HABEMOS PRESIDENTA!!!

Seria muito hipócrita da minha parte vir ao blog e dizer que torço para a democracia e assim fico feliz pela primeira presidenta ser eleita de forma limpa, irrefutável e por maioria quase esmagadora.



Não sou mais um adolescente ingênuo que acredita em promessas de campanha, que ergue a bandeira pelo candidato escolhido e briga de forma entusiástica para que seja eleito. Foi a época que tentava persuadir amigos a votarem no meu candidato.

Este ano importante para nosso país, político e econômico, trouxe a cena três candidatos de ideais verdadeiros, com discursos efusivos e grandes idéias para a erradicação da pobreza, que no meu ver seria o trabalho mais importante de um presidente eleito.

Confesso que nenhum dos três me convenceu. Marina é feia, e falo isso por que acredito que grande parte das pessoas do país olham sim para isso. Fútil? Sim, claro!!! Mas esse é o nosso povo. Lula foi eleito após uma grande transformação física. Fernando Collor, o galã caçador de marajás e Fernando Henrique com sua elegância atraiu sim o eleitorado acéfalo que não se interessava pelos projetos políticos e sim pelas figuras que o representavam. E deram a eles o cargo maximo da nossa nação.

Sobrou Serra e Dilma.

Serra nunca me convenceu de ser uma pessoa amigável, de contato, como faz Lula. É difícil acreditar que o abraço dado em uma simples desdentada da feira livre seja sincero. Incrível, mas quando vejo o nosso presidente fazer isso, acredito. Se estou enganado, paciência. Acostumei a ver Lula com olhos mais amenos.

Dilma é para mim a personificação da carcereira de presídio feminino, a professora de alemão masculinizada, a diretora de escola carrancuda. São essas as características para ser uma boa presidente? Quem sabe. Margareth Thatcher foi à dama de ferro e uma das personalidades mais incríveis do século passado. Se torço para que Dilma o seja? Sim, sou brasileiro. Se ela não fizer bom trabalho, eu me ferro junto de 190 milhões de outros coitados.

Hoje o Brasil escreve uma linha a mais na história. O respeito à mulher será algo que vem de cima. Quem sabe dezenas de milhares de covardes machistas não olhem para suas companheiras com olhar de respeito daqui pra frente. Quem sabe Dilma não consegue que essas pobres donas de casa humilhadas e massacradas por seus algozes não sejam mais fortes e tenhamos no futuro uma cadeia de denuncias e castigos a esses animais que se julgam donos de suas companheiras e as agridem de formas inimagináveis. Que nasça entre nós o definitivo respeito pelas mulheres que nos cercam.

Não sei o que será do Brasil. Quero acreditar que entramos numa nova era. Como estive órfão nessas eleições, peço a essa nova figura representativa do nosso povo que realmente olhe por nós. Desde o mais abastado, ao mais miserável brasileiro que deposita nela o desejo de ser alguém nesse país desumano e violento, que tenhamos anos de paz e inteligência.

Ao PSDB, bem feito por escolher um candidato tão adverso. Ao PT, parabéns né!!! Afinal a jogada de marketing foi perfeita. Ao PV, que melhorem a aparência de Marina Silva e nos devolvam daqui 4 anos, que meu voto já ta garantido.

Viva o povo brasileiro que sabe estender a mão até para aquele que o esbofeteia.

Boa segunda. Boa semana.

PEDE PRA FICAR !!!

Olhar languido, narinas dilatadas, lábios semi-serrados, testa levemente suada. Assim Wagner Moura visivelmente controla toda sua ira, seu ódio e violência, encranhados no capitão Nascimento de “Tropa de Elite 2”.

O filme é um dos melhores roteiros nacionais que já assisti nas ultimas duas décadas. Tudo está no ponto. Não há violência exacerbada como no primeiro, não há lenga-lenga com a trama que se desenrola num ritmo crescente, dando ao espectador toda clareza dos fatos para na poltrona julgarmos os personagens. Difícil é separá-los da vida real. Apesar da mensagem no inicio dizendo que é uma obra de ficção, é inevitável acreditarmos que tudo aquilo é factível.


Atores bem trabalhados pela direção de arte e elenco. Não há em nenhum deles caricatura de personalidades verdadeiras. Mesmo Andre Mattos, que tem todo o direito de ser, pelo personagem que interpreta, o faz com segurança e sem micagens.


Mas os olhos estão voltados a um ator em especial: Wagner Moura.

Ele é a grande estrela, o fio condutor de tudo, e carrega o elenco e costura a história de forma magistral. Claro que Padilha está por trás, tirando dele tudo o que o ator tem de competência. Não é muito dizer que se pudéssemos comparar, Wagner é um Al Pacino em começo de carreira, quando fez Michael Corleone, Scarface. Uma personalidade impar. No futuro será um dos grandes atores do nosso seleto mundo artístico.


Sei por intermédio de um amigo ator, que quando esteve por aqui filmando em Paulínia, esbanjou simpatia e delicadeza com todas as pessoas, tanto do elenco como anônimos que se acotovelavam para assistir as gravações. Sempre amável e sorridente. Já disse uma vez, é assim que se cria um ídolo.

Diferente de Alinne Moraes, que segundo disseram, manteve-se sempre emburrada, longe de todo mundo, sem interesse de interagir com fãs. Mal.


Mas Tropa de Elite 2, é surpreendente. Não sei se por conta de uma promoção enorme nos meios de comunicação, o filme acaba por nos deixar satisfeito ao sair do cinema. Ele é tão bom quanto todos dizem.


Sandro Rocha, um ator até então desconhecido do publico merece também um destaque nessa minha resenha. Pra um ator que pouco se viu nas câmeras, ou pouco perceptível, ele simplesmente da um show. Sinal de que temos tanta gente boa em volta, que é triste vermos atores novos e incompetentes atuando e tomando espaço de quem por direito (talento) mereceria ocupar. Não é preciso nem mencioná-los, as pessoas logo associam esses maus atores e reconhecem seus personagens mal construídos.


