UM SER ADOLESCENTE

Fui um adolescente muito calado, apesar de nunca ter abandonado meu bom humor. De fazer piada das desgraças pessoais, e dos outros também.
Hoje, vejo que poderia ter sido mais arrojado. Crescer sob o julgo de um irmão opressor, com uma avó que via pecado até num cacho de banana sobre a mesa, e pais meio relapsos, percebo como fez falta um amigo cabeça boa, para ajudar.
Os moleques da minha época não eram muito diferentes. Eram até mais babacas, ou melhor, boçais. Fui criado num bairro onde havia aquele desprendimento de senta-se com uma cadeira na porta de casa e conversar com vizinhos. Hoje, quase inimaginável.
Minha avó citada acima fora criada com todas as pompas e circunstancias, com cursos de etiqueta, com bons livros etc. Mas se apaixonou por um cara com condições financeiras bem abaixo de sua família, mas não se intimidou, casou-se com ele e viveu umas das histórias de amor mais bonitas que conheço. Esse cara era meu avô.
Adolescentes hoje não são preparados culturalmente como no meu tempo. Eu lia muito ( confesso que certa época, odiava), mas a obrigação tornou-se prazer logo que comecei a entender que aquilo não me ocupava espaço, me agregava um saber que os outros não tinham. Quando percebi que a leitura fazia diferença quando escrevia, passei a ter mais vontade de desbravar o mundo literário.
O que percebo hoje é uma dissonância entre “tribos” de adolescentes. O sexo, parece que ficou mais as claras. Não há mais aquela coisa velada, de conversar trancado no quarto, de perguntar a irmã(o) mais velho por que sente vergonha dos pais. De um lado acho isso fenomenal, teremos gerações tão bem resolvidas que será fato, mulheres mais felizes sexualmente. Os meninos continuam os mesmos, engravidam as garotas sem querer, vêem pornografia para acalmar os hormônios e por aí vai.
Mas essa exposição desmedida das meninas, gera um conceito errôneo , como o recente caso das pulseirinhas coloridas. Putz, dei um monte delas a minha sobrinha de 7 anos. Mas o que antigamente era um flerte de olhares, bilhetinhos, conversinhas ao pé do ouvido, hoje é um simples adorno de braço que indica se a menina quer uma bolinada, um beijo, ou se está aberta a sexo. Pô, cadê o romantismo ?




* poucos entendem o humor adolescente



Não sei como se sentem os pais de adolescentes, mas eu estaria em pânico...rs rs rs.
Quem convive com esses adolescentes, que tem entre eles e nós 2 ou 3 gerações, sabe o quanto é divertido ouvi-los falar. Algumas coisas me chocam, pela facilidade com que tratam o tema, outras me divertem demais. Só tenho receio que cresçam vazios, por que a acessibilidade é tão grande, a tantos assuntos ao mesmo tempo, a tanta informação que penso não ser possível decifrar tudo, e então teríamos garotas (os) superficiais.
Enfim, é bom que pais fiquem de olho nessas cabecinhas desmioladas, e os que não são pais, convivam um pouco com essa geração que tá aí, eles revigoram, e nos dão um oxigênio que há muito não respiramos.

abração a todos, bom fim de semana.

UOXINTON

Pessoal...eu ri tanto com isso de manhã. Sabe aquelas coisas bobas que te fazem perder o folego. Tava saindo pra trabalhar e escutei isso na Ana Maria Braga...éééé...fica ligada a TV na Ana Maria Braga de manhã sim...por que?....rs rs rs

Espero que achem tão engraçado quanto eu, ou vou me sentir um retardado...r


Inté....abraços

VALE TUDO - 1988

Participo hoje de uma idéia que vi no blog da Milene, e cumpro com minha participação na proposta feita por ela: cena preferida de novela (vale foto, imagem, vídeo) e mais um pequeno texto dizendo porque essa cena marcou tanto a sua vida.

Na verdade é um gancho para que eu fale de um dos maiores sucessos da nossa TV. Uma novela daquelas que não existem mais. A fotografia, as atuações, o estilo de direção ( Denis Carvalhoe Ricardo Waddington), o texto com estilo marcante de Gilberto Braga ( e co-autoria de Aguinaldo Silva e Leonor Bassères) . Uma época em que se escrevia novela para o publico e não para a imprensa e o ibope.

“Vale Tudo” é um dos ícone da teledramaturgia nacional, foi ao ar de 16 de maio de 1988 a 6 de janeiro de 1989.

O texto impecável de Gilberto contava a história de Maria de Fátima (Gloria Pires) filha de Raquel Acioli ( Regina Duarte), que deflagra uma verdadeira guerra após vender a casa onde a mãe vivia, e fugir para o Rio de Janeiro deixando-a sem teto.

Odete Roitman imortalizada por Beatriz Segall, é dos melhores personagens ja criados para uma teledramaturgia no país. Heleninha Roitman numa atuação de Renata Sorrah digna de Oscar fazem parte de um elenco brilhante, com uma história que 22 anos depois continua atual.

Só quem viveu a década de 80 pode saber o que significou a critica tão bem elaborada por Gilberto Braga. O capitulo final que revela quem foi o assassino de Odete, marcou quase 100% de ibope, ou seja, o pais inteiro estava ligado na Globo, coisa inimaginável nos dias de hoje.

Separei momentos particularmente brilhantes da novela, com grandes atuações e também a abertura cantada por Gal Costa com musica e letra de Cazuza. Saudade!





Abraço

(http://ideiasdemilene.blogspot.com/)

HOJE QUERO SER MAU...

E aí....estão ou não escaladas pro jogo da final do Paulistão 2010?

Pepê e nenê voltaram, mas com a cara dos meninos da Vila Belmiro...estão jogando no Santos, e não contaram pra ninguém.

Pra mim caetano e Bethania sempre foram a mesma pessoa. Por isso nunca vi os dois juntos ao vivo. Mas descobri algo inusitado...ela ou ele sei lá, tem peitinhos...rs rs rs...

Essa é Bethania?
Esse é Caetano?

Hoje fui Mal...Pode?

