Oh coisinha tão bonitinha do pai....

Sou o caçula de três irmãos, nascido no auge da guerrilha contra o regime militar no Brasil, 1973.
Neste ano estreava na TV brasileira a primeira novela totalmente colorida, O Bem Amado, com o saudoso Paulo Gracindo como Odorico Paraguaçu.
Ano também que as famosas torres do World Trade Center ganharam vida e foram inauguradas. Augusto Pinochet através de um golpe militar tomou o poder e governou o Chile até 1990, foi para o inferno em 2006. No Vietnã a guerra chegava ao fim e mostrava um dos maiores fiascos que o EUA já tiveram que engolir.

Em meio a tudo isso nascia eu...rs rs rs...

Mas o teor desse post é outro. Como sou o ultimo da fila de irmãos, os pais não se preocuparam muito em registrar o desenvolvimento do pimpolho como fizeram com o primogênito. Assim, em busca de uma identidade de infância, busquei com parentes, amigos, vizinhos registros de minha passagem pela idade da inocência. Algumas fotos já chegaram as minhas mãos.

Ao vê-las, rs, não sei se continuo ou se paro aqui mesmo. Oh coisinha feinha e chata eu era quando criança. Um amigo ao ver algumas fotos disse que entenderia se hoje eu fosse um serial killer, um psicopata, um homem bomba...rs rs rs rs

Como não posso apenas falar, ta aí uma pequena ilustração do Rafinha, criança, mais precisamente aos 7 anos.
Agora, eu to aqui firme e forte, mas as torres se foram, Pinochet evaporou e o Gracindo, acho que nem pó existe. Só o Vietnã é que como eu, virou uma “ potencia” do turismo ( espero que ninguém discorde disso), lembre-se eu poderia ser um serial killer...rs rs rs

Abração a todos.

4 comentários:

Serginho Tavares disse...

eu também nasci em 73
e eu nao sou serial killer
eu não tenho irmãos mais velhos mesmo... hahahaha
mas eu poderia ser independente disso
beijos

ps: adorei sua foto
cade a recente?

Jarbas disse...

que lindo!
ah, você nem tinha cara de psicopata!

bem fofinho... adorei a roupa!

abraços.

Tâmara disse...

"Como sou o ultimo da fila de irmãos, os pais não se preocuparam muito em registrar o desenvolvimento do pimpolho como fizeram com o primogênito. Assim, em busca de uma identidade de infância, busquei com parentes, amigos, vizinhos registros de minha passagem pela idade da inocência. Algumas fotos já chegaram as minhas mãos."

Fecho com vc! vai la saber o porque!...eu tb busquei e busco referencias ate hoje pra tentar qual é a minha onda. Meu cais...acho que na verdade todo mundo é assim....

E acredite, crianças de 7 anos entendem muito mais de vida e viver que nós...

adorei seu blog...

Bjos!

Gustavo disse...

Fofo como sempre.
Preciso adionar mais nada ao meu comentario rsrs

Adorei os tenis vermelhos.
Super fashion!

Paro com a brincadeira por aqui, afinal Serial Killer is always a Serial Killer