A DIFICIL ARTE DE COMPRAR

Sabe uma coisa que não suporto? Alguns profissionais de hoje em dia, que usam frases prontas, adquiridas em cursos de motivação profissional, desses que os chefes pagam, e os caras vão mais pra ver as menininhas e comer o coffee break. Mas há sempre aquele que absorve tudo e passa a repetir para quem quer que seja, até no pão com mortadela da sua casa num sábado à noite.
Há um cara que trabalha numa das empresa aqui, que tudo o que você faz, ele diz...”puxa, meus parabéns”, tá...vc acabou de concluir um calculo obvio e ele vem: Puxa, parabéns, sucesso!...a vontade é mandar ele se f...

Mas o pior são os vendedores nas lojas. Alguns chegam a irritar. Sou daqueles que quando preciso vou ao vendedor, e pronto.


Mas há os tipos assim:

1 – Você entra na loja e antes de pisar no primeiro quadrante do assoalho alguém para na sua frente e diz: Posso ajudar?
- Obrigado, só estou dando uma olhadinha.
O vendedor com cara de bosta responde: - A vontade, meu nome é Priscila, se precisar é só me chamar.
As vendedoras sempre chamam, Eliane, Priscila, Jaqueline, Margaret, Soraia...nomes escolhidos a dedo.


Beleza, aí ela fica atrás de você dentro da loja te seguindo, e dando sorrisinhos amigáveis.
No meu caso, mesmo tendo o que quero, vou embora..,Não gosto dessa vigília.

2 – Você entra no loja, escolhe o que quer e procura um vendedor.
- Moça, eu queria essa camiseta, tamanho P, que acho ser o meu numero, mas branca. Você tem?
- Ah sim, aguarde um instante, vou ver no estoque.
Você então repara que ela está atendendo mais 4 pessoas. Uns 15 minutos depois ela trás uma camiseta branca de outro modelo. Pra não ser indelicado, você vai ao provador e experimenta. Ela te conduz até lá e diz:
- Se precisar de algo, meu nome Jaqueline. E simplesmente desaparece. Se a roupa ficou boa ou não, problema seu. Aí você sai do provador, acha outras que te agradam, e vai pagar. De repente surge a Jaqueline do nada.
- E aí serviu? Nossa, essa que você escolheu é linda. Diz pra moça do caixa que Jaqueline te atendeu, tá.
- Ok...quando ela vira as costas, a única coisa que vem a mente é: Seu cú que vou dizer quem me atendeu...eu me atendi sozinho.

3 – Você entra numa loja e pede para a moça:

- Você tem a repimbeta da parafuseta. Ela olha com aquela cara de que nunca ouviu falar disso, mas mesmo assim, responde:
- Nossa, acabou tudo. Tá saindo como água.
- Ah, que pena. Você conclui. E se perguntar algo que não existe, tipo, e Carflange de Tartango?
- Vendi o ultimo ontem à noite, mas dá uma passadinha semana que vem, que chega mercadoria sempre as segundas.
- Tá...ok...eu passo.

4 – Você entra e pede uma mercadoria especifica.
- Bom dia você tem camisa Pólo Verde?
- Verde eu não tenho, mas você não quer dar uma olhada na branca, rosa, amarela.
Beleza, o papel do vendedor é oferecer a mercadoria. Se você procura algo que ela não tem, o certo é te oferecer outra opção, mas não no caso seguinte:
- Bom dia, eu procuro um pingente com a letra “M”, para dar de presente.
- A letra “M”, eu não tenho, mas tenho “N”.....

Putz...que show, a pessoa chama Maria, mas se eu levar o “N”, ela pode ganhar um apelido: Naria. Ou quem sabe se eu encaixar um pedaço de palito de dente com superbonder e fizer uma perna ela não ganha um “M” que tanto procurei.
Entende que são essa coisas que provocavam chilique no Saraiva? ( para os mais novinhos, era um personagem que tinha crises histéricas quando alguém fazia uma pergunta imbecil).
Mas é isso, o povo de hoje é treinado para agradar a qualquer custo, com a boa e velha frase: O cliente tem sempre razão.
Essa é uma mentira que discurso num próximo post.

Abraço a todos e bom fim de semana.