SIM, EU ACEITO

“Crescei e multiplicai-vos” ou “até que a morte os separe”.
Quantos de nós já não ouviu isso, numa celebração de casamento. Pois bem, o que seria o casamento?
Quando criança, pensava que ao atingir os dezoito anos, ia me alistar no exercito e quando saísse como nos filmes americanos, voltando fardado com a mochila de combate nas costas, haveria uma moça de vestido rodado no portão esperando, e logo casaríamos...rs rs rs...pois é, eu pensava isso.
Com o passar dos anos, você começa entender o que é o casamento e tudo que implica essa união de duas pessoas distintas, de educações diferentes, culturas e objetivos. Por mais que durante o namoro se conheçam, é no dia a dia que a coisa pega.
Uma amiga diz que todo mundo deveria morar junto pelo menos um ano antes de tomar a decisão do casamento, que isso impediria muitos divórcios. Concordo plenamente com ela.
Durante muitos anos da vida a única referencia que se tem de casamento é o que vemos em casa, ou seja, pai e mãe. Mas vemos o lado pratico: mãe cozinha, lava e passa. Pai trabalha, chega cansado e a figura perigosa que te ameaça, por que qualquer coisa errada que comete, logo escuta “ Você vai ver quando seu pai chegar!”
Sou o caçula de três, como já falei varias vezes por aqui, com uma diferença de quase 7 anos para o mais velho. Meu pai era o tipo de pessoas que não almejava uma família grande. Como bom ariano que é, pensava mais na forma como iria criá-lo do que propriamente com a felicidade de gerar um filho. Imagina a alegria quando nasceu o terceiro, sem ter sido consultado...rs
As pessoas dizem que a cerimônia de um casamento é da noiva, o momento mais sublime de uma mulher. Na minha visão, é a hora que ela diz as amigas, eu consegui, eu casei, eu arrumei um marido!!! Rs. Mas e o noivo? O pobre do rapaz, figura inerte num altar, minuciosamente despido pelos convidados, encharcado de suor, mãos frias, corpo trêmulo, lábios brancos. Ninguém da valor a essa figura, todo mundo espera “A NOIVA”.
Passada a cerimônia, a lua de mel, começam as criticas. Quando a mulher se depara com um homem de educação diferente da sua, por mais que o ame, não resiste de criticá-lo, primeiro para a mãe, depois para a família, e quando já o está fazendo para as amigas pode ter certeza que há uma crise se instalando nesse ninho de amor.
Então por que casar se hoje todo mundo pensa já na separação. Concordo que antigamente se casava as escuras e passava uma vida infeliz pela falta de coragem de um dia ligar o botão do “dane-se” e ir embora. Sim, hoje a probabilidade de ser “feliz” é maior, por que tanto homens e mulheres buscam isso varias vezes, em vários parceiros, em vários casamentos. Mas não há aquele investimento de sangue para que a coisa de certo, entrega-se as armas muito facilmente. Aí posso parecer perdido na minha retórica, por que ao mesmo tempo que acho que todo mundo merece a felicidade, ainda acho que se deve investir mais, agüentar mais, fechar os olhos e a boca para muita coisa.
Não é fácil conviver com as diferenças, seja elas quais forem.
Hoje vemos surgir um outro tipo de casamento, o de pessoas do mesmo sexo. Mas aí escuto que homens gays não conseguem manter relacionamentos monogâmicos por que ciscam demais. E as mulheres? Conseguem manter um casamento sólido com outra? Será que mesmo sendo gay, aquele sentimento “esposa, dona do lar” existe em ambas. Bem, não posso afirmar, não conheço casais gays, ou melhor, não convivo. Deixo claro que não por preconceito, mas por não conhecer mesmo. Essas afirmações são pura especulação, pois os casais que sei que vivem juntos os vejo apenas de longe.
Ainda acredito ser difícil encontrar alguém que um dia não sonhou em se casar...
Pois é, quer casar comigo? Rs rs rs rs

Abração a todos.
Ps.: Após terminar esse post, li no blog de uma amiga o depoimento dela sobre casamento. Dêem uma passada lá, e compartilhem comigo do lindo texto .

DePrêSHOW

A MTV reuniu no Comédia MTV um grupo de novos humoristas que vem criando agua na boca das emissoras abertas: Marcelo Adnet, Dani Calabresa, Bento Ribeiro, Fábio Rabin, Rafael Queiroga, Guilherme Santana, Paulinho Serra, Tatá Werneck e Rodrigo Capella.

Meu xará Rafael Queiroga impagavel...

abraço

TA ME OLHANDO POR QUE?

Ontem domingão tirei a tarde pra descansar, e acabei pensando em dois temas para um post, mas que na verdade podem ser elaborados juntos.

A primeira idéia é sobre a exposição no museu da Língua Portuguesa em São Paulo, que tem como tema os erros mais comuns do nosso dificílimo idioma. Tanto na grafia como na fonética, alguns erros me irritam profundamente. Aí que vem o segundo tema, baseado no irritando Fernanda Young. O que te irrita?

Posso fazer uma lista de milhares de coisas que me irritam...rs rs rs...a gente vai ficando mais velho e algumas coisas que antes passavam desapercebidas hoje te fazem puxar a peixeira e querer estripar alguém.

Começando pelo modo de falar, pessoas que falam excessivamente errado, mas banca o intelectual, pra mim é morte, como uma advogada que prestava serviços a empresa que trabalho, que insistiam em falar “poblema”. Truxe, menas, seje, perca, dazanove, pra mim fazê, e o maldito, o insuportavel”primeiramente”. Pelo amor de Deus, é horrível, e vicio de linguagem, como o “com certeza”, “a nível de”, que graças, já foram abandonados. O “tipo” tá por aí ainda, muito usado no linguajar dos adolescentes, tipo, eles gostam de falar tipo, tipo assim, sacô?




Não preciso mencionar a grafia usada nos bate papos, por que já fiz posts antigos sobre esse assunto, mas juro que gostaria de ler redações dos vestibulares, por que os jovens de hoje não lêem, e criaram seu próprio dialeto. Imagino a forma como uma menina ou um rapaz de 16, 17 anos, se comporta para explicar um determinado assunto numa dissertação.

Mas me livrei há pouco tempo de umas das coisas que mais me irritavam, a vizinha trotadora do apartamento de cima do meu. A vaca acordava as 4:30 da matina, e andava de salto como se estivesse num mercado municipal. Isso durante 1 hora, enquanto não saia de casa, fora que usava o porteiro como despertador. Um interfone na cozinha, tocando de madrugada, é uma sirene de ambulância. Mas, a cretina se foi pra São Paulo, e hoje convivo com uma velhinha de 80 e poucos anos, que varre a casa as 11 da noite, mas tudo bem, isso é até um deleite, por que durmo uma noite inteira.


Coisas simples que me irritam, como:
- Faca de manteiga com o cabo todo melecado;
- Sabonete com pêlos;
- Fumaça de cigarro enquanto estou comendo e cinzeiro sujo e fedido;
- Pessoas que falam alto demais em publico;
- Que mexam no cabelo;
- Devolvam um livro emprestado, todo amassado;
- Que me respondam com uma pergunta;
- Que mexam no banco do carro, no espelho retrovisor, na altura da direção;
- Pessoas que fumam dentro do carro;
- Bulling;
- Pessoas que interrompem meu assunto, me criticam, dão risadinha irônica e saem sem ouvir um desaforo...rs;
- Pia com louça suja e fedida;
- Cabelo fedido;
- Pessoas que se acham lindas, inteligentes e a ultima bolacha do pacote.
- Macarrão papa, arroz que não cozinha direito, feijão com gosto de saco, carne mal passada...rs rs rs;
- Escarrada em público ou aquela limpada de nariz no meio da rua, sabe, aquelas que o sujeito tampa um lado e com toda força arremessa a massa cinzenta do cérebro pela outra narina;
- Peido perto de mim ( tenho vontade de esfaquear a pessoa);
- Criança pernóstica;
- Pessoas que querem te converter a religião, seita, ou seja, lá o que for, na marra;
- Pessoa que fala perto demais e cospe em você;
- Quem fala dando tapa, murro, cutucão, e outras formas violentas de se comunicar... rs;
- Cotonete sujo sobre a pia;
- Calcinha pendurada no Box, na torneira do chuveiro;
- Vaso sanitário chapiscado ( é...disso mesmo que você pensou)...rs;
- Garçom falante demais;
- Velhas com perfumes fortes em locais aonde vamos nos alimentar;
- Lavar louça.
- Call Center em geral.
- Marcia Goldsmith, Datena, Mara Maravilha.

E tantas outras que não me vêem a mente agora. Mas sou feliz, gosto do ser humano, admiro as birutices de cada um, as excentricidades e tudo mais...
E você, o que te irrita?

Abração a todos...e boa semana.

NÃO COMI E DAÍ?

Mães não deveriam elogiar um filho enquanto escracha o outro, isso cria anomisidade entre eles...muito sério.

Mas vem cá, o molqueinho tem cara de adulto? Tá encolhido? A comida dessa baranga deve ser horrivel...o food que ela prepara....rs

abração a todos

VOCÊ PENSA QUE É BONITO SER FEIO?

