DEUS LHE DEU 1 KG DE INTELIGENCIA E DOIS DE ANTIPATIA...

“O maior inimigo do conhecimento não é a ignorância, mas a ilusão do conhecimento” Stephen Hawking.

Não há coisa mais chata nesse mundo do que conversar com pessoas que se julgam inteligentíssimas, cultas e acima da capacidade intelectual de 90% da população. E também não há nada mais elegante do que ser inteligentíssimo e conversar com todo mundo, dar oportunidade para todos beberem do conhecimento adquirido por uma capacidade aquém.

Sempre tive consciência de não ser uma pessoa com intelectualidade acima da média, mas nos meus anos de vida, de estudo, adquiri sim um pouco de conhecimento das coisas interessantes do mundo. Acho primordial saber de tudo um pouco. Aquelas pessoas bitoladas num mesmo assunto tornam-se tão cansativas que amigos são artigos raros nas suas vidas, por que ninguém consegue conviver com alguém que é limitado num mesmo assunto, ou como gosto de dizer: monoassuntico...rs.

Existem frases tremendamente irritantes do tipo: ahhh, não vejo essas coisas populares!!! Como se um programa de auditório, novelas ( essa já falo já) ou qualquer outra coisa de gosto público fosse de cunho inferior para mentes brilhantes. Não, não, não. As mentes mais capazes, as que se distinguem são aquelas que absorvem o máximo de conteúdo variado e sabem separar o que lhes acrescenta ou não. Eu não vou chorar numa apresentação de bale, por exemplo, por que para mim isso é tremendamente chato, mas respeito, assisto, compreendo e aplaudo. Há por trás disso a capacidade individual da dança, num segundo plano a competência de outros profissionais que montaram coreografia, cenários e tudo mais envolvido num espetáculo desses. É necessário respeitar gostos e opiniões.

Novela é o produto mais rentável e bem feito do nosso país. O cinema hoje da passos largos em direção ao sucesso por que quase 100% do que está nele veio de novelas. Então, não subestime isso, não avacalhem o produto de maior exportação e que mostra ao mundo a nossa cultura verdadeira, e não favelas, samba e traficantes. Temos tanto feeling para isso que hoje julgamos um texto se é bom ou não e damos aqueles que são criativos o devido respeito. Avenida Brasil esta aí para comprovar. Sucesso absoluto na terra dos hermanos... Escrava Isaura é a obra mais vista no mundo. Então não digam que isso é lixo. Pode sim haver um ou outro texto que sejam desconexos, mas não se pode negar a eficiência desse formato. O pior que quem mais mete o pau em novela é justamente aquele que baba ovo para seriados americanos. Vejam bem, não estou apontando ninguém, apenas comentando por que conheço na vida pessoal, muitos que fazem isso.

Futebol, carnaval, cerveja e bunda. Isso é gosto popular e posso não gostar de um ou de outro, mas não faço militância contra como muitos o fazem, por exemplo, com o BBB. Acho que esse reality realmente já chegou ao seu limite, mas há centenas de milhares que adoram, que se divertem vendo o circo humano pegar fogo. Não saio por ai reclamando de futebol. Não cuspo no carnaval. Então deixe minha novela em paz e não me chamem de noveleiro em tom pejorativo.

Hoje as pessoas usam o termo “poser” para identificar aquilo que julgam elitizado demais. Babaquice ao cubo. O que seria algo poser? Uma exposição de arte? De arquitetura? Um teatro ou show que custe muito caro. Sinto apenas que alguns desses itens não sejam mais acessíveis, por que assim esses críticos medíocres poderiam achar que uma ópera de Verdi tornou-se popular apenas por que o ingresso custa 20,00. O conteúdo continua o mesmo, mas o valor do ingresso é que define o “poser” do popular. Ahhhh paciência com a mediocridade humana!!! Esses são aqueles que viajam para o exterior e postam mais fotos sobre o que veem do que compreendem o que estão fotografando.

Odete Roitman, Nazareth Tedesco, Sinhozinho Malta, Odorico Paraguaçú, Ilka Tibiriça, Helenas, Viúva Porcina, Jacutinga, Pilar batista e Murilo Pontes, Ruth e Raquel, todos esses personagens e muitos mais me representam.


Boa semana a todos.

7 comentários:

Mabe disse...

Pois eu tb assisto novela sim...e filme tb...e ópera e balé tb....e tb gosto de bolo de fubá e de strudel....e ser metido a fino é chato, vazio e além de tudo, feio....concordo que gosto não se discute, se respeita...e por isso mesmo procuro entender o gosto de cada um...pena que nem todos pensem como vc ou eu.
Ótimo texto meu caro...como sempre.
Abraços.

Solange Duarte disse...

Rafa..
realmente faz sentido..

bjs.Sol

Geladeira no prego disse...

Tenho preguiça desse tipo de seres.

FOXX disse...

como é que eu posso aplaudir esse texto, gente? de pé, com certeza!

Homem, Homossexual e Pai disse...

Jamal! texto para lá de lúcido! mas eu acho que todos nós, vez por outra, acabamos dando uma de POSER, basta a gente seachar, em qq assunto, superior ao outro! este mês por exemplo, tem caralhadas de posers em futebol! rsrsrs.
abraço! excelente texto!

Marcos Campos disse...

E é isso mesmo !
Respeito é bom e a gente gosta ! O mundo tá bem recheado de pose hoje em dia ! Há espaço pra gente que gosta de uma infinidade de coisas !
Ruim mesmo é o preconceito !

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Que há espaço para gente q gosta de um monte de coisa é fato ... ainda bem q ainda há espaço para mim q não gosto de futebol, cerveja e "mulher"! [naquele sentido né?] rs