UM BEBÊ LINDO !!!

Não há entre nós aquele que não se orgulhe da beleza dos seus filhos, sobrinhos, netos e toda criança que traz alegria a vida da gente.

Quando criança minha mãe tinha uma obsessão para que eu entrasse vestido com uniforme do time que torcem ( ponte preta) de mãos dadas com os jogadores no inicio das partidas. Chegou a comprar o traje completo, até chuteiras, mas graças a algum ser galáctico isso nunca deu certo e eu fui poupado dessa humilhação, até por que nunca curti futebol, ia ao estadio apenas pra comer...rs rs rs.

Dias atrás um casal de amigos pediu que ajudasse na eleição do bebê Hipoglos ( um tipo de bebê Johnson)  desse ano, e mandou o link do concurso onde seu bebê lindo tá inscrito. Votei dezenas de vezes, por que  é só teclar F5 que a tela recarrega permitindo mais votos.

http://bebehipoglos2011.com.br/gallery.php?gpage=1&Search=gustavo+ballerini+&submit_search

Não sei se irá ganhar, mas acalentando o desejo dos pais, ajudo, por que realmente o bebê é lindo. Assim, aqueles que puderem, cliquem no link abaixo e voltem no Gustavo.

Um dia quem sabe teremos filhos, netos, e o orgulho de ouvir dos outros que seu bebê é lindo, não tem preço. Posso me gabar disso, por que apesar de não ter filhos (ainda) os meus sobrinhos todos foram crianças lindas ( e o são ainda) e isso não é coisa de tio coruja.

O triste é quando o bebê é feinho, e somos obrigados a dizer: nossa que lindo!!! E nem soa como falsidade pra mãe, por que não há entre as  progenitoras aquela que reconheça que seu rebento é feio ( conheço uma apenas que negou-se a levar o filho da maternidade aos berros, por que o garoto era horroroso, mas isso faz muito tempo). E sempre que o vejo uma criança assim, destituída de atributos Afroditeanos, lembro dessa história da “mãe coruja” e pra quem não sabe, um breve e tenebroso relato:

Conta uma fábula portuguesa que a coruja encontrou a águia, e disse-lhe:
-- O águia, se vires uns passarinhos muito lindos em um ninho, com uns biquinhos muito bem feitos, olha lá não os coma, que são os meus filhos!


A águia prometeu-lhe que não os comeria; foi voando e encontrou numa árvore um ninho, e comeu todos filhotes. Quando a coruja chegou e viu que lhe tinham comido os filhos, foi ter com a águia, muito aflita:


-- O águia, tu foste-me falsa, porque prometeste que não me comias meus filhinhos, e mataste-nos todos!

Diz a águia:

-- Eu encontrei uns pássaros pequenos num ninho, todos depenados, sem bico, e com os olhos tapados, e comi-os; e como tu me disseste que os teus filhos eram muito lindos e tinham os biquinhos bem feitos entendi que não eram esses.

-- Pois eram esses mesmos, disse a coruja.

-- Pois então queixa-te de ti, que é que me enganaste com a tua cegueira.

A essa fábula é atribuída o surgimento da expressão "mãe coruja "pois aos olhos das mães os filhos são sempre perfeitos e lindos.


Como não é o caso do Gustavinho, que é lindo de verdade, então contribuam, e votem no garoto.

Bom fim de semana a todos.

2 comentários:

Paulo Braccini - Bratz disse...

vou votar! ... mas ter filhos not! nunca foi nem será minha praia ... rs

bjão

Mariposo-L disse...

Pai e mãe tem uma tendencia em fazer seus filhos pagarem micos com roupas estranhas .. meus pais não fugiram a regra tenho foto vestido de anjinho que guardo a 7 chaves em uma festa da igreja, isso sem contar a de "caipira" em festa junina ...
Agora ter filho nem pensar .. alias crianças só gostos das chinesas .. pois estão mais longe :)