UMA GRANDE HELENA

Dia desses lia criticas sobre artistas, no geral programação de TV aberta, mais precisamente, a novela Viver a Vida.
Falavam que Taís Araújo, no personagem Helena, não estava dando conta de fazê-la como as grandes atrizes convidadas por Manoel Carlos no passado, o fizeram.
Injustiça com Taís.
Verdade que não tenho mais acompanhado a novela diariamente, por que acho o texto chato, as situações não mudam, e sempre que volto, tenho a sensação de uma mexicanisse, por que passa uma semana, e Lilia Cabral, Alinne Moraes e tantos outros estão no mesmo diálogo.
A formula de Maneco sempre obteve resultados surpreendentes em relação a ibope. Discutiram-se grandes temas, como em “Por Amor” que Regina Duarte entrega seu recém nascido para a filha criar. Continuo achando um dos melhores temas já expostos numa novela.
Falar da tetraplegia de Luciana é sim, muito importante. Mas sabemos que a recuperação é lenta. O que não dá pra entender é que o personagem Dora (Giovanna Antonelli) ficou grávida ao mesmo tempo que Luciana sofreu o acidente. Luciana ( Tetraplégica) em poucos meses já está sentada, quase andando, se formos ver, e a barriga de Dora não cresceu nada. Esses problemas de tempo numa novela são faceis de compreender, desde que não seja gritante como este. Afinal o autor tem licença poética, mas nem tanto, quando se trata de um texto tão real, como os de Maneco.
Mas voltando a Helena de Taís Araújo, acredito que ela está dando conta sim da personagem. Uma modelo sofisticada, vinda de família simples, negra, de uma beleza incomum. Tudo isso Taís tem, e mais, muito talento. Com o que ela não pode brigar, é com a péssima escalação de elenco. O problema não está em Taís, mas em José Maier. O personagem dele, Marcos, não cabe ao ator.
Não desprestigio o talento de Maier, mas acho equivocada sua escalação. Um homem cinqüentão, que tem obsessão em namorar modelos, é infiel por natureza, rude, arrogante, tem toda a cara de José Maier, pelo histórico de personagens, mas nesse caso, ele não tem química com Taís Araújo. Ele acaba prejudicando a personagem Helena.
Quando olhamos para Maier, nota-se perfeitamente que há uma barreira intransponível entre ele e Taís. Talvez Edson Celulari, fosse mais convincente. A impressão que se tem, é que “marcos” caminha paralelamente na trama. Há um certo desconforto no personagem.
Tiago Lacerda, não combina como filho de José Maier, Lilia Cabral se esforça para convencer que é uma ex mulher, as filhas tentam parecer reais quando o chamam de pai, mas o personagem não convence.
Taís Araújo é sim uma ótima Helena, e provou quando contracenou com Lilia Cabral, nos momentos dramáticos da novela. Convence quando está cara a cara com Alinne Moraes. Mas é neutralizada na presença de José Maier.
O pecado da trama não está no atraso da entrega de textos, está na escalação errada dos atores.
Palmas para Taís Araújo, por que é sim uma grande atriz, e ainda será capaz de provar isso, quando entrar para a história das Helenas de Maneco.
Abraço a todos.

3 comentários:

Ruy disse...

Mas é aquilo, né? As pessoas gostam de críticar, principalmente quem se arrisca em algo novo, dá a cara tapa.

Também acho que a Thais araújo tá se saindo bem, faz uma personagem verossímil, que poderia ser uma mulher de verdade. A birra do povo é com a novela, que realmente já tiveram melhores.

Paciência.

Serginho Tavares disse...

concordo com você
a Thaís esta muito bem na novela mas o texto não ajuda em nada
a novela não sai do lugar
além disso José Mayer ja viveu quantos personagens como este? ele não está a vontade no papel. parece que foi obrigado a fazer
o elenco também é imenso! tem gente que entra muda e sai calada
também acho que Thiago Lacerda, um ótimo ator por sinal, mas é estranho como filho do Mayer...
enfim, Maneco perdeu a mão, depois de sucessos como História de Amor, Por Amor e Laços de Familia ele vem com essa xaropada sem fim.
entre mortos e feridos tiro a Thaís que nem precisa provar mais nada!

Antonio de Castro disse...

eu não vejo essa novela, mas adoro a Thaís Araújo e gostei muito das cenas que vi ela com a Lilia Cabral e com a Alinne também.

o povo gosta de falar mal, de pressionar, de colocar a pessoa pra baixo.

Imprensa marrom de merda essa!