A HISTÓRIA DO PATO

Havia um menino que visitava seus avós em sua fazenda. A ele foi dado um estilingue para brincar no mato. O jovem praticava na floresta, mas nunca conseguia acertar o alvo.

Desanimado, ele voltava para jantar, quando viu o pato de estimação da avó e, em um impulso, acertou a cabeça do bicho, matando-o.
MÓ-RREU!!!
Chocado, triste e em pânico, ele escondeu o pato morto na pilha de madeira!

Wanderlucia (sua irmã) tinha visto tudo, mas nada disse.

Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: "Wanderlucia, vamos lavar a louça"

Mas Wanderlucia respondeu: "Vovó, Wellington me disse que queria ajudar na cozinha". Em seguida,  sussurrou no ouvido do irmão: Lembra-se do pato?

Assim, Wellington lavou os pratos.

Mais tarde naquele dia, quando vovô perguntou se as crianças queriam ir pescar, a vovó disse "me desculpe, mas eu preciso de Wanderlucia para ajudar a fazer o jantar".

Wanderlucia apenas sorriu e disse, "eu vou,  porque Wellington me disse que queria muito ajudar no jantar". Novamente sussurrou no ouvido do irmão: lembra-te do pato?

Então Loreta foi pescar e Wellington ficou para ajudar no jantar.

Após vários dias de Wellington fazendo o trabalho de Wanderlucia, ele finalmente não aguentava mais, veio até a avó e confessou que tinha matado o pato.

A avó ajoelhou, deu-lhe um abraço e disse:

"Querido, eu sei... eu estava na janela e vi a coisa toda, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Eu só estava me perguntando quanto tempo você iria deixar Wanderlucia fazer de você um escravo."

Mensagem: Qualquer que seja o seu passado, o que você tem feito, O diabo fica jogando-o no seu rosto. seja o que for... Você precisa saber que:

Deus estava de pé na janela e viu a coisa toda.

Minha conclusão:

1 - Quem tem uma irmã assim não precisa de inimigo.

2 – Pelo nome dos dois, os pais devem ter a cabecinha chata...

3 – Esse menino devia ter acertado a pedra na irmã. Menina lazarenta!!!

4 – Essa avó explora os netos. Vão passar férias ou servir de empregados?

5 – Esse menino é muito burro, escondeu o pato no meio da madeira. Será que achou que o negócio não ia feder?

6 – deixando a brincadeira de lado, independente da cagada que se faça, o melhor é ser honesto e contar a verdade seja a quem for. Mais fácil viver com a culpa, mesmo sabendo que decepcionou alguém, do que esconder e ser chantageado por uma irmãzinha fdp...
 
ALGUEM TEM UM ESTILINGUE AÍ?
 
Abraço a todos e ótima terça feira

3 comentários:

Edu disse...

Perfeitos os textos e as conclusões!! Virará meu personnal mantra! :-)

Marcia disse...

A-D-O-R-E-I!!!!! muitos beijinhos para aquecer a semana gelada!

o Humberto disse...

"independente da cagada que se faça, o melhor é ser honesto e contar a verdade seja a quem for. Mais fácil viver com a culpa, mesmo sabendo que decepcionou alguém, do que esconder e ser chantageado por uma irmãzinha fdp..."

Ah, eu não tenho dúvidas.

P.S.: Esse Pato, jogador, gente ele é MUITO feio!