Se há um bom passeio no feriadão, pra quem não viaja, é conferir o filme de Padilha. Vale muito a pena.


Boa sexta-feira, bom feriadão...e infelizmente um luto pela inevitável vitória de Dilma. Que o futuro me corrija.

Abraço

QUINTA SEM NEXO

Claro que não deixaria de fazer o teste no uol sobre que personagem eu seria na trama de Gilberto Braga “Vale Tudo” , que sem duvida nenhuma merece o sucesso que está fazendo no canal Viva. De longe, uma das melhores novelas que a Globo já produziu. Pena o horário ser tão ingrato. Nos últimos tempos não agüento nem a programação pós novela das 9, imagina ficar acordado madrugada adentro.

Enfim, depois do teste a resposta foi que eu seria “Raquel Acioli”. Pô, não quero ser a Regina Duarte, acho ela insuportável. Por que não fui o Marco Aurélio ( Reginaldo Farias), Maria de Fatima ( Gloria Pires), podia até ser a Heleninha Roitman (Renata Sorrah) ou o Cesar ( Riccelli) que tava bom. Na verdade o desejo mesmo era ser a Odete...kkkkkkkkkkkkkk. Não, tinha que ser a bocó da Regina Duarte. Mas tudo bem, não queria ser nenhum deles mesmo...não vendo sanduiche na praia nem morto...rs rs rs.

E como ando entediado, fiz a simulação num programa aí da net que mostra como seria se eu fosse um Zumbi...rs rs rs. A mais pura falta do que fazer. Mas se alguém quiser experimentar o site ta aí embaixo. Pelo menos to pronto pro halloween.



Abração e boa quinta feira.

THE BIG BANG THEORY

Gostar de algo que você compreende apenas 60% do que se fala é complicado, mas no meu caso não entender boa parte do que dizem os atores de “The Big Bang Theory” não é problema.

A série tem sido meu passa tempo preferido quando chego em casa. Prefiro acompanhar um seriado quando ele já passa da metade de sua 2° temporada, por que assim baixo a 1° e vejo tudo de uma vez, sem a neura de esperar o episódio inédito toda semana. Já falei isso aqui, num post passado.

Sheldon Cooper (Jim Parsons) que aparenta ser um jovem de 20 e poucos anos, é na verdade um veterano ator de 37 anos, que empresta todo seu biótipo para o personagem ser factível. Olhar Sheldon é enxergar zilhões de Nerds que se espalham pelo mundo. Admiro a capacidade dele de manter sempre a mesma postura.

Big Bang é o que me faz rir no momento. O desinteresse descarado de Sheldon por tudo que envolve os amigos e a vida alheia faz dele uma pessoa invejada. Seria ótimo ouvir as lamurias de um amigo chato, vira-se pra ele e dizer: Não dou a mínima pra isso. Rs rs rs. Infelizmente não consigo...rs

O restante do elenco carrega a dura tarefa de se fazer presente perto de Cooper. Howard Wolowitz e Raj Koothrappali possuem características tão próprias e intransferíveis que podem sim ser coadjuvantes, mas com texto bom tanto quanto de Cooper. Um judeu que mora com a mãe e um indiano que não fala perto de mulheres é de uma criatividade digna de premio. Ri muito num episódio em que Raj confessa ter medo de insetos, gerando o comentário de que ele com medo de mulheres e insetos diante de uma joaninha ficaria catatônico.

Leonard o mocinho da história e Penny fazem a ponte para que Sheldon Cooper brilhe, por que não há situação em qualquer episódio que ele não apareça com seus pitacos e frases de efeito.

Um texto bem escrito e atores capazes de dar vida a personagens construídos com esmero transcende a língua, a cultura e as manias de cada povo. Por mais americanizado que sejam o seriados da Warner, nós brasileiros conseguimos compreender e rir das situações, muitas delas atemporais. Como em Friends, daqui 10 anos, ainda iremos rir das piadas. Isso que é produzir um sucesso.

A nossa TV também consegue isso. As Cariocas, série nova exibida na Globo nas noites de terça feira é uma promessa. Falarei mais a respeito quando outros episódios estiverem ido ao ar. É cedo, ainda, mas o que já vi, agradou.

O universo dos Nerds é um prato cheio para autores perspicazes, e o mais importante é que em todo momento eles criticam e confessam o Bullying sofrido na escola, na rua, quando crianças e adolescentes. Uma forma bem humorada de tratar um problema gravíssimo que atinge em cheio a vida dos americanos. Aqui no Brasil, não há entre nós alguém que não tenha sofrido algum tipo de agressão psicológica, física ou moral quando criança, mas para uma nação onde o importante é ser um vencedor, jovens tem sido cada vez mais massacrados pelos “fortes” meninos americanos. Nós passamos a mão na cabeça das crianças e dizemos: liga não...fulano é bobo mesmo.

Mas um tema como Bullying merece um post especial, o de hoje é apenas para citar meu apresso por “The Big Bang Theory”. Recomendo a quem quiser rir, seguir um pouco da série, conhecer os personagens e entender como funciona cada um deles. Vale muito a pena.

Agora deixa eu trabalhar um pouco.

BAZINGA!!!!! Rs

Abraço e boa quarta feira.

TESTE DE PERSONALIDADE

Sou aquele internauta que faz todo tipo de teste que aparece por aqui...rs rs rs. Esse recebi por e-mail, e é algo sério.

Uma psicóloga fez um questionário para mapeamento do tipo de personalidade das pessoas.

É um resumo do MBTI ( Myers Briggs Type Indicator).

Para fazê-lo basta seguir as instruções é rapidinho e logo te dão o resultado:

... INSTRUÇÕES - Para obter resultados confiáveis, é importante que você responda as 42 questões da forma como você se sente - não como você deseja que os outros o vejam. Se não puder encontrar uma correspondência perfeita entre uma pergunta e qualquer das duas opções, escolha aquela opção que lhe pareça mais verdadeira. Não deixe nenhuma questão sem resposta....


