Ser adolescente é.....

Esses dias li sobre a evolução adolescente no blog do Mike ( Season 5) e suas peripécias da fase mais critica do ser humano e parei um pouco pra analisar.
Às vezes eu não disseco um assunto por completo no momento em que estou pensando mas o faço aos poucos e gradativamente. Depois de ler sobre os percalços de meia dúzia de adolescentes, voltei no tempo, mais precisamente duas décadas e meia e lembrei a minha fase de termino de ginásio, do ingresso no segundo grau e das pessoas que cercaram meu mundo nessa época.
Por uma coincidência do destino há três meses mais ou menos reencontrei uma grande amiga da época de colegial, graças à interatividade do Skype. Achei-a procurando uma pessoa homônima. Isso me fez realmente voltar ao passado, e com a ajuda de lembranças fotográficas enviadas por ela, recriar todo um clima dos meus 15 anos.
Ta certo que o Mike, muitos anos mais jovem que eu, tem situações muito mais frescas na memória, e o atenuante de que registrou no seu diário virtual o que se passava, dia a dia. Eu busco nas recordações que a memória permite, e muita coisa já se perdeu.
Esse exercício de relembrar o passado é ao mesmo tempo um Oasis de rostos, situações saudosas, mas também um certo gosto amargo por reviver momentos dramáticos. Como disse, não é fácil ser aborrescente.
E com isso eu acabei parando para analisar que adoro adolescentes. Tenho sobrinha nessa fase e conclui que eles são o combustível da vida. Se canalizássemos a energia dos adolescentes, teríamos luz pra uma cidade como Campinas por 1 ano...rs.
Se eles se dessem conta da beleza que são suas vidas, dramas corriqueiros ficariam para trás. Mas essa insanidade que o adolescente vive é talvez o que embeleza sua aura.
O adolescente nos presenteia com sensações, com histórias, com um humor muito próprio deles, e isso eu posso me vangloriar, possuo ainda parte desse humor. Talvez por isso tenha um contato tão bom com eles. Não sou um trintão retardado...rs rs rs, mas como diz minha sobrinha, tenho ritmo.
O que para nós adultos se faz triste, é lembrar que já tivemos o mesmo viço, a mesma energia, e não soubemos o que fazer com ela. Lendo uma critica sobre o filme Benjamin Button, vi exatamente isso, um corpo jovem com experiência e vivencias de um homem maduro. Mas no final das contas o drama nessa adolescência é a mesma. Tem-se conhecimento e o sofrimento por tê-lo. Então a julgar por isso, a fase adolescente é dramática de qualquer forma.
As gírias, a vida sem muito compromisso, a dramática decisão de fazer uma prova de português e querer ao mesmo tempo ficar jogando vídeo game ou conversando horas no telefone com as amigas, no MSN, no face book e tantos outras diversões que o mundo proporciona para o jovem de hoje, isso é que faz dos nossos pequenos adultos a esperança que o planeta se transforma, mas o ser humano continua o mesmo, só muda o cenário.
Se pudesse fazê-los entender que um dia a idade chega e com elas as responsabilidades inevitáveis da vida, faria com que sofressem menos. Uma pele que mostra as transformações hormonais não é o fim do mundo. A paquera não correspondida, o amor platônico, todo esse sofrimento é tão puro, é tão bom de viver, que um dia sentirão falta, ou concluirão que poderiam ter tirado mais proveito da situação. Não se aprende nada na vida se os problemas não machucam e depois cicatrizam.
Enfim, temos que viver cada fase sem querer atropelá-las. Sejam crianças, sejam adolescentes, sejam maduros, sejam velhos, sem querer inverter a ordem. Um moleque adulto de mais é chato, uma velha que quer ser mocinha é ridícula. É ficar de olhos abertos.

Abração a todos...

Bom fim de semana.

Minha sexta feira feliz

A Justiça britânica confirmou nesta quinta-feira que as batatas Pringles são realmente batatas.
Puxa vida, isso mudou minha vida. Hoje estou mais animado, disposto, feliz. As batatas Pringles que eu como há anos, são realmente batatas.

