SOLTE SUAS FERAS, CAIA NA GANDAIA

Pra quem já passou dos 30, e para alguns antenados posso falar sobre um assunto, ou melhor de algumas mulheres, que logo saberão do que se trata: As Frenéticas.

Eu era bem criança quando surgiu a novela revolução da TV brasileira, Dancin Days. Gilberto Braga idealizou para as telas da Rede Globo um mix do que existia de mais moderno naquele momento, junto de uma trama tipicamente carioca, recheada de novos talentos e emoções mexicanescas.

Mas o quero falar é da abertura da novela, que trazia o grupo de mulheres despachadas, fanfarronas, e com o perdão da palavra “mocréias”. O titulo da musica é o mesmo da novela, e embalou a geração Saturday Nigth Fever, nas recém inauguradas discotecas.

Através da biografia da banda escrita por Sandra Pêra, umas das integrantes ( irmã de Marília Pêra) tem-se uma panorâmica do final dos anos 70 e o por que do surgimento da estrondosa e irreverente banda de mulheres nada a ver com o que o mercado pedia.

Dias atrás, sentado na Livraria Cultura, tive uma sensação de revival da minha infância, quando escutava abertura de Dancin Days, Feijão Maravilha. Uma época tão inocente para mim, mas que fervia em um país assolado pelo regime militar decadente, capenga, mas autoritário.

As roupas, o estilo, a juventude de astros como Ney Matogrosso, que engrossavam o coro da MPB naquele momento. Elis Regina, no auge da sua carreira, Nara Leão, Caetano Veloso e tantos outros. Muitos deles sobre a batuta de Nelson Motta, que está aí até hoje revelando o que nossa musica pode produzir de bom.

É difícil explicar para os jovens de 18, 19 anos o que é a sensação deste final de anos 70, e inicio dos 80. A atmosfera dessa época, uma certa inocência, tudo isso é tão delicado no memória, que chega a dar saudade. E não sou apegado ao passado, acho que isso é coisa de quem parou no tempo. Mas sentir essa melancolia da infância as vezes é gostoso.

Não curto reviver o passado através de livros que trazem brinquedos, programas, comidas de certas épocas. Fico sim, saudoso, por que muitas dessas coisas deixaram de existir, mas em compensação, quem poderia imaginar em meados de 1985, por exemplo, que 23 anos depois eu estaria aqui escrevendo isso, e publicando num espaço onde qualquer pessoa do planeta pode acessar.

Os anos 80 foram bons sim, por que eles deixaram na memória do país passagens inesqueciveis da nossa história, entre elas o Rock in Rio, o fim de um regime político e o inicio dessa nossa democracia corrupta, mas necessária. Fafá de Belém cantando o hino nacional no Fantástico em homenagem a Tancredo Neves morto, Rosana gritando " como uma deusa" aos 4 ventos, Blitz, Metrô, Radio Taxi, novelas de Cassiano Gabus Mendes. Clássicos do cinema como ET, Footloose, A cor Púrpura, e tantos outros. O surgimento de Xuxa, as noites de Show de Calouros do Silvio Santos, o Cassino do Chacrinha.

Aos que nem o disco de vinil conheceram daqui uns anos saberão o que é essa sensação de revival quando olharem para a infância e lembrarem do seu play station 2, totalmente arcaico....rs rs rs....

Boa semana pessoal.

5 comentários:

Jarbas disse...

adoro os 80's. pra mim foi o ano das grandes manifestações artisticas. no brasil e no mundo!

Demian disse...

Nossa que saudade!!! Realmente não tem igual... eu sou de 81 mas lembro bem do "cheiro" do "gosto" daqueles anos... era de inocência, de recomeço, de brinquedos de verdade, de brincar na rua, de pique esconde, de Balão Mágico... Sabe que aqui em Sampa tem a Trash80s... é o máximo se jogar lá e ouvir as trecheiras e clássicos daqueles anos... Palavra!!!

Mike disse...

Tenho muito orgulho de ter nascido na década de 80... ainda mais em 85, um ano muito importante na construção da democracia. Lembro de muita coisa que você citou porque já era muito atento e tenho saudades dessa época...

Marcos disse...

PARA MIM OS ANOS 80 FORAM TUDO DE BOM.... EU VIVI FORA DO BRASIL NESSA ÉPOCA E FOI UM GRANDE DIFERENCIAL NA MINHA VIDA....

ADORO 80´S

ABÇS

MA

Marcos disse...

PARA MIM OS ANOS 80 FORAM TUDO DE BOM.... EU VIVI FORA DO BRASIL NESSA ÉPOCA E FOI UM GRANDE DIFERENCIAL NA MINHA VIDA....

ADORO 80´S

ABÇS

MA