UMA ESCOLA COLORIDA

Hoje quero falar sério.
Dia desses recebi um e-mail sobre uma questão que anda circulando aqui em Campinas ( pra quem não sabe, interior de São Paulo). Colocarei o corpo do e-mail, depois a matéria publicada no jornal “O GLOBO”.
[ GENTE, olha a pérola que eu achei no GLOBO.Depois desta vão acontecer novamente escola para negros, para japoneses, para homofônicos, para cadeirantes, ah...escola para pobres...e pra gordos.. etc...sim...por que os gays se incluem entre os chamados excluídos.Então todo excluído vai criar seu espaço....e haja espaço. Acho que concordo com o pastor do Rio que disse que a Besta do Apocalipse é o homossexualismo....e olha....eu nem sou preconceituosa! ]

SÃO PAULO - A cidade de Campinas, no interior paulista, terá a primeira escola para jovens gays do país. Com recursos do Ministério da Cultura e do governo do estado, a ONG E-Jovem vai abrir a escola em março, com cursos gratuitos de dança, canto, TV-Web e produção de fanzines. Dezenas de adolescentes homossexuais e heterossexuais já fizeram as inscrições para as aulas, que terão 20 alunos por turma. Na grade curricular do ano que vem, já está previsto um curso para formação de drag queens.”
- O importante é valorizar a identidade desses jovens, que precisam de um espaço de cultura e de meios para se expressar. Há muito preconceito, e uma forma de combater isso é valorizando a cultura LGBT.
A pesquisadora Miriam Abramovay, da Ritla (Rede de Informação Tecnológica LatinoAmericana), especialista em educação, questões de gênero e violência escolar, aprovou a ideia da escola gay.
- É importante que as pessoas que sofrem mais preconceito tenham seus próprios espaços. Não se trata de uma escola formal, mas de um centro de convivência, formação e diálogo - analisou.
Não acho que haja necessidade de se criar uma escola para gays, mesmo ela sendo apenas para cursos não profissionalizantes, da mesma forma que acho imbecil as cotas de negros nas faculdades.
A opção sexual, crença religiosa, etnia, cor de pele, cultura, são itens tão arraigados na sociedade brasileira que basta apenas propagá-las, e não segregá-las. Isso fere o que muitos vem tentando com o apoio a lei contra homofobia. De um lado há luta pela igualdade, do outro um divisão clara de você é gay e você é hetero, você é branco e você é negro, você é católico e você é evangélico Quanto mais isso ficar evidente, maiores as dificuldades de aceitação da sociedade, no fim pastores ainda pregarão que os gays são as bestas do apocalipse em rede aberta de televisão.
Campinas não precisava se expor a esse ridículo. Curso de Drag Queen, chega a ser uma piada. Corte e costura? Por que eles não anunciam que a escola dará apoio psicológico a gays e familiares, ou usarão o código penal para ajudar a combater a violência.
E os organizadores dizem, que aceitarão matriculas heterossexuais. Espera um pouco, quem (dentre os heteros convictos, e discriminadores) irá se matricular pra fazer cursos oferecidos apenas para o publico gay?
Não sou preconceituoso, já disse muitas vezes isso, mas não encarei essa questão, com bons olhos. Não acho que tenha fundamento toda essa história. Não acredito serem o apocalipse, mas por favor, os organizadores podiam ter pensado em algo mais produtivo pra sociedade.
Enfim...quem acha que isso é interessante, que se matricule...to vendo é que a população de estudantes vai aumentar no ano que vem...rs rs rs.e pra esse ano, ta eleito o mico de 2010.
abraço a todos

LAGRIMAS

Existem dias que do nada acordamos melancólicos, com aquele nó na garganta.
É natural nos sentirmos assim, seja por causa de um problema pessoal, pela saudade de alguém, ou simplesmente por motivos que não são facilmente verbalizados.
Eu tenho uma tática para dias assim. Não sou uma pessoa de choro fácil, apesar de muitas coisas, até simples me emocionarem, mas sentar e chorar, é muito difícil. Então procuro filmes daqueles que inevitavelmente cai-se em prantos e pronto, ta feito. Choro de soluçar, sozinho, em frente a TV.
O choro não é exclusivo da sensibilidade feminina. Nós homens, podemos, alias, devemos chorar as vezes. Como disse, seja por um motivo plausível, ou apenas pela necessidade melancólica de colocar um sentimento ruim pra fora.
É sabido que quem expõe emoções vive mais, tem seu coração preservado. Introspectos, que não falam de sentimentos, morrem de infarto muito cedo.
Então para você que hoje ta com esse nó na garganta, segue um clipe, de umas das musicas mais tocantes que existe. E se no final sentir vontade de chorar, faça, sem medo, sem preconceito. Se for homem, lembre-se que chorar não te faz menos macho. Se precisar de um ombro amigo, o meu está aqui.

