O mundo vai acabar na cama...


Já dizia meu bom e velho amigo NERO “ Ao povo, pão e circo”. Hoje digo mais, “Ao povo pão, circo e putaria”...rs

Escutava a Jovem Pan enquanto voltava do almoço, e eles entrevistavam Leila Lopes, a antiga professorinha da Rede Globo. Já vi e acompanhei na mídia o barulho que fizeram para a divulgação do filme pornô estrelado por essa nobre profissional das artes dramáticas, digo isso, por te-la ouvido responder a seguinte frase, ao ser questionada:

Ouvinte:É uma tendência que atrizes da Globo migrem para esse mercado adulto?
( uma voz no fundo, Amanda certamente: sim, atrizes falidas)

Leila Lopes: Olha, se você da tudo de si, e põe tudo no personagem que você ta interpretando, é arte, não tem nada de indecente. Não é por que o filme é adulto que não requeira interpretação. ( diz a tão casta professorinha, com seus mililitros de restilane no lábio, que a faz assobiar levemente enquanto fala).

Ah ta...blz....que desculpa mais esfarrapada essa. Meu, assume que fez filme pornô, e pára com essa conversinha que “ se é pra esquentar os relacionamentos por aí, de quem assistir, já ta valendo”, aahhhhh conta pra outro. Ainda mais que ela teve o direito de escolher com quem queria contracenar e preferiu um ator carinhosamente apelidado de “Carlos bazuca”...rs rs rs rs....dá pra imaginar né? E a desculpa foi: ele tem cara de seminarista. Kkkkkkkkkkkkkkk....a mocinha gosta da coisa!!!!

Bem, Gretchen, Rita Cadilac, Leila Lopes, Alexandre Frota, Mateus Carrieri já foram....e a Simony pregando “ jamais farei um filme desses”. Hoje não duvido de mais nada. Grana é grana, e o mercado de vídeos adultos e a “Brasileirinhas”, tem como bancar um bom preço pra levar essa rapaziada pra cama.

Se pensarmos nas pseudo-celebridades abandonadas pela mídia, teríamos um aquecimento do cinema pornô no Brasil que superaria nosso cinema novo e deixaria Fernando Meirelles desempregado.

Vejamos quem poderia estar aí, estrelando uns filmitchos pornôs:

Narjara Tureta: depois de fazer barraco na Globo, vender água de côco na praia e brigar com donos de cachorrinhos, ela bem que poderia fazer “ A balzaquiana tarada, filha de Malu Mulher”.

Luma de Oliveira: “ Apaga esse fogo, bombeirão”

Fogueteira, ou "Fogueteira do Maracanã":
foi o apelido pelo qual ficou conhecida a carioca Rosenery Mello do Nascimento Barcelos da Silva que lançou no gramado do estádio do Maracanã um sinalizador luminoso durante um jogo da Seleção Brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1990, o que lhe deu notoriedade internacional e gerou repercussões para ambas as seleções envolvidas. Título: “Agarra esse rojão”

Elke Maravilha: “Quem quer o bacalhal da Elkeeee? ”

Conrado e Andrea Sorvetão: Putz, acho que esse casal não venderia nada.

Rafael Pilha...oops Ilha: periga ficar viciado em Viagra...rs: "25 cm de polegar.."kkkkkkk
Pepê e Nenê, Rafael Vanucci, Flor, Solange Frasão, as paquitas todas, Mara Maravilha, Sonia Lima, He-Man, She-Ha, Silvinho ( ursinho blau-blau), Marcelo Pichi, Vampeta, salgadinho pagodeiro, Bello, Nâna Golvea ( aquela que foi dar pro Silvio Santos em Miami)...E outros que não me vem a cabeça agora...

É de putaria que o povo gosta...rs

Té mais

6 comentários:

Râzi disse...

Ahauhauahauhauhauh!

Quanta maldade nesse coração!!!

E porque um filme pornô não seria arte!!1

Eu tenho vários gigas de fotos de homens pelados que são totalmente artísticos!!!

Beijão!

:D

Jarbas disse...

[risos]

adorei, querido!
quando a barriga ronca, tem que faz de tudo.

abraços;

Demian disse...

Não se fala em outra coisa nesse país varonil!!! E tem explicação?

Agor vou falar, apelou nesse papo de Conrado e Andrea Sorvetão, hein? hahahahahaha... ia virar uma comédia do SBT... rs

Bjaum querido!

Alm_ disse...

haha, muito bom!

todas essas subcelebridades tem grande potencial no mundo pornô brasileiro!!!

Daniella Ricciardi disse...

hahaha... ela fez porque gosta da coisa, isso sim.. essas desculpas esfarrapadas são as melhores..

fabiana disse...

Ela disse que chorou depois que terminou de gravar a cena final...
Que bonito, que rico, que pouca vergonha!