- O aiatolá Kazem Sedighi , de Teerã, disse que tem havido ultimamente mais terremotos em várias regiões do mundo por causa do aumento das “relações sexuais ilícitas”. E a culpa disso, em parte, segundo ele, são as mulheres que usam roupas provocativas, as “mal vestidas”. A informação -- do jornal iraniano Aftab – foi divulgada neste sábado (17) pela agência de notícia AFP. Acabo de concluir que as enchentes do Rio de Janeiro se devem ao numero excessivo de bumbuns de fora no ultimo carnaval. Agora, não posso nem pensar como devem andam as mulheres da Islandia, por que pelo tamanho da erupção vulcânica, no mínimo elas andam nuas e copulam em público com qualquer um. Ahhhhh...dá um tanque de roupa pra lavar, que esse pessoal para de falar bobagem.

- Márcia Goldschmidt : 'Já lavei roupa, banheiro, esfreguei chão...'
MAAAAACCCCIIIIIAAAAAAA....volta pra faxina de onde te tiraram...por favor...
- Conversando com minha irmã tempo atrás, falávamos do que é ser feio hoje em dia. Todo adolescente é feio, ou a maioria se acha. Como tenho uma sobrinha (linda) que está no epicentro da adolescência falávamos de como era difícil na nossa época dar uma geralzinha para parecer melhor. Eu era extremamente magricelo, desengonçado. Graças que o tempo passa e você fica melhor.
Mas hoje a cosmética, a medicina estética ajuda e muito. Não há pessoas feias, e sim mal cuidadas, é o que dizem, mas eu discordo. Conheço algumas pessoas que se nascessem de novo ainda assim não teriam jeito.
Mais do que os homens, as mulheres sentem-se inferiorizadas quando a beleza não as foi concedida no berço. Eu não vejo mal em não ser o tipo ideal de beleza, continuo acreditando que para cada panela há sua tampa, mas percebo que quanto mais passa o tempo, mais o mercado de trabalho, as redes sociais dão lugar a aparecia e não a competência.
Lembro de um quadro da extinta TV pirata que mostrava um bando de mulheres lindas numa festa, e uma horrorosa ( Débora Bloch ) que era levada para ficar na mesa tomando conta das bolsas enquanto as outras divertiam-se. Tinha a versão ruiva, morena, gorda, baixinha, para que as outras se sentissem bem.
Cruel, mas verdadeiro. Se olharmos uma roda de amigas, sempre haverá uma mais feinha, que acaba sendo o degrau para que os homens percebam as mais bonitas. Isso é secular.
Isso é tão horrível, e tão presente na vida social. Digo por que mesmo minha sobrinha( linda...rs) não tendo essa noção, entre as amiguinhas há sim aquela mais feinha. A vontade que dá ao vê-la, tímida, é dizer: menina, não se importe com isso, não dê atenção aos muxoxos dos moleques, você é mais que isso, e logo acaba a adolescência e vai ver como um patinho feio sempre se transforma em cisne. Juro, cortou o coração! A garota é linda, no seu jeito, mas ninguém percebe. Se fosse pai, isso me deixaria arrasado.
Relacionei um assunto ao outro pelo seguinte. O padrão de beleza nos países Islâmicos é medido pelo tanto de pano com que a mulher se cobre. Só entre 4 paredes é que se vê a verdadeira beleza de uma mulher islâmica. Márcia Goldschmidt é a personificação dos ajustes cirúrgicos. Está paralisada, congelada pelo excesso de botox, restilane e tantas outras drogas epidérmicas que se fazem uso hoje as mulheres narcisistas. Quando diz que já fez faxina, ela quer se aproximar da mulher comum, mas soa tão hipócrita, tão falso como suas orelhas, nariz e cabelo alisado.
Um dia as pessoas olharão para o caráter e não a beleza física...ainda tenho esperança nisso.



Veja como é complicado o mundo...pelo cartaz que achei na internet se mede o grau das brincadeiras...
abração e bom fim de semana a todos.

O AMIGO SINCERO

Sempre falei, isso deve estar registrado em posts antigos, que o melhor espelho para nós são os amigos. Se você é legal, os amigos ficam se vc é insuportável, eles fogem. Parente não conta, por que é obrigação de sangue te aturar.
Mas estive pensando, quantos amigos temos com intimidade para falar certas coisas pra você, como por exemplo, numa festa chegar e avisar que naquele seu sorrisão espontâneo tem uma salsinha querendo ser estrela, grudada bem no dente da frente?
Esses micos sociais são horríveis, e só os amigos salvam, os verdadeiros amigos. Se você já foi salvo de situações como essas abaixo, realmente você tem amigo. Eu até queria dizer algumas coisas do tipo, mas as vezes fico com receio de ser mal interpretado.
O que segue são cenas hipotéticas, algumas que já vivi ou presenciei, outras apenas questionamentos:
- Alguém já te avisou que seu hálito estava vencido? (antes de você chegar naquela paquera, ou coisa similar);
- Já pediu pra você se afastar um pouco enquanto fala, por que cospe nas pessoas?
- Já pediu para não tirar o sapato na sala, naquela sessão de cinema por tem chulé?
- Disse na sua cara que você tá gordo, e não deveria comer aquele bolo delicioso com 5 camadas de creme, chantilly e doce de leite?
- Já falaram que seu namorado(a) é muito chato(a) e é por isso que não te convidam mais pra nada?
- Que seu namorado(a) te chifra, e você é o único que não sabe.
- Te tirou de cena quando percebeu que você estava bêbado, e para preservar sua dignidade, levou você embora antes que vomitasse na paquera, ou ficasse pelado na frente de todo mundo?
- Guardou um segredo seu a sete chaves?
- Foi sincero dizendo que a sua torta de morango estava um lixo, e foi por isso que ninguém da festa de amigo secreto comeu dela?
- Alguém te pediu emprestada aquela camisa estampada que você adora, mas que é cafona, e nunca mais devolveu, te salvando de ser considerado o brega da turma?
- Já disseram que amizade não é casamento, e unidos até que a morte os separe, não inclui ter que agüentar os peidos que ele solta, nem os arrotos?
- Que você não é tão gostoso do jeito que acha, nem deve ser tão bom de cama como diz pra todo mundo. Que deveria segurar um pouco, por que o povo já ta comentando que você se acha o ultimo pedaço de goiabada?
- Que seu cabelo é feio?
- Que sua Irmã (o) é gostosa(o), e que você só não pega pela amizade sincera que tem contigo.
- E por fim, que seu cachorro é insuportável, e por mais que goste de animais a vontade que tem é de dar um choque elétrico no bichinho pra ver se ele desgruda da sua perna, que não é uma cachorrinha, por isso ele podia parar de tentar transar com ela...
Se depois dessa sinceridade toda a pessoa disser que você é um linguarudo, manda pastar, por que ele não sabe ser seu amigo. Alias, o melhor amigo é sempre o super sincero...rs.

PIMENTA NO ORKUT ALHEIO É REFRESCO

Como provavelmente amanhã não farei nenhum post, vou aproveitar hoje que ta meio folgadona a tarde e colocar umas coisinhas que achei num site dedicado a bobagens do "Orkut".

Peço a devida licença aos donos do blog http://www.tolicesdoorkut.com/, para deixar umas passagens que vi por lá que me fizeram rir muito.

Se não der pra ler...clica na imagem, ela abre em outra janela...ok


TOMÔ !!!!!!

SANTA IGREJA MILAGROSA ALELUIA ALELUIA ALELUIA

SEM COMENTÁRIO...RS

QUE DURA!!!! COMO DIZ O MARCÃO ( meu-pitaco.) É CULPA DA MÍDIA!!


COITADINHA!!!!

AH HÃ!!! SEI!

IH....SAIU DO ARMÁRIO EM MES ERRADO...RS

Não sei se realmente são engraçadas, ou se eu que to feliz por amanhã ser feriado...rs.