video

Perhaps Love

Perhaps love is like a resting place, a shelter from the storm.
It exists to give you comfort, it is there to keep you warm
And in those times of trouble when you are most alone
The memory of love will bring you home

Perhaps love is like a window, perhaps an open door
It invites you to come closer, it wants to show you more
And even if you lose yourself and don't know what to do
The memory of love will see you through

Love to some is like a cloud, to some as strong as steel
For some a way of living, for some a way to feel
And some say love is holding on and some say letting go
And some say love is everything, and some say they don't know

Perhaps love is like the ocean, full of conflict, full of pain
Like a fire when it's cold outside, thunder when it rains
If I should live forever, and all my dreams come true
My memories of love will be of you

Some say love is holding on and some say letting go
Some say love is everything and some say they don't know

Perhaps love is like the ocean, full of conflict, full of pain
Like a fire when it's cold outside, thunder when it rains
If I should live forever, and all my dreams come true
My memories of love will be of you

(John Denver & Placido Domingos)

abração a todos.

ELA É DEMAIS....

Sabe aquela sensação que se tem depois de ver um filme no cinema ou mesmo em casa, que ao aparecer os créditos você suspira e diz: GOSTEI!!!, com aquela coisa boa de ter valido cada minuto do seu tempo dedicado ao filme.

Há muito não sentia isso, e sou grato por Meryl Streep ter me arrancado esse tão adorável suspiro.

"It´s Complicated" ( não sei ainda qual o título em português) é o novo filme de Meryl, ao lado de um já maduro Alec Baldwin e Steve Martin, impecável.

É difícil mensurar o quanto adoro Meryl Streep. Não sou de arroubos de fã, não tenho ídolos que idolatre, mas alguns artistas me fazem feliz ao vê-los em cena. E são poucos.

Meryl tem um poder de se transformar, de encantar, de nos surpreender, que acredito, não há igual no cenário hollywoodiano de hoje. Após “O Diabo Veste Prada”, “Doubt”, “Mamma Mia”, era impossível pensar que pudesse criar outros personagens tão diversificados, e ela me aparece como uma típica dona de casa americana dos anos 50 em "Julie & Julia", impecável, na composição física, sotaque e tudo mais. Admirável, e possivelmente indicada ao Oscar.

Mas ela não merece o premio apenas por isso, mas também por sua belíssima Jane de "It´s Complicated". O roteiro é doce, na medida certa, engraçado, tocante, e com 2:00 hs que passam como minutos, tamanho prazer em vê-la em cena. É muito bom ver as marcas da vida no rosto de uma veterana, que aos 60 anos, se mostra tão sexy, como uma garota de 20. Aplausos, e centenas de “bravos” a ela.

Esse estágio da vida de um ator deveria ser reverenciado, com eles ainda vivos, na ativa. Premiados quando se pode agradecer, e saber o quanto é importante como artista. Homenagens póstumas são pra quem?

Saudações e reverencias mil a Meryl Streep.

Indico o filme, e digo: assistam sem esperar por algo, apenas sentem-se, acomodem-se e deixem a fita rolar. Garanto o suspiro no final.

Abraço a todos.

Gêmeos fedidos...

Posso ser um trintão, que inevitavelmente caminha pra ser quarentão...e olha que nem falta tanto tempo...rs...mas mesmo assim não perco meu espírito de moleque, e o que mais me diverte é conversar com criança, adolescente, e pessoas que são antenadas e cheias de novidades.
Gente chata, rabugenta, sem humor, ou como diz minha sobrinha, “sem ritmo”, estão fora. Curto gente que pega uma piada no ar, que tem um pouco de sarcasmo ( na medida certa, por que gente que vê tudo com olhos desconfiados, tb não dá), irônico, alegre, e que no mínimo saiba alguma coisa do que se passa em volta. Alienados, tchau.
Por isso que dentre os vários personagens que nos últimos anos tem nos proporcionado riso solto, os gambazinhos que dividem a cena com os pré históricos personagens de “ A era do Gelo” são meus favoritos, claro que tirando Sid, a preguiça hors-concours.
Um vídeo com alguns momentos dos inseparáveis irmãos gambás.

video

Abraço a todos.

