MINHA ALMA MELANCÓLICA

Ontem a tarde voltava do mercado ouvindo uma coletânea de musicas que gravei recentemente, e percebi que tenho uma alma melancólica. 

Busquei por isso no passado e percebi que sempre fui assim. Na adolescência ouvia musica clássica para me inspirar no desenho, nos estudos. Passava horas concentrado ao som de clássicos de piano e violino. Ainda hoje Moonligth Sonata de Beethoven me emociona.

Quando minha sobrinha mais velha nasceu eu ajudava fazendo-a dormir ao som de “aquellos ojos verdes” cantado com sotaque carregado por Nat King Cole. A pequena dormia na hora. Boleros sempre me inspiraram. Havia um disco de pout pourri com os mais conhecidos boleros que minha mãe escutava diariamente. O LP se perdeu nas muitas mudanças, mas eu consegui acha-lo na internet, e fiz download. Confesso que a primeira vez que o coloquei para tocar, foi uma emoção inexplicável, até por que trouxe toda uma carga de lembranças e saudades da minha mãe. Por isso amo a internet.

O fato de ter a alma melancólica não esta diretamente ligado a depressão. Alias, dou graças por não conhecer a doença. Nessa reflexão conclui que uma coisa não esta ligada a outra, e ouvindo as musicas “depres” consegui compreender que por mais que isso tudo seja, aos olhos dos outros talvez, uma coisa deprimida, eu sou feliz. Dentro das possibilidades da vida, concluo que sou feliz. Quando somos mais “maduros” entendemos que não existe felicidade daquelas de adolescentes cheias de purpurinas e canetas coloridas. As varias perdas, as saudades, as lembranças, os amigos que passaram por nós e não retornaram, tudo isso vai descontando do saldo de felicidades partes do seu credito. Mesmo assim, o que sobrou, o que conquistei no lugar dessas perdas, me fazem feliz. E não é uma utopia, ou uma facebookmania de querer mostrar algo que não existe. Sou feliz, em momentos, em fragmentos, em pedaços que aparecem cá ou lá. 

Para se ter noção do meu gosto musical, fiz os downloads dos vídeos pelo you tube e gravei-os para depois assisti-los de uma única vez, aleatoriamente, e ir me surpreendendo. Claro que era uma lista enorme, feita por mim, mas quando se ouve, tem outra conotação. Elis apareceu chorosa cantando “Atrás da Porta”, apoteótico para dor de cotovelo...rs. Logo depois veio Maysa com Hymene de L´amour, Cauby e Altemar Dutra com “Brigas” e o mais grave de tudo, emocionar ouvindo “Manhãs de Setembro” com Vanusa. É de gargalhar, de tão trágico!

Meu gosto para filmes não poderia ser outro a não ser Drama. Claro e obvio que comedias me deixam mais leve. Cinema de certa forma me agrada muito. Talvez isso esteja ligado ao encanto da telona, que vem dos primórdios do século passado. 

Pensando bem, acredito que essa alma melancólica talvez exista por eu ter nascido em época errada. Quem sabe se tivesse vivido nas décadas de 40,50,60 isso seria curado ao vivo pelas musicas dor de cotovelo de Lupicínio. 

Há quem diga que carrego flashes de outras vidas. Quem sabe não fui Cleopatra, Napoleão, Getulio Vargas. Por que essas reencarnações são sempre de celebridades...rs. Brincadeira a parte, até pode ser, se realmente houver reencarnação, carrego essa melancolia de outras vidas. Seria uma explicação justa. No mais, continuo ouvindo boa musica, por que entre um Justin Bieber e um Altemar Dutra, fico com o segundo, sem pestanejar.




Abraços

2 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Nostalgia! Tivemos a mesma inspiração para blogar esta semana. Coisas de coleguinhas do Jardim de Infância. Este seu gosto é coisa típica nossa, pessoas que viveram e vivem plenamente sem medo de ser feliz.

Beijão e super me identifiquei aqui hoje.

Gera Souza disse...

Massa sua retrô... sabe de uma coisa, somos de outra época com certeza. São marcas de outras vidas. Eu tenho algo parecido contigo em alguns aspectos, em algumas musicas e também não me vejo melancólico ou coisa do tipo. Eu diria que eu sou um romântico incorrigível..hehehehehe.
Mas muito bacana sua forma de expor sua felicidade e é bom saber que a maturidade nos faz mais leve e menos exigente..apenas seletivos!
Vida longa ao rei...rsrsrsrsrs