Eu sou ISFP. E olha só alguns itens da minha personalidade

“A natureza altamente sensível dos ISFPs permite a eles ver claramente a necessidade dos outros, e eles algumas vezes trabalham tão excessivamente para atender a essas necessidades que se esquecem de si mesmos no processo.”

“ ISFPs são vulneráveis às criticas dos outros porque eles tendem a tomar as avaliações pessoalmente e tornam-se ofendidos e desencorajados.”

PONTOS FORTES

• Preferem participação prática, principalmente nas profissões de ajuda

• Dão boas-vindas às mudanças e se adaptam bem às novas situações

• São trabalhadores quando acreditam que seu trabalho é importante

• Membros leais de organizações e recebem bem as ordens de seus supervisores

• Prosperam em ambientes encorajadores e afirmativos

PONTOS FRACOS

• Podem aceitar o comportamento dos outros sem procurar significados ou motivos subjacentes

• Podem não ver oportunidades a menos que existam no momento

• Tendem a tomar críticas ou avaliações negativas pessoalmente

• Não gostam de se preparar antecipadamente e têm dificuldade em organizar o seu tempo

• Sentem-se tolhidos por regras excessivas e burocracia

Esse sou eu...e posso afirmar que é tudo verdade...rs rs rs.

Bom dia a todos...

OLHA A SEGUNDONA AÍ GEEENTE!!!!

Eu entendo por que o mundo está recheado de subcelebridades, a mídia é que as cria, e da razão para que continuem aparecendo.

Pra mim o carnaval tem se tornado a cada ano mais insuportável. Quando moleque até curtia ir algumas noites no salão, mas hoje quero distancia da batucada repetitiva de um baile de carnaval. Pior do que isso é ser obrigado a assistir os desfiles pela TV. Graças a Santa Querupita da TV a Cabo, hoje podemos, caso não haja programa melhor na rua, passar ilesos ao carnaval dentro de casa, vendo bons filmes, e não sendo apresentados aos personagens bizarros na narrativa de Leci Brandão.

Falo isso por que todos os dias ao abrir o portal “ O Globo” no qual leio informações e vejo as novidades do mundo do entretenimento, fotos das artistas ensaiando nas quadras das escolas de samba. Pô, é sempre a mesma coisa. O que há de tão importante se fulana é madrinha de bateria de tal escola ou não. O que agrega a vida da nação saber disso. Os desfiles são milionários e muitos deles (tenho quase certeza) bancados pela contravenção. O que há de glamoroso nisso? Alguém explica?

As pseudo-celebridades que surgem dos bailes funks, as BBBs que ficam peladas por um punhado de moedas adoram aparecer e se dizerem importantes por estarem representando uma escola de samba, como se isso fosse o “Nobel” do entretenimento. Como dizia minha avó: dá uma trouxa de roupa pra essa mulherada lavar que a gente vê se dá conta.

A mídia ta cada vez mais pobre, buscando escândalos ou narrando o dia-a-dia dessas pessoas que pagam para serem assunto. Já não basta o Twitter onde esse povo fala as maiores asneiras e saem ilesos, ainda temos que agüentar os portais de noticias carregados de bobagens vinda desse mar de idiotices.

Chego as 8:30 da manhã, abro a internet para ver o que há de noticias, por que no fim de semana me dou ao luxo de não saber de nada que se passa no mundo e me deparo com essas futilidades. Infelizmente a Globo pode ter o padrão altíssimo na sua programação televisiva, mas no que diz respeito à internet, a fatia da empresa de Roberto Marinho vem sendo mal administrada. O R7 ta saindo na frente e sendo mais informativa do que o concorrente. Havia abandonado o “uol”, mas retornei por que não há outro site com informações mais interessantes do que eles.

Logo teremos cursos profissionalizantes para madrinha de bateria, destaque de carro alegórico, puxador de Samba e outros itens tão “importantes” para os desfiles de escola de samba. Claro que não poderá faltar mestrado em porta-bandeira, doutorado em comissão de frente, e o Nobel citado acima para a melhor agachada na avenida. Dá-lhe bunda.

Deixo claro que não sou contra o carnaval, apesar de passar a imagem pro mundo que somos um povo que só pensa em festa e vivemos pelados nas ruas, vejo sim importância em tudo isso. Só o que me estressa é o ano todo essa encheção de lingüiça das “musas” sendo cotadas para isso e aquilo nas agremiações do samba. Viviane Araújo é um exemplo. Por que não vai fazer uma faculdade ao invés de passar o tempo todo tentando ser noticia com suas coxas celulitadas e seu corpo “Mariah Carey” sem photoshop. Um dia ainda irão receber algum tipo de pensão do governo, tipo bolsa rainha de bateria, criada por um governo petista.

O tanto que se gasta com mídia pra esse povo deveria ser revertido ao lar dos artistas, que certamente contribuíram muito mais para nossa cultura do que as galinhas de angola de penacho na cabeça.

Estamos chegando em novembro e logo teremos os comerciais de natal. Ainda bem que existe essa fase antes dos sambistas invadirem nossa TV com seus temas pra 2011.

LÁ vou eu. LÁ – VOU –EU.

Abração a todos, e boa semana.

SEPARADOS AO NASCER

Gosto muito da criatividade do povo de internet...Na sexta-feria, posts leves são bem vindos.






Boa sexta-feria a todos, ótimo fim de semana.

O JEANS DOS ANOS 80

Na década de 80 quando era moleque e não havia internet, o maximo que tínhamos de informação eram os jornais, revistas e telejornais. Moda era criada pelas novelas.

As marcas de Jeans sempre andaram na vanguarda produzindo comerciais marcantes que chamassem atenção. Por isso os intervalos das programações eram o principal alvo das empresas de moda.

