SONHOS RUINS

Todas as pessoas tem traumas e medos que as acompanham por toda uma vida. Nem terapia consegue consertar certas nóias que carregamos.

Tenho sonhos recorrentes desde minha infância. Os primeiros que lembro são da escola em que estudava quando moleque. Havia uma escadaria de madeira que dava acesso ao segundo pavimento do colégio. Por milhares de vezes tive pesadelos com aquela escada. Eu subia, e na metade do caminho ela ficava bamba, e não conseguia me segurar. Era um pesadelo acompanhado de um calafrio e um sobressalto que se estivesse no cinema seria um grito de horror.
POR QUE AS CRIANÇAS DORMEM COM URSINHOS DE PELUCIA!!
Depois vieram os sonhos ruins, aqueles que você parece estar acordado, mas não consegue mover um musculo. Uma sensação de que saiu do corpo. Uma coisa estranhíssima, por que muitas vezes eu via tudo o que se passava em volta, mas não conseguia interagir. Uma vez consegui falar durante esse processo, e meu irmão que dormia no mesmo quarto que eu, me acordou. Depois disso, raramente aconteciam esses pesadelos.

Quando entrei na faculdade sonhava que ia para aula sem material. Era um pânico absurdo, por que tinha prova, ou as pessoas da sala de aula eram estranhas e me olhavam com raiva...rs.

Mas em todos esses anos um sonho vai e volta. Apareço em lugares diversos, como a casa que morava com os meus pais, casa de amigos, lugares desconhecidos, meu apartamento. E quando vou olhar pela janela, há alguém parado ali fora. Ou a pessoa está me encarando, ou vem correndo em minha direção. Não sei explicar se é um bandido, se é alguém que quer falar comigo, mas o susto é sempre o mesmo e acordo em sobressalto.

A mente humana registra tantas coisas e as apaga depois, mas não sei por que certas coisas ficam ali, e vira e mexe voltam. Pensamentos bobos, sonhos que tive quando criança. Idiotices que falei e me senti sem graça (sabe aquela coisa dita na hora errada, no momento errado?), tudo isso não se apaga. Por que não me lembro de uma tarde qualquer quando estava muito feliz. As sensações de felicidades se esvaem, mas as gafes permanecem na cabeça.

Quero um remédio para apagar tudo que de ruim aconteceu, e salientar só o que vivi de bom. Quero o que os especialistas estão prometendo. Que todos nós teremos o 6° sentido aguçado, basta treinar. Eu quero, eu preciso, eu necessito...rs rs rs.

Mas como venho treinando, hoje prevejo que uma segunda feira chata, com um almoço gostoso, uma tarde mais ou menos, e uma noite bem dormida. Oxalá meu ouça...rs

Abração a todos, e que Alá esteja com vocês...rs rs rs....

4 comentários:

RaFa . disse...

O tal do sonho é estranho mesmo.
Eu tenho um sonho desde criança que me persegue até hoje. Não sei se vc já assistiu OS Goonies, mas no meu sonho eu (sozinho)começo a correr por tuneis, encontrar passagens secretas e seguir quase a mesma linha do filme, mas o engraçado é que eu sei que eu to no lugar que já tive, que eu sei tudo o que vai acontecer e que eu não posso mudar em nada. O estranho disso que não é por causa do filme(que é um dos meus favoritos), por que poderia assistir e tirá-lo da cabeça. Não sei se vc tá entendo o que eu to querendo dizer, mas o negócio é que eu sempre, SEMPRE sonho com isso.
E outra coisa estranha também é que eu sempre sonho com meu primeiro emprego. Que eu voltei a trabalhar lá e tals.
No mais, eu nunca lembro do que sonhei, a não ser alguma coisa que em impressiona.

Paulo Braccini - Bratz disse...

o tal de sonho é algo muito estranho. eu normalmente não me lembro dos meus, já a marida não só sonha as coisas mais absurdas como lembra deles ad-eternun ... rs

Dama de Cinzas disse...

Tenho sonhos recorrentes desde muito novinha. São sempre os mesmos lugares, as mesmas sensações, mas as pessoas são sempre estranhas para mim, mesmo que no sonho me pareçam tão familiares.

Quanto mais infeliz estou, mais esses sonhos se tornam constantes. Encaro como uma fuga, como se meu espírito fosse se refugiar em um lugar seguro, porque nunca me sinto mal por lá.

Beijocas

Mr. TV disse...

opa rapaz, sei q andei meio sumido por aqui, mas cá estou eu de volta.
parabéns pelos 4 anos e queridão, vamos lavar roupa suja sim, conta comigo! abraço