VOU APANHAR

Ta bom, ta bom, ta bom....confesso...
Ontem eu assisti BBB10...
Eu havia dito que merecia ser espancado em praça publica se esse ano eu assistisse Big Brother, e ontem não resisti e acabei vendo a eliminação da Miss.
Mas prometi a mim mesmo que não ficarei empolgado, nem torcerei pra ninguém. Ano passado aquele canalha que nem lembro mais como se chama, que ganhou o programa, teve o que mereceu, um ostracismo imediato. Graças, que não deram a ele o mesmo tratamento do Alemão, vencedor da edição 7.
Mas o povo escolhido desse ano tem algo interessante. Algumas pessoas muito inteligentes em meio a bundas e músculos falantes. A tal menina que foi escolhida por ser sensação no Twitter, no meu entendimento de BBB, cai fora logo. Articulações sobre votos no inicio do programa, quando o publico ainda ta conhecendo o povo, não resulta em bons créditos.
Os dois gays que achei estivessem perdidos no meio dos bombados até que estão interagindo bem. Mas fica no ar aquela coisa um tanto hipócrita dos rapazes dizerem que não tem preconceito. Claro, quem será o idiota de demonstrar algum tipo de ojeriza pelos homossexuais da casa, e virarem vilões perseguidos e massacrados, como aconteceu na edição onde discriminaram Jean Willis. O povo quer mais é ser amiguinho das bibas, e ganhar a simpatia dos adeptos.
Mas como sempre, desfiles de biquínis e sungas o dia todo. A fórmula continua a mesma, com alguns acréscimos para quebrar a rotina, como a adição de dois BBBs antigos, que na minha opinião, não deu muito ibope. Escolheram dois dos piores participantes, que após anos, voltaram mais horríveis do que eram.
A Miss eliminada ontem transformou-se num travesti. O outro, de nome Dourado, é tão asqueroso, tão repugnante, que não quero falar dele, apenas espero que seja eliminado quanto antes, por que sua imagem no vídeo causa repulsa.
No mais é isso, dou a mão a palmatória. E deixo que me batam...rs rs rs...mas pouco, por que eu adoro reality, não estou vendo a Fazenda 2 e nem o outro do SBT que prende o pessoal numa jaula,, por isso tenho credito. Alias, a Fazenda 2 é o pior programa do gênero já apresentado. A primeira edição tinha sido tão boa, apesar do Dolabella não ter merecido o premio. E dizem que em maio vem a 3° edição. A Record definitivamente está querendo ficar aleijada, por que dar tantos tiros no pé, seguidos, vai acabar ficando sem eles.
Me ponha no tronco, me bata, me chame de Isaura...rs rs rs rs..

abração a todos

SER ou não SER adolescente.

Me aproprio da obra de Casimiro de Abreu hoje para montar meu post:
" Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores..."
Como é bom ser criança e como é angustiante chegar aos dezoito. Incrível como ao atingirmos essa idade tudo passa a ser tão passional, tão acelerado. A vida se resume ao que se quer nesse momento. O jovem de dezoito anos não pensa na sua vida aos 30, afinal está tão longe!
O imediatismo que o pós adolescente vive, suas novas decisões são tão cruéis para uma cabecinha que ainda não se desprendeu dos anos que os hormônios cozinharam a mente, que chega a dar pena.
A escolha da profissão, que ditará o futuro, o primeiro amor, o exército que aflige o menino obrigado a alistar-se. A falta de compreensão do adulto que perdeu a noção de como ter 18 anos é atroz. Não sei em que ponto torna-se pais, apaga das mentes adultas o sofrimento da duvida.
Quantas lagrimas são derramadas na adolescência pela falta de compreensão. Linhas e linhas deixadas nos diários formando grandes obras de ficção. A cabeça de um adolescente fantasia a realidade transformando-a numa história de aventura e sofrimento. Por que sofrer nessa idade é irrefutável.
Já não bastasse o corpo ainda estar em transformação, as espinhas pipocarem nos rostos imberbes, há ainda a dificuldade de lidar com a paixão, com o amor, com sentimentos de rejeição. Um dia, você estuda, se forma, e chega aos 30 anos. Der repente a caixa de pandora se abre e você enxerga tudo, com tanta clareza que o sorriso torna-se inevitável.
Dar conselhos a um adolescente (que tapa os ouvidos para as verdades) é esmurrar pontas de facas. Não há como convencê-los que estão indo pro caminho errado. O Maximo a fazer é tentar orientá-los para que o estrago seja mínimo.
Beber, fumar, sexo, baladas, vestibular, choro, passar mal depois da farra...tudo isso é sinônimo de adolescência. E deve sim, ser vivido ao máximo, enquanto o viço da pele permite, o compromisso com a sociedade é só não transgredir leis.
A maturidade vai chegar, queiram ou não, e convenhamos, é muito bom ter histórias para contar.
Abraço a todos