A Levi´s é e sempre teve um “Q” a mais no quesito moda. Seus Jeans fizeram e fazem sucesso até hoje, com aquele apelo da boa marca. Claro que outras tantas vieram depois dela e até mais caras, como é o caso da Diesel.

Não sei nos EUA se as campanhas publicitárias de jeans ainda continuam sendo exploradas com criações revolucionarias, mas sei que no Brasil isso deixou de existir. Raramente vemos algo do tipo, comerciais que marcam época.

Me lembrei de dois deles e claro, achei-os no YOU TUBE que tem de tudo. Um é das calças Pool, com trilha sonora de Terence Tremp Darb, um cara com uma baita voz, que ficou lá trás nos anos 80, e de lá não saiu.

O outro é da Levi´s 501, um comercial com cara de propaganda americana.

Acho nossa publicidade uma das mais criativas do mundo, mas nos últimos tempos, perdemos de vê-las por que a maioria do tempo que estamos na TV, é em programas a cabo...Infelizmente.




Abração e bom dia a todos.

AVISO

Não sei por que cargas d´água o administrador do blogspot cancelou o template do meu blog. Amanheceu com uma tarja lateral e toda configuração bagunçada. Farei um upload de template novo, enquanto isso usarei esse modelo. Desculpem o transtorno.

bom dia.

Rafael

RECOMENDO

Antes de iniciar o texto de hoje só preciso dizer algo: AMO JULIA ROBERTS...ta aí, falei!! rs rs rs.


Assisti o filme de Ryan Murphy ontem, antes de ler o livro, e acho que assim deixarei. "Comer, rezar e amar" ficará eternizado na minha memória com o rosto de Julia, ponto final.

Claro que o filme é como posso dizer, uma obra para agradar as “meninas”. Sensível, bem narrado, com galãs que tocam o coração da protagonista. Confesso que não gosto de filmes “mulherzinha”, e explico o porquê.

Não há nada pejorativo na afirmação “mulherzinha”, apenas é o tipo de filme que classifico para o publico feminino, aquele com história que agrada 9 entre 10 mulheres. Claro que algo mais inteligente que Sex in the city. Me perdoem os fãs da série que cultuam a personagem de Sarah Jessica Parker. Sei até que posso colecionar inimigos criticando-a, mas convenhamos que o enredo é totalmente fútil e vazio. Não sei a série, por que não acompanhei, mas os dois filmes beiram o ridículo, enfim, não estou aqui para falar deles, e sim de "Comer, rezar e Amar".

O filme é “meigo”, no mais puro sentido da palavra. Uma obra delicada, com trilha sonora show, que mostra uma Julia Roberts circunspecta no inicio e no final com aquele sorriso largo, cativante, adorável, característico da atriz. O mesmo sorriso que dá para Hugh Grant quando Elvis Costelo canta “She” no final de “Nothing Hill”.

Javier Barden, o latin lover do momento, no seu papel de Brasileiro peca no sotaque arrastado do espanhol, fazendo-nos torcer para que se atentasse ao inglês e não forçasse uma língua que não é a dele. Tem química com Julia, e nos faz crer serem verídicas as situações. É um cara que facilmente nos arranca lagrimas. Mas já que a personagem verdadeira encontrou um brasileiro, por que não colocar um legitimo "brasiliano" no filme, já que tudos são coadjuvantes de Julia.

O filme não é uma sessão da tarde, é mais que isso, é uma obra agradável, que faz valer o ingresso e te deixa leve. Como já disse um filme de meninas, mas que os homens podem tranquilamente assistir, para que compreendam as crises de suas esposas e namoradas. Às vezes não basta apenas amar, é necessário compreende-las na essência.

Não sei se fiz bem em trocar "Tropa de Elite 2" por "Comer, Rezar e Amar" ontem, mas pelo menos fui pra casa tranqüilo, com vontade de ter a coragem e grana da personagem para abandonar tudo e sumir no mundo sem dar satisfação a ninguém.

Ryan Murphy conseguiu o feito de encantar o publico. O criador de Glee, manda bem no cinema, não só na TV.

Vale a pena.

Abração e boa terça.

A DESEJADA DA TERCEIRA IDADE

Ficar sozinha na velhice às vezes e a conseqüência de ter apenas um filho. Tenho algumas idéias a respeito disso, mas num futuro comento, hoje vou falar de uma tia-avó já falecida, a Tia Lupinha.


Era irmã caçula do meu avô materno, casou-se cedo e teve apenas um filho, que quando adulto, claro, foi cuidar da própria vida, deixando a mãe, já viúva, bem instalada num edifício daqui de Campinas.

(Lupercia, nome de batismo) oi Tia Lupinha, era uma senhorinha de pouco mais de 1,60 m magrinha, ou bem torneada,  digamos que adorava se sentir sexy. Viuvou aos 50 anos, e daí em diante, sozinha, passeava para cima e para baixo, com sua peruca loira crespa e seu sutiã de Bojo, deixando os seios sempre empinados e durinhos...rs.

Tia Lupinha era sensualidade pura e chamava atenção de homens de meia idade por onde passava, mas sempre dizia que homem fora seu marido morto, que para ela a vida acabara quando o sepultou.



Um belo dia recebemos um telefonema em casa do sindico do prédio pedindo que minha mãe ( sobrinha preferida e metida) fosse até o prédio por que tia Lupinha fora encontrada desmaiada no elevador, envolta numa poça de urina.

Descobrimos após ela mostrar cartas, que um maníaco no prédio a perseguia, e o desmaio fora ocasionado depois que ele a agarrou no elevador. Tia Lupinha sofreu um abuso quase sexual. Queriam estuprar a pobrezinha. Pânico na família. O filho, nem importância deu e mandou recado pra minha mãe que não perdesse tempo com a velha, por que era esclerose.