Abraaaaaçooooo....

MINHA VEIA ARTISTICA

Não sei bem que idade tinha, mas era bem pequeno e me lembro a primeira vez que tive um insight artístico. Estava no supermercado com meus pais e vi uma pasta que continha guache e pincéis. Aquilo me alucinou de um tanto que meus pais tiveram que comprar o bagulho. Engraçado, que minha fascinação pela malinha de tinta foi tanta, que a coloquei debaixo do braço e saímos do mercado sem paga-la, e meus pais não perceberam. KKKKKKKKKKKK....hoje apitaria um sensor na porta da loja. Antes que alguém me chame de delinquente, explico, foi totalmente sem intenção isso. Realmente estava fascinado!
Mais tarde fiz desenho artístico, me formei em Edificações, Arquitetura e Urbanismo, história da arte, fiz curso de cenografia, e bla bla bla.. Aquarianos geralmente tem essas tendências artísticas. A maioria que conheço as tem, pelo menos. Me especializei em giz pastel, nanquim e produzi coisas muito bonitas, acreditem.
Trabalhos manuais na faculdade eram o que mais tínhamos. Maquetes de todos os tipos tamanhos e materiais. Confesso que cheguei a amaldiçoar ter que mexer com tanta coisa miúda. O tempo passou e sinto falta disso. Hoje não fazemos mais maquetes físicas, é tudo virtual, tudo no computador. E quando preciso de uma, geralmente encomendamos de uma empresa especializada.
Há alguns sábados estive em Pedreira. Pra quem não sabe uma cidade a 40 km de Campinas, conhecida como a capital da porcelana. Na verdade tudo o que se imagina de artesanato tem por la. De louça branca para velhinhas pintarem a esculturas em gesso.
Não preciso dizer que mesmo já veiaco da forma que estou a sensação de fascinação com esse mundo de novidades me deixou tão eufórico como quando criança. Já fui varias vezes a Pedreira, mas sempre comprei coisas prontas. Dessa vez me permiti abusar da criatividade e trouxe varias peças de madeira pra brincar de artista...rs
Algumas pessoas podem achar isso uma perda de tempo, coisa de menininha...mas digo que mexer com objetos de artesanato, criar alguma coisa e transformá-la em algo é uma das melhores terapias que se pode ter. Se não estivesse certo, não haveria tanta atividade desse gênero em clínicas psiquiátricas.
Nosso tempo parece curto, nosso dia não tem mais 24 horas, ao todo não chega a 18...rs...mas tenho me policiado para mexer com os objetos que comprei. Se ficarem bonitos depois de prontos, prometo que posto fotografias.
Tenham, por mais que seja difícil, o habito de brincar com objetos de artesanato. Não precisa ficar bonito, não precisa ficar direito, o que vale a pena, são as horas que se passa concentrado nele. Não há melhor terapia para que os pensamentos, os problemas se encaixem. Permita-se esse tempo...depois dirão se tenho ou não razão.
Abração, boa terça e bom feriado.

PS.: SE ALGUÉM PRECISA MONTAR UMA CASA, PEDREIRA É UMA ÓTIMA PEDIDA. LÁ SE COMPRA TUDO DE COZINHA, BANHEIRO E AFINS.

ARTE ?

Algumas coisas me tiram do sério e me fazem querer falar um grande palavrão: POXA!
Dias atrás assistia ao programa “Login” da Rede Cultura (algo que recomendo, por ser muito bom), e me chamou atenção porque a matéria do dia era sobre arte de rua.
Algo como dizer que as pichações na cidade de São Paulo, aquelas letras góticas medonhas, são sim, manifestações de arte.
Ok, ok, ok. Há grafites espalhados pela cidade de São Paulo que realmente são “arte”. Um tipo um tanto estranho de manifestar-se, mas que em certos pontos até enobrecem o visual.
Haverá esse ano na capital paulista uma Bienal sobre arte de Rua. Beleza, acho até interessante dar espaço a esses artistas e fazê-los conhecidos, mas convenhamos, aos críticos desse tipo de movimento, dizer que essas letras sem sentido, que mais parecem codinomes de “gangs” são de alguma forma arte, é forçar uma amizade...rs

Mas o que me levou ao post de hoje, foi a indignação de ver o Cristo Redentor Pichado.
Que país é esse, que um dia festeja a inclusão de nossa obra mais significativa entre as 7 maravilhas do mundo, e pouco tempo depois depreda o patrimônio sentimental do povo com esses letras inteligíveis, horrorosas e de certa forma ofensivas.
Pichem o que quiserem, manifestem-se da forma que quiserem, mas tenham um mínimo de respeito. Criticar corruptos é fácil, criticar a justiça é cotidiano nacional, mas respeitar o que nos orgulha é obrigação do povo.


Pergunto aos que fizeram isso. Se entrasse alguém em seus lares, e escrevessem com cocô na parede dos seus quartos, o que pensariam a respeito?
Boa semana a todos.



EU, EU MESMO, E O BICHOS.



Não sou uma pessoa muito feliz com animais. Assim, deixa explicar. Não que os bichinhos não gostem de mim, acho até que gostam demais...RS RS RS...esse é o problema.

Tenho algumas passagens dramáticas com os bichos, sejam eles da “marca” que forem...rs rs rs...Espécies diversas e todos judiam de mim.

Quando criança, digo, uns 6 ou 7 anos. Sim, podem ter certeza, me lembro muito bem dessa passagem, fui com meus pais numa galeria no centro da cidade aqui em campinas. Um lugar lúdico onde havia um cinema desses quase caseiros, chamado “Paradiso”. Era um espaço pequeno, com lojinhas minúsculas, mas muito bonito, bem decorado. O percurso que se fazia da entrada até o fundo era dividido em duas alas, e no meio um jardim todo florido, com uma fonte e uma replica da Maria fumaça. Junto disso tudo um macaquinho (mico) que ficava numa gaiolinha, e tirava um papelzinho quando o dono tocava um realejo. Em determinado momento meus pais insistiram para que parássemos e brincássemos com o bicho. Não curti a idéia, mas beleza...criança nessa idade não opina.
Sei que cheguei perto e o putinho do macaco tirou um papel e esticou o bracinho pra mim. No que fui pegar ele pulou de cima da gaiolinha direto na minha cabeça, agarrando meu cabelo. Desespero total, gritos e o macaco com uma mão segurando minha boca pela lateral, sabe? esticando minha bochecha como se quisesse rasgar meus lábios, e outra mão agarrada no cabelo. Não feliz, o cretino fez bobiça na minha cabeça...sim...ele fez sexo com meu crânio infantil...rs rs rs.
O dono do viadinho, quer dizer do macaquinho puxava de um lado, minha mãe de outro, eu gritando e o miquinho la...só no fuc fuc. Terminei descabelado, traumatizado e mijado...o bicho depois de um safanão do dono, urinou na minha cabeça. URINOU...ok...rs.

