MEUS UNFOLLOWS


Existia um personagem da “Escolinha do Professor Raimundo” chamado Magro Bonfá (André Damasceno) que usava o bordão: Não me faça pegar nojo!

Pois bem, sou um chato assumido, e como toda pessoa assim adoro e detesto na mesma intensidade. Algumas personalidades do meio artístico ganham minha admiração e fazem com que preste maior atenção aos seus trabalhos, e outras simplesmente abomino e passo longe toda vez que aparecem no ar. Os casos maiores de nojo vão para Carolina Dieckmann e Agnaldo Silva que definitivamente atiraria bosta de cachorro se os visse na rua, tamanho meu sentimento de repulsa por eles.
UM EXEMPLO DE GENTE NOJENTA- JOSÉ SERRA

Mas hoje temos um termo muito usado pela molecada no twitter que é comando de “unfollow” ou “deixar de seguir”. No microblog, as pessoas deletam umas as outras sem meios termos, sem desculpas previas, simplesmente vão lá e clicam para que aquela pessoa suma da sua timeline ( para quem não ta habituado, é a pagina inicial do site, onde você vê tudo o que outros comentam).

De uns tempos pra cá dei unfollow em vários artistas que achava muito interessante, simpáticos e engraçados, e que hoje me “fizeram pegar nojo”.

O primeiro da lista é Pedro Cardoso (Agostinho Carrara- A Grande Família). Após ver uma entrevista sua no programa bobo do Bial, achei-o tão arrogante, tão pretencioso e grosso que perdi a vontade de vê-lo na TV, em seguida apareceu manchetes de que havia brigado e ofendido sua companheira de anos de trabalho, a atriz que faz Bebel no mesmo seriado. Dei unfollow em Pedro e não me interessa mais o que faz, nem o que fala. Pra mim é um babaca.

Babaca maior transformou-se Bruno Mazzeo, que tinha tudo pra ser um grande escrito-diretor-ator de comedias. O ego subiu-lhe a cabeça e declarações suas na mídia mostraram aquilo que escondia: uma arrogância desmedida, quem sabe talvez, por ser filho de Chico Anysio. Nesse caso ele não entendeu que a grande personalidade brasileira era seu pai e não ele, e que soltar demais a língua é perigoso quando existem milhares de câmeras voltadas pra ele.

Nesse pacote de gente insuportável que me fez pegar nojo estão:

- Louro José: que papagaio chato, que soberba adquiriu o ator que o representa. Nota zero.
- Antônio Fagundes: o excesso de permanecia na TV me deixou de saco cheio dele. Além do que acho um nojo.

- Susana Vieira: Alguém de bom senso deveria dizer a essa senhora que ela não manda na TV brasileira, ela é empregada de uma emissora, e como todo empregado, devia portar-se de acordo.

- Datena: para esse não tenho palavras para expressar a repugnância.

- Preta Gil: Alguma pessoa deve ter dito a ela que ser grossa da ibope. Não fia, dá não. Ela acaba com a premissa de que toda gordinha é legal.

- Ana Hickmann: Mulher Amélia, que obedece a marido cavalo ficou lá na década de 40 no século passado. Como os meios rápidos de comunicação de hoje, ela queima o seu filme a cada declaração que o boçal do marido faz na mídia. Ele me lembra de Ike Turner (marido de Tina Turner). Ela tá tão Barbie e tão artificial que da raiva de ver.

- Claudia Leite: A mega-blaster artista que se acha e força a barra. Se fosse um pouquinho menos forçada até dava pra engoli-la com um copo de Yakult.  

- Diane dos Santos: Tenho uma ojeriza gratuita por essa garota. Como meu feeling é bom, alguma coisa ela deve esconder que ainda não descobri.

- Vavá – Sambista e sei lá o que mais. Cara insuportável. Ainda bem que é tão anônimo quanto eu. Não adianta participar de reality, amanhã o povo já se esqueceu de sua existência.

- Todos e quaisquer participantes do BBB – no caso minha náusea e nojo começa já durante o programa. Deveriam exterminar os ovos para que essa praga parasse de se multiplicar.

- Neymar – garoto tonto, marionete barata e vagabunda. Está longe de ser considerado um grande atleta. Como a raiva que adquiri do futebol ( mais da seleção brasileira) não daria um centavo para esse guri, nem pra vê-lo fazer embaixadinhas em praça publica.

Há pessoas também na vida pessoal que da vontade de clicar unfollow e pronto, parar de seguir. Mas na nossa vida diária, real e anônima não é tão fácil assim excluir gente que te incomoda. Como ainda não virei um personagem virtual que existe apenas na imaginação coletiva, preciso engolir seco e tentar digerir a quantidade enorme de pessoas que vem ao mundo com a única e exclusiva missão de te encher o saco.

Gente arrogante: não me façam pegar nojo!!! Por favor.

Abração e ótima terça a todos.

6 comentários:

Lucas disse...

A primeira coisa que me veio à mente quando li seu texto foi a sensação de que era eu que havia escrito! (rsrsrs). A única diferença é o caso de BBB’s... eu exterminaria os produtores dessa nhaca!

Abraços.

Margot disse...

Fael... esses que você citou eu já deletei a muito tempo e muitos outros além.
raramente vejo TV e no FB... já ocultei vários... tem muita gente sem senso.
A gente aprende a selecionar... graças a Deus.
Beijos

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

sua lista é pequena perto da minha ... e não tenho o menor constrangimento mais em deletar parentes e amigos q, por algum motivo venham a me irritar ... um clique só e pronto ... já eram ...

PORAQUIESO disse...

Oi ... Sua lista é modesta. A minha é enorme perto dela. Das pessoas publicas o Serra é um dos primeiros. Eta cara nojento, bossal, etc, etc. Dos pessoais coloco num cantinho e devagar vou esquecendo. Abraços !!!

Albuq disse...

Oi Rafael!
Concordo com você, arrogância é algo que dá nojo. Gostaria também de ter um recurso deste na vida real. Enquanto não conseguimos, sigo oferecendo minha ausência para essas figuras! bjs

Cesinha disse...

O senhor aumentou a potência do Nux por sua conta, é?! kkkkkkk... brincadeirinha! Você tá certo... esse povo que você citou é tudo sem noção mesmo. Entendo a sua revolta... bem característico.

Beijos.