AINDA NÃO ACREDITO EM JORGE!!!


Sou um telespectador noveleiro formado na escola Janete Clair e Dias Gomes de teledramaturgia, e conheço bem a formula por que nas últimas três décadas vi, ouvi, e li muito sobre o assunto. Por isso acho que posso opinar sobre os folhetins.

Ainda não consegui assistir Salve Jorge. Não por falta de tempo, mas por uma questão pessoal, não gostei da trama.

Gloria Peres adora chocar o publico com temas que estão escondidos na sordidez da sociedade. O sequestro de crianças, o alcoolismo juvenil, a imigração clandestina para países ricos. Até aí tudo bem, por que os assuntos interessavam por demais e ganharam pinceladas mais amenas da autora. Não que discutir o trafico internacional de pessoas não seja um assunto a ser colocado em pauta. Espero realmente que isso traga a luz os horrores da situação.

Mas penso o seguinte: será mesmo que existem meninas tão, tão inocentes que acreditam que alguém do nada vem lhe oferecer um emprego na Europa, ganhando um absurdo que nem uma pessoa doutorada ganha no Brasil? Passagens, estadias e milhões para gastar em roupas. Pelo amor de Deus, que família é essa que aceita algo desse tipo para sua filha de 16 ou 17 anos? Não é falta de informação por que a mídia tá aí jorrando desgraça diariamente. É sim oportunismo de alguns pais. E isso resulta na escravidão de suas filhas no estrangeiro. Claro que não é uma situação generalizada. Existem os sequestros que acabam na exploração sexual, e isso, ninguém pode fazer nada, além da policia.

Ver mulheres maltratadas e espancadas me agride. Ontem por alguns minutos deixei na Globo e infelizmente calhou de ser o momento em que Carolina Dieckmann estava sendo agredida. E por mais que não goste da atriz, o ato do espancamento de uma mulher, mesmo sendo ficção, me incomoda demais. Tirei do canal e conclui, Salve Jorge não me agrada.

Antes dessa cena apareceram os personagens principais anunciando o casamento. Rodrigo Lombardi no seu eterno “mesmo” personagem. Temo que no futuro seja um novo Nuno Leal Maia. Foi famoso enquanto jovem e um velho babão e mau ator. Não suporto aquela piscadinha lenta do Lombardi que fecha o olho pra falar. Isso é péssimo. Em companhia dele a atriz que considero o maior mico desde o cigano Igor de Explode Coração. Nanda Costa precisa de muito café com leite servido por Flavia Alessandra pra ganhar status de protagonista. Ela é visivelmente soberba e arrogante. Algo que transcende o personagem. Não gosto da atriz, não me simpatizo com ela e acho uma péssima escolha. Terá que lutar muito pra garantir que Glória Peres não tenha atirado no próprio pé. Marcio Garcia perdeu o lugar na ultima trama para o próprio Lombardi que roubou a cena. Pra alguém fazer o mesmo com Nanda Costa basta apenas ser mais simpática.

Sei que autores gostam de deixar marcas em suas tramas e fazer delas uma etiqueta que é reconhecida em qualquer canto. Gloria conseguiu implantar o seu estilo, parabéns a ela. Mas escolher os mesmos atores para tramas que tem a mesma espinha dorsal ( Brasil + qualquer lugar do mundo + um problema social) é errado, por que parece que vemos o mesmo personagem em cenário diferente. Exemplo disso é Antônio Calloni que parece estar representando o mesmo papel das ultimas três novelas de Gloria.

Sei da capacidade e do trabalho que dá escrever uma novela. Mas me cansa ver bordões “favelisticos” e baixaria de pobre berrando nos becos da periferia ( nos poucos momentos que passei pela novela, havia barracos desse tipo em cena). A classe C emergente tão bem representada em Avenida Brasil deixa sim saudade.

Gloria quer chocar nas primeiras semanas, quer que o publico se envolva nos problemas sociais da ficção, mas como disse, ver pessoas sofrendo e saber que serão 9 meses até todo mundo pagar pelos pecados é muito tempo de aflição. Num filme você vê atrocidades, mas em menos de uma hora satisfaz-se com o bandido preso ou morto pela policia.

Em minha opinião, há muito ainda pra Salvar Jorge...

Abração e ótima quarta feira a todos.

Ps.: adoro a Gloria Peres do Carioca do Pânico na Band.

6 comentários:

Margot disse...

Concordo contigo... também não agradei muito.... mudo de canal quando começa... prefiro o telejornal escorrendo sangue...

Abraços Fael

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Todas as tramas da Glória seguem o mesmo roteiro ... uma no Marrocos, uma na Índia e agora na Turquia ... não tenho paciência ... ando me divertindo mesmo é com a nova versão de Guerra do Sexo ... bom elenco, pastelão constante, leve e solta ...

bjão

RaFa . disse...

Sempre mais do mesmo.

Abç.

Dama de Cinzas disse...

O problema da Glória Perez é o mesmo do Benedito Ruy Barbosa. Ela fez uma novela que deu certo, aí segue repetindo o mesmo formato, até um dia ninguém aguentar mais aquilo.

Eu vi a primeira semana de Salve Jorge e fiquei impressionada de ver que alguns atores são convidados para repetir praticamente o mesmo personagem. É algo desanimador de ver.

Mas essa parte das meninas que vão para a prostituição achei interessante. Se eu pudesse acompanhava só essa parte da novela, como fica difícil, acho que não vou acompanhar nada... rs

Beijocas

Mr. TV disse...

Assisti bem pouco tbm, Salve Jorge é uma América melhorada, sem os erros iniciais daquela novela! Mas não a acho de todo ruim não! Mas sei q está ruim de audiência. rs, abraço

Suzi disse...

Os poucos capítulos que eu vi, achei um saco. Deu nostalgia da novela anterior....

Sinceramente, não fui com a cara da protagonista também. Falta muita farinha para angariar novamente um papel principal... Sem contar o Lombardi que mais parece um boneco do posto...

Não desce.

Abraços...