O PERFUME

Hoje vou expor meu lado fútil... rs rs rs.
Ter um traço na personalidade que beire a frivolidade não faz mal a ninguém, desde que se controlem os impulsos ou não deixe que se torne forte o bastante para que as pessoas te usem como exemplo dessa superficialidade. Bem, mesmo que eu quisesse, não conseguiria ser superficial, mas como um ser humano normal que sou também tenho lá meus hábitos consumistas.
Abordei o tema acima para falar de “coisas” que gosto, como relógios, sapatos, e meu ponto fraco: Perfumes.
Tenho vaidade na medida certa, me visto dentro de um padrão que pode ser considerado bom, conheço o que é de boa qualidade, o que veste bem, isso nem sempre quer dizer o mais caro. Mas perfume me tira do sério. Quando há algum que eu gosto, digo que não é uma questão de querer, mas de precisar...rs rs rs.
Acho fundamental que as pessoas sejam asseadas, usem bons sabonetes, tenham os cabelos bem cortados e cuidados. A aparência é o cartão de visita de qualquer pessoa. Por mais que digam que isso não é o bastante, que o importante é o interior, acho uma puta conversa fiada. Sou arquiteto e sei que a beleza, desde os primórdios da vida humana é essencial. Se fosse assim, moraríamos em cavernas, e não em belos edifícios, compraríamos em belos shoppings, e procuraríamos belos(as) pessoas para nos relacionarmos.
Vinicius de Moraes já dizia: Me perdoe as feias, mas beleza é fundamental.
Até quando comemos preferimos o bonito. Visto que se olharmos um prato bem servido, quero dizer no sentido de bem decorado, a boca logo se enche de saliva, por que também comemos com os olhos. Se não fosse assim, poderíamos bater todo o alimento no liquidificador e tomarmos a gororoba resultante, por que a digestão seria bem mais fácil.
Mas voltando a minha veia fútil, nos últimos dias venho querendo um, ou precisando de uma das fragrâncias lançadas ano passado pela D&G.
Não gosto muito da linha que D&G produz, acho que serve muito para as bichinhas saltitantes que borboleteiam pelos shoppings da vida ( não tomem esse comentário como preconceito, por favor). E perfumes da marca também nunca me atraíram até então, sempre fui para linha de Kenzo, Calvin Klein, Armani e etc. Mas dentre as 5 novas fragrâncias lançadas com todo alarde a de número 1, é sem dúvida meu numero...rs rs rs.
Denominada New Fragrance Anthology – D&G criou 5 fragrâncias distintas e unissex. Como para cada uma, segundo uma expositora, diz respeito a personalidade, experimentei todas, mas a que caiu em cima, foi a número 1 – Le Bateleur.
A propaganda para o lançamento trás 6 super top models, incluindo Fernando Fernandes, ex BBB, hoje paraplégico. E claro, como a marca é tão evidentemente alternativa, Freedom na voz de George Michael embala o comercial.
É isso. Se algum de vocês, como eu, adora perfume, vale a pena ter aquele que se assemelha a sua personalidade, mas dou uma dica: nas lojas especializadas cada um dos frascos sai por volta de R$ 300,00. Se estiver saindo do país, ou tem um amigo, parente que esteja, peça para trazer do Duty Free, por que lá, são apenas U$ 59,00 ( cerca de R$ 109,00).

video

video

Fragrancia 1 - Le Bateleur - Tyson Ballon

Ps.: a de número 3 - L´Impératrice, tras Naomi como referencia...rs rs rs...esse é pra quem gosta de bater com cabides nos empregados...rs rs rs...não podia perder a piada.

abraço a todos

2 comentários:

Serginho Tavares disse...

essa propaganda com o fernando aparece tanto na sky que nao aguento mais ver
rs

mas eu amo perfumes também

Susyanne Alves disse...

Acho que o número 1 sempre ter sido um dos números favoritos não era mera coincidência. srsrsrs

beijo