AMIGO

Vasculhando alguns arquivos encontrei esse vídeo que havia baixado logo após o show que Roberto Carlos fez no Rio , pra um Maracanã com 70 mil pessoas e tantos outros milhões de fãs espalhados pelo Brasil.
O Rei é o Rei...indubitavelmente o Rei.
Na biografia de Erasmo lançada no fim do ano de 2009, ele comenta nos últimos 3 capítulos a amizade de mais de 50 anos com o Roberto, e as centenas de composições que fizeram juntos. Fala sobre as esquisitices, sobre o fato de não querer mais compor musicas românticas em parceria (fato acontecido após a morte de Maria Rita) e tantas outras coisas bonitas que amigos vivem, quando há respeito entre eles.
O vídeo emociona por que mostra dois homens passados da meia idade, com marcas profundas deixadas pela vida. Amores perdidos, filhos e netos e uma vida de sucesso.
Amigos deveriam cantar para os outros. Todos deveríamos ter a capacidade de expressar o sentimento maior de amor aos amigos de uma forma que o mundo soubesse, como fizeram os dois.
Irmãos são impostos pela vida, não podemos escolher se queremos ou não. Amigos você deve, pode escolher.
Eu também queria ter um milhão de amigos, como diz a canção de Roberto. E que todos olhassem com sinceridade nos meus olhos, e fizesse por mim o que os irmãos não fazem. Amigo é espelho, nele você enxerga o quanto você é ou não um sujeito bom.
Dedico o post a todos meus amigos, até os virtuais, por que de coração, mesmo não conhecendo pessoalmente, a estima é grande.

video

Bom fim de semana a todos.

O PERFUME

Hoje vou expor meu lado fútil... rs rs rs.
Ter um traço na personalidade que beire a frivolidade não faz mal a ninguém, desde que se controlem os impulsos ou não deixe que se torne forte o bastante para que as pessoas te usem como exemplo dessa superficialidade. Bem, mesmo que eu quisesse, não conseguiria ser superficial, mas como um ser humano normal que sou também tenho lá meus hábitos consumistas.
Abordei o tema acima para falar de “coisas” que gosto, como relógios, sapatos, e meu ponto fraco: Perfumes.
Tenho vaidade na medida certa, me visto dentro de um padrão que pode ser considerado bom, conheço o que é de boa qualidade, o que veste bem, isso nem sempre quer dizer o mais caro. Mas perfume me tira do sério. Quando há algum que eu gosto, digo que não é uma questão de querer, mas de precisar...rs rs rs.
Acho fundamental que as pessoas sejam asseadas, usem bons sabonetes, tenham os cabelos bem cortados e cuidados. A aparência é o cartão de visita de qualquer pessoa. Por mais que digam que isso não é o bastante, que o importante é o interior, acho uma puta conversa fiada. Sou arquiteto e sei que a beleza, desde os primórdios da vida humana é essencial. Se fosse assim, moraríamos em cavernas, e não em belos edifícios, compraríamos em belos shoppings, e procuraríamos belos(as) pessoas para nos relacionarmos.
Vinicius de Moraes já dizia: Me perdoe as feias, mas beleza é fundamental.
Até quando comemos preferimos o bonito. Visto que se olharmos um prato bem servido, quero dizer no sentido de bem decorado, a boca logo se enche de saliva, por que também comemos com os olhos. Se não fosse assim, poderíamos bater todo o alimento no liquidificador e tomarmos a gororoba resultante, por que a digestão seria bem mais fácil.
Mas voltando a minha veia fútil, nos últimos dias venho querendo um, ou precisando de uma das fragrâncias lançadas ano passado pela D&G.
Não gosto muito da linha que D&G produz, acho que serve muito para as bichinhas saltitantes que borboleteiam pelos shoppings da vida ( não tomem esse comentário como preconceito, por favor). E perfumes da marca também nunca me atraíram até então, sempre fui para linha de Kenzo, Calvin Klein, Armani e etc. Mas dentre as 5 novas fragrâncias lançadas com todo alarde a de número 1, é sem dúvida meu numero...rs rs rs.
Denominada New Fragrance Anthology – D&G criou 5 fragrâncias distintas e unissex. Como para cada uma, segundo uma expositora, diz respeito a personalidade, experimentei todas, mas a que caiu em cima, foi a número 1 – Le Bateleur.
A propaganda para o lançamento trás 6 super top models, incluindo Fernando Fernandes, ex BBB, hoje paraplégico. E claro, como a marca é tão evidentemente alternativa, Freedom na voz de George Michael embala o comercial.
É isso. Se algum de vocês, como eu, adora perfume, vale a pena ter aquele que se assemelha a sua personalidade, mas dou uma dica: nas lojas especializadas cada um dos frascos sai por volta de R$ 300,00. Se estiver saindo do país, ou tem um amigo, parente que esteja, peça para trazer do Duty Free, por que lá, são apenas U$ 59,00 ( cerca de R$ 109,00).