Quando adolescente, havia uma vizinha que morava ao lado de casa que era do tipo que criava 20 gatos, e dezenas de cachorros. Um dia, deram veneno para todos os bichinhos e apenas dois cachorros sobreviveram. Hoje me compadeço do sofrimento dela na época, mas quando isso aconteceu a vizinhança toda deu Graças.
Bem, os cãezinhos sobreviventes eram dois vira –latas horrorosos, mais feios como o cão chupando manga. Um preto e branco todo ouriçado chamado “Veroca”...coitadinho, devia ter problema de identidade. O outro menorzinho pulava como uma mola. Muito alto, não eram saltos com as patas de trás, eram com as quatro ao mesmo tempo, como se tivesse numa cama elástica. Seu nome: Pópulos.
Ambos infernais, briguentos e fedidos...oh!! como fediam aqueles cães. Certo domingo de manhã, meus pais saíram e eu fiquei sozinho em casa dormindo. Nessa época a gente dorme pesado, e por horas e horas, e o sono nunca acaba. Bem, estou eu belo e formoso dormindo já próximo do meio dia quando me incomodo com um cheiro estranho. Ao abrir os olhos dei de cara com o focinho do pópulos a 5 cm da minha boca, dividindo o mesmo travesseiro comigo.Como era um cachorro bravo, tive a sensatez de não pular da cama. Nunca pensei tão rapidamente no meio de um susto. Levantei muito devagar, e ele ficou lá, no soninho de princesa dele. Tranquei a porta até meus pais voltarem. Mas a pergunta era: de onde raios o bicho veio.
Bem, havia uma viela sanitária no fundo de casa, que era coberta. Não havia nem um trechinho de terra, tudo com piso. Mas na casa da vizinha não. Ele entrou na viela sanitária, abriu o bueiro no fundo de casa, saiu, entrou no meu quarto, deitou-se comigo...e ali ficou. Pra ter uma idéia, o fedor dele ficou encranhado no colchão. Precisamos trocar para que pudesse dormir.

Minha amizade com os bichos não é muito boa. A poodle da minha sobrinha mijava quando a pegava no colo.
Tivemos um Husky Siberianos quando já estávamos adultos. Era um escravo desse cão, porque além de deixar apenas eu escová-lo, tinha que ficar cantarolando ou dizendo: Nick...bonitinho...belezinha...meninão do papai. Se parasse, ele rosnava com aqueles dentes enormes de lobo e fazia menção de atacar. Morria de medo dele. Mordeu todo mundo de casa, menos eu.

Não pudemos ter animais de estimação quando criança por que minha mãe e avó não deixavam. Mas pela solidariedade de um tio, pudemos criar um passarinho. Chamava-se “Bigulo”, era um pássaro hibrido de canário com pintassilgo. Quer coisa mais besta do que ter um passarinho? Bem, passeávamos de bicicleta com a gaiola... eu e minha irmã. Certo dia ao pendurá-lo na porta da cozinha, errei o preguinho da parede e joguei bigulinho no chão. Desespero, porque o pobre ficou estirado no fundo da gaiola em coma. A moça que ajudava minha mãe na época, jogou água nele e fez respiração boca a bico, o que o ressuscitou. Mas bigulo nunca mais foi o mesmo. Muitas vezes ele disparava a cantar como se explodisse o peito, em seguida caia no fundo da gaiola com as asas abertas estrebuchando. Minutos depois levantava como se nada tivesse acontecido. Não sabíamos se aquilo era um show e a cena final era no fundo da gaiola ou se tinha ficado epilético.

Já adulto, um pouco antes de mudar da casa dos meus pais, minha sobrinha começou a criar Hamister. Um deles escapava silencioso da gaiola e ia direto pro meu quarto. Muito tempo depois descobri que ele havia comido todos os meus trabalhos de faculdade que ficavam guardados. Era um amontoado de papel picado com centenas de bostinhas secas em cima. Eu gosto de guardar recordações...rs rs rs. Maldito!

Hoje não crio nada, apenas convivo de vez em quando com as calopsita histéricas da minha irmã. O macho faz fiu-fiu quando entro, e depois dispara, “vem cá neguinho”...Medo disso!!!

A gata da minha mãe ataca minha perna e morde meu calcanhar.

Só Filomena Cristina, a cachorra de uns amigos que me ama. A única que pede massagem na pata, e me cumprimenta sempre que eu chego. Esses dias, quis fazer bobiça na minha perna...mesmo sendo castrada. Rs rs rs...

Santa Filomena Cristina..a única que me entende...rs

Não dou sorte com animais de estimação.

Abração em todo mundo e bom fim de semana
.

DANCING WITH MYSELF

Nunca coloco um Cd no blog com musicas aleatórias, isto é, que não façam parte do meu playlist.
Hoje estou postando um CD, “ DANCING WITH MYSELF”, com o que tenho ouvido por aí. Não são todas inéditas, mas alguns hits fazem e fizeram sucesso. Alguns posso acreditar desconhecido do público.
- A coletânea inicia com uma das musicas da trilha sonora de “Alice no País das Maravilhas” de TIm Burton – “Follow me Down – 3OH!3”, onde a trilha incidental lembra uma brincadeira infantil.
- Segue com o titulo do CD na Versão de Nouvelle Vague, com um arranjo caprichado, que deu charme a musica de Billy Idol ( já postado tempo atrás).
- Temos James Cullum, Lady Gaga com “Teeth”, uma batida gostosa.
- A versão de “Rocket Man” de Elton John, na voz de John Kip – tema de Grazi Massafera em Tempos Modernos.
- Do American Idol as vozes de Adam Lambert com a trilha sonora de 2012 e a gordinha sexy – Kelly Clarkson.
- Jason Marz, Justin Bieber, Paramones, Black Eye Peas, Katey Perry, Kes$ha, Avril Lavigne bombam no Mercado fonográfico e tem musiquinhas dançantes e gostosas.
- Para dar um refresco na batida Flavio Mendes com sua versão Bossa Nova de “She”, clássico interpretado por Elvis Costelo.
- Plan B é um Rapper que conheci há pouco tempo e me fez curtir um pouco desse gênero que antes nem passava por uma playlist minha. A batida de “She Said” lembra Amy Winehouse. Jay Sean, interprete de R&B, está aí com “Down. O vídeo é legal, e fez parte da montagem 2009 do DJ Earworm.
- Pra finalizar não podia deixar de lado o assunto do ano, Ricky Martin. Sempre o achei uma Xuxa, sem talento mas com grande apoio fonográfico e bem produzido, selecionei o que acredito ser um dos melhores trabalhos, “She Bangs”.
- É isso, depois de uma rápida explicação, espero que gostem. Pra baixar o Cd é só clicar em "Dancing" logo abaixo. Peço desculpas pela demora do download.

DANCING_

Abração...té mais

GLEEEEEEEEE

Glee voltou...e com ele um especial sobre Madonna..

Sue Silvester encarnou a loura em Vogue. Como o video não está disponivel para download, apenas para assistir, ta aí o endereço...curti.


http://www.youtube.com/watch?v=dql3qf1FOjQ

Puta coceira de vontade de ver o episódio inteiro...rs rs rs

abração

ERA SÓ UMA ANEDOTA...

Ora pois....



video


Ahhhh...os portugueses...


abração

UM POST SEM INTENÇÃO

Coisas bobas n° 1.
Ontem recebi um e-mail que dizia isso:
و ديمقراطية تح نظام ملكي برلماني. الملك منصبه فخري و رن و واحدئيس الوزراء ه الحاكم الفعلي للبلاد. البرلمان الإسباني مقسم الى مجلسين واحد للأعي عدد أعضاء يبل عين و واحد للنواب و عدد نتائج الانتخابات نائب. نتائج الانتخابات الأخير مباشرة من أصبحت الشعبسنوات، بينما كل سنوات، بينم يعين عنتخاباتضو من مجلس ا الشعب أيضاً. رئيس الوزراء و الوزراءيتم ماعية و تعيينهمللأعيان .

Quase chorei...no trecho que diz:
قبل البرلمان اعتماداً على نتائج
Obvio que o curioso aqui foi ao tradutor. Bem...mais ridículo ainda foi ler o que estava escrito.
Segue a tradução:
[" E a democracia Vale uma monarquia parlamentarista. King e sua Ren honorário, e Ahdies Ministro e de fao governantes do país. Parlamento espanhol está dividido em duas câmaras, uma para a educação o número de membros serão nomeados e um certo número de deputados e os resultados eleitorais adjunto. Resultados eleições diretas do Shabsenoat passado, enquanto todos os anos, enquanto Antkhabatazav nomeados pelo Conselho de um povo tão bem. Primeiro-Ministro e Maip Wazzraitm e Taienhmelloaian.
Quase chorei ... n trecho que diz:
Pelo Parlamento, dependendo dos resultados...]

