MULHER DE RESPEITO

Um dia fui contaminado por um universo que nunca mais deixei de amar...o universo Rodrigueano.
Pra quem conhece a obra sabe do que falo, mas para os que nunca tiveram contato, este universo é aquele dos anos 40, 50, 60, onde a classe média e a rica se misturavam e produziam histórias picantes encobertas na realidade, mas estampadas através da língua ferina de Nelson Rodrigues.
A mulher em suas obras é lasciva, provoca a luxuria, invoca a traição. Isso numa obra literária de ficção é o prato cheio de momentos de diversão. Mas que na realidade existem e machucam.
Falo sobre isso para poder exemplificar um personagem que me agrada demais na atualidade. Dona Norminha, vivida magistralmente pela atriz Dira Paes, em Caminho das Índias.

Sua sensualidade carioca, seus olhares gulosos, o andar, o traje, a franginha que cobre o rosto e como a própria atriz diz, de vez em quando descortinando-a, faz do personagem uma comédia digna de Nelson Rodrigues.
Dona Norminha é um junção de Gabriela, Viúva Porcina, Dama do Lotação, Tieta, Dona Flor, Capitu, e tantas outras mulheres ordinárias...rs rs rs da literatura nacional.
Há muito tempo que Dira Paes merecia brilhar no vídeo. Sua participação na “Diarista” enobreceu e ganhou notoriedade e claro, irritando a protagonista da série Claudia Rodrigues, insuportável, chata, e mal humorada.
No fenômeno nacional “Dois filhos de Francisco” estava ela, brilhando, verdadeira na representação da mãe dos guris sertanejos.
Caminho das Índias é um texto lento, nos formatos de Gloria Perez, mas uma coisa tenho que reconhecer, a autora sabe criar personagens populares, que facilmente caem no gosto do telespectador. Não sei se todos concordam comigo, mas Dona Norminha é um espetáculo a parte na novela das 8.

Como a trilha sonora do personagem diz: Você não vale nada, mas eu gosto de você.

video
Sucesso a Dira Paes, por que merece que o público a reconheça.
Abração a todos

Um comentário:

dand disse...

Ei..Rafael, concordo em gênero, número e grau com você. Vou ser bem sincéro, eu DETESTO CAMINHO DAS ÍNDIAS, justamente pelo formato LENTO da Glória Pérez, mas quando a Norminha aparece tudo muda.
Ela é uma atríz espetacular, que ganha a cena, que rouba a cena e que compra qualquer cena com muito valor e brilho. Mas eu acho que a glória artística da Dira Paes ainda vai chegar, assim como chegou a Da Camila Pitanga (Bebel), Solange Couto(Dona Jura), entre outras que também são belíssimas atrízes..
E te digo mais..acho q a dona Norminha vai acabar na Índia com aquele garotinho indiano que num sei o nome rsrsrs..
Grande abraço.