Engraçado, se precisou uma batalha judicial para provar que são batatas, um dos lados dessa ação estava afirmando que elas eram o que?

Pô deu medo agora...rs

Mas a justiça Britânica é sempre muito capaz. Falta eles provarem agora se Camila Parker Bowles, a periguete do príncipe Charles , realmente é mulher, por que pra mim isso aí traveco.

E decidirem se Yoko Onu é viúva de John Lennon ou eterna SPECTREMAN, JASPION, JIRAYA, ou qualquer que seja o personagem de seriado dos anos 80 japonês.

Pra mim ela é um cantor sertanejo.


Que diga o urso do cabelo duro aí embiaxo.

BONIIIIIITOOOO!!!!

Bom fim de semana a todos...

Abração

MULHER DE RESPEITO

Um dia fui contaminado por um universo que nunca mais deixei de amar...o universo Rodrigueano.
Pra quem conhece a obra sabe do que falo, mas para os que nunca tiveram contato, este universo é aquele dos anos 40, 50, 60, onde a classe média e a rica se misturavam e produziam histórias picantes encobertas na realidade, mas estampadas através da língua ferina de Nelson Rodrigues.
A mulher em suas obras é lasciva, provoca a luxuria, invoca a traição. Isso numa obra literária de ficção é o prato cheio de momentos de diversão. Mas que na realidade existem e machucam.
Falo sobre isso para poder exemplificar um personagem que me agrada demais na atualidade. Dona Norminha, vivida magistralmente pela atriz Dira Paes, em Caminho das Índias.

Sua sensualidade carioca, seus olhares gulosos, o andar, o traje, a franginha que cobre o rosto e como a própria atriz diz, de vez em quando descortinando-a, faz do personagem uma comédia digna de Nelson Rodrigues.
Dona Norminha é um junção de Gabriela, Viúva Porcina, Dama do Lotação, Tieta, Dona Flor, Capitu, e tantas outras mulheres ordinárias...rs rs rs da literatura nacional.
Há muito tempo que Dira Paes merecia brilhar no vídeo. Sua participação na “Diarista” enobreceu e ganhou notoriedade e claro, irritando a protagonista da série Claudia Rodrigues, insuportável, chata, e mal humorada.
No fenômeno nacional “Dois filhos de Francisco” estava ela, brilhando, verdadeira na representação da mãe dos guris sertanejos.
Caminho das Índias é um texto lento, nos formatos de Gloria Perez, mas uma coisa tenho que reconhecer, a autora sabe criar personagens populares, que facilmente caem no gosto do telespectador. Não sei se todos concordam comigo, mas Dona Norminha é um espetáculo a parte na novela das 8.

Como a trilha sonora do personagem diz: Você não vale nada, mas eu gosto de você.

video
Sucesso a Dira Paes, por que merece que o público a reconheça.
Abração a todos

KEN LEE

Não é só no Brasil que aparecem as "Solanges" e suas interpretações pessoais de sucessos americanos.

Essa figura, na versão do Idolos na Bulgária deixou sua contribuição única nos anais da musica internacional.

O video já rodou a internet, mas dei muitas risada, pra quem ainda não viu, vale a pena conferir.

video

abraço a todos.

Vale a pena ver o video.

Hoje meu blog completa 300 postagens.

Fiquei pensando no que postar, o que falar. Não me ocorreu nada em especial. Como todo mundo sabe, odeio as segundas feiras, então é o dia de menor criatividade pra mim.

Mas me lembrei desse vídeo que segue a baixo. Vale a pena parar um pouco e assisti-lo.

A paciencia é uma virtude de poucos. E saber usa-la é primordial, principalmente com os mais velhos, com nossos pais.

O mundo, as tarefas diárias, o stress nos deixa cegos e sem noção de que 1 minuto, um ato de paciencia vale muito para quem a vida já caminha devagar.

video

Espero que tenham uma ótima semana.....

abração a todos.