PQP...rs rs rs... humor? Pq alguém perde tempo mandando isso? E por que o tonto aqui perde tempo em traduzir?

Coisas bobas n°2.
-
Hoje pela manhã minha mãe me liga pra testar o telefone dela...eram 6:45 hs . Por que testar um telefone esse horário? Diz ela que ontem estava mudo. Bem, mãe a gente não xinga...rs rs rs rs.
Estava atrasado e ela contando que minha cunhada será jurada num tribunal e que tem receio que depois a persigam...ta achando que aqui é Hollywood...enfim, continuou tagarelando, eu atrasado.
Seguindo com a progenitora, minha mãe quando engata primeira é difícil de parar, e emendou num outro assunto (eu precisando sair pra trabalhar, já quase desligando na cara dela). Contava que tem uma senhora no seu condomínio com 89 anos, mora sozinha, poeta, e apareceu com o olho roxo. Sei lá, a velhota disse que bateu num galho de arvore, tipo Suzana Vieira na paixão de Cristo. Eu acho que alguém andou dando uma surra na coitada. As duas conversavam ontem pela manhã e papo vai papo vem...a velhinha solta:

- Olha, acho você uma mulher tão boa, tão prestativa. Sabe fico olhando você com suas netinhas, o tanto que ajuda sua filha. Nossa, que bom coração que você tem. Mas devia falar menos, por que a gente quer dar bom dia e você não para de falar. Olha aí, parei para dar oi, e você falou tanto que perdi a Ana Maria Braga...


Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Nem preciso dizer que minha mãe amarrou um ódio da velha...mas um ódio. Xingou a pobrezinha de tudo que é palavrão no telefone. Minha mãe, não sabe, bem, escutar uma critica.

Isso me fez lembrar outra passagem dela.

Coisas bobas n°3.

-Minha avó estava internada num hospital aqui em Campinas. Havia tido uma embolia pulmonar. Minha mãe ia todos os dias fazer companhia. Não gostava muito, por que véia teve um surto psicótico por causa dos remédios e deu a maior surra na minha mãe dentro do quarto...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...amarraram a ela depois disso. Cada um que entrava ela pedia que tomasse cuidado com minha mãe, por que era uma bandida, sem vergonha que roubava marido. Só pra constar, minha avó era uma mulher absolutamente pudica. Nunca disse um palavrão na vida, nunca xingou um ser humano de nada, e minha mãe ta casada com meu pai há 45 anos....rs rs rs. Mas lá a véia pirou o cabeção. Essa internação rendeu dezenas de outras histórias que uma hora dessas conto.

Como percebem minha mãe é das que fala até com poste. Em uma semana de internação da vó, ela fez amizade com todo mundo.

Num dos dias quando chegou no hospital o porteiro era outro, um senhor que ela não conhecia.

Como gosta de se lamentar, parou ali, acompanhada da sogra da minha irmã e começou na tagarelice. Até que o “Zé” ali perguntou:

- Mas me diz, quem a senhora ta acompanhando aqui. Quem tá internado?
- Minha mãe. Respondeu, minha mãe...rs rs rs.

O homem olhou pra ela. Olhou,olhou, mediu dos pés a cabeça e soltou:
- Nossa...que coisa...mas não fica triste não por que vendo a senhora imagino que ela deva ser bem velhinha!!!!

ÓDIO MORTAL DO PORTERO....rs rs rs rs.

Bem, hoje estava sem criatividade para postar, no fim acabei me estendendo demais.

Abraço a todo...boa quarta feira.

BEIJA EU, BEIJA EU, BEIJA EU... me beija?

Hoje é dia do Beijo...
Por que instituir um dia para o beijo, se ele deveria ser praticado todos os dias, a qualquer momento. O beijo não precisa ser longo, pode ser selinho, pode ser roubado, pode ser demorado, apaixonado, carinhoso, aflito, nervoso.
O beijo é bom com gosto de gostar, com sabor de hortelã.
Beijo ruim é o de quem fuma, quem não escova os dentes, o beijo falso.
Ahhhhh...o beijo!!!!!
Beijemos.
Hoje ao invés de mandar abraço, mando beijo a todos que passarem por aqui.
Para completar, uma sequencia de beijos famosos...








Obs.: mudei o template, quem não gostou dá um toque.

EU FAÇO, TU FAZES, ELES FAZEM...

Hoje quero começar a semana falando de algo bem escatológico...rs rs rs...algo que todo mundo, sem distinção de cor, sexo, cultura ou crença já teve: dor de barriga.
Tenho um amigo que sempre quando nos encontramos, acaba relatando histórias de cocô. Como lembrei dele esses dias, resolvi falar do assunto. Acredito que todo mundo tem a sua história particular contendo aquele momento sofrido, que desencadeia um dos estados fisiológicos mais cruéis para o ser humano que nos momentos mais difíceis, não encontra um banheiro por perto.
Eu claro, tenho minhas histórias e sei de tantas outras, de tanta gente...rs. Não vejo muito mal em abordar o tema por que claro, o que dá ao caso “jocosidade” são as palavras de mau gosto usadas para narrar o fato. Então contarei algumas passagens, mas prometo não abusar dos termos para não deixar o post chulo...ok.

História 1...a AMIGA DE MAMÃE (faço um aparte...o mamãe é só uma forma sarcástica de falar da personagem).
- Quando criança minha mãe jogava bingo num clube aqui na cidade, e tinha tantas amigas bingueiras como ela que não perdiam uma partidinha. Mas em especial Maricota. Uma mulher que não tinha papas na língua, falava mais palavrão que João Gordo bravo. Sua mãe era horrorosa (ela mesma dizia que a velha estava do avesso) e uma sogra que ela odiava, além de dois filhos gordinhos que eram um pé no saco. Numa noite de inverno, se não me engano uma quarta-feira, foi ela e família em peso para o “bingo do modesto”, obviamente carregando a sogra a tiracolo. Todos dentro de um fusca que o marido insistia que era um possante.
Inicio de madrugada, o bingo termina e seguem para casa. Maricota com dor de barriga e com ódio da sogra que os obrigou a mudar a rota de casa para deixá-la primeiro. Barriga doendo e a velha torrando a paciência. Ao deixá-la, o marido entrou para ver o pai junto dos filhos , papagaio e piriquito, menos Maricota que fula da vida ficou sozinha na rua. Como era sem noção, e estava numa rua mal iluminada, baixou a calça e se aliviou ali mesmo perto do carro. Usou o restinho de papel que tinha na bolsa e feliz, voltou pro carro a tempo de não a virem naquele estado deplorável...rs
Ao se despedirem da sogra todos entraram no carro e se foram, Maricota ao olhar pra trás, viu a velha erguendo os pés e balançado os braços. A megera havia pisado no presentinho deixado na calçada. Duplamente satisfeita, Maricota riuuuuuu. Não muito longe o fusca pifou, num lugar ermo, sem luz, e sem uma alma viva para ajudar. Desceu todo mundo para empurra o calhambeque. A força foi tanta que Maricota borrou-se toda nas calças. Pânico. Mas como era prevenida e estava com duas calças por conta do frio, tirou a debaixo, limpou-se, colocou numa sacola. Pegaram um ônibus para casa quando constataram que o carro não funcionaria mesmo, e mais um pouco não teriam transporte publico disponível. Cinco minutos no coletivo e os poucos passageiros, junto do motorista ficaram endoidecidos com o cheiro ruim que vinha da mulher. Maricota envergonhada, desceu alguns pontos antes, mas esqueceu a sacola com a calça borrada no ultimo banco. Feliz de quem encontrou o segundo presentinho da noite...rs

História 2DIARRÉIA ORIENTAL

- Esse amigo que mencionei acima que tudo acaba em histórias de cocô, fez uma viagem para Japão na qual considera a situação mais humilhante que já passou. Estava sozinho, e comeu alguma coisa muito estragada. Conclusão foi diarréia e vomito que o enfraqueceram ao ponto de não conseguir pedir ajuda. No telefone do hotel ele tentava falar com a recepcionista que não entendia inglês, nem português, e ele sem conseguir raciocinar. Em flashs se via sendo retirado do quarto e levado de ambulância para o hospital, todo sujo de merda, cagado. Foi atendido e banhado por enfermeiras japonesas que o deixaram nu sobre mesa gelada com dezenas de pessoas olhando e ele sem conseguir falar de tanta franqueza, só sabia do seu estado lastimável. Algo que a gente aprende. Viajou sozinho, cuidado com a comida.

