Todo mundo é meio maluco.

Há alguns dias li no blogy do Mans*, um texto que me chamou atenção. Trata –se de uma descrição pessoal dele. Achei muito interessante por que ele ali coloca itens da personalidade que só se sabe conhecendo pessoalmente uma pessoa e convivendo com ela.

Estou me apropriando da idéia, me desculpando por fazer isso, e dando todos os créditos a ele, que além de um cara inteligente, bem humorado, é um ótimo musico.

Vamos lá então. Quem sou eu – Parte I

- odeio cortar a unha, mas faço sempre que elas ficam como as de macaco.
- durmo de meia qdo esfria o tempo, meus pés são muito gelados.
- converso com o espelho do elevador.
- quando era criança comia pipoca nhac com doce de leite de bisnaguinha.
- minha maior diversão é sentar num banco de shopping e analisar as pessoas que passam.
- não entendo nada de motor de carro.
- quando falo ao telefone desenho setas no papel.
- gosto de conversar com as pessoas por horas, saber das suas vidas, da suas histórias.
- gosto do ser humano e de suas confusões.
- acho que sou um bom amigo...tenho poucos pra chamar assim, mas melhor poucos do que nenhum.
- gosto de cozinhar.
- gosto de perfume, de gente perfumada.
- tenho paciência com pessoas idosas e crianças.
- desenho muito bem, modéstia a parte, sou um ótimo arquiteto.
- dou lucro para os outros.
- não sei tocar nenhum instrumento musical.
- não sei cantar
- gosto de pessoas que não gostam de mim. Mas dizem que qdo isso acontece vc vai pro céu...
- quando estou agoniado assisto filme triste pra chorar.
- uma vontade na vida: ter conhecido Nelson Rodrigues vivo.
- cuido mais do cabelo do que do corpo...rs.
- gosto de todo o tipo de teledramaturgia, até as mexicanas.
- tenho medo de anão....rs rs rs rs
- quando era criança ganhei um macaco de brinquedo que se chamava Pulimão...
- até antes dos 30 tinha problema em atravessar rua...ia sempre pra faixa de pedestre ou esperava o sinal fechar. Hoje já sou mais corajoso.
- gosto de escrever. Tenho um romance completo e milhares de contos.
- trabalho a 4 minutos de casa, mas mesmo assim vou de carro, pra não chegar suado.
- muitos me acham antipático, mas não sabem que as vezes pareço assim por timidez.
- minha primeira namorada virou sapatão...rs rs rs rs rs rs rs....acho que não devia ter contado isso.
- a ultima... bem deixa pra lá.
- gosto de colocar o feijão sobre o arroz, num canto do prato.
- quando faço palavras cruzadas fico sofrendo pra não olhar o resultado no fim do caderno.
- quando andava de Ônibus ia sentado no fundo, só pra não dar lugar pra ninguém.
- uma vez deixei uma freira viajar de pé...me arrependi depois.
- dizem que sou exagerado quando explico alguma coisa.
- quando preciso de uma interjeição que não seja grosseira, mas possa ser palavrão uso um exemplo que vi há anos no filme “ os sete gatinhos” obra de Nelson Rodrigues: caralhinhos voadores...a menina que trabalha comigo usa direto.
- esse sou eu, uma descrição superficial, frívola... Mas que mostra pequenas coisas do meu “eu”. Em breve falo mais.

Na verdade, acho que todo mundo deveria fazer uma analise assim, do que vem a sua cabeça sobre vc mesmo.

Abração.


* blogy do Mans : http://andremans.blogspot.com/


5 comentários:

Mans disse...

viu como é gostoso
e que venhas as outras inúmeras partes

eu vou escrevendo ao pouco
assim sem pressa

grande abraço!

Desvairadamente J. disse...

Não conhecia teu blog, vi um comentário no Cafeina, vi q era de Campinas e, vou dizer, AMEI!
Tb sou de Campinas...
Bjooo

Gustavo disse...

"quando estou agoniado assisto filme triste pra chorar."

Adoro fazer isso hahahahaha
Pego sei lá um Cidade dos Anjos, ou qualquer outro filme que tenha partes tristes e boto para ver hahahaha

Jarbas disse...

vixe. estou tentando imaginar o que iria sair se eu inventasse fazer uma dessa.

só g-zuz.

introspective disse...

Que fofo! Vou fazer um igual no meu próximo momento de ócio total (que está cada vez mais difícil de acontecer!)

Da próxima vez que eu precisar chorar, vou seguir teu conselho: vou alugar Dançando no Escuro, aquele com a Bjork ficando cega!