UM COMERCIAL DE TV



Há uma dessas propagandas passageiras vinculadas na TV nas ultimas semanas ( que não é necessário vincular a empresa anunciante), narrada pela voz inconfundível de Arnaldo Antunes que faz a seguinte pergunta:

O que te faz feliz?

É certo, que como propaganda, ela diz um monte de coisas bonitas, para induzir o telespectador a sentir-se motivado, mas pensando sobre o assunto gostaria de saber das pessoas o que as faz feliz.

Posso enumerar algumas coisas que me fazem ter a sensação de felicidade. Não vou discursar sobre como ser feliz, que isso é passageiro, que bla bla bla, como muitos analistas fazem. Quero falar das sensações, às vezes rápidas, muitas vezes permanentes de felicidade.

Me sinto feliz por exemplo de manhã, quando acordo com o dia ensolarado, céu azul. Quando entro no banho a claridade do sol está bem na janela do meu banheiro e enquanto faço a barba no chuveiro com o raio de sol no meu rosto, sou invadido por uma onda de felicidade. Na verdade um bem estar enorme, que posso sim chamar de felicidade. Nem há motivo, mas sinto, e sempre.

Quando volto da casa dos meus pais, passo por uma avenida que tem um muro enorme que cerca o cemitério principal da cidade. Não se vê nada, além de mais de um quilometro de muro branco, mas há um canteiro principal com Ypês roxos e amarelos plantados, e que por milagre, mantêm-se floridos o ano todo. Sempre abro o vidro do carro e deixo o ar bater no rosto...sinto a sensação de felicidade.

Engraçado como para algumas pessoas ser presenteado é o momento de alegria, para mim não. Bem, explicando, não é que não goste de ganhar presente, é que sempre que o fazem, sinto um certo constrangimento. Sei que estou ganhando o presente, por conseqüência de uma data festiva, ou coisa parecida, mas ser presenteado não me trás a mesma sensação de felicidade, como presentear. Me sinto muito satisfeito quando percebo no rosto de uma pessoa que presenteei a alegria de ter ganhado aquilo, principalmente crianças.

Sinto essa mesma onda de alegria sentado a beira mar, olhando o horizonte, com um ar gelado no rosto. Quando estou com alguém que gosto, quando provo um doce gostoso ( doce me dá felicidade).

Quando mexo em coisas do passado. As lembranças me trazem felicidade, não que me sinta nostálgico, porque isso de certa forma estraga nosso presente, mas há uma certeza que aquilo que passou foi válido, que produziu algo bom para os dias de hoje.

Pode parecer hipócrita, mas sinto-me feliz pelos outros, pelos amigos, família, quando conseguem algo que desejavam. Digo isso, por que posso agradecer a Deus, por não ter nascido com o DNA da inveja. Por que o invejoso não se torna, ele é ele nasce.

Apesar dos problemas que todos temos, das dificuldades naturais da vida, das desavenças, discussões, da certeza que não somos felizes o tempo todo ( até por que seria chato) é fato que qualquer ser humano em algum momento de sua vida sentiu essa sensação de felicidade, de bem estar. Cada um dá o significado que quiser a isso.

Só não me agrada pessoas felizes demais. Gente que você sabe que está atuando, fingindo, falando alto, rindo, gargalhando, para impressionar. Às vezes digo, essa felicidade exacerbada me incomoda....rs...mas, cada qual seja da forma que quiser.

E você o que te faz feliz?

Abraço a todos...boa quinta-feira.

7 comentários:

Leandro disse...

água gelada, sono bem dormido, mijada de madrugada, fome saciada com pão frito e leite achocolatado quente, ligação de 'euteamo' sincero depois de dormir, buteco com amigos, cinema sozinho (adoro o ritual), roupa nova me deixa confortavelmente feliz, conta de celular baixa, domingo ensolaradíssimo quando desperto antes das 09, dormir na casa de amigos ou família, viajar, queijo derretido, conversar sobre as coisas da vida com as pessoas certas, terminar o trabalho mais cedo, terminar um livro, começar um livro, jogar canastra, especialmente com meu velho, não pegar engarrafamento pela manhã e ao final da tarde, encontrar velhos amigos, noite de jogação forte... eu sou feliz, pode crer.

Râzi disse...

Ah, eu fico feliz com muita coisa! Pode parecer bobeira, mas a ausência de problemas me deixa feliz!!!

Só ter tranquilidade já me deixa em estado de graça!!!

E outra coisinhas mais, como poder ser quem eu sou, sem disfarces, sem ter que ficar fingindo!

Saber que me filho sabe da minha sexualidade e ainda me ama, e que, dentro da mentalidade de nove anos dele, me aceita!

:D

Beijão!

Meu lindo... é impressão minha ou vc está escrevendo quase que exclusivamente pra mim???

Vou começar a pedir os temas!!

:D

Mike disse...

Me atualizei!
Mas vou comentar sobre o último post somente porque ele é o mais relevante escrito por você até hoje.

Duas coisas me deixam extremamente feliz:

1 - Manhã cedinho, casa dos meus pais, eu na cama enfiado debaixo do edredon com o ar condicionado no último... sinto a porta abrir de leve. É a Nina, minha cachorra, vindo se enfiar debaixo das cobertas comigo... fico muito feliz.

2 - Você está quieto ouvindo rádio e, do nada, começa aquela música que há tempos vc não ouvia de um momento muito especial e que você sabe a letra inteirinha! Você aumenta o volume e canta tanto que chega a arrepiar...

AMo muito tudo isso.

Mirko Heineken disse...

Sou da seguinte opinião: A felicidade não existe, existem apenas momentos felizes.

O que me deixa feliz: Amigos, Bebidas, Conversas, Risadas, Música e etc... rs

=D

Vivendo em Kauan disse...

Me sinto feliz quando vagando pela net, encontro otimos blogs como o seu, q prende a minha antenção ^^

Voltarei sempre ^^

Abraços

Alex disse...

O que me faz feliz.... Pôr-do-sol, boa música, chocolate, poesia, amigos, viagens e arte!!!

Hasta

Madre Del'Alma disse...

Simplesmente MARAVILHOSO!
Poder revirar esse Baú, e, sair daqui fascinada...Parabéns!!!
Quanto a questão...Digamos que, em muito do que escreveu, me encaixo também. Entende-se. Presente para mim é estar presente além de um objeto...É sorrir para mim, para você...É ver você sorrir, ouvir música, ler um bom livro, brincar com a vida, dançar com ela, dançar comigo...é ter amigos por perto...jogar conversa fora...falar sério...orgias gastronômicas, cantar, caminhar...e, o silêncio...

Deixo-te junto de meu carinho e gratidão, as melhores vibrações do Universo.

Abraços :))))