Revoltadas com tudo isso, mãe e avó consolaram tia Lupinha e prometeram ajudá-la. Iriam a policia? Fariam reclamação com o sindico? Esperariam para ver se o tarado atacaria novamente o que não deu outra, dessa vez na garagem. Aos gritos tia Lupinha fora encontrada com a blusa rasgada depois de pegar a correspondência na caixa do correio ( prédios antigos tinham caixas postais na garagem onde o carteiro depositava a correspondência de todos os apartamentos). Fora atacada ali, arranhada e quase despida pelo maníaco do prédio.

Aí não deu mais pra segurar, todos ficaram sabendo, e o alarme soou. Quem era o tarado que queria estuprar dona Lupinha?

Passadas semanas de calmaria, ela recebeu uma carta ameaçadora, xingando-a por ter quase delatado o suposto tarado. Nervosa e quase histérica ligou em casa o que fez minha mãe correr prontamente ao seu socorro.

O resolvido foi que levariam as cartas a um delegado amigo do meu pai e lá fariam um boletim de ocorrência ou uma investigação pra ver se Lupinha não corria risco de vida.

Em casa, minha mãe lia e relia aquelas cartas obscenas que falavam das partes intimas de tia Lupinha, de suas roupas debaixo sensuais, seus cabelos anelados e provocantes. Mas uma coisa não estava certa, a letra parecia conhecida. Como minha mãe tinha acesso à família toda logo desconfiou de alguém. Uma pessoa muito próxima estava fazendo isso.

Correu nos pertences e achou um missário ( livro que ganhou em sua primeira comunhão) e solucionou tudo, ali estava, a mesma letra. Missão cumprida.

De forma bem discreta ( que nunca foi o forte da minha mãe) ela rumou a casa de tia Lupinha junto de minha avó para esclarecer o caso.

Sentada numa poltrona de espaldar alto que tinha em sua sala Lupinha enxugava os olhos com seu lencinho de seda e rendas quando minha mãe apresentou as cartas e mostrou também o missário deixando a velha boquiaberta e sem graça.

Não existia tarado algum, quem escrevia as cartas era a própria Lupinha. A mesma que rasgou a blusa e fingiu desmaio no elevador. Ela era o tarado.

Nada mais foi dito a respeito, nem o filho soube do desfecho, apenas do dia pra noite não chegaram mais cartas para Lupinha. Dias depois veio pelo correio uma correspondência para minha mãe endereçada pela tia. Dentro uma carta de agradecimento, e um cheque de Cr$ 5.000,00 ( equivalente a uns R$ 9.000,00 hoje). Ela comprou o silencio da minha mãe que gastou toda a grana em móveis, roupas e brinquedos para as crianças...rs rs rs.

Tia Lupinha não era fácil!!!


Abração e boa terça feira.

SÓ - SOLIDÃO

Nosso mundo globalizado, de comunicação farta e direta, está padecendo de um mal: Solidão.

Tudo é tão impessoal e amedrontador que as pessoas tem se trancado nos seus mundos, e de vez em quando como um “cuco”, colocam a cabeça pra fora, vêem o que se passa e se trancam novamente nos seus mundinhos seguros.

A violência absurda nos faz tão reféns da solidão que em breve relações amorosas realmente serão virtuais. Não há mais os banquinhos nas portas de casa nos fins de tarde, crianças correndo livres pela rua, tombando de suas bicicletinhas enquanto ensaiam manobras. Há medo em cada olhar, há perigo em cada esquina.

Se alienar das noticias do mundo nos isola da sociedade. Participar tudo o que acontece em nossa volta, nos transforma em paranóicos. O simples ato de ir a uma padaria trás o pânico de que um carro desgovernado irá esmagar alguém num punto de ônibus, um marginal irá esfaquear para roubar os R$ 10,00 do pão, ou um terremoto fará um prédio despencar sobre nossas cabeças. Que é isso? Deve ser o Apocalipse...rs rs rs. Alias, o povo adora dizer que ele está próximo.

Gosto de uma musica de Tom Zé chamada “Só” que numa das estrofes diz:

...Na vida quem perde o telhado

Em troca recebe as estrelas

Prá rimar até se afogar

E de soluço em soluço esperar

O sol que sobe na cama e acende o lençol

Só lhe chamando, solicitando...

A solidão é tão intriseca, tá em todo mundo. Mesmo que um dia você se sinta acolhido e rodeado de amigos, sentirá só. Engraçado essa subjetividade do sentimento. Mas trabalhar a solidão é uma tarefa facil, desde que se proponha a não ser uma vitima de tudo. Geralmente quem tem aquele probleminha de auto-estima, inevitavelmente reclamará de solidão.

Moro só, já há um bom tempo e confesso, nunca me senti solitário em casa. Nunca olhei pela janela e me perguntei onde estavam todos que me deixaram sozinho ali. Pelo contrario, talvez por uma questão de personalidade eu precise do meu espaço vazio, só pra mim. É uma necessidade que sentia quando morava com os pais, ter um monento, um canto só meu, que niguém iria macular.

Pelo contrario, já me senti terrivelmente só em meio a dezenas de pessoas, cercado de conhecidos, amigos. Engraçado isso e também imensamente dificl de controlar. Na escola, quando estava no ginasio olhava aquele povo todo e perguntava, o que eu faço aqui com essa gente tão diferente? Mas logo passava e acabava virando massa, homogênea no meio do pátio.

Quando se está tranquilo consigo a melhor companhia é você mesmo, a solidão passa porta afora. Alias, solidão é como vampiro, ela só entra em sua casa se abrir a porta e convidar pra entrar. Se manter tudo fechado, garanto que ela não força a maçaneta, isso é certeza.

Não sei como será no futuro, quando estiver com idade avançada. Dizem que idosos sofrem de solidão e choram o passado, mesmo que a casa esteja cheia. Acredito que isso nem seja um sentimento de solidão e sim uma melancolia dos anos que se foram, de uma vida que deixou saudade ou talvez o arrependimento por não te-la aproveitado quando teve chance.

