MORAR SÓ É BOM!!!

Um dia alguém chega e diz: Nossa como você consegue ficar sozinho? Que coisa mais chata!!!

Onde as pessoas nascem e crescem que acreditam que morar só é sinônimo de solidão. Aqui em campinas temos um tipo chamado “Campinoide”, devo ter falado dessa tribo alguma vez por aqui São filhos e filhas de papai que fazem faculdade pra ter um diploma, mas nunca atuam na profissão. As meninas casam e os caras compram uma garrafa de red label e deixam em algum bar da cidade e por lá passam uma ou duas vezes na semana pra fazer um “social”. Cabelos puxado pra trás com gel e um carrão na porta ( financiado). Nada contra, por que o meu também é. Mas esse povo, rico no passado, e falido hoje ainda continuam se sentindo os donos do mundo. Algo como as famílias emboloradas de São Paulo, os quatrocentões.

Esse povo julga que morar sozinho é algo como “estar abandonado”. Se tivesse a real noção de como é bom num domingo despretensioso acordar a hora que quiser, cedo de preferência, caminhar pelo bairro com sua seleção de musica brilhante no ouvido, sem se preocupar com nada e ninguém. Cozinhar pra si, comer quando quiser arrumar coisas que estava há tempos precisando de uma faxina e ver o filme que lhe faz gosto. Isso não tem preço.


Claro que há dias que companhia faz falta, muita falta, mas não por morar só, mas por carência natural do ser humano. Isso é facilmente curado com um bom telefonema, uma pizza com melhores amigos, ou a companhia daquela pessoa que você gosta. Isso também não tem preço. Por que privacidade é a melhor conquista de se morar só.

Mas o que realmente quero dizer é o porquê das pessoas acharem que estar só é sinal de depressão. Cacilda!!! O povo acha que a qualquer instante você abrirá o forno, ligará o gás e deitara la dentro como uma boa e velha comedia de Woody Allen. Ou quem sabe pular da varanda da sala como as celebridades drogadas. Ou quem sabe ainda, ficar pelado na varanda do quarto e chamar atenção dos vizinhos, pra ter quem sabe um pouco de fama pra inflar o ego.

Nada disso, casa é lar, quando se constrói um lar. Eu fiz o meu. Adoro minha casa, minhas coisas, receber as pessoas e saber que se sentem bem. Minha avó dizia que casas aonde as pessoas chegam e confortavelmente ficam sem hora pra ir embora, é uma casa que tem “Deus”. A minha certamente tem. E fico feliz que as pessoas me visitem e curtam permanecer por aqui.

Cada canto uma história, cada peça de decoração escolhida a dedo. Cada quadro pintado com o intuito de preencher um canto. Assim se faz um lar. E nada que as pessoas pensem sobre solidão é verdade. Conheço tanta gente cercada de atenção, e que chora as magoas a mim por sentirem-se excluídas. A gente só sabe que tem um lar quando chega em casa no fim do dia, deita no sofá e o mundo fica lá fora sem te atingir. Aí sim se tem a conclusão que estar protegido dentro da sua bolha inviolável.

Saiam da casa dos pais, povo que se acha autosuficiente, e dêem as caras ao mundo, construa uma vida, por que permanecer sob os cuidados do pai, eternamente, não ta com nada.

Ótimo Domingo a todos.

Ps.: só consegui postar hoje, não sei o que deu no blogspot que manteve meu Baú fora do ar desde quinta feira.

10 comentários:

Paulo Braccini disse...

Eu não saí de casa qdo devia agora pago o preço ... parabéns querido ... com certeza isto não tem preço ...

Marcia disse...

Oi Amigo,
que saudades de você! Quanto tempo não nos vemos e nem interneticamente falamos.

Bem, primeiro queria agradecer o apoio e as palavras amigas que você tem me deixado, desculpe minha ausência prolongada, mas você sabe as razões. =)

Estou um pouco melhor, já estou até navegando de novo. Mas é um dia de cada vez, e sei que eu nunca mais serei a mesma.

Mais uma vez pensamos igual, odeio playboys, e falidos então, affe maria nossa senhora. E amo morar sozinha, moro só há 20 anos, e curti e curto cada momento.

Mesmo nesses dias de extrema tristeza, minha casa, meu palácio, onde eu me senti minimamente segura, até para desabar.

Nas horas de alegria, meu lar, é ainda mais querido. E aquele apê? Saiu, passei a escritura essa semana e em breve te espero lá, para batermos aquele papo!

Um beijo carinhoso,

Ma

Marques, Mika disse...

Ótimo post Rafa! Vc sabe que estou Me esforçando para isso. Quero muito o meu cantinho e acredito piamente que é uma paz que nao se tem preço!!

Beijao!!
Ótimo restinho de domingo, sem solidão, é claro!!

Edu disse...

Eu me acho mais "pra casar" mas não foi nada ruim quando morei sozinho lá nas Dinamarcas. E aí era sozinho meeesmo porque todos os amigos ficaram por aqui. Mas o importante é: me convenceu! Quero conhecer esse lar que tem Deus!

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Adorei o verde do da parede e aquele soneto lindo.
Sua casa deve ser um encanto, querido.. e tenho certeza de que Deus está ali. :)

Beijinhos!

Dama de Cinzas disse...

Eu amo morar sozinha. De verdade! O ideal para mim seria ter um relacionamento que tivesse a casa dele. E cada um fosse para sua, se encontrando quando tivessem a fim...

Não vejo nada desse peso da solidão em morar só. Adoro meu apartamento, sou capaz de acordar e ir dormir sem sair de casa e me sentir super bem...

Como você bem disse, tem horas que queremos um relacionamento é natural. Mas isso realmente não tem nada a ver com morar sozinho. Tem pessoas que moram numa casa lotada de gente e tem esse sentimento de solidão de uma forma muito mais acentuada.

A sensação de estar só ela está mais dentro de você mesmo, do que no fato de estar acompanhado de pessoas.

Beijocas

Três Egos disse...

Oi, oi, oie!!!
Olha eu aqui! Bom, acho que depois de ler seu post vou continuar visitando os outros blogs amigos que faz um bom tempo que não dou nem uma passadinha, confesso. E podem me castigar pela minha ausência, eu mereço... rsrsrs
Ah, qto ao seu texto, você sabe a minha opinião de morar só, né?! Já escrevi minhas experiências em meu blog e continuo escrevendo. Também não acho nada ruim morar sozinho, acho até bom demais. Outro dia minha família disse que pensou em vir morar aqui em minha cidade comigo. Fiquei pensando no inferno que eu teria que me acostumar novamente, mas acho que isso não vai mais acontecer. Agora só deixo de morar sozinho quando eu casar... rsrsrs...

Abraço!

o Humberto disse...

Olha, ainda não consegui morar só. Mas é o objetivo (material? espiritual?) número um nesta minha vida. Uma pessoa que tem OITO irmãos, sério, conseguir ter um pouco de espaço e privacidade é tudo que se espera, rs.

Papai Urso disse...

Morar só tá sendo sonho realizado p/ mim! Saí d casa confortável em bairro chiquê p/ir direto p/quartinho d cortiço, mas é meu mini-reino, é o dá p/pagar num momento decadence avec elegance, lá tô podendo ler a hora q quiser, desligar TV chata, ouvir meus CDs favoritos, dançar feito louco d hospício e andar c/ mínimo de roupa nos dias d calor... Tudibom e mais um pouco, superidentifiquei c/ seu texto.

Fernanda disse...

Amei esse post, Rafa, é a sua cara. Adoro seus textos.
Saudade de quando a gente escrevia junto, né?
Beijão
Fer