História 3 UM BANHEIRO DE OUTRO MUNDO.
-Outro amigo fez uma viagem aos EUA. Eu o chamo de pato por que comeu, saiu. Estava com a esposa num hotel cassino, chiquérrimo, e após vinte minutos de gestação, deu aquela contração indicando que o “Bebê” estava pra nascer. Imediatamente acendeu a luzinha vermelha de perigo e desesperado no meio do furduncio, da gritaria de pessoas jogando, musica, e uala uala, achou o que deveria ser um sanitário e entrou correndo. Foi como se tivesse ido para outro planeta, segundo contou. O banheiro era de um branco OMO, hermeticamente fechado, sem som nenhum. Os passos para entrar no cubículo do vaso sanitário foram como marteladas. O trinco fechando, tudo era ampliado ao Maximo de decibés, até o zíper se abrindo parecia uma trovoada. Sentou-se confortavelmente e quando iniciava o ato, a porta do banheiro se abriu, e alguém entrou, com passos altos. Qualquer barulhinho que fizesse a pessoa escutaria. Ficou ali imóvel sem conseguir concluir a façanha. Em seguida, entrou mais um, mais um e em pouco tempo o banheiro estava lotado. Digamos que tudo que deveria sair, empedrou, e o pobre coitado, sem graça, vestiu novamente a calça, abriu a portinha e saiu, dando um sorrisinho amarelo para quem estava ali fora. Foi direto pro hotel, e por pouco não passa por um constrangimento maior no taxi, por que o “bebê” não queria esperar para nascer.
História 4 A MINHA HISTÓRIA.
- Quando fui fazer meu exame de habilitação estava tão nervoso que foi inevitável a tão cretina dor de barriga. Sou bem controlado com essas coisas. Não sou de usar banheiros públicos e posso passar um dia todo, e só ir em casa a noite. Mas aquele dia com o nervosismo, foi difícil segurar. Como estávamos fazendo a prova num parque publico ( como um Ibirapuera aqui em Campinas), dei uma fugidinha pois ainda demoraria um pouco para chegar a minha vez. Achei um banheiro medonho, imundo e claro, sem um “NEVE” , um “ALFREDO” para ajudar. No momento a única coisa que o cérebro dizia era: abre a porta...abre a porta...tem gente querendo sair. Feito.
E aí? Como dar um trato e voltar para teste? A única coisa que tinha em mãos era minha agenda. Rs rs rs,. Mas como todo mundo sabe, sulfite não limpa, espalha. Desespero. Tinha que entrar num carro com mais 4 pessoas e o delegado de transito. Imagina a situação. Lembrei de Maricota no Ônibus e tudo mais.
Sem ter plano B, lembrei do meu amigo pato que tinha todas as técnicas definitivas. Ele havia dito. Se a única coisa que tiver em mãos for um papel liso, amasse bem ele, e crie vincos...rs rs rs. Digamos que a dica foi bem vinda e rendeu....mas infelizmente o mês de maio foi inteiro, e já estava quase entrando em junho quando olhei no relógio e já estava na hora. A moral da história pelo menos, foi que aliviado, consegui passar no teste, e ganhei minha habilitação.
O meu medo é que há uma praga do meu pai que disse que um dia ainda vou fazer na calça, em publico, por que acha que sou muito antipático...e nojento....rs rs rs...ainda bem que praga de pai não cola.
Quem não tem a sua história escatológica que atire o primeiro rolo de papel higiênico.


Mariah tem dor de barriga também e Barbara Paz se alivia onde pode....por que nós não podemos?

Abração a todos, boa segunda feira...uma ótima semana.

BOBEIRAS DA SEXTA- FEIRA A TARDE

Analise sintática, morfológica e intencional do que as celebridades dizem:

Juliana Paes:'Estou vivendo como uma fêmea, que deseja engravidar'
Simplificando: estou dando mais que chuchu na cerca ou na serra...sei la...rs rs rs...nunca sei esse provérbio.

C
oluna dá a notícia a Íris Stefanelli: ela foi demitida do 'TV fama'
Pô...por que não me deram esse prazer? trocaria um premio da mega sena pra poder chegar nela e DIZER: Vazzzzzaaaaaa.

Solteira, Xuxa diz: 'Está chovendo na minha horta'
Hummmm...não quero ser maldoso, mas pereréca cai do céu?

Aguinaldo Silva espinafrou Katiuscia Canoro, a Lady Kate, do “Zorra total”:
“Ela diz que não quer fazer novela. Faz bem, quereeeeeeda, cada um deve se conformar com seu cada qual”, ele escreveu.

O que Agnaldo não entendeu talvez é que ela não faz novela dele...rs rs rs...Agüentar a véia não deve ser fácil.

Lia, no 'Paparazzo': Na hora H, vale um tapinha'
Lia, não fala isso muié...do jeito que o povo ta com bronca, tem neguinho que vai arrancar teus dentes...fala isso não, conselho!

Carolina Dieckmann, enfim, admite que colocou silicone
Certas coisas mudam a vida da gente. Depois dessa noticia, percebi que até hoje eu não vivia, vegetava...rs. E talento será que ela colocou um pouco?

Cacau, do 'Big Brother Brasil', diz que herdou o bumbum do pai
KKKKKKKKKKKKKKKKKK...eu tinha certeza que esse veio era um bundão...afinal as filhas buscam maridos iguais aos pais.

Civilizada, Nívea Stelmann lança sanduíche ao lado do ex-marido
OK OK OK...usando o bordão do Nelson Rubens. Nívea já deve te lançado coisas piores no ex...sanduiche é coisa pequena.

Pronto, depois de uma rápida crise do bobeira...to indo embora.
Abração a todos...e bom fim de semana.

INDIGNAÇÃO DOS JUSTOS,

ÉTICA
A ética é uma característica inerente a toda ação humana e, por esta razão, é um elemento vital na produção da realidade social. Todo homem possui um senso ético, uma espécie de "consciência moral", estando constantemente avaliando e julgando suas ações para saber se são boas ou más, certas ou erradas, justas ou injustas.