video

video

Fragrancia 1 - Le Bateleur - Tyson Ballon

Ps.: a de número 3 - L´Impératrice, tras Naomi como referencia...rs rs rs...esse é pra quem gosta de bater com cabides nos empregados...rs rs rs...não podia perder a piada.

abraço a todos

BOBAGENS PARA UMA TERÇA FEIRA CHATA

Coisas que mudam o sentido da vida.


1 – a Absolut Vodka lançou uma pesquisa dizendo que ao consumir álcool as pessoas ficam mais bonitas, ou enxergam os outros de forma mais atraente. Pesquisa publicada pelo Uol Ciencia. A bebedeira aumenta a alto estima, inclusive em frente ao espelho.
R.: tanta coisa importante pra se pesquisar, tantas doenças a serem tratadas inclusive o alcoolismo e neguinho gasta para lanças uma Vodka com o titulo de Absolut Beauty....ehhh falta do que fazer.


2 – Big Brother Brasil 10, estréia hoje e não tem numero definido de participantes.
R.: Quero ser espancado em praça pública se eu assistir Big Brother esse ano...Me recuso após ter perdido três meses acompanhando o programa ano passado e terem no final consagrado aquele verme como vencedor.


3 – Pesquisas comprovam que o Rivotril (um tranqüilizante, que age como inibidor da ansiedade) é o segundo remédio mais vendido no Brasil, segundo pesquisas em 2008 vendeu mais que os conhecidos Buscopan, Tylenol e Hipoglós, que são comercializados sem receituário médico.
R.: concluímos que o brasileiro tem mais ansiedade e neurose do que dor de barriga, febre e bunda assada.

Essa não toma Rivotril



4 - Chegou ao fim o impasse sobre o portal da Cidade de Americana ( interior de São Paulo). As esculturas “gordinhas” que segundo o artista plástico que as criou simbolizava um homem e uma mulher segurando um arco que na verdade era um pedaço de tecido (lembrando que a cidade ficou conhecida por possuir dezenas de fabricas de tecido), e que custou R$ 800.000,00 para serem confeccionadas, foram demolidas neste final de semana que passou. O artista plástico não foi encontrado para comentar o feito...rs rs rs.
R.: O tempo em que se borrava um quadro e dizia que era arte abstrata, que se fazia um montinho de argila que mais parecia uma cagadinha, e todos aplaudiam, passou. O povo não engole mais esse tipo de engodo. Sejamos francos, as esculturas são medonhas.


5 - Conforme o jornal “Daily Mail”, Sammy Burns e Megan Barton queriam uma chegada mais original do que uma limusine ou um táxi preto. A mãe de Sammy teve, então, a ideia de “fantasiá-las” de Barbie. “Quando Sammy era criança, ela amava as bonecas Barbie. Achei que elas poderiam ir em caixas, como a boneca”, disse Debbie Burns, 44 anos.
R.: Ah tha...to achando que essas caixas eram dos garotões em volta. Pelo tanto que estão agarrados, eles dormem nelas...bonecas!!! rs.


BOM DIA A TODOS

A ESTRELA DALVA

Meu post de hoje é dedicado a dois personagens da cultura brasileira que pouco conhecia: Dalva de Oliveira e Herivelto Martins, brilhantemente homenageados pela Globo na semana passada.
Enquanto pensava para escrever esse texto, surgiu a dúvida se queria falar das personalidades reais, ou da interpretação minuciosa e rica de Adriana Esteves.
Gosto de teledramaturgia, nunca escondi isso de ninguém, muito menos no blog, e o que vi semana passada (acho formidável uma minissérie de 5 capítulos) foi algo que só nos áureos tempos de Boni na Globo se via.
Tudo, da cenografia a voz, do figurino a luz, impecavelmente cuidados.
Fabio Assunção no meu parecer sempre foi um “galãnzinho” mediano, de interpretações previsíveis, mas a direção de Denis Carvalho e o esforço do ator em representar fielmente Herivelto Martins, pode sim arrancar aplausos meus.