As vezes olho adolescentes e me comovo com seus bloqueios, com carapaças criadas para que ninguem penetre. Se eles soubessem quanto é facil se abrir, sofreriam menos. Talvez seja inevitavel esse aprendizado. Só perceber neles a constate dessa solidão Se isso perpetuar até a vida adulta, é sinal que precisam mais que ajuda, precisam romper seus lacres.


O mundo cresce e a gente encolhe. Estamos sozinhos mas vigiados. No elevador, nas ruas, as vezes até na sala de casa, sem saber que do outro lado da rua, algum louco te observa com um binóculo.

Para nós que temos livre acesso a internet é facil detectar sites em que as pessoas se expõe em cameras ao vivo pra uma infinidde de pessoas que não se sabe onde estão, e quais as intenções. Isso me choca. Esse despudor exacerbado. Muitas pessoas tem vergonha de estar nú ao lado de um namorado(a) mas se exibe de forma impudica em cameras de video para o mundo. Solidão? Quem sabe.

Enfim, um ombro amigo é sempre bem vindo aos que se fecham na suas mesmices. O meu é largo e confortavel...por isso dou graças.

Abração e boa semana a todos.

CANTEMOS

Existe um desvio de caráter em certas pessoas que julgo ser congênito, nasce com ela: A INVEJA.


Sempre agradeço quando faço orações por não ter nascido invejoso, por que isso não se adquire durante sua formação, ou você é ou não. O invejoso é aquele que quando pequeno, destrói o brinquedo do amiguinho só por que é mais colorido ou por não ter um igual, e assim sucessivamente por toda a vida.


O enunciado do texto foi forte, mas era só pra ilustrar algo que queria dizer hoje. Não costumo sentir inveja das pessoas, nem de aquisições materiais, nem de conquistas amorosas, nem de beleza, nada. Mas algo me frustra, não quero chamar de inveja, por que jamais destruiria alguém por isso, que é o dom de cantar.


Como queria ter afinação, voz, timbre, delicadeza e sensibilidade para cantar bonito. Tenho outros dons ligados a arte, mas infelizmente, na fila quando distribuíam voz de cantor algum anjo me deu uma porrada e tirou fora. Não é possível.

Musica é minha paixão, não me vejo em qualquer lugar sem um iPod tocando minhas preferidas. Sempre fui assim, mas não sei cantar...rs rs rs.


Nem pensem que não tentei, fiz aula de canto e impostação de voz. Podem ficar surpresos, mas sou tenor...rs rs rs. Só que nos exercícios de potencia de voz tudo beleza. Afinação? mais ou menos, mas quando chegou o momento de casar som, voz, cadencia, afinação, ferrou!!!!


Aí veio uma outra parte, aprender a tocar um instrumento para ajudar na afinação. Pais ensinem seus filhos a tocar algum instrumento enquanto ainda forem crianças, não esperem chegar a vida adulta, por que ficamos burros para esse tipo de coisa. Pelo menos eu. Total falta de coordenação motora para tocar teclado. Precisaria de dedicação exclusiva.


Quando assisto episódios de Glee, e vejo aquela molecada com vozes extraordinárias, com edições bem feitas em estúdio de canções conhecidas, putz me bate aquela vontade de ser como eles. Não almejaria cantar profissionalmente, mas pelo menos ter aquela condição de arrepiar alguém quando soltasse a voz.

Ser um cantor como a Xuxa eu dispenso, mas ter uma voz aveludada e bonita como Daniel Boaventura eu não recusaria.

Claro que tudo isso exige estudo e dedicação, mas por que alguns vêem com esse dom assim, de graça? Rs rs rs. Maldade com o restante da humanidade desafinada.

Mas ainda conseguirei sentar a frente de um piano, e cantar. Isso nem que eu tenha 90 anos e esqueça a letra o tempo todo. Promessa pra 2011.


O Andre (andremans ) canta muito bem, é um dos blogs que freqüento por que as vezes ele disponibiliza uma ou outra musica do repertório dele. Gosto da voz, e acho que merece credito. E continuando no assunto voz, há outro blog, do Saulo Taveira(minhavozmeucaminho) Não sei se ele canta, mas utiliza a voz em narrativa de textos, acho interessante, por que o blog dele não é apenas de textos escritos, mas falados. Bem original nesse mundo virtual. Fica a dica dos dois.


Bem, hoje é sexta, e se eu fosse um bom japonês corria pra uma casa de Karaokê, mas como sou um italiano carcamano vou tentar uns agudos de tenor, nas conversas de botequim


Bom fim de semana a todos...e segundona tá aí, com horário de verão...obaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!


Abraços.

UM MEME ROUBADO

Não gosto de memes...já havia dito isso, mas quando me deparo com um que começo a responder mentalmente enquanto leio, é por que me atraiu atenção. Roubei esse da Dama blogprarelaxar. Peço desculpas pela apropriação indébita, e lá vou eu responder as perguntas...la no final decido se indico alguém para responde-lo também. Caso não o faça, ficaria lisonjeado se atraísse atenção de alguém que também responda as perguntas. Os créditos irão para a Cigana do Oriente valedosolencantado indicou o meme a Dama.


1 – Se me dou bem com a minha sogra?
Todas as sogras que tive foram simpáticas e amáveis comigo, todas me adoravam, mas algumas posso dizer que foram muito melhores que as filhas...rs rs rs. Não no sentido de atração, mas no bom humor, que é algo indispensável nas pessoas, em minha opinião. Como sempre fui um bom menino, elas me queriam casado com as filhas. Não me orgulho disso não...rs rs rs. Antes tivesse sido um grande fdp.

2 – Qual o seu desafio?
Envelhecer bem. Isso é uma coisa que tenho em mente. Gostaria que os anos se passassem e quando tivesse lá os meus 80 anos, pudesse dizer que valeu a pena.

3 – O que diria a seu chefe se ganhasse a Loteria?
Não diria nada, apenas daria um telefonema de qualquer lugar do mundo, avisando que não voltaria mais pro trabalho.


