CELEBRIDADES


Passei pelo blog “ PUVMO” e li um post 12-12-07 onde relata ter atropelado, ou sido atropelado por Marcos Fercondini.
Então, cá com meus botões fiquei pensando: engraçado como a gente esbarra em celebridades, ou melhor, quantas pessoas comuns como nós cruzam com pessoas famosas na vida. Ter um minuto ao lado de um ídolo, ou simplesmente encontrar alguém famoso que fale com você. Pessoas famosas ou celebridades são tão comuns como qualquer outra pessoa, mas quando as vemos, parece que sçai tiradas de algum conto estranho, que aquilo foi surreal.

Me lembro de algumas passagens em que conversei ou encontrei pessoas famosas. Acredito que no Rio de Janeiro seja mais fácil ter acesso as pessoas conhecidas, por que a maioria anda naturalmente pela cidade, praias e shoppings. Mas aqui em Campinas, isso já se torna limitado.

O primeiro contato imediato de terceiro grau com um famoso deu-se em 1993. Meu pai estava indo a São Paulo internar-se na Beneficência Portuguesa para uma cirurgia um tanto delicada no coração. Em meio ao transito caótico de São Paulo e a apreensão pela cirurgia que desconhecíamos, paramos num semáforo e ao lado estava num carro enorme o ator Jorge Lafond. Minha mãe abriu o vidro do carro o chamou e disse que adorava o trabalho dele. Em alguns quarteirões ele emparelhou e conversou conosco. Foi engraçado, e aquilo marcou uma fase conturbada, depois virou piada.

A segundo artista que conheci foi numa visita a Brasília quando finalizava minha faculdade de arquitetura. Estive junto da turma no teatro nacional, onde naquela noite haveria uma apresentação única de Ney Matogrosso. Lembrei de minha mãe, que era fã e durante uma década não perdeu um único show sequer dele em Campinas. Pra ser sincero, não me importei muito. Em determinado momento fomos convidados a entrar na sala de espetáculo onde ele passava o som. Foi de uma delicadeza e generosidade com o bando de adolescentes que me fez admira-lo. Em seguida, para tristeza do administrador do teatro, nos convidou pessoalmente pra assistir o show, sentados nas escadas, porque poltronas estavam esgotadas. Foi um espetáculo marcante, e a conquista de mais um fã na sua carreira.



Logo em seguida estive no Rio de Janeiro a passeio e estava na praia quando vi Monique Evans ( ainda gostosona na época) chegando de mala e cuia. Fiz uma muvuca com meus amigos apontando pra ela. De longe como um paparazzo fiquei a espreita dos movimentos dela. Com o tempo a curiosidade passou, e como de costume, minha amiga me convidou para uma caminhada na praia. Na volta ao local onde estávamos ela passa por Monique Evans, abaixa e diz: - Meu amigo pe seu fã, ele te adora. Putz, acho que ofi a maior vergonha que passei na vida. Monique Evans deitada de Top less levanta a cabeça tampando o olho do sol e olha pra mim. – oi garoto, fico felizzzzzz ( sotaque carregadissimo) que gossssste do meu trabalho. Daí não ouvi mais nada.

Outro que me lembro e esse carrego com carinho foi uma vista que fiz aos bastidores de uma peça teatral que estreava nacionalmente em Campinas. Nessa época estudava cenografia na UNICAMP e fui conferir a produção cenográfica desse espetáculo. Estava no palco com mais duas pessoa quando Paulo Autran entrou e com toda sua grandiosidade veio até nós falar da beleza cenográfica do seu espetáculo. Discorreu por quase meia hora sobre a importância dos profissionais de cenografia ( arquitetos ) e de como aquilo tudo se transformava em personagem dentro da peça. Cássio Scapin estava junto, mas dele nem me lembro bem ( não querendo desmerecê-lo como ator). Mas Paulo Autran era uma figura extraordinária e tê-lo conhecido e conversado é algo que guardo como uma das melhores recordações da vida.


E o ultimo e grande contato que relato, foi em seguida quando trabalhei no fracasso comercial do filme de Sandy & Junior. Fiz parte da equipe técnica de cenografia, e conheci e convivi durante um breve tempo com ambos. Sandy é um doce de pessoa. E Junior um rapaz inteligente e sagaz.

É isso, hoje enchi o blog com um texto enorme. Espero que tenham tido paciência.
E você que leu, conhece alguma celebridade?


12 comentários:

Guilherme.Silva disse...

..acho que antigamente se fazia as grande sestrelas....hoje qualquer um pode se celebridade...

quem sofre? nós, por ter que aguentar!!!

Leandro disse...

menino, mas as celebridades que vc conheceu são todas da confraria, né? ou simpática à ela! hahahahah (eu sei, eu sei, comentário idiota, mas vá, hoje é sexta!)

beijos pra ti jamal

Ricardo disse...

Eu não tive muito contato com nenhum, nunca conversei, apesar de já ter estado perto de Fernanda Monte Negro, Marieta Severo, Caetanos Veloso, entre outros. Aqui no Rio realmente é comum.

:D

Beijão, lindo, hoje não vai ter conversa, tá???

E eu não tenho visto... vc está liberando meus comentários ou ainda estou sob observação do AI5???

Leandro disse...

uai, mas eu sempre passo por aqui, viu? Fico eu lisonjeado! :)

beijão

Anderson Kbção ® disse...

hey!
respondendo a pergunta final do post, conheci a Elisabeth Savalla e um outro que nao lembro o nome num restaurante, eles estavam encenando uma peça na cidade e por coincidencia fomos jantar no mesmo restaurante no dia.
e tambem, Sheila Melo, mas nem importa:D
e alguns outros que seuqer recordo bem...
abraços!

Canse de Tentar Ser Sexy disse...

não conheço, propriamente falando, mas encontrei o diretor Fernando Meirelles quando ele veio lançar Cidade de Deus em Salvador. Estava indo para o curso de francês e ecnontrei com ele numa banca de revista lendo a crítica do A TARDE sobre o filme dele, fiquei olhando ele respondeu com um sorriso, mas fiquei com vergonha de falar com ele, me arrependi depois...

Mike disse...

Putz, jã encontrei muita gente famosa... Preta Gil, Marisa Orth, Sandy e Jr, Ivete Sangalo, Danton Melo, Mariana Weickert, Rita Guedes, Alemão e Siri, muita gente... nem me lembro agora. Esse fim de semana mesmo encontrei um artista da Record no supermercado e o Marcelo de Nóbrega na The Week

Paulo Autran é uma pessoa muito forte, a expressão dele já me emociona, sei lá, ele é iluminado.

E se eu contar para Cuiabá que vc trabalhou com Sandy e Jr, ele morre. Ele é fão,vai em todos os shows, a Sandy já reconhece ele na platéia e aponta. Até no DVD de despedida da dupla ele está.

E meu ex, J., fez parte do cast de bailarinos de Sandy e Jr. durante seis meses, ele tb adora ela, diz que ela é um doce.

Beijo!

Dawson disse...

Oi Xará (sim sou seu xará, versão PH)...

Vim retribuir a visita no meu blog. Achei bem bacana o teu blog!

Adorei o post sobre o menininho do piano (que foto mais linda no final!)

E achei bem legal o post das celebridades.

Eu mesmo conheci as Scheilas do tchan. rs... =]

Volterei mais vezes certo?

Nice to read you!

Abração!

Calvin disse...

Tem algo no artista que nos emociona, como se eles fossem uma espécie de deus...
Cheguei ao seu blog ao ler os post do mike.
Acho que já estive aqui antes inclusive.
Seu blog é muito irreverente fio. Tipo tem de tudo, informação, matérias, seus pensamentos.
Gostei tanto que me desceu aquele momento XANAÍNA:
Que saber - Vou linkar!!!
Bem, depois vc me processa caso nao autorize hehehe, vc deixa né?
Ei, vc é de Campinas não é? Meu ex é dai, que cidade boa pra se morar ein!!!
Parabéns mesmo pelos textos!!!
Um abraço
Calvin

Gustavo disse...

Celebridades... acho que não conheço nenhuma rsrs.

Mas conheço uma Dj... serve né?
Só que o gostinho de ter o contato com pessoas mesmo que ela seja sei lá "um pouco" famosa eu ja me sinto sei lá lisonjeado, poder conversar com alguém que vc adimira e com essa Dj é assim que fico, me sinto bem por poder conversar com ela, mesmo que o contato seja quase que totalmente virtual rsrs

Bjunda

Alberto Pereira Jr. disse...

como vc disse.. acho q no rio deve ser mais fácil ver celebridades.. la na praia.. caminhando no calçadao.. mas aqui em sp.. principalmente na região da paulista já vi algumas.. Lázaro Ramos, Paulo Autran, Leonardo Brício, Marisa Orth.. e tantas outras.. tb vi bastante nas minhas duas passagens do festival de cinema de gramado.. no começo fiquei maravilhado.. meio bobo, mas depois não me enbasbaquei tanto...
hehehe mentira, por dentro fico que nem uma tiete

:P

Anônimo disse...

JA DEI UNS AMASSOS EM UM, FLERTEI COM OUTROS...DIVIDI UM APARTAMENTO COM UM AMIGO MODELO QUE ESNOBAVA ALGUNS GALAS DA GLOBO...MAS MAO POSSO DAR NOMES...É CHATO NÉ !!!!