EXISTE EXPLICAÇÃO?


Aproveitando as grandes ofertas da FNAC comprei um livro desses que são romances agua com açúcar, mas sinceramente não consigo me lembrar do nome para dizê-lo a vocês.

Sábado me sentei por um instante e comecei a ler o primeiro capitulo. A personagem feminina que indica ser a protagonista e se chama Tessa, é esposa de um médico e discursa já no inicio dizendo o seguinte:
“Quando ela vê tragédias com muitas pessoas, ou fatalidades que ninguém explica o porquê, ela não pensa apenas na dor das famílias, na catarse criada sobre aquele que padeceu do acontecimento, ela pensa nos momentos que antecedem a tragédia”.

Isso me perturbou um pouco, por que comecei a reviver alguns fatos trágicos, não comigo, mas aqueles que abalaram de alguma forma meu consciente. O primeiro desastre foi o do avião da TAM e o que as pessoas faziam ou as expectativas para o desembarque. Depois os massacres horríveis e por aí foi, deixando-me realmente perturbado.

Não gosto de tentar explicar fatalidades que de alguma forma foram causadas pelo homem. Enchentes, Tsunamis, Furacões, terremotos, são respostas da natureza aos inquilinos que não tratam bem do imóvel em que residem: nosso planeta Terra, e não temos domínio de quando e nem como acontecerão. Mas incêndios, desmoronamento de prédios, acidentes de carro, e outros são sim causados pela ineficiência humana, provocados pela ganancia, pelo desrespeito com o próximo.

Não se perde centenas de jovens apenas por que algo deu errado. Uma sucessão de falhas gravíssimas causam essas mortes. E o que me deixa furioso, com vontade de arrancar o estômago de alguns pela boca, principalmente a imprensa é o notório interesse de culpar alguém para saciar a sede de vingança instaurada por eles na população. Precisamos de um bode expiatório. Procurem em algum canto e joguem-no na fogueira!

O lamentável, triste e inacreditável acidente deste fim de semana no Rio Grande do Sul, são daqueles “eventos” que por mais que tentemos entender não há lógica. Podem sim apontar culpados como o tal “alvará” vencido. Apenas escapa a imprensa o seguinte: ninguém mexeu na estrutura da casa após esse alvará vencer, então se isso tivesse acontecido há 8 meses, a tragédia seria a mesma. O problema está na aprovação daquele projeto falho pela prefeitura. Está na ignorância de profissionais da fiscalização. Está nos bombeiros que deram o mesmo alvará para funcionamento. Para quem tem um mínimo de noção de espaço, da para perceber que as instalações daquela boate são uma arma em potencial. Infelizmente, mal manuseada causam mortes, o que infelizmente ocorreu.

Os donos de boates são abutres que pensam apenas nos lucros. Quantas vezes vi em Campinas incidentes em casas noturnas por excesso de gente, espumas toxicas lançadas sobre o publico para diversão e no final causaram queimaduras. Rampas de acesso que desmoronaram por que não foram projetados para sustentar o peso de uma multidão. Tudo isso é micro, perto do ocorrido com esses jovens gaúchos. E novamente digo, a culpa existe, mas não é de um único sujeito. A culpa vem da ganancia como já disse e também do poder publico que sempre arruma um “jeitinho” para mascarar problemas.

Eu consigo apontar erros terríveis nesse acidente, imagino agora os especialistas como se deleitarão em mostrar serviço. A incapacidade do ser humano de respeitar o outro é tão grande que leva um sujeito a fazer shows pirotécnicos numa casa fechada. Considero esse vocalista culpado sim pelas mortes. Sua ignorância ajudou a matar 232 pessoas. Ele é o mesmo cara que nos campos de concentração da segunda guerra acionava o botão para encher os galpões com gás.

Não clamo por justiça, por que no Brasil ela é tão tardia que perde o sentido quando vem, e mesmo assim os réus recorrem, recorrem e por anos se estende um processo que não pune ninguém. Clamo pela consciência de cada um que provocou essa tragédia. Que em cada minuto da vida desses, martele a dor de ter destruído centenas de famílias,  de sonhos. Que em cada noite que esses culpados deitarem suas cabeças no travesseiro, ecoe nos ouvidos o choro de cada mãe desesperada. Que não tenham paz nem quando partirem dessa vida.

Não sou rancoroso, não desejo o mal a ninguém, apenas acredito que há sim uma justiça, não divina, por que não creio que Deus castigue ninguém, mas que os culpados a partir desse domingo não consigam viver mais em paz.

Boa semana a todos.

6 comentários:

Margot disse...

Realmente muito triste Fael... nada e ninguém será suficientemente responsável por isso.
Que eles, os que sofrem..tenham paz.
abraços

Marcos Campos disse...

Uma idéia infeliz, que gerou um desastre sem proporções ... triste !

Dimas Bertolucci disse...

Sem dúvidas, uma tragédia imensurável.
Resta-nos horar para que Deus conforte essas famílias.
Abraços!

Senhor do Século | Beleza para Homens | Verão Incrível - Sorteios Incríveis

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

o mais lamentável de tudo isto é q tudo ficará como antes até a próxima tragédia ...

bjão querido ... voltei ...

Fred disse...

Agora - e falo como profissional deste ramo do entretenimento - é impedir de toda e qualquer forma que algo assim aconteça novamente. Terrível isso! Hugzão!

Turismóloga disse...

É desolador.

Triste.

E como sempre, cairá em esquecimento daqui a algum tempo. Irão promover mudanças radicais em outras boates e, futuramente, uma outra fatalidade alcançara o sensacionalismo das TVs.

Faço das suas palavras as minhas: que os verdadeiros culpados não tenham mais uma noite de paz...

Culpa desse capitalismo ferrenho.

Beijos