4 – Que faria se descobrisse que alguém está mentindo pra você?
Já percebi mentira em muitas pessoas. Sei que mentiram, ou mentem, mas infelizmente não se pode fazer nada. Algumas pessoas podem ser torturadas que nunca confessaram que mentiram. Então ta, eu sei, já ta de bom tamanho.

5 – Se tua casa sofresse um incêndio e pudesse salvar apenas uma única coisa, que salvaria?
Minha caixa com fotos.


Por quê?
Por que é a história, o passado contando em retratos. Algo que se for embora, leva de você lembranças físicas de momentos felizes.


6 – Entra num local com muita gente, que faz?

Se estiver abafado,prendo a respiração e saio o mais depressa possível. Pânico de locais cheios e sem oxigênio. Um mundo de vírus e bactérias pairando no ar...rs rs rs


7 – Vê um recipiente meio cheio ou meio vazio?

Sempre cheio...sou uma pessoa otimista

Por que?

Pode estar cheio de tanta coisa boa. Infelizmente acredito no ser humano.


8 – Encontra uma Lampada Mágica. Tem direito a 3 pedidos, quais seriam?

Olha...na atual circunstancia, queimaria um deles pedindo que a Dilma não se eleja...rs rs rs...os outros dois seriam para meu conforto e saúde.


9 – O que te levou a criar um blog?

Quando entendi o que era e como funcionava um blog fiquei apaixonado, e não podia ficar sem um. Minha cabeça ferve com um monte de bobagens e precisava compartilhar isso. Mesmo que ninguém lesse, eu necessitava escrever.


10 – Se fosse um dinossauro, como te chamaria?

Chatonossaurus Insuportabilis Rex. Seria um dinossauro pentelho, que ficaria atrás dos outros só perturbando. Claro que seria maior que um tiranossauro rex, alias, seria da mesma família, porém maior e mais amedrontador.

11 – Você mudaria algo no seu passado?

Nesse caso vou plagiar a Dama, com a qual concordei em gênero, numero e grau. Teria saído de casa mais cedo. Não pelos pais ou família, mas pela liberdade e pelo amadurecimento que se tem quando você é dono do seu próprio espaço.


12 – Qual é o teu Sonho?

Tenho vários, desde ver uma coleção de livros meus editados até aquele que já descrevi um dia, de ver uma aurora boreal.


13 – O que de mais vergonhoso já fez?

Não me lembro de ter algo assim que me envergonhasse, sempre fui um bom rapaz, acho que isso é o mais vergonhoso...rs rs rs...podia ter sido um tanto cruel com algumas pessoas que mereceram.


14 – Se fosse um animal, qual seria?

Seria um lêmure. Acho que o modo como vivem em sociedade e a forma como se protegem fantástico. Alem do que são bonitinhos.


15 – O que nunca faria por dinheiro?

Sexo.


16 – O que ou quem é capaz de te tirar do sério?

Barulhos repetitivos me deixam paranóico. Pessoa puxa-saco me tira do sério.


17 – O que fez na tua Vida de que tenha orgulho?

Acho que orgulho não seria a palavra mais adequada, mas digamos que proporcionei um bom fim de vida pra alguém que foi importante na minha história. Ajudei a dar dignidade até o ultimo momento. Isso é algo que me faz sentir bem, saber que ajudei.

18 – Como gostaria de se apaixonar?

Acho paixão o sentimento mais gostoso que existe. Aquele frio na barriga, aquela vontade de estar sempre junto, de rir das coisas mais imbecis que acontecem. Pena que não se tem paixão sempre, e o pior, ela acaba rápido demais...Enfim, não espero pela paixão, por que assim ela te surpreende, quando menos espera.


19 – Com que personagem, famoso ou não famoso, gostaria de parecer?

Queria ser vilão como Odete Roitman...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...mas como não dá pra ser um personagem fictício tão amoral como esse, por que no final acaba assassinado, prefiro ser alguém mais palpável, quem sabe um Nelson Rodrigues.


20 – O que mais preza na Vida?

Sinceridade, transparecia. Acho que cansei de pessoas que mentem.

Se alguem se interessar em responder, fique a vontade. Ficarei feliz em saber que alguém pegou o meme, como eu fiz com a Dama....rs

Abração e boa quinta-feira.

QUESTÃO DE OPINIÃO

Engraçado quando temos discursos diferentes para um mesmo propósito ou assunto. Isso se pode chamar: falta de opinião.

A frase acima fica perdida no espaço sem compreensão, caso não explique o porquê dela. Então vamos lá. O personagem principal disso sou eu...rs

Um breve relato de duas situações parecidas, na qual dei minha opinião. A primeira gira em torno da minha sobrinha mais velha, e o aniversario da irmã do namoradinho. Ela por vergonha (por ser ainda recente o namoro) não quis ir à festa, a qual dei total apoio, por que ela não se sentiria bem, estaria deslocada e isso para uma adolescente de 15 anos é inimaginável. É uma tortura terrível, ainda mais quando se é tímido. Apesar de todos insistirem eu achei que a decisão dela tinha que ser respeitada.

No mesmo fim de semana eu entrei em contradição com minha opinião dada. Fui a um casamento, que não conhecia os noivos. Esse é um tipo de situação que abomino. Não gosto de freqüentar lugares que não conheça ninguém, muito menos casamento que é algo formal, com convidados selecionados a dedo pelos noivos. Bem, fui com amigos, que haviam confirmado minha presença por que o noivo insistira que eles levassem quem quisesse. Tudo bem, aceitei e fui, depois de alguma insistência (que nem foi muita).

Engraçado que chegando ao local, é que me deparei com uma sensação terrível de vergonha, constrangimento. Eu não gosto de estar em lugares onde não domine as minhas reações. Quando me sinto acuado, envergonhado me fecho como um tatu bola, o que piora mais ainda a situação.