Não há necessidade de se estender na explicação para que compreendamos o que significa a palavra. O problema é saber viver a ética, ou viver de ética.
No meu ultimo ano de faculdade tive uma disciplina que se chamava “Ética Profissional”, onde o professor nos explicava como agir após formados. Em arquitetura, o que mais se encontra é plagio. Pessoas que se aproveitam de idéias, do trabalho intelectual de estagiários, ou profissionais mais criativos. Existe a velha frase que é o lema de maus profissionais que diz: em arquitetura nada se cria, tudo se copia.
Dentro do curso de arquitetura e urbanismo, no 4° ano uma companheira de grupo, roubou um projeto meu e de outros alunos, publicou na Revista Casa Claudia, e foi premiada como “jovem talento”. O que fizemos? Nada. As pessoas em volta passaram a olhá-la como ladra, como alguém em quem não se podia confiar. O desprezo muitas vezes é pior do que manifestações de indignação. Depois de formada, sabiamos bem que tipo de caráter uma pessoa desse tipo teria com os companheiros.
Bem, citei isso para mostrar que em todos os meios há a necessidade de ter Ética. Não se aprende a ter, se tem, é da formação do caráter.
Não vou falar de política, por que aí seguiria por um caminho sem volta. Mas quero falar de ética na mídia.
Nesta quinta-feira logo pela manhã vi circulando pela internet alguns comentários de desaprovação para uma possível entrevista de Ratinho com o assassino confesso de Daniela Perez. Não quero mencionar o nome do sujeito. Dizem que ele cumpriu a pena, está quites com a sociedade. No meu ponto de vista ele pode até juridicamente estar certo, mas continua sendo um assassino. Tirou a vida de uma jovem linda, sem razão alguma, por um motivo fútil.
A briga pelo Ibope é saudável até o limite em que profissionais como Ratinho extrapolam e trazem de volta um sujeito como esses que deveria estar banido eternamente do convívio social.Dar espaço para que alguém como ele exponha qualquer tipo de opinião em canal aberto, onde milhares de crianças e jovens estão assistindo, é de um mal gosto inenarrável.
Alguns dias comentei que voltara a assistir o Programa do Ratinho por que gostava da bagunça, tenho que dizer que lamento, lamento profundamente a atitude do apresentador. Se foi a produção que o obrigou, muito me admiro ter aceitado.
Quanto em cifras pode ter gerado de ibope? O que se ganhou com isso? Já que li que nada foi dito, alem de um comercial próprio do fulano. Agora pastor evangélico.
Gloria Perez é uma mulher guerreira, que nos anos posteriores a morte da filha, trabalhou duro pra curar as feridas deixadas por esse crime. Alguém que trabalha pelo entretenimento do povo. Uma pessoa que podia ter se recolhido a sua dor, e deixado que o mundo se explodisse. Mas não foi o que fez. Escreveu novelas, e mais novelas, sempre com algum tema que contribuísse para o bem maior. Podemos lembrar das crianças desaparecidas, que ajudou a encontrar, do alcoolismo juvenil, e tantas outras coisas boas, como a recente premiação inédita de uma novela brasileira nos EUA. Um reconhecimento internacional que só nos engrandece e nos faz orgulhosos.
Por que ferir uma mulher dessas com o espaço dado pelo SBT ao algoz de sua vida?
Ratinho diz que ninguém de fora o impediria de entrevistar o sujeito, apenas um telefonema de Silvio Santos. Lamento novamente que a arrogância o tenha transformado tanto. Espero que o dinheiro ganho com o ibope de hoje faça muito bem ao apresentador.
Aguardo Suzane Von Richthofen de protagonista numa das próximas novelas da casa, assim que ganhar a liberdade. Ou quem sabe uma minissérie com o Nardoni...de comédia, claro.
A Gloria Perez, minha solidariedade anônima. Gostaria de conhecê-la, para num momento como esse, apertar sua mão e dizer: São tão pequenos, que não valem a atenção.
PS.: Não vi, não quis ver, nem me interessei em passar pela emissora durante a entrevista, não quis contaminar meu video, e nem dar ibope a essa ofensa.
Abraço a todos.

SOU BREGA, SERÁ?

Podem me chamar de brega, de bobo, de pessoa de mau gosto, mas não to nem aí.


Meu playlist tem sim, ela: XIMBICA.


To escutando a versão de Telephone, de Lady Gaga, na voz da incomparável Ximbica. Sei lá, curti o som, curti o clipe, a participação de Nani People ( que não consigo desassociar de uma tia que tenho, uma é a cara da outra, uma coisa meio Susan Boyle...rs rs rs).


Há outros mega sucessos como Vou de Tachi, disponíveis no You Tube.


Meu amigo Marcos (MEU PITACO) fala em seu post de hoje sobre o mundo dos blogs, agradecendo as pessoas que o lêem, e tantos outros que ele segue e se surpreende com tanto bom gosto.


Eu já digo isso há um bom tempo e a cada dia fico mais surpreso como pode tanta gente anônima surgir do nada e mostrar a cara por aqui, no You Tube, sem se preocupar com as conseqüências disso. Digo gente boa, e os sem noção.


Ximbica é uma artista engraçada, com certa inocência no jeito de se vestir, de agir. Não sei se conseguem entender o “inocente” que digo aqui.Talvez remeta aquelas caricaturas de Didi, Zacarias nos áureos tempos dos “Trapalhões”. Aquilo que me divertia na infância. Uma coisa meio Tiririca. Brejeira. Conheço o personagem apenas, é ele que analiso.


Que me perdoem os fãs de Sthephany. Nem sei se é assim que escreve o seu nome, mas Ximbica é muito mais engraçada. Não curto breguice que quer chique. Ou é ou não é. Calypso é o "cão chupando manga", mas não vejo Joelma bancando a elegante, nem Reginaldo Rossi forçando a barra, e tantos outros intitulados bregas.


Sthephany esnobou o programa “ esquadrão da moda”, que apenas quis direcionar o modo de vestir. Um artista pode ser humilde em aceitar opiniões, ainda mais quando se está em cadeia nacional...enfim caguei pra Sthephany e to adorando a Ximbica...rs rs rs.


É isso, um post sem muito nexo, não consegui anexar o video, não sei por que, to desde o inico da manhã, então segue endereço no YOU TUBE pra quem quiser conferir....


Geyse Arruda tem mais seguidores no blog dela do que todos nós, mas engraçado que muita gente não tem cara...rs é isso...Xuxa maltratava crianças, Mara Maravilha fazia Macumba, e Ximbica não atende ligação a cobrar...rs rs rs rs...


To surtado hoje.



http://www.youtube.com/watch?v=E88hVZS9ZAM


ABRAÇOS....

NOSSOS CANDIDATOS SÃO COMÉDIA!

Ontem durante o intervalo do meu programa preferido de todas as noites CSI...rs rs rs...vi a propaganda institucional e política de Marina Silva.
Fiquei olhando, olhando. Primeiro que num mesmo intervalo, eles passaram três vezes a mesma propaganda...puta coisa chata. Mas foi então que percebi que Marina Silva é a cara da Dona baratinha do primeira versão do Sitio do Pica pau amarelo. Putz...lamentei não ter arquivo disso na internet. Mas encontrei a brilhante Zezé Macedo que era quem dava vida ao personagem. São parecidíssimas, mas queria a dona baratinha.


Foi então que me dei conta de outra coisa. José Serra, é uma mistura de Homer Simpson e Mister Burns..algo meio extra terrestre.

Na internet tinha até uma foto dele falando do rodoanel...rs rs rs...
Dilma é o Zacarias...ou o Zacarias era a Dilma...To confuso...Me veio na hora aquele video dos tarpalhões com a Dilma?Zacarias cantando: Papaaaaaaai eu quero me casarrrrrr!!!!...até ja tinha colocado num post mais antigo. A filha do seu faceta. Como fiquei com preguiça de procurar nas postagens antigas, se alguem ficar curioso pra ver do que estou falando, vai no You Tube, o video ta disponivel: http://www.youtube.com/watch?v=_B0-uPU-QhY



Triste constatação do que nos espera na proxima eleição presidencial. Não tem um candidato mais ou menos...por enquanto são só essas cácas de nariz do demônio.


Abraços, boa quarta.