INTERNET

Sou um usuário de internet há bastante tempo, praticamente desde que ela surgiu no Brasil. Meu irmão era analista de sistemas e quando o advento da internet chegou, ele foi um dos primeiros a usa-la, e logo em seguida, quando disponibilizaram para residências, tava ele lá com seu pc de tela colorida recém adquirido fuçando no mundo globalizado.

Vi o surgimento de inúmeros movimentos de internet, alguns participei, outros achei pura chatice, e alguns eu acabo por não me acostumar com o formato, como o caso do twitter. Já tentei, mas não vejo graça.

Conversei em salas de bate papo, numa época que não havia essa putaria, essa psicopatia que hoje existe de pessoas loucas que se fazem passar por “legais” e atraem vitimas para um bote muitas vezes fatal.

Com todos esses anos de internet criei certos dogmas que me ajudam a filtrar pessoas, comunidades, sites, e o que aparecer dentro de uma esfera que não me agrada.

1 – Não queriam dizer que pessoas que montam perfis em sites de relacionamento e colocam fotos sem camisa ou de biquíni, não estão caçando!! Não existe uma justificativa para se exporem dessa forma a não ser que estejam se “vendendo” a procura de companhia.

Homens sem camisa no facebook, Orkut, ou seja la o que mais existir de sites do gênero estão caçando, e no meu entendimento, estão a procura de outro homem. Mulher não procura homem sem camisa...fato. Não generalizo, mas não entendo o porquê dessa exposição. Corpo legal? Tudo bem, é difícil de ter um, mas querer mostrar pro mundo, tem lá seus interesses.

2 – Pessoas com fotos em festas sempre bebendo. Há perfis que a pessoa é praticamente um Playmobil com a mãozinha pronta pra ser encaixado um copo, uma latinha. Isso não é legal, não soa bem. Fotos com amigos, em festas, beleza, mas 90% delas a pessoa aparecer bebendo, é complicado.

Recados sobre saídas onde sempre se menciona o que vão beber é o que mais vejo. A molecada de 20 e poucos anos hoje são alcoólatras na maioria, por que tudo gira em torno de uma balada, de uma bebedeira, qualquer dia da semana. Uma pessoa que necessita beber cerveja todos os dias é alcoólatra, ninguém me convence do contrario.

3 – Nem preciso dizer que Orkut morreu por excesso de tias velhas postando fotos com roupas intimas e extravagantes. Aquilo é um apanhado de mau gosto, junto com uma necessidade de se impor. Autoestima desse povo é admirável.

4 – You Tube é uma ferramenta perigosíssima, nesses anos todos é o que mais me da medo. Pessoas te filmam sem que perceba, amanhã está espalhado como vírus na internet, e nunca mais se limpa isso.

5 – Infelizmente a internet virou privada de muita gente, nunca vi como descarregam coisas absurdas por aqui. Blogs de pessoas agressivas, que tem ódio do ser humano. Gente que usa a ferramenta pra criar discórdia, pra denegrir outros. São tão saudáveis os blogs de pessoas alegres, que acrescentam algo a mais na nossa vida. Ainda bem que só frequento lugares assim. Gosto de todos que fazem parte do meu mundo virtual e que consigo ver que por trás de uma fotinho, de comentários, existe um ser humano, de verdade, limpo, claro e honesto.

Boa quarta feira a todos.

9 comentários:

Karina disse...

É, Rafael... Acho que como tudo na vida, a Internet tem seus prós e contras (muita tranqueira mesmo!). Acho que realmente o mais importante é termos a capacidade de filtrarmos o que é bom e o que nos acrescenta alguma coisa, fugindo das armadilhas (como, por exemplo, pessoas que se fazem de boazinhas mas que estão caçando, cuja abordagem é mais agressiva do que se fosse ao vivo e a cores). Bjs, Karina.

Edu disse...

Pois é... e o pior é que esses jovens estão começando a vida, a procura de empregos, e ainda acreditam que os RHs da vida não vão dar uma olhadinha no "passado" da pessoa...

Paulo Braccini disse...

Perfeita a contextualização ... Uma ferramenta q precisa de cuidados para a sua utilização ...

Edilson Cravo disse...

Perfeito o texto Rafael, concordo totalmente com vc a internet tá virando uma lixeira (quem sabe seja reflexo do mundo né,não?rs).
Abraços querido.

Rodrigo Rocha disse...

Quero parabenizar você por este texto super relevante pra minha vida, que só acrescentou e confirmou ainda mais aquilo em que acredito e considero digno. Muito obrigado Rafael. Toda sorte de bençãos a você. = )

Dama de Cinzas disse...

Esse lance dos caras sem camisa em site de relacionamento serem gays, um dia desses contei para a mulherada do trabalho. Elas riram demais. Nem sei onde ouvi isso, ou li, mas sei que sei... rs

Bem... O que acontece, Rafa, é que as pessoas querem ser diferentes para melhor e famosas, sem nenhum talento específico, então acham que se expuserem sua vida ao extremo na net. Alguém vai achar aquilo maravilhoso.

Eu sou bastante reservada na net. Bastante mesmo, porque sei que isso aqui vai nos ver quem a gente quer e que a gente não quer também... rs

Beijocas

o Humberto disse...

No fim tudo é uma questão de nnoção, Rafael. Se a pessoa não tem no dia a dia, não vai ter na web.

Eu mesmo peno com alguém magoado comigo e que tem um blog. O festival de indireta (e injustiça) cansa, mas eu ignoro.

Quanto à foto sem camisa eu tenho tá, rs. tem um pouco de querer se mostrar, sim, mas meu perfil não é aberto a qq um, só a amigos. Enfim, tem que ponderar as coisas.

Agora, realmente isso de qq um te filmar ou fotografar é foda. Dia desses meu irmão me achou no Google Earth, olha que bosta? Eu não estava fazendo nada errado e tem um blurzinho na minha cara, mas mesmo assim fiquei levemente puto.

Marcos Eduardo Nascimento disse...

Rafael, boa noite. eu tambem lembro dos primordios da web. era o maximo, pelo menos pra mim, entrar na caixa de emails do iG (toda laranja!), usar o icq ( o pai do msn), entrar no chat do UOL 9 do jeito que vc mencionou, era baaarbaro!, ver a criacao do Napster e toda a treta que houve em torno disso, o virus I love you (lembra desse?!) e sei lah, mais um monte de coisas.

desculpe o sumico (estava sem note desde o ano passado) e qdo puder passe pelo Olhar.

abraços e um otimo fim de semana.

Papai Urso disse...

A internet fez minha vida mais interessante, já imaginou viver no interior condenado só as conversinhas do interior, eu pirava!! Haja quermesse de igreja, comício de político analfabeto e inaurugação de pracinha, credo!!! Sem falar nas tias fófis que sabem da vida da gente melhor que a gente, tb vc não pode separar, casar ou noivar sem que haja um plebiscito... Amo internet, ela vem em segundo lugar logo após meus pimpolhos cute-cute.