Cofiar que os amigos te deixarão a vontade é ilusão, até por que eles conhecem as pessoas que estão lá, ou parte delas, e é inevitável a confraternização entre eles. O que te joga num quadro de sorrisos sem graça, e tentativa de ser “legal”.

Há muito tempo eu tenho o habito de não fazer nada que não seja do meu agrado. Talvez por que na infância a mãe carregasse para todos os tipos de programas de índio, e mais tarde acumulado com os micos que paguei quando as namoradas obrigavam a freqüentar a casa de tias velhas cheirando a urina. Isso foi uma promessa a mim mesmo, de não me obrigar a passar por isso, e acabei rompendo com meu tratado particular.

O casamento não foi ruim, alias foi muito diferente, com noivo vindo a cavalo, noiva de sombrinha e um frio desagradável. Até aí tudo bem, o pior é sentar-se a mesa com pessoas estranhas, e tentar interagir percebendo claramente que ninguém está afim de papo. Ainda bem que uma alma caridosa me fez cia, minimizou e evitou que o constrangimento atingisse o ápice.

Bem, pra finalizar, nem apresentado aos noivos fui, me deixando a certeza de nunca mais repetir ou aceitar esse tipo de convite. Não sou o cara-de-pau que vai de bico e rouba a cena. Não, esse não sou eu.

A conclusão é que dei apoio a minha sobrinha e se tivesse escutado o que disse a ela, não teria passado por uma situação complicada e chata. Por mais que as pessoas digam: bobagem, vamos, vai ser divertido!!! Pare, analise o seu comportamento em ocasiões assim e certifique que realmente não será um passei constrangedor. Afinal pimenta no dos outro é refresco. Difícil alguém compreender os seus sentimentos.

Aprendida a lição. A gente fica velho e mesmo assim se deixa levar...

Abração e boa quarta-feira pra todos.

SEXTA FEIRA BOBA

Hoje é dia de piada...Imagens que falam por si só...rs

Olha o netinho dela....lindo!!!

"morrr" me carrega!!!

Sabia que conhecia ele de algum lugar!!!

Eu estava assim na segunda-feira...
Já vi coisa nojenta, mas isso ganha o premio!!!

De onde veio nosso logo pra 2014...Brasilllllllll

CANALHA!!!!

Tá, tá...chega...to indo...bom feriadão a todos.

abraços

GENTALHA A SOLTA

Hoje vou falar um pouco de TV...rs...afinal quase nunca falo!

O formato de reality shows criados a partir do Big Brother vem “inovando” as avessas já há um bom tempo. “No Limite” exibido pela Globo antes mesmo do Grande Irmão ir ao ar surpreendeu o publico com uma dinâmica diferente, e ficou nisso. Ver gente anônima se digladiando em provas físicas para conseguir uma graninha, é um tanto incomodo. De lá pra cá os prêmios aumentaram e o nível caiu.

Juntar num confinamento sub-sub-subcelebridades ( por que não se pode chamar as pessoas de A Fazenda de famosos) talvez seja uma formula um pouco mais inteligente do que a tentativa de Silvio Santos com a “Casa dos Artistas”. A idéia seria a mesma se a Record não tivesse dado o pulo do gato e feito com que essas pessoas de Egos inflados, que se acham donos da cocada preta, precisem trabalhar, dividir tarefas diárias. Ainda acho que o melhor seria eles produzirem a própria comida e não ganhassem tanta coisa de graça da produção. Plantou, cuidou, comeu.

Enfim, mesmo não sendo dessa forma, quando uma pessoa que se julga superior aos anônimos do mundo é obrigada a levantar cedo e cuidar de porcos, de avestruzes aí o bicho pega, literalmente.

Qualquer Juliana Paes da vida, que emana humildade talvez se desse melhor numa tarefa dessas. Senhora Carolina Dieckmann estaria dando chiliques como muitas dessas “pessoinhas” que lá estão. É engraçado como se consegue determinar a personalidade de um artista apenas pelo que ele demonstra ser na mídia.

Mas devaneios aparte, essas pessoas “conhecidas” que estrelam A Fazenda já na segunda semana, sem ter havido alguma eliminação, se mostraram tão ralés quanto aquelas mulheres de vida fácil que brigam pelo ponto nos cais do porto. A sensação que se tem, é que a qualquer momento sairão na “unha” para que o publico os escolham e lhes paguem o “programa”.

Lamentável a quantidade de palavrões, de ofensas, de lições de moral “dúbias”, por que nunca se sabe se quem está falando realmente tem moral pra isso. Talvez a Record tenha sim acertado na tacada. Se eles queriam um programa “baixaria”, acho que estão conseguindo. A corrida pelo Ibope, foi dada, e certeza que a emissora do Bispo vai ser muito comentada nas próximas semanas. Aquela inocência desvairada, psicótica de Theo Becker na primeira edição deu lugar a seres de mal caráter, que logo de cara já se mostraram tão necessitados de ética quanto da grana que o programa oferece.

Não há como passar ileso A Fazenda se os sites pipocam noticias sobre eles. De certa fora é engraçado ver o povo se pegando quase no tapa. Os intelectualóides que se acham donos da verdade. Lamento apenas confirmar que Monique Evans que no passado eu tanto admirei, hoje é uma mulher de meia idade, desequilibrada e baranga. Uma judiação. Mesmo assim se tivesse que escolher alguém para dar o premio, dividiria entre ela e Nany People. Já que é pra ser uma bazofia, que joguemos meleca no vento. Para um publico que premia Dado Dolabella, não vejo problema de escolherem o pior de todos lá dentro e darem os 2 milhões.

Ainda bem que há The Big Bang Theory, Friends, Glee, The New Adventure of Old Cristine para me fazer rir, sem ter a sensação de constrangimento.

O bom que estou vacinado contra realitys shows. Assisto e não me envolvo mais...rs rs rs. Sou dos que circulam por toda a programação. Afinal quero opinar até na receita de bolinho de chuva da Palmirinha.

Boa quinta-feira ao todos...