Antes só.....

Em que época da vida as pessoas param de te encher o saco em relação a ter ou não alguém?

Assim que nos entendemos como seres humanos, lá pelos 5 ou 6 anos de idade começa a dura batalha das saias justas.

Um simples “parabéns pra você” cantado numa festinha lotada de amiguinhos da escola, da rua, além de tias corpulentas de dedos gordos se entupindo de coxinhas e brigadeiros, vêm acompanhado de um “ com quem será...blá blá blá...que o fulano vai casar”...e todos olham pra menininha mais linda da usa escola, como se ela realmente fosse sua namoradinha. Você quer mais que todos desapareçam quando apaga a vela ( diga-se de passagem que isso é um nojo porque a criançada cospe no bolo quando apaga a vela). Então você percebe que a vida não será fácil.

E por aí vai. Você mal entra na adolescência e as tias gordas continuam perguntando: E aí, ta namorando? A vontade é de responder: Não sua gorda, nem nasceram os pêlos direito e você já quer que eu acasale.

Depois disso é uma tortura. Se você está sozinho, as pessoas continuam perguntando. Se você está namorando as pessoas se preocupam com o que está fazendo ( ficam aqueles comentários pelas costas querendo saber se você faz sexo com a menininha que ta saindo).

Se o namoro já tem um tempo começam outras perguntas: E aí quando sai o casório? Cacete, vocês não queriam que eu namorasse, então...agora querem que eu case?

Você casa. Aí vem. Quando vem o nenê?

Você tem o primeiro filho, e as tias agora gordas e caducas perguntam? Vai ficar com um filho só? Quando vem outro?...nossa na minha época, com a sua idade eu já tinha 5 filhos. Então ta...problema é seu, por isso ta aí podre. Sem contar que o fato de você não querer ter filhos parece o crime mais hediondo da face da terra. Como vocês não querem filhos? ( Aí tem coisa, essa menina que ele casou não pode ter filhos, certeza que ela é seca).

E por aí vai. No meio do caminho as pessoas querem saber se o seu casamento ta indo bem, se você separa, é porque não presta. E se arruma outra mulher, é porque não presta. Se você opta em ficar sozinho, alguma coisa de errado tem...ih, acho que o fulano é fruta.

As pessoas não entendem que às vezes é melhor estar só , do que com alguém que não vale a pena.

Toda pessoa muito legal, que você acha que seria para a eternidade, mais cedo ou mais tarde, quando percebe, estava era querendo te levar pro altar....golpe isso!!!

Bem, não pretendia deixar o texto tão grande para uma segunda-feira, mas, é só uma indignação e um protesto...EU QUERO FICAR SOZINHO...CACILDA!!!....rs rs rs.

4 comentários:

Ricardo disse...

Olha, Rafael, meu querido... que vxc queira ficar sozinho, acho uma opção, apesar de não servir pra mim...

Mas gostaria se saber o que vc tem contra os gordos? Porque falar das suas tias "gordas" com tanto desprezo??? Coisa feia da sua parte!

E no final, isso é preocupação. Da única maneira que muitas delas sabem demonstrar! Tadinhas!

Hum... por isso deve estar sozinho...

ahauahuahauahauahuahau!

Abração!

JamaL disse...

Ricardo,

Primeiro lugar, não tenho preconceito com gordos, ou melhor, não tenho nehum tipo de preconceito.

Segundo, que não estou sozinho, só não estou casado, e o post fala de união ( casamento) e suas implicações e cobranças alheias.

Terceiro que há uma grande diferença entre preocupação e fofoca. Isso eu sei distinguir bem.

Quarto...se estivesse sozinho, não haveria problema, sou uma ótima cia pra mim.

abraço...

GreG JuNiOR disse...

O pior é que existe essa cobrança de casamento ate no mundo gay. Toda hora alguem pergunta e ae, kd o namorado. É um saco mesmo. E nossa, reuniao de familia qdo nao sabem de vc?! Todas as tias, gordas, magras, novas e velhas e os tios idem perguntam sobre a namorada.Precisa ter mta paciencia hehehehe
Bjao!

Marcelo disse...

E pra quando é o casório? Miconvida?!