Mas nada se compara a Adriana Esteves, e sua Dalva de Oliveira passional, mãe, artista e grande estrela da musica popular brasileira. Para alguém recém saída de um seriado ridículo como o Toma Lá da Cá, com uma personagem pobre, no contexto geral, encarar o desafio que lhe impuseram e brilhar, é algo para quem tem talento, de sobra.
Consegui acompanhar os 5 capítulos na integra, e a cada dia a história seguia com uma vertente que hora nos emocionava, outras nos fazia rir. Alguns podem dizer que o ultimo capitulo na sexta feira beirou a mexicanice por ser altamente emocional, mas creio que não poderiam ter escolhido um desfecho mais apropriado para uma história tão escandalosa como as dos dois, sem que nos instantes finais nos fizessem chorar.
Essas produções é que nos orgulham por sermos os melhores a produzir teledramaturgia no hemisfério sul, alias, a Globo, por que nos últimos tempos a Record que caminhava tão bem, voltou ao posto de estagiária de artes dramáticas e as demais emissoras, bem, sem comentário.


“ Dalva e Herivelto, uma canção de amor”, é o tipo de programa que não será reprisado nunca, pelo próprio formato com que foi produzido. Teremos talvez um DVD futuramente. Surpreendente para mim foi gostar de uma história tão distante dos nossos dias, tão anos 30 e 40. Apesar de respeitar os artistas da era de ouro do radio no país, pouco me atraia ouvi-los, e no fim das contas me peguei cantarolando musicas que talvez estivessem no subconsciente, cantadas pelos pais e avós na minha infância.
A Adriana Esteves todo meu apresso, e as honras de grande dama da TV brasileira. A Fabio Assunção os parabéns pela volta por cima. A Denis Carvalho um reverencia pelo talento de construir tão bem a história junto de Maria Adelaide Amaral. A Rede Globo, o obrigado por nos presentear com algo tão primoroso logo no início do ano.

É isso...boa semana a todos.

AMIGOS DE INFANCIA

Sempre ao iniciar o ano, após uma parada obrigatória para as festas, temos a impressão que tudo será renovado, que a vida começará de novo, transformada e bla bla bla. Bem, os ânimos voltam revigorados, mas já na primeira semana de trabalho percebemos que pelo menos isso não mudou. A mesma rotina, as mesmas buchas, e o mesmo pessoal falando a mesma coisa...rs
Mas em outros aspectos o Ano Novo trás esperanças e metas. Em Janeiro de todos os anos, faço uma lista com 10 itens que quero muito que aconteçam no decorrer dos meses. Apenas em 2006 nenhum dos itens se cumpriu, nos demais pelo menos 70% foi garantido. A desse ano ainda está sendo pensada.
Não sei os astros operam renovações na vida de cada um, mas nessa primeira semana, mesmo tendo voltado a rotina, algumas coisas aconteceram de novidade. Uma delas foi reencontrar uma grande amiga de pré adolescencia. Parando pra pensar eu a conhecia desde 1984 por aí, ou seja, 26 anos. Dificil de encarar esse fato que você tem um amigo de 3 décadas...rs rs rs, enfim, cruzamos sem querer no Carrefour ao lado de casa, eu comprando bugigangas engordativas. Havíamos perdido o contato por volta de 95, eu estudando em Campinas, ela acredito que viajando pra Espanha. Aqueles acasos onde nem o Google sabe por onde a pessoa anda.
Conversamos por um tempo, e na verdade puxei esse assunto para comentar outro, que docemente me causou prazer. Como disse, estudamos juntos em toda na infância e inicio de adolescência. Entre 5° e 8° série tínhamos uma professora de Português carrasca que me comparava ao meu irmão o tempo todo ( ele havia sido o queridinho dela anos atrás). Chegava a capacidade de trocar meu nome, ou dizer: Seu irmão não tiraria uma nota dessas! Para um pré adolescente tímido isso era a morte. Porém tenho que dar a mão à palmatória, por que se hoje tenho o habito da leitura, dois livros escritos e centenas de crônicas e contos, foi pelas mãos dela que cheguei a tal. Também perdi o contato e nunca mais a vi, mesmo sabendo hoje, que mora a 500 m da minha casa. Podem perguntar, mas como isso, como nunca a viu? Simples, ela era uma jovem de 40 e poucos anos, magrinha, esbelta, e hoje ta obesa mórbida, muito envelhecida. Não sei por que, mas me deu um conforto interior saber disso...rs rs rs. Não me levem a mal.
Mas algo me conforta mais ainda, de todos os meus amigos de ginásio, colegial, faculdade, sou dos poucos que não mudou quase nada, ou pra dizer a verdade, melhorou com o tempo, rs rs rs. Tem muita gente que virou um bagulho. Isso massageia o ego, e conforta o Narciso que mora dentro de mim...rs rs rs
Abração a todos, bom fim de semana.
Narciso - Caravaggio ( 1594 - 1596)

