AINDA EXISTEM PROFISSIONAIS DE BOM GOSTO

Não sou chegado a mostras de decoração, por que acho tudo muito cheio de frufrus insignificantes para o dia a dia de todos nós, mas ontem visitando a edição 2011 do “Casa Cor Campinas” vi que existe luz no fim do túnel.

Pra quem não conhece a cidade o povo daqui se divide em 3 partes. Os ricos falidos que continuam achando que mandam em tudo e todos (gente insuportável), os novos ricos que esfregam na cara dos antigos suas BMWs novinhas e suas casas empetacadas e cafonas, e o povo, que passa absorto a tudo isso.

Pois bem, ontem andando pelo Casa Cor me deparei com algo que me agrada, arquitetura conceitual. Nada de camisolas francesas sobre a cama, e sim ambientes que contem algo que sempre briguei a favor: iluminação.

Claro que alguns profissionais viajam na maionese ou fazem copias malfeitas de algo que viram fora do pais ou em revistas do gênero, mas a maioria acertou em cheio. Difícil falar sobre algo que as pessoas que lêem não farão idéia, muito menos visitarão a exposição para dar opinião sobre o que estou dizendo, mas confie em mim, o negócio é “bão”.

Como arquiteto tenho meus sonhos de consumo, que são peças fabricadas por grandes nomes da profissão, como a chess long de Le Corbusie. Um dia terei uma para descansar. É um Oasis do bom gosto.
 Chess Long - Le Corbie
Ontem criei desejo de consumo por peças de iluminação, a maioria criada por designers e comercializada por uma rede de lojas de luxo chamada La Lampe (.lalampe.com.). Não há como descrever o que elas fazem num ambiente, só vendo. O poder da iluminação bem direcionada, transforma um simples quarto de vestir, num cenário cinematográfico. Isso é o que chamo de conceito, de bom gosto. Minimalistas no escolher a decoração e grandiosos na hora de compor a iluminação.
 Abajour troy - La Lampe ( QUERO UM DESSES DE NATAL...OK?)
É muito incomodo falar da profissão da gente para pessoas que vivem outras realidades e mercados de trabalho, mas tenho certeza que não há quem não pare para admirar uma boa e bela arquitetura. Decoração não é minha praia, por que os profissionais dificilmente são arquitetos formados. Muitos apenas fizeram cursos e vêem de famílias abastadas que lhes deram boa formação. O nível de frescura desse povo é insuportável. Ainda mais em Campinas.

Mas há dentro desse universo, pessoas que sabem o que faz e primam pelo bom gosto. Ontem me impressionei com o trabalho de duas arquitetas Renata Strazzacappa e Mariana Oliva. O ambiente e a automação da iluminação me fez desejar imensamente um dia ter algo do gênero, e eu que não gosto disso...rs
 Renata e Mariana - Suite Master

Enfim, olhei a setor com outros olhos. O propósito do Casa Cor me surpreendeu. Tudo preocupado com o meio ambiente sem deixar o charme de lado. Vale a pena conferir nas cidades onde há o evento.

Pra quem leu até aqui, obrigado. Sei que é pedante textos com esse tema...rs

Abração a todos e bom fim de semana.

4 comentários:

Dona Pimenta disse...

Poxa! Adorei o texto... Será que é pq ADORO Arquitetura?? kkkk Bom... Pode ser... rs
Tem ambientes que a gente vê, que até sufocam, de tanta informação reunida em um pequeno espaço... Ainda bem que tem gente de bom senso...
Olha, manda a cartinha pro Papys Noel, que ele vai te dar o Abajour troy - La Lampe, OK? Eu reforçarei seu pedido.
Eu sempre tive vontade de ir à Casa Cor. Quem sabe, na próxima. rs
Mil bjos, e ótimo findis.

Edu disse...

Eu adorei e acho que você deveria voltar ao assunto arquitetura (e/ou decoração) de vez em quando. :-)

Rafael disse...

adoraria akela chess long pra qdo me formasse psico terapeuta...
estou com post novo
beijos
calvin

Paulo Braccini - Bratz disse...

adoro e não perco uma edição de Casa Cor ... o q me falta é grana ... rs