhor, eu me sinto mais calma...

É bem essa visão do inferno que vc descreveu... Não tenho a menor paciência pra compras, não gosto, não acho graça, só saio pra comprar algo que preciso e sou super objetiva entro na loja escolho rapidamente, gosto ou não e saio em pouco tempo...

Beijocas

Edu disse...

Eu adorava o "Shopping do Pintão" (é umpintinho gigante, uai...) logo quando inaugurou e tinha pouca gente. Depois nunca mais fui, e depois dessa acho que nunca mais irei, rsrs.

Dil Santos disse...

Oi Rafael, tudo bem?
Menino, detesto ir em lugares com gente feia, é um horror, a gente fica traumatizado com uma cena dessas, kkkk.
Eu sei como é ir num determinado local e ñ se sentir bem e tal, eu sou muito sensitivo, fico logo arrepiado, aí menino, caio fora na mesma hora, rsrs.
E livrarias é tudo de bom né? Eu trabalho num q inclusive tem cafeteria e é tudo de bom, como adoro ler, ali é perfeito ou quase, rsrs.
Abraços

Luna Sanchez disse...

Hummmmm...bom, há dias em que vou ao shopping com "objetividade" : sei que tal loja tem aquilo que quero, vou até lá, sem dispersões, compro e saio. Mentira : passo na Feira da Fruta e pego um suco de abacaxi, antes de sair.

E há dias em que vou para dar uma volta, coisa que não tem acontecido muito, nos últimos tempos.

* Por aqui, não tem essa proliferação de gente "feia"...rs. Não que eu tenha reparado. Quando tu diz "feia", quer dizer "feia", literalmente? oO

Beijo, Rafa.

ℓυηα

D. Martins disse...

só uma coisa pra dizer. EU ODEIO SHOPPING. Simplesmente odeio, o maior, o menor, seja lá o que for do universo. Uma coisa que me dá desespero.

Ah, não consigo cara. Eu me irrito com pessoas a estilo 'joão-bobo' trombam em vc, esbarram e sacola no joelho, eu fico tenso e irritado pra caramba.

Imagina a gente passando 6hrs dentro de um shopping, apenas andando? Seria a estilo de 'um dia de fúria', aquele esquema que se uma arma sobra na mão, sai atirando por conta da loucura..kkkkkk


abraço, fiote!!!

Lobo Cinzento disse...

Shoppings me irritam.

Só entro neles quando tenho algum direcionamento certeiro. "Preciso comprar ISSO." Entro, compro o que queria, e saio na mesma velocidade. Detesto ficar perdendo tempo batendo perna sem objetivo nenhum lá dentro. Odeio ser fechado pelas mulheres que sempre cortam na sua frente para parar na vitrine e atrapalhar sua passagem. Odeio quando as crianças começam a correr e esbarram em você infinitas vezes, quando não te atropelam. E o mais grave: odeio os preços exorbitantes das lojas de shopping.

Shopping é a dimensão paralela! XD

Abração Rafael!

Autor disse...

Eu conheço esse shopping. Meu amigo daí disse que é de pobre, hahahaha
Que tem um bom, que é dos ricos. Eu acho, não lembro, risos.
Mas eu não tenho saco pra andar em shopping. Quando vou é pra comer, ir ao cinema ou a uma loja específica.
Passeio pra mim, definitivamente, não é shopping. Isso é muito paulista pra alguém que mora no Rio, risos

Renato Orlandi disse...

HAushausa.. Aaah eu sou bem chatinho para shoppings, aqui na capital existem (subconscientemente) shoppings temáticos, então tem lugares para familias, cheios de crianças barulhentas, tem lugares chiques, só de gravatados, tem lugares alternativos, cheio de Lady Gagas enfim... Me sinto melhor em algum deles e algumas lojas como essas livrarias em geral, mas em qualquer lugar basta estar cheio que eu já faço birra rsrs. Aaaah, é muito bom sair e ver gente, mas tem limite neah? Enfim... Abraçooo!

Fernando disse...

Gente, ninguém vai defender aí o capitalismo, a economia de mercado não?

Então vou eu: eu ADORO shoppings. Estudo do lado de um e vou lá só para pegar um ar-condicionado. Faço HORRRORES de window shopping (Zara é a melhor pra isso: tira tudo da arara, leva tudo para o provador, gosta de nada, faz aquela cara de "Ai, ficou tudo com caimento tão ruim!" pro vendedor. E planeja as suas 760 posteriores compras) e já li livro inteiro na livraria da Saraiva.

ManDrag disse...

Se o referido shopping é o da foto aérea, concordo com o apelido de abominação. Esse monstro rodeado de estacionamentos no meio de nenhures é mesmo a apologia da ganância consumista.
Nunca estive lá, mas pela imagem dá para ter uma ideia.
As dimensões do espaço são uma aberração. As distâncias são enormes, para quem precisa de se deslocar entre áreas. Porque não construir em altura com bons acessos? Seria muito mais confortável e inteligente.
Olhando a foto parece um presídio.

Salutas!

Marcos Campos disse...

Tenho essas sensações esquisitas que vc tem no Parque Dom Pedro todo, basta estar dentro dele, então tento ir com objetividade quando vou lá...já no Iguatemi é outra coisa...
Abraço!

Ju disse...

hueheuhe
muito bom!

também acho horrível a poluição visual e sonora dos shoppings. Mas o que mais me irrita é a multidão.

Não há quem me faça ir a um shopping em véspera de feriados como Natal, por exemplo. Sem chance!

bjo

Marcos disse...

O shopping D.Pedro é um lixo, só serve para algumas lojas.

A coisa mais normal do mundo é entrar em uma loja e experimentar tudo que quiser e não comprar nada, se nada lhe agradar. Já diz Glorinha Kalil...rs.rsrsrs.

Vc se sente obrigado a comprar só pq entrou em uma loja? Jamais!

Bem, fica meu pitaco!

Abçs