Volta a rotina

Quando Criança, na escola, assim que voltávamos as aulas no inicio do ano, com aquele frison todo de uma nova turma, uma nova série, as professoras de português logo diziam: Vamos fazer uma redação sobre as férias...rs rs rs. Lá íamos nós contar o que havia acontecido de interessante no verão passado...rs
Bem, hoje adulto, é mais fácil de expressar os acontecimentos das férias, que na verdade são apenas recessos de fim de ano.
Tudo começa no dia 24 e o fatídico limpador de para brisa do carro que resolve morrer. Difícil é encontrar alguém que se prontifique a olhá-lo e consertá-lo na véspera de natal. Pronto ferrou tudo, viagem dia 26 e tudo mais. Alguém faz macumba, por que nos últimos 4 anos, seja lá o carro que eu tenha, acontece alguma coisa nas vésperas de viajar, que me impedem de ir, ou atrasa tudo. Preciso ficar esperto em 2010.
Ceia de natal em casa, família reunida, toneladas de pratos a serem feitos. Ninguém levou nada, ninguém contribuiu com nada...rs rs rs...Isso to acostumado, nem combino mais nada com ninguém. Beleza...horário programado: 8:00 hs, por que após minha ceia, festança na casa de amigos. Irmão chega com a família as 9:30, enquanto todos já estavam desde as 7:45. Um dia cozinhando, e os ânimos natalinos pra lá de Bagdá.
Sobrinho entra como o demônio da Tasmânia, (literalmente, parecendo um furacão). Abraços, cumprimentos, e ceia servida. Tava puto, não queria nem confraternizar. Comentário jocosos do irmão ( como sempre) sobre a belíssima ceia servida, modéstia a parte, muito bem elaborada. Troca de presentes, crianças eufóricas, embrulho pra ca, embrulho pra lá, e recebo do mesmo a minha”lembrancinha”. Uma vela de 5 centímetros aromatizada, em formato de vasinho. Hã hã hã...(som de pigarro sendo tirado da garganta)...é.....é....deixa pra lá.
Festa no amigo pós ceia, fenomenal. Dia 28, segunda feria corre corre pra consertar o limpador, do qual a noticia é: impossível manutenção, a peça tem que vir de fabrica ( um chip, que nem é do porra do Pedro) codificado com o numero do chassis, caralhérrimo. Ferrou! Promessa de conserto no dia 29 até as 12:00 hs. Mentira, nada ficou pronto e viajei sem limpador mesmo. Mas há para quem se interessar em saber, um produto impermeabilizante para o vidro que funciona que é uma beleza. Nem fizeram falta os limpadores.
Praia com chuva, viagem a cidade vizinha frustrante, muita comida, muita dormida e dias de descanso, merecidos.
Ao retornar, transito absurdo de caminhões em São Paulo. Ânimos indo pro brejo. Ao chegar em Campinas e descarregar o carro, um formigueiro inteirinho se instalou dentro do carro, no banco de trás. Ao tirar as malas, centenas de ovas sendo carregadas de um lado a outro. Muito veneno, aspirador de pó e carro pra lavar. De brinde, um besouro gigante. Para quem não sabia onde estive, pensou: Putz, esse deixou o carro no meio da floresta.
E assim professora, foram as minhas férias.
Feliz ano Novo.

De volta a labuta

Ano Novo...vida nova, e casa suja, precisando de uma varridinha.
Voltei hoje da pequena viagem que fiz...amanhã começo novas postagens.
O post de hoje é só pra dar boas vindas a novos leitores do meu blog, e varrer alguns comentários anonimos deixados na minha cx postal enquanto estive fora.
Criticas ao blog são bem vindas quando a pessoa se apresenta, deixa nome, ou algum tipo de contato. Baratas fetidas que circulam por blogs deixando recados malcriados, sem nexo, sem assinatura, são totalmente dipensaveis. Se um ser gosta de exprimir sua opinião, e acha valido, assine...se esconder atras de anonimato desde os primordios é algo sordido.
Aos bons amigos que aqui circulam...FELIZ ANO NOVO.
abração...e boa semana.