A MENTE INFANTIL

Definitivamente recuperado da minha ultima gripe ( ou recaída grave de gripe), posso voltar a escrever. Tirando a tosse e os sintomas que achei serem da H1N1, hoje estou bem melhor, mais disposto e torcendo para que os vírus me errem.

Tenho um carinho especial por crianças, alias, mais que isso, eu adoro crianças! Não há nada melhor que sentar-se para conversar com eles quando começam a traçar pensamentos lógicos. Não aquela coisa bá bá, bé bé...conversa mesmo. E eles dão um show.

Certa vez estava em Araçatuba hospedado na casa de amigos para um casamento. O casal com quem viajei tinha na época um gurizinho de 2 anos e pouco, que vi crescer na barriga da mãe, nascer, dar os primeiros passos, ir pra escola, enfim, o menino reconheceu minha voz torcendo o pescocinho pra me ver logo que saiu da maternidade. Numa das noites que estava na longínqua Araçatuba, jantamos numa pizzaria com toda a família do garoto e alguns amigos, que eu não conhecia efui surpreendido num determinado momento quando o garoto, que absorto em folhas de desenho e massinha de pizza, levanta a cabeça e diz para todos da mesa: TIO RAFA NÃO TEM PIPI. Pronto, sou desde então um boneco falcon, que usa cueca e não tem nada embaixo. O que dizer sobre isso? Nada, só rio desde então.


Em um churrasco na casa de amigos num dos verões passado vi uma menininha linda chegar com os pais e logo sorri para ela fazendo amizade. Tinha 4 aninhos na época, usava uma minissaia piriguete, idêntica a da mãe, alias, ela era a cópia “biscatinha” da mãe. Quando sentou-se perto de mim, olhei o monte de pulseiras que tinha no braço e toquei nelas dizendo: Como você esta bonita com essas pulseiras!!! Ela me olhou feio e respondeu: larga minha pulseira FDP....e vai tomar no seu c*.... naquele momento a vontade foi joga-la na piscina...rs.

Minhas sobrinhas e meu sobrinho são crianças com mentes criativas. O menino que hoje tem 10 anos, um dia, lá no passado pediu que o deixassem dormir na casa dos meus pais por que queria acordar de manhã para ver os “córpos” ( assim mesmo, acentuado) dos avós, logo cedo. Não entendi o porquê disso, mas ele queria.

A outra sobrinha que também tem 10 anos supera todos os outros em criatividade. Criou um amigo imaginário logo que começou a compreender as coisas. Isso até foi alvo de preocupação por que ela conversava com esse amigo. Descoberto que não era grave e nem requeria maiores preocupações deram margem a sua criatividade. O amigo invisível em questão chama-se PURGO. Ontem falando sobre isso com ela, descobri exatamente o perfil dele. É um senhor de meia idade ( já começa ser engraçado aí, uma criança que tem um amigo imaginário velho), homossexual, como ela o define, que trabalha de cabelereiro em Búzios, por que precisa sustentar o vicio de bebida do marido, chamado CADERUDO. Esse Purgo mudou-se para longe por que sofria preconceito quando ia as aulas de geometria com ela. Questionada sobre ele ser um amigo invisível gay, ela disse que não tem importância por que ta acostumada com esse povo que vive no “mundo fofo”.

Achei sensacional a visão que ela tem sobre o assunto. Enquanto Felicianos da vida dão desígnios de doença a pessoas com condições sexuais diferentes, as crianças de hoje encaram com naturalidade. É bem mais agradável dizer que são pessoas do “mundo fofo” do que promíscuos do demônio, como pregam os evangélicos.

Um garotinho sensacional de 5 anos que conheço me disse no dia que fui apresentado a ele:

Posso te chamar de Pedro?

Não, meu nome é Rafael !

É, mas eu não gosto de Rafael, prefiro te chamar de Pedro.

Então tá, me chame de Pedro.

Hoje então sou Pedro, o homem que não tem PIPI...rs rs rs rs...



Abração a todos e ótima fim de semana. Desculpem a ausência.



2 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Bacana! Mas o Bratz adora crianças ... na casa dos pais delas ... kkkkkkkkkkk

Vc não se vacinou querido?

De qualquer forma feliz por estar bem ...

bjão

Blog do Careca disse...

Adorei...tambem adoro e sou muito apegado aos meus afilhados, primos(as) e os filhinhos(as) dos meus amigos mais chegados tambem...Uma vez uma grande amiga me disse: você seria um excelente pai!!